Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Putin responde ao insulto de ‘Maluco Filho da Puta’ de ‘Dementia’ Joe

O comentário ofensivo do presidente dos EUA apenas prova que Moscou está melhor com ele [um demente] na Casa Branca, disse o presidente russo. Os recentes comentários insultuosos do presidente dos EUA, ‘Dementia’ Joe Biden, são a prova de que seria melhor para a Rússia se ele permanecesse no cargo, disse o presidente russo, Vladimir Putin, na quinta-feira.

Putin responde ao insulto de ‘Maluco Filho da Puta’ de ‘Dementia’ Joe

Fonte: Rússia Today

‘Dementia’ Joe, falando em um evento de arrecadação de fundos na Califórnia na quarta-feira, Biden chamou Putin de “filho da puta maluco”. O jornalista russo Pavel Zarubin pediu ao presidente russo que comentasse o assunto. 

“Quando você me perguntou nossa preferência pelo próximo presidente dos EUA, eu disse que trabalharíamos com qualquer um, mas para nós, para a Rússia, Biden era melhor”, respondeu Putin. “A julgar pelo que ele disse, eu estava absolutamente certo.”

“Essa é a reação apropriada ao que eu disse”, continuou Putin. “Não é como se ele pudesse dizer ‘Bom trabalho, Volodya, obrigado pela ajuda’. “Entendemos o que está acontecendo lá [nos EUA]“, em termos de política interna.”

Os últimos comentários insultuosos de Biden “significam que eu estava certo”, disse Putin. Em termos de quem Moscou gostaria de ver na Casa Branca, acrescentou: “Posso repetir: é Biden”.

Numa entrevista com Zarubin na semana passada, Putin descreveu Biden como “uma pessoa mais experiente e previsível… um político do tipo antigo” e rejeitou as alegações da tão discutida aparente [evidente] demência do presidente dos EUA.

Putin está visitando a República do Tartaristão, na Rússia. Zarubin o alcançou depois que o presidente russo deu uma volta com um bombardeiro nuclear estratégico Tu-160M.

No início do dia, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, condenou os comentários de Biden como  “vergonhosos” e disse que ele trouxe “grande desgraça” aos EUA.

Antes das eleições presidenciais dos EUA em 2016, Putin elogiou o candidato republicano Donald Trump, que fez campanha para “se relacionar bem” com a Rússia. Depois de Trump ter derrotado a sua candidata Hillary Clinton, os Democratas inventaram uma teoria da conspiração sobre a “intromissão russa” nas eleições e acusaram Trump de “laços com o Kremlin”, usando ambos para sabotar a presidência de Trump durante os quatro anos de seu mandato. 

O presidente russo comentou recentemente as eleições de 2020 nos EUA – que ‘Dementia’ Joe Biden “venceu” oficialmente com o maior número de votos de sempre – descrevendo-as como questionáveis ​​em termos de legitimidade.

A Casa Branca de Biden já denunciou o “endosso” de Putin ao seu comandante-chefe, com o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional, John Kirby, insistindo que a Rússia “deveria simplesmente ficar fora das nossas eleições”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *