Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Recessão global é pior do que o FMI esperava. Impacto nos empregos é ‘catastrófico’

A recessão global pelo Covid-19 é muito pior do que o FMI esperava e o impacto nos empregos é ‘catastrófico: O Fundo Monetário Internacional cortou suas previsões econômicas globais para 2020, dizendo que a pandemia de coronavírus está causando uma recessão muito mais acentuada e uma recuperação mais lenta do que o inicialmente esperado. A organização disse quarta-feira que acredita que o PIB global se contrairá em 4,9% este ano, rebaixando sua estimativa a partir de abril, quando a produção deverá diminuir em 3% .

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A recessão global pelo Covid-19 é muito pior do que o FMI esperava e o impacto nos empregos é ‘catastrófico: 

Fonte:  CNN Business 

Por Julia Horowitz

Londres (CNN Business): Essa já é a mais profunda queda na atividade econômica global desde a Grande Depressão da década de 1930, segundo estudo efetuado pelo FMI.

A pandemia global pelo Covid-19 está causando um “declínio sem precedentes na atividade econômica global”, segundo o FMI. O órgão disse que o mercado de trabalho global sofreu um golpe de desemprego “catastrófico”, o movimento fora das casas continua deprimido, as empresas diminuíram os investimentos e os gastos dos consumidores caíram significativamente.

“A pandemia de Covid-19 teve um impacto mais negativo sobre a atividade no primeiro semestre de 2020 do que o previsto, e a recuperação é projetada para ser mais gradual e lenta do que o previsto anteriormente”, afirmou o FMI em seu relatório.

A perspectiva é um pouco mais positiva do que as fornecidas pelo Banco Mundial e pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico , que previram recentemente que o PIB global encolheria 5,2% e 6%, respectivamente, antes de se recuperar em 2021.

Mas o FMI alertou para um “grau de incerteza acima do normal” em torno de sua previsão, que segundo ela se baseia em várias suposições, incluindo condições financeiras estáveis.

E apontou a dificuldade de traçar a trajetória de disseminação do vírus e as medidas para contê-lo, bem como o impacto do distanciamento social voluntário nos gastos das pessoas e seu reflexo na economia, as consequências de novas medidas de segurança no local de trabalho e o persistente aumento do desemprego.

Embora todas as regiões devam enfrentar uma recessão em 2020, haverá “diferenças substanciais entre as economias de países individuais”, afirmou o FMI.

Espera-se que a China, que obteve um avanço na sua recuperação, registre um crescimento de 1%, em parte devido ao apoio político do governo comunista. Enquanto isso, a economia da Índia deve diminuir 4,5% após um bloqueio mais longo e uma recuperação mais lenta do que o esperado.

A economia dos EUA deverá diminuir em cerca de 8%, enquanto a produção nos 19 países que usam o euro poderá cair em até 10,2%. Os países da América Latina que ainda lutam para conter o vírus também serão fortemente atingidos. A economia brasileira deve contrair 9,1%, enquanto a produção no México poderá cair 10,5%.

O FMI espera que a economia global cresça 5,4% já em 2021, ainda 6,5 ??pontos percentuais abaixo das projeções pré-coronavírus. No entanto, muito desta recuperação dependerá do apoio contínuo dos governos aos mecanismos de estímulos para a retomada do emprego e crescimento econômico, disse o órgão. Até agora, os governos das principais economias do mundo, EUA, Canadá, da zona do Euro, China, Japão, Índia, anunciaram quase US$ 11 trilhões em medidas fiscais, para incentivar o consumo e reerguer suas economias, segundo o FMI.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores.  Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis“.  –  Apocalipse 13:11-18


Leitura adicional:

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *