Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

OMS é forçada a recuar após sua Agenda ser rejeitada por Nações do 3º Mundo

A Organização Mundial da Saúde foi forçada a voltar à prancheta depois que várias nações e Todo o Continente Africano rejeitaram sua tomada de poder VIA APROVAÇÃO do Tratado Pandêmico Global em favor da manutenção de sua soberania nacional. A Assembleia Mundial da Saúde se reuniu no mês passado para apresentar Resoluções Internacionais de Saúde que esperavam que fossem adotadas  dando-lhes o controle médico total e absoluto sobre os países afiliados da OMS, acima de seus governos nacionais constituídos.

OMS é forçada a recuar após sua Agenda para assumir controle, via decretação de emergência de saúde, dos países afiliados, ser rejeitada por Nações do 3º Mundo

Fonte: Infowars.com

No entanto, o tratado de pandemia logo foi descarrilado quando em 25 de maio a delegação africana liderada por Botsuana rejeitou a iniciativa em nome de seus 47 membros da AFRO.

https://twitter.com/BBlues60/status/1531923477858594816?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1531923477858594816%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.infowars.com%2Fposts%2Fwho-forced-to-back-down-on-pandemic-treaty-after-numerous-nations-reject%2F

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro, uma semana antes, também indicou que seu país não assinaria o tratado de pandemia global e garantiu que o Brasil não entregaria sua soberania à OMS, uma instituição globalista, cuja agenda não tem o melhor interesse de seus países afiliados.

“O Brasil não vai entrar nesse [Tratado Pandêmico da OMS]. O Brasil é autônomo”, declarou Bolsonaro, que já havia ameaçado sair da OMS.

Todos os países do BRICS, Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul, mais o Irã e Malásia também rejeitaram o tratado, de acordo com membro do Parlamento de Queensland Stephen Andrew, da Austrália, .

“No final, a OMS e seus apoiadores de nações ricas foram forçados a recuar” [de suas intenções], destacou Andrew no Facebook .

Mas “Eles não desistiram, longe disso”, acrescentou. “Em vez disso, eles fizeram o que sempre fazem e ‘pivotaram’. A seu pedido, um novo grupo de trabalho foi convocado para fazer ‘recomendações técnicas sobre as emendas propostas’ que serão reapresentadas junto com o Tratado Pandêmico, na 77ª reunião da Assembleia da Saúde em 2024.”

De fato, o site Politico EU relata que, em vez de adotar o tratado, a Assembleia adotou uma resolução proposta pela delegação dos EUA que “estabelece o cronograma para que as emendas ao Regulamento Sanitário Internacional (RSI) entrem em vigor”, embora admitindo que o RSI ditará “como os países devem relatar uma potencial nova ameaça à saúde pública e definir o papel da OMS.”

Mais sobre a resolução adotada pela Assembleia conforme o site Politico :

Sob o compromisso, oficialmente acordado pelos países na noite de sexta-feira, os países terão 10 meses para rejeitar uma emenda aos regulamentos de saúde em vez de nove meses, como apareceu em um projeto de texto anterior. O que ficou no texto é que qualquer alteração no regulamento entrará em vigor em 12 meses. Isso reduz um ano da linha do tempo atual.  

Um novo parágrafo acrescentado ao texto refere-se a outra decisão tomada na assembléia que verá um grupo de trabalho discutir futuras emendas ao RSI. O novo texto também afirma que este grupo analisará emendas para “abordar questões específicas e claramente identificadas, desafios, incluindo equidade, desenvolvimentos tecnológicos ou outros, ou lacunas que não poderiam ser efetivamente abordadas de outra forma”. 

O parlamentar australiano adverte, no entanto, que a OMS não será dissuadida tão facilmente e alerta o público para estar atento a diretivas, resoluções e mandatos mais tirânicos e coercitivos, incluindo aqueles relativos à identificação digital da população global.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *