Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Rússia nega Ataque com mísseis à Polônia

Moscou diz que míssil que atingiu Przewodow não era russo. O Ministério da Defesa da Rússia disse que os relatos sobre os mísseis russos atingindo a Polônia são uma “provocação deliberada” e que não realizou ataques na fronteira entre a Ucrânia e Polônia. A Reuters cita bombeiros poloneses ao informar que duas pessoas morreram em uma explosão na região de Przewodów.

Rússia nega Ataque com mísseis à Polônia

Fonte: Rússia Today

A Rússia não realizou nenhum ataque contra alvos perto da fronteira polonesa-ucraniana, disse o Ministério da Defesa em Moscou nessa terça-feira, após relatos de um míssil atingindo o vilarejo de Przewodow e matando dois civis.

Alguns meios de comunicação e políticos ocidentais afirmaram que a Rússia é responsável pelo incidente. No entanto, nenhuma evidência foi fornecida para apoiar tais afirmações.

Fragmentos de mísseis, cujas fotos foram publicadas pela mídia polonesa no local, “não têm nada a ver com armas russas”, disse o Ministério da Defesa da Rússia.

Declarações da mídia e autoridades polonesas sobre os supostos mísseis ‘russos’ caindo na área da vila de Przewodow são “uma provocação deliberada para agravar a situação”, acrescentaram os militares russos.

A Polônia convocou uma reunião de emergência de seu conselho de segurança nacional na noite de terça-feira, após relatos de que pelo menos dois civis foram mortos quando um ou mais mísseis atingiram a vila na região de Lublin, do outro lado da fronteira com a Ucrânia. 

Enquanto a AP informou que mísseis russos haviam cruzado a Polônia, citando um “alto funcionário da inteligência dos EUA” não identificado, o Pentágono se recusou a corroborar a afirmação.

“Posso dizer que não temos nenhuma informação neste momento para corroborar esses relatórios e estamos investigando isso mais a fundo”, disse o general de brigada da Força Aérea dos EUA Patrick Ryder a repórteres, quando questionado sobre o incidente de Przewodow.

O porta-voz do governo polonês, Piotr Mueller, pediu à mídia e ao público que “não publiquem informações não confirmadas”.

Oficiais dos estados bálticos culparam a Rússia e alegaram que a Polônia deveria invocar o Artigo 5 da OTAN em retaliação. Enquanto isso, o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, acusou a Rússia de “terrorismo” e disse que a OTAN precisava “agir” contra esse “ataque à segurança coletiva” da Europa.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro. E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não reconheceis os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado . . .” – Mateus 16:2-4


Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *