browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

O Que Precisamos Saber Sobre a Reunião de 2022 do WEF-Fórum Econômico Mundial

Posted by on 02/07/2022

À medida que a multidão de Davos retornou à Suíça para a primeira reunião presencial do WEF-Fórum Econômico Mundial em mais de 2 anos, vários tópicos estiveram na vanguarda da discussão em Davos. De energia à inflação, Ucrânia e globalização, critérios Metaverse e ESG, a reunião anual de aspirantes a [marionetes] elitistas viu discussões sobre uma ampla gama de tópicos teoricamente “urgentes”.

O Que Precisamos Saber Sobre a Reunião de 2022 do WEF-Fórum Econômico Mundial

Fonte: The Last American Vagabond.

Este artigo é uma breve olhada em alguns dos momentos de destaque da reunião deste ano. ( Devido ao fato de que existem literalmente centenas de palestras e painéis para revisar nesta última semana, pode haver investigações futuras adicionais com base na reunião do WEF 2022. )

Ucrânia

Enquanto a maioria dos diplomatas e chefes de estado participantes comentando sobre o conflito Ucrânia-Rússia se comprometeu a apoiar o governo ucraniano, o ex-secretário de Estado dos EUA Henry Kissinger começou a semana incentivando a comunidade internacional a ceder algum território à Rússia para que haja paz. 

“Idealmente, a linha divisória deveria ser um retorno ao status quo ante. Prosseguir a guerra além desse ponto não seria sobre a liberdade da Ucrânia, mas uma nova guerra contra a própria Rússia”, disse Kissinger.

As declarações de Kissinger indicam um possível apoio para permitir que a Rússia mantenha o controle da Crimeia e governe informalmente a região de Donbass. No entanto, na quarta-feira, o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy criticou Kissinger por suas declarações.

“Parece que o calendário de Kissinger não é 2022, mas 1938, e ele pensou que estava falando para um público não em Davos, mas em Munique daquela época”, disse Zelenskyy. “A propósito, no ano real de 1938, quando a família do Sr. Kissinger estava fugindo da Alemanha nazista, ele tinha 15 anos e entendia tudo perfeitamente. E ninguém ouviu dele então que era necessário se adaptar aos nazistas em vez de fugir deles ou lutar contra eles.”

Enquanto isso, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, disse que as negociações de paz com a Rússia não estão indo “a lugar nenhum” [como quer o hospício ocidental].

Os próximos dias e semanas revelarão se a multidão do jet set globalista ouvirá o mentor de Klaus [Rothschild] Schwab, Henry Kissinger, ou o fantoche ocidental, o ator/presidente/comediante/khazar/palhaço Zelenskyy.

Censura do Youtube

A CEO do YouTube, Susan Wojcicki, consolidou ainda mais o compromisso de sua empresa de censurar informações que não se alinham com as narrativas [agendas] oficiais defendidas pela mídia pre$$titute$ corporativa. Wojcicki fez os comentários a Alyson Shontell Lombardi, editor-chefe da revista Fortune, quando perguntado se os esforços do YouTube para censurar informações erradas sempre serão um “trabalho em andamento”.

“Acho que sempre haverá trabalho a ser feito porque sempre haverá incentivos para as pessoas criarem desinformação”, disse Wojcicki. “O desafio será continuar à frente disso e garantir que estamos entendendo o que são e as diferentes maneiras que as pessoas podem usar para tentar enganar nossos sistemas e garantir que nossos sistemas estejam à frente do que é necessário para garantir que estamos administrando isso.”

Como relata o Reclaim The Net , o YouTube já excluiu mais de um milhão de vídeos por “desinformação sobre COVID”,  planeja censurar preventivamente “novas desinformações”  e  considerou ocultar o botão de compartilhamento para evitar a disseminação de desinformação .

O Metaverso

Houve, é claro, discussões sobre como o Metaverso estará moldando o futuro. Talvez o maior anúncio envolva a nova iniciativa do WEF “Definindo e Construindo o Metaverso” . O WEF diz que a iniciativa “reunirá as principais partes interessadas para construir um metaverso economicamente viável, interoperável, seguro e inclusivo” .

O anúncio foi recebido por Stephanie Burns, da Sony Interactive Entertainment, Brad Smith, presidente e vice-presidente da Microsoft, Nick Clegg, ex-vice-primeiro-ministro do Reino Unido e presidente de Assuntos Globais da Meta (anteriormente Facebook) e Peggy Johnson, da Magic. Leap Inc, ex-CEO da Microsoft e envolvido no projeto ID2020 .

Peggy Johnson também participou de um painel intitulado “ Shaping a Shared Future: Making the Metaverse”. O CEO da Microsoft, Satya Nadella, também participou de um painel com o fundador do WEF, Klaus Schwab, discutindo o Metaverso e o futuro do trabalho.

Eu encorajo você a ler minha investigação em duas partes ( parte 1 e 2 ) sobre a Grande Narrativa e o Metaverso para entender melhor as implicações do Metaverso.

Pfizer e as Vacinas

Apesar de dois anos terem se passado desde o anúncio da Organização Mundial da Saúde de uma “pandemia global”, o tema das vacinas estava no topo da lista de prioridades, especialmente quando a mídia corporativa começa a soar o alarme sobre “uma nova onda de infecções por COVID-19” e preocupações sobre o Monkeypox (TLAV investigará a situação do Monkeypox à medida que se desenvolve).

A gigante farmacêutica Pfizer se comprometeu a fornecer todos os seus medicamentos protegidos por patente atuais e futuros sem fins lucrativos para 45 países de baixa renda. A mudança foi anunciada pela CEO da Pfizer, Albert Bourla . Ele não mencionou as reações adversas causadas pelas injeções de COVID-19 da Pfizer.

A Próxima “Pandemia”

Outro painel intitulado “Preparando-se para a Próxima Pandemia” contou com [óbvio] Bill [Hell’s] Gates; Peter Sands, Diretor Executivo, Fundo Global de Combate à AIDS, Tuberculose e Malária; Helen E. Clark da OMS; e Francis de Souza, presidente e CEO da Illumina Inc. A presença de de Souza e Illumina é uma escolha interessante, principalmente no que diz respeito à “próxima pandemia”, pois a empresa lida com sequenciamento de DNA e genômica.

Além disso, houve um painel intitulado “A cidade pós-pandemia: não é o negócio usual” , com palestrantes imaginando como uma cidade pode mudar no mundo pós-COVID-19. Curiosamente, participa do painel Francis Suarez, prefeito de Miami e presidente da Conferência de Prefeitos dos Estados Unidos. Esse detalhe vale a pena notar como um exemplo de como uma agenda global – A Agenda 2030, mudanças climáticas, design sustentável – começa em lugares como o WEF e filtra seu caminho até o nível local, onde é implementado por autoridades locais como o prefeito Suarez.

As “Alterações Climáticas” 

Claro, a mudança climática foi um tema quente durante toda a semana. Houve palavras fortes de Xie Zhenhua, Enviado Especial da China para Mudanças Climáticas, dizendo que as palavras não eram suficientes. “Não se trata mais apenas de palavras – trata-se de ação. A ação climática, agora, é crítica.”

Além disso, o enviado especial presidencial dos EUA para o clima, John Kerry, disse que o único caminho a seguir é “mudar radicalmente nosso sistema econômico e nossa dependência de combustíveis fósseis” nos próximos 8 anos. Kerry também observou que “temos a tecnologia para mudar, precisamos de vontade política. Se pudermos aproveitar isso, ainda podemos evitar os piores efeitos das mudanças climáticas”.

Compromisso com a remoção de carbono

Quando se trata de ações específicas tomadas pelos globalistas “em nome do combate às mudanças climáticas”, foi anunciada uma nova parceria público-privada focada em programas de captura de carbono. A chamada First Movers Coalition está focada em limpar os setores industriais mais intensivos em carbono. Durante a reunião do WEF, a coalizão anunciou uma grande expansão para mais de 50 membros corporativos no valor de cerca de US$ 8,5 trilhões e um total de nove governos líderes.

John Kerry fez o anúncio ao lado de Bill Gates, fundador da Breakthrough Energy. A coalizão deu as boas-vindas às novas nações Índia, Japão e Suécia ao Conselho Diretor, bem como Dinamarca, Itália, Noruega, Cingapura e Reino Unido como parceiros governamentais.

As empresas que se inscrevem na First Movers Coalition incluem Alphabet[GOOGLE], Microsoft, AES, Aveva, Ball Corporation, BHP, Consolidated Contractors Company, Ecolab, Enel, EY, FedEx, Ford Motor Company, Heidelberg Cement, Mitsui OSK Lines, National Grid, Novelis, PWC , Schneider Electric, Swiss Re e Vestas.

Critérios de Governança Ambientais e Sociais (ESG-Environmental, social, and governance (ESG) Criteria )

Um dos métodos que as empresas estão usando para medir o sucesso desses tipos de programas é baseá-los em critérios ambientais, sociais e de governança  (ESG). O investimento ESG também é às vezes chamado de investimento sustentável, investimento responsável ou investimento socialmente responsável (SRI). A prática tornou-se uma forma cada vez mais popular de  promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e esteve em plena exibição no WEF 22.

Embora grande parte da conversa sobre ESG se concentre em grandes corporações que tentam “tornar-se verdes”, muitos pesquisadores suspeitam que critérios semelhantes a ESG acabarão sendo aplicados a indivíduos como alguma forma de pontuação de crédito social .

Por exemplo, durante um painel intitulado “Consumo Responsável” , o presidente do Alibaba Group, J. Michael Evans, discutiu a importância de sua empresa e outras adotarem os critérios ESG. Ele também se gabou do desenvolvimento de um “rastreador de pegada de carbono individual” para monitorar o que você compra, o que você come, bem como para onde e como você viaja.

Evans também discutiu como sua empresa está trabalhando para incentivar o público a usar sistemas que encorajem um comportamento ecologicamente correto. O sistema descrito por Evans faz parte do impulso para o incentivo ao consumidor usando pontos e recompensas. Esses sistemas são mais um passo na direção das pontuações de crédito social.

“Temos algo dentro do nosso negócio chamado A Map. Então o que vamos fazer é permitir que as pessoas calculem a melhor rota, a rota mais eficiente e também a forma de transporte mais eficiente. Então, se eles aproveitarem essas recomendações, nós lhes daremos pontos de bônus que eles podem resgatar em outro lugar em nossa plataforma. Então, eles são incentivados a fazer a coisa certa.”

Moedas Digitais do Banco Central

Um dos temas mais impactantes em discussão foram as Moedas Digitais do Banco Central (CBDCs) . Um painel sobre CBDCs contou com Kristalina Georgieva, Diretora Administrativa do Fundo Monetário Internacional; Sethaput Suthiwartnarueput, Governador do Banco da Tailândia; François Villeroy de Galhau, Governador do Banco Central da França; e Axel Lehmann, Presidente do Conselho de Administração do Credit Suisse AG.

Ao defender as moedas digitais controladas pelos bancos centrais, Georgieva apostou nas criptomoedas “Bitcoin pode ser chamado de moeda, mas não é dinheiro. Não é uma reserva estável de valor” , afirmou.

François Villeroy de Galhau, governador do Banco Central da França, chamou as criptomoedas de “um meio de pagamento não confiável”.

A razão para essa animosidade em relação ao uso privado de criptomoedas é que é um espinho grande e pontudo cravado no flanco dos globalistas que buscam acabar com o uso de dinheiro e todas as trocas financeiras privadas que eles não podem rastrear e controlar. 

O fato de as CBDCs terem sido discutidas em vários painéis com autoridades de alto nível em seus respectivos campos é uma indicação de que as CBDCs continuarão a ser uma parte importante da agenda Great Reset do WEF.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é thoth-3126-1.png

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.