Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Rússia alerta ocidente para ‘Ataque de Bandeira Falsa’ de ‘Bomba Suja’ (radioativa)

Uma grande acusação nova e sensacional de uma trama de ataque de bandeira falsa ucraniana em andamento emitida pelo chefe de defesa da Rússia desencadeou uma série de acusações e declarações no domingo. O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, afirmou em raros telefonemas que incluíam seus colegas dos EUA, Grã-Bretanha, França e Turquia que as forças ucranianas estão preparando uma “provocação” com um dispositivo radioativo, uma bomba suja”. Um comunicado do Kremlin citou que ele transmitiu um alerta sobre “possíveis provocações ucranianas envolvendo uma ‘bomba suja’ radioativa.”

Rússia alerta ocidente para ‘Ataque de Bandeira Falsa’ de ‘Bomba Suja’ (radioativa)

Fonte: Zero Hedge

O escritório de Shoigu disse na sequência que ele transmitiu o aviso aos chefes de defesa de todos os países mencionados acima. Quanto à sua conversa com o secretário de Defesa Lloyd Austin, foi o segundo telefonema em apenas três dias. O Pentágono nas horas seguintes disse que Austin disse a Shoigu que “rejeitou qualquer pretexto para a escalada russa”  – o que sugere fortemente que os EUA percebem que Moscou está prestes a aumentar ainda mais os ataques às cidades ucranianas :

Autoridades russas repetidamente fizeram alegações de que a Ucrânia poderia detonar uma bomba suja em um ataque de bandeira falsa e culpar Moscou. As autoridades ucranianas, por sua vez, acusaram o Kremlin de elaborar tal plano .

O Kremlin está ainda acusando que essa provocação nuclear de baixa intensidade está sendo preparada com a ajuda da Grã-Bretanha; no entanto, os aliados ocidentais disseram que nenhuma evidência foi apresentada nos telefonemas junto com as acusações.

O Ministério da Defesa do Reino Unido disse em seu comunicado após o telefonema de Shoigu com o secretário Ben Wallace que o lado russo “alegou que a Ucrânia estava planejando ações facilitadas por países ocidentais, incluindo o Reino Unido, para escalar o conflito na Ucrânia “.

“O secretário de Defesa refutou essas alegações e alertou que tais alegações não devem ser usadas como pretexto para uma maior escalada”, disse o ministério.

A Rússia está dizendo que a detonação de uma ‘bomba suja’, que espalharia resíduos radioativos e potencialmente contaminaria grandes áreas urbanas, seria atribuída a Moscou para justificar uma maior intervenção [do hospício] ocidental.

A Ucrânia, por sua vez, criticou o que o gabinete da presidência chamou de “absurdo absoluto e bastante previsível” e descarada “mentira”. A França também concordou com a avaliação da Ucrânia, e uma declaração do Ministério das Relações Exteriores francês alertou de forma ameaçadora que a crise está  “tendendo a uma escalada incontrolável”. Mas Macron admitiu no domingo que “a paz é possível” – mas depende de quando os ucranianos “decidem”.

Quem exatamente dotou essa pessoa com autoridade para decidir quando os EUA devem lançar a Terceira Guerra Mundial em seu nome” [uma dica, os judeus khazares]

Enquanto isso, a própria retórica de Zelensky pedindo a intervenção militar ocidental também aumentou, o que sugere fortemente que a guerra em breve ficará mais quente.

Agora, grande parte da Ucrânia Ocidental, que fica longe das linhas de frente dos combates com a Rússia no leste, está sem energia devido a novos ataques aéreos com mísseis nesse fim de semana em todo o país. 

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, em um discurso no sábado à noite, disse que novos ataques aéreos “massivos” atingiram as regiões de Dnipropetrovsk, Khmelnytsky, Kirovohrad, Mykolaiv, Odessa, Rivne, Volyn e Zaporizhia.

“Continuamos eliminando as consequências dos ataques terroristas de hoje em nossa infraestrutura”,  disse Zelensky. “A geografia deste novo ataque maciço é muito ampla.”

Usina termelétrica em chamas após ataque russo, via Reuters.

Nos últimos dias, houve quedas de energia em Kyev, com as autoridades da rede de energia alertando sobre apagões contínuos e pedindo aos moradores que tomem medidas de economia de energia, como evitar o funcionamento de grandes aparelhos. 

No sábado, a operadora nacional de energia elétrica Ukrenergo disse que os danos da última rodada de mísseis russos estabeleceram um novo recorde. A ofensiva aérea de sábado da Rússia foi maior do que uma grande onda inicial de ataques do início deste mês :

Mais de 1,4 milhão de lares ucranianos ficaram sem eletricidade após uma manhã de repetidos ataques aéreos russos, segundo o gabinete do presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy.

O Estado-Maior ucraniano informou que 40 mísseis de cruzeiro russos e 16 drones supostamente fabricados no Irã  atingiram a Ucrânia ao longo do dia.

Oleksandr Kharchenko, um oficial de energia ucraniano, disse em entrevista à mídia norte-americana que a infraestrutura nacional vital para o povo está enfrentando “problemas realmente enormes”.

“Quando você não tem eletricidade em uma cidade, significa que não tem água, não tem gás, não tem nada”disse Kharchenko . Dias antes do ataque intensificado no sábado, o governo disse que um terço de todas as usinas elétricas foram atingidas ou danificadas em ataques russos.

A margem direita [do rio Dnieper] de Kyiv foi coberta pela escuridão esta noite, quando as autoridades ucranianas começaram a implementar cortes de energia planejados para economizar energia, devido aos contínuos ataques russos contra a infraestrutura de energia da Ucrânia”.

A maioria dos novos danos à geração e distribuição de eletricidade foi registrada no oeste, sul e centro do país, com alguns hospitais que relataram que estão funcionando com geradores de backup. As reservas de oxigênio e água doce também estão sendo aproveitadas pelos hospitais. 

A Ukrenergro introduziu no domingo apagões em fases para “evitar acidentes”, segundo o The Guardian

Os apagões começaram às 11h13, horário local (09h30 BST), com as residências em Kyev divididas em três grupos que serão “desconectados por um certo período de tempo”, disse a DTEK.

Acrescentou que os apagões não devem durar “mais de quatro horas”, mas podem ser mais “devido à escala de danos ao sistema de fornecimento de energia”.

De acordo com a estimativa mais recente dos danos relatados pela Reuters, “mísseis da Rússia atingiram pelo menos metade da capacidade de geração térmica da Ucrânia e causou bilhões de dólares em danos em ataques com mísseis desde 10 de outubro, mas nem todas as unidades de energia atingidas pararam de funcionar completamente”, disse o ministro da Energia da Ucrânia na sexta-feira em comunicado.

Além disso, “Herman Halushchenko disse à Reuters em uma entrevista que 30-40% de toda a infraestrutura nacional de energia foi atingida em ataques que ele descreveu como destinados a destruir o sistema de energia da Ucrânia – uma meta que ele disse não ter sido alcançada”.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *