Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Os americanos Estão Sendo Enganados sobre TUDO’: Carlson reflete sobre Ucrânia, Putin, Zelensky, Navalny e a Guerra Nuclear

Os ataques internacionais a Tucker Carlson, especialmente vindos das principais PRE$$TITUTA$ [meios de comunicação do Hospício Ocidental] dos EUA e dos círculos ligados à OTAN, só aumentaram após a sua extremamente controversa visita de oito dias à Rússia no início deste mês, onde entrevistou o Presidente Vladimir Putin. A mídia estatal russa afirmou ainda esta semana que as autoridades descobriram uma   “conspiração de assassinato” contra ele  – supostamente usando Kiev atendendo os interesses do ocidente.

‘Os americanos Estão Sendo Enganados sobre TUDO’: Ucrânia – Carlson reflete sobre Putin, Zelensky, Navalny e a Guerra Nuclear

Fonte: Zero Hedge

Esta semana, o ex-apresentador do horário nobre da FOX foi entrevistado sobre sua viagem e toda a experiência da entrevista com Putin em um podcast de três horas apresentado por Lex Fridman.

Tucker Carlson revelou mais sobre o que o motivou a fazer o segmento televisivo de Putin, e discutiu ainda a sua opinião pessoal sobre a guerra Rússia-Ucrânia e para onde ela poderia ir a partir daqui, tendo agora entrado no seu terceiro ano.

Curiosamente, a principal crítica de Carlson à guerra centrou-se não em Putin ou nas ações do Kremlin na Ucrânia, que obviamente não estão sob o seu controle ou influência, mas no impacto da guerra para os americanos.

Carlson explicou que a escalada do conflito por parte do Ocidente, há muito tempo, para uma guerra por procuração total, usando a Ucrânia para “sangrar” a Rússia, não só resultou em mais mortes desnecessárias de ucranianos, como também foi devastadora para os EUA. “Rejeito toda a premissa da guerra na Ucrânia do ponto de vista americano”,  disse Carlson a Fridman. 

“Há uma guerra em curso que está destruindo a economia dos EUA de uma forma e numa escala que as pessoas não compreendem.” Ele também caracterizou geralmente a resposta da classe política dos EUA ao conflito, juntamente com o público americano que o acompanhou acriticamente, como  ingênua.

Carlson enfatizou que o que seria uma abordagem cautelosamente realista foi totalmente abandonada por Washington desde o início, como tem sido típico das últimas décadas de intervencionismo dos EUA no estrangeiro. “Nem importa o que eu quero que aconteça… isso é uma distorção do que está acontecendo”, explicou Carlson, e apontou que a Rússia tem 100 milhões de pessoas a mais e mais poder da indústria de defesa “do que toda a OTAN combinada”.

Ele descreveu que grande parte do raciocínio por trás da entrevista de Putin foi trazer “mais informações” ao Ocidente para que “as pessoas pudessem tomar suas próprias decisões sobre se ”a escalada do fornecimentos de amis armas e munições para Kiev  e a retórica chauvinista das capitais ocidentais é uma boa ideia. .

Em última análise, disse ele, os americanos estão sendo ludibriados por mentiras:

“Só para deixar claro, não tenho planos de me mudar para a Rússia. Acho que provavelmente seria preso se me mudasse para a Rússia. Ed Snowden, que é o mais famoso defensor da abertura e da transparência no mundo, eu diria que junto com Assange não quer viver na Rússia. Ele teve problemas com o governo Putin. Ele atacou Putin. Eles não gostam disso. Eu entendo. Eu entendo. Só estou dizendo quais são as lições para nós ?

A principal lição é que estão mentindo para nós de uma forma desconcertante e muito perturbadora . Fiquei furioso com isso durante todos os oito dias em que estive lá, porque sinto que estou mais bem informado do que a maioria das pessoas, porque é meu trabalho estar informado. Sou cético em relação a tudo, mas fui completamente enganado por isso.”

Os tópicos destacados ao longo da conversa de longo prazo incluíram a opinião pessoal de Carlson sobre estar cara a cara com um Putin aparentemente “nervoso”, a questão de acabar com a guerra na Ucrânia, o papel da CIA e dos serviços de inteligência [MI-6] ocidentais, a perspectiva de que o a crise poderá evoluir para um confronto nuclear com o Ocidente, a saga de Alexei Navalny, bem como uma incursão no conflito Israel-Palestina perto do fim. Assista à entrevista completa de Carlson-Fridman abaixo…

A seguir estão alguns trechos importantes das palavras de Tucker Carlson na entrevista , selecionados por ZeroHedge [ênfase nossa] …

Carlson sobre Putin. “Eu quero saber quem é esse cara.”

Achei que ele parecia nervoso e fiquei muito surpreso com isso. E achei que ele parecia alguém que pensava um pouco demais, que tinha um plano, e não acho que essa seja a maneira certa de entrar em qualquer entrevista. Minha forte impressão, tendo feito muitas delas há muito tempo, é que é melhor saber o que você pensa, dizer o máximo que puder honestamente, para não se confundir com suas próprias mentiras, e apenas ser você mesmo. E pensei que ele entrou nisso como um aluno superpreparado e fiquei pensando: “Por que ele está nervoso?” Mas acho que foi porque ele pensou que muita gente iria assistir depois …

Quer dizer, perguntei a ele como costumo fazer a pergunta mais idiota e óbvia de todas, que é: “Por que você fez isso?” E ele disse em um discurso que acho que vale a pena ler. Eu não falo russo, então não ouvi no original, mas ele disse no momento do início da guerra que havia feito este discurso aos russos, no qual explicou em toda a extensão que temos visto até agora por que a Rússia estava atacando a Ucrânia. E ele disse naquele discurso: “Temo que a OTAN, o Ocidente, os Estados Unidos e a administração Biden nos ataquem preventivamente”. E pensei: “Bem, isso é interessante”. Não consigo avaliar se isso é um medo enraizado na realidade ou enraizado em paranóia. Mas pensei: “Bem, essa é uma resposta certa”.

E então eu aludi a isso na minha pergunta e, em vez de responder, ele continuou até esse ponto da minha perspectiva, meio cansativo, uma espécie de maiores sucessos da história russa. E a implicação que pensei foi: “Bem, a Ucrânia é nossa, ou a Ucrânia Oriental já é nossa.”…

Quero saber quem é esse cara. Acho que um público ocidental, um público global, tem o direito de saber mais sobre o cara, então deixe-o falar. Porque não sinto que a minha reputação esteja em jogo. As pessoas já tiraram conclusões sobre mim, suponho que na medida em que o fizeram. De qualquer forma, não estou realmente interessado nessas conclusões, então deixe-o falar. E então eu me acalmei e deixei ele falar. E, em retrospecto, achei isso muito, muito interessante. Quer você concorde ou não com isso, quer você ache que é relevante para a guerra na Ucrânia ou não, essa foi a resposta dele. E então é inerentemente significativo.

Falsidades americanas e a guerra ucraniana

Quer dizer, acho que rejeito toda a premissa da guerra na Ucrânia do ponto de vista americano , que é um pequeno grupo de pessoas burras em Washington que decidiu fazer isto por razões que não conseguem explicar. E você não tem nenhum papel nisso como cidadão americano, como pessoa que está pagando por isso, cujos filhos podem ser convocados para combatê-lo. Para calar a boca e obedecer, rejeito isso completamente. Acho que sou filho de uma época diferente. Até certo ponto, sou filho da democracia participativa, onde a sua opinião como cidadão não é irrelevante. E acho que o nível de mentira sobre essa guerra estava começando a me deixar louco.

A ideia de que a Ucrânia venceria inevitavelmente esta guerra . Ora, a vitória nunca foi, como nunca é, definida com precisão. Nada jamais é definido com precisão, o que sempre significa que há um engano no cerne da afirmação. Mas a Ucrânia está prestes a vencer. Bem, eu não sei. Quero dizer, dificilmente sou um estrategista ou especialista militar. Pela quinta vez, não sou um especialista na Rússia ou na Ucrânia. Acabei de olhar na Wikipédia. A Rússia tem cem milhões de habitantes a mais que a Ucrânia, cem milhões .

Tem uma capacidade industrial e uma capacidade material de guerra muito mais profundas do que toda a OTAN combinada [e está acima da China, e no mínimo empata com os EUA, não é, definitivamente, UM PAIS QUAQUER. Napoleão e Hitler souberam disso]. Por exemplo, a Rússia está a produzindo granadas de artilharia, que são significativas numa guerra terrestre, numa proporção de sete para um, em comparação com todos os países da OTAN combinados. Isso é toda a Europa. A Rússia está produzindo sete vezes mais projéteis de artilharia do que toda a Europa combinada. O que? Esse é um fato surpreendente e acaba sendo um fato realmente significativo. Na verdade, é UM fato significativo. Mas se você perguntar a uma pessoa comum neste país, mesmo a uma pessoa bastante informada e de boa fé que está apenas tentando entender o que está acontecendo, quem vai vencer esta guerra? Bem, a Ucrânia vai vencer. [por causa da propaganda das PRE$$TITUTA$] Eles estão do lado “CERTO”.

…E eu levantei essa questão em meu trabalho [FOX news] anterior e fui denunciado como um traidor ou algo assim. Mas tudo bem, ótimo, sou um traidor. Qual é a resposta? Qual é a resposta? [Vic]Toria Nuland, que eu conheço, não é burra [claro, ela é Khazar, puro intelecto sem coração], não ajudou os EUA em nada, uma arquiteta da guerra do Iraque, arquiteta deste desastre, uma das pessoas que destruiu o dólar americano . Ok, tudo bem, mas você não é estúpido. Então você está tentando iniciar uma guerra agindo dessa maneira, qual é a outra explicação? A propósito, a OTAN não quis a Ucrânia porque não cumpria os critérios de admissão. Então por que você diria isso? Porque você quer uma guerra, é por isso. E essa guerra enriqueceu muitas pessoas na ordem dos bilhões. Portanto, não me importo se pareço com algum tipo de conspiração de esquerda, porque não sou nem de esquerda nem de conspiração. Diga-me como estou errado.

Sobre sentir pena de Zelensky

Se sou russo ou ucraniano, sejamos apenas países soberanos agora. Não somos administrados pelo Departamento de Estado dos EUA. Somos apenas nossos próprios países. Eu acredito na soberania, ok? Então essa é a minha opinião . Também quero dizer uma coisa sobre Zelensky. Eu o ataquei antes porque fiquei muito ofendido com seu discurso arrogante sobre uma guerra nuclear, porque isso mataria minha família. Então, estou realmente ofendido com isso. Qualquer pessoa que fale assim me ofende. Mas sinto muito por Zelensky. Ele não concorreu à presidência para que isso acontecesse.

Penso que Zelensky foi completamente mal utilizado pelo Departamento de Estado, por Toria Nuland , pelo nosso Secretário de Estado, pelos decisores políticos nos EUA que usaram a Ucrânia como um fantoche armado para as suas ambições de derrotar à Rússia, as suas ambições geopolíticas, mas também pelas muitas empresas americanas que USAM a Ucrânia como forma de espoliar o contribuinte americano e, depois, apenas pelos ghouls independentes como Boris Johnson, que esperam enriquecer com entrevistas sobre o país. A coisa toda, [o palhaço judeu khazar e marionete] Zelensky está no centro disso. Ele não está dirigindo a história.[pois é apenas um palhaço fantoche do ocidente]. A OTAN e os Estados Unidos estão conduzindo toda a história. Putin está conduzindo a história. Tem esse palhaço de circo, Zelensky. Então, sinto muito por ele e acho que ele está em uma situação perigosa .

A perspectiva de uma guerra nuclear

Bem, já se passaram o quê, 80 anos? Nem mesmo 80 anos, 79. E então não tivemos uma guerra mundial em 79 anos. Mas é claro que uma troca nuclear mataria mais pessoas do que todas as guerras da história da humanidade juntas . Estou contando que isso possa acontecer. Porque eu acho que obviamente é completamente demoníaco e todo mundo finge que é ótimo. As armas nucleares são más.

O uso delas é mau, e a própria tecnologia é má. E na minha opinião, quero dizer, é como se você não pudesse perceber, isso é tão óbvio. E o que estou dizendo é que não sou contra toda tecnologia. Eu tomei um banho nesta manhã. Era alimentado por bomba elétrica, aquecida por esquentador. Eu amei. Sentei-me em uma sauna elétrica. Não sou contra toda tecnologia, obviamente, mas e a adoração estúpida da tecnologia?

A possibilidade de paz entre Rússia e Ucrânia: Putin “quer um acordo”

Ele [Putin] quer um acordo, ele quer um acordo. Ele não quer brigar com eles retoricamente e só quer que isso aconteça. Ele fez um monte de ofertas no acordo de paz. Nem saberíamos que isto aconteceu se os israelitas não nos tivessem contado. Estou muito grato por terem feito isso, por Johnson ter sido enviado pelo Departamento de Estado para impedir isso. Quer dizer, acho que Boris Johnson é uma casca de homem. Mas imagine se você fosse Boris Johnson e passasse a vida inteira com a bandeira da Ucrânia, “Eu sou pela Ucrânia”, e então todas aquelas crianças morressem por causa do que você fez, e as linhas realmente não mudassem. Não foi uma vitória para a Ucrânia. Não será uma vitória para a Ucrânia. É tipo, como você se sentiria se fizesse isso? Quer dizer, já fiz muitas coisas ruins na minha vida, me sinto mal por elas, mas nunca prolonguei uma guerra sem motivo. Isso é um pecado muito grave na minha opinião.

Bem, o governo dos EUA não permite negociações. Então essa para mim é a parte mais perturbadora. No final das contas, o que a Rússia faz, eu não estou implicado nisso. O que a Ucrânia faz, não estou implicado nisso. Não sou russo nem ucraniano. MAS eu sou um americano que cresceu acreditando muito no meu país. Estou apoiando meu país através dos meus impostos. É como se eu realmente me importasse com o que o governo dos EUA faz, porque eles estão fazendo isso em meu nome, e me importo muito porque sou americano. Somos o obstáculo à paz, o que é outra forma de dizer que somos responsáveis ​​por todas estas pessoas inocentes serem expulsas dos parques públicos de Kiev e enviadas para morrer. O que? Isso não é bom. Tenho vergonha disso.

Sobre a saga de Alexey Navalny

Bem, é horrível. Quero dizer, imagine morrer na prisão . Eu pensei muito sobre isso. Conheci muitas pessoas na prisão, incluindo alguns grandes amigos meus. Então fiquei instantaneamente triste com isso. Do ponto de vista geopolítico, não sei mais do que isso. E eu rio e meio que me ressinto, mas principalmente acho divertidas as afirmações dos políticos americanos, que na verdade são os políticos mais idiotas do mundo: “Isso aconteceu e aqui está o que significa”. E é como, “Na verdade, em termos factuais, não sabemos o que aconteceu. Não sabemos o que aconteceu.” Não temos a mínima ideia do que aconteceu. Podemos dizer, e eu disse, e direi novamente, não creio que se deva colocar figuras da oposição na prisão . Eu realmente não sei. Eu não sei, ponto final. Acontece muito no mundo, acontece neste país, como vocês sabem, e sou contra tudo isso.

Mas sabemos como ele morreu? A resposta curta? Não, nós não sabemos. Agora, se eu tivesse que adivinhar, diria que matar Navalny durante a Conferência de Segurança de Munique, no meio de um debate sobre 60 bilhões de dólares em financiamento da Ucrânia, talvez os russos sejam burros . Eu não entendi essa vibração de jeito nenhum. Eu não vejo isso desse modo . Mas talvez eles o tenham matado. Quer dizer, eles certamente o colocaram na prisão, o que sou contra. Mas aqui está o que eu sei é que não sabemos nada. E então, quando Chuck Schumer se levanta e… Joe Biden lê um cartão na frente dele com falas sobre Navalny, é como se eu pudesse rir disso porque é um absurdo . Ninguém não sabe do porque Navalny morreu.

Uma anedota interessante da CIA

Eu estava tipo, morando em países estrangeiros, vendo a história acontecer. Eu sou a favor disso. Candidatei-me à Diretoria de Operações. Na verdade, eles me recusaram com base no uso de drogas. Verdadeiro. Mas de qualquer maneira, tanto faz. Eu não era adequado para isso, então estou feliz que eles me recusaram. Mas a questão é que eu não via a CIA como uma ameaça, em parte porque estava banhado em propaganda sobre a CIA e não compreendia realmente o que ela era e não queria saber .

Mas, em segundo lugar, porque a minha impressão na altura era que o foco era exterior. Estava focado em nossos inimigos. Eu não tenho tanto problema com isso. O fato de a CIA estar a jogar na política interna e, na verdade, estar envolvida há muito tempo no assassinato de Kennedy, isso não é especulação . Isso é um fato. E confirmei isso, vindo de alguém que leu seus documentos que ainda não são públicos, é chocante.

Você não pode ter isso. E a razão pela qual estou tão furioso é que realmente acredito na ideia de um governo representativo. Reconhecendo suas imperfeições, mas devo dizer que moro aqui, sou cidadão. Eu pago todos os seus malditos impostos. Portanto, o fato de eles estarem a interferir com a democracia americana é tão ultrajante para mim. E não sei por que [‘Dementia’ Joe] Biden não está indignado. 

Esse desfile de manequins, manequins altamente credenciados que eles têm no Morning Joe todos os dias. Isso não os incomoda nem um pouco. Como isso poderia não te incomodar? Por que apenas Glenn Greenwald está bravo com isso? Quer dizer, está confirmado. Não é como um sonho febril. É real. Eles jogaram sujo [fraudaram] nas últimas eleições no país, e acho que isso mostra o quanto eu sou burro, porque eles fazem isso há muitos anos. Quero dizer, o cara que matou Mosaddegh morava na minha rua. Um dos Roosevelt, oficial da CIA .

Carlson sobre o conflito Israel-Palestina

 Quer dizer, não é um assunto que eu aborde muito porque não sou um especialista e porque não sou… Ao contrário de todos os outros americanos, não estou emocionalmente envolvido em outros países, apenas em geral . Quer dizer, admiro-os ou não, e adoro visitá-los. Amo Jerusalém, provavelmente minha cidade favorita no mundo, mas não tenho nenhuma ligação emocional com ela. Então talvez eu tenha mais clareza. Não sei, talvez menos. Aqui está minha opinião. Acredito na soberania, como mencionei, e penso que cada país tem de tomar decisões com base no seu próprio interesse, mas também com referência às suas próprias capacidades e ao seu próprio interesse a longo prazo.

E é muito imprudente porque… não sou um grande fã de tratados. Alguns estão bem, muitos ruins. Mas penso que a ajuda dos EUA, a ajuda militar a Israel e as garantias de segurança implícitas, algumas garantias de segurança explícitas, mas muitas implícitas, dos Estados Unidos a Israel provavelmente não ajudaram tanto Israel a longo prazo . É um país rico com uma população altamente capaz. Como qualquer outro país, provavelmente será melhor tomar decisões com base no que pode fazer sozinho. Então, eu definitivamente ficaria preocupado se morasse em Israel porque considero justo ou injusto.


Esta semana surgiu uma história curiosa em fontes da mídia estatal russa envolvendo uma bizarra “conspiração de assassinato” ligada a Kiev, que supostamente teria como alvo Carlson enquanto ele estava na Rússia. Curiosamente, as alegações foram divulgadas nos principais meios de comunicação indianos, entre alguns outros meios de comunicação internacionais, embora isso justifique um elevado grau de ceticismo…

Um homem foi preso pelos serviços de segurança aqui em Moscou por planejar uma tentativa de assassinato de Tucker Carlson. O homem é de Podolsk e diz que estava agindo sob instruções da SBU da Ucrânia. Ele afirma que lhe foi prometido US $ 4.000 por “concluir a tarefa com sucesso” (bombardear o carro de Tucker). Tucker também afirmou que a NSA grampeou seu e-mail e telefone


Mas agora não é possível. Se você tivesse uma coalizão de países contra Israel, sei que Israel tem armas nucleares e tem forças armadas capazes e tudo isso e o apoio dos Estados Unidos, mas é um país pequeno, acho que ficaria muito preocupado. Então é isso. Não vejo nenhuma vantagem para os Estados Unidos. Quer dizer, acho importante que cada país tome as suas próprias decisões.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *