Você não precisa ser um ‘Teórico da Conspiração’ para se preocupar com o WEF

Samuel Greg, Distinguished Fellow em Economia Política no Instituto Americano de Pesquisa Econômica e autor, mais recentemente, de The Next American Economy: Nation, State, and Markets in an Uncertain World, escreveu um bom artigo para o Spectator sobre o WEF na véspera da reunião dos psicopatas oligarcas de Davos de 2023. Ele argumenta que se você se preocupa com liberdade, democracia e autodeterminação nacional, é perfeitamente racional se preocupar com a nefasta influência do khazar Klaus Schwab e seus seguidores. 

Você não precisa ser um ‘Teórico da Conspiração’ para se preocupar com as agendas do WEF

Fonte: DailySceptic.org

Não porque eles são os marionetistas que controlam os seus lacaios políticos corruptos em todo o espectro do Hospício do Ocidente, mas porque suas ideias permeiam os escalões superiores da elite global. Em particular, a crença de Schwab na forma de governo tecnocrática de cima para baixo exemplificada pela UE e pela sua admiração externada publicamente do sistema comunista ateu totalitário da China.

O WEF não exerce nenhum poder político formal e não pode obrigar ninguém a fazer nada. No entanto, desde a sua fundação em 1971, o WEF tornou-se uma organização que incorpora confiança suprema no imperativo de um tipo particular de pessoa com tendências à tirania que dirige o mundo de cima para baixo. Em seu famoso ensaio de 2004 intitulado ‘Dead Souls‘, o cientista político Samuel P. Huntington chamou esse protótipo de psicopata tirânico de ‘Davos Man’.

Um apelido inteligente que nem Schwab nem o WEF jamais conseguiram se livrar, Davos Man era a descrição abreviada de Huntington de “acadêmicos, funcionários públicos internacionais, oligarcas e executivos em empresas globais, bem como empreendedores de alta tecnologia bem-sucedidos” que pensavam da mesma forma e tendiam a ver países, as lealdades e fronteiras nacionais “como resíduos do passado”. O Homem de Davos também olhou com indisfarçável desdém, sugeriu Huntington, para aqueles que não estavam entendendo o seu programa [agendas] – qualquer que fosse o conteúdo do programa.

É aí que reside o problema mais profundo com o WEF. Uma coisa é as pessoas se reunirem em ambientes internacionais para discutirem problemas, compartilharem ideias e fazer contatos. Líderes empresariais, políticos e ONGs fazem isso o tempo todo.

Outra coisa é um grupo como o WEF decidir que chegou a hora de reorganizar o mundo de cima para baixo e refazer o planeta em uma imagem corporativista. O ideal que Schwab almeja, a julgar por seus discursos e escritos, é algo semelhante a uma UE globalizada, com suas formas burocráticas supranacionais e arraigadas sendo transpostas para um nível internacional, e as alavancas do poder colocadas nas mãos de homens e mulheres confiáveis ??lacaios das agendas de Davos, com o covarde Justin Trudeau, PM do Canadá como o seu exemplo bem acabado. .

Resumindo, é fácil caricaturar o WEF e Schwab como algo semelhante ao fictício Espectro de Ian Fleming e seu mentor criminoso Ernst Stavro Blofeld. No entanto, a agenda que está sendo perseguida em cloacas fedorentas como Davos é suficientemente alarmante para que qualquer pessoa que acredite na preservação de coisas como liberdade, soberania, cultura nacional e descentralização do poder deva se preocupar.

Stop Press: O Dr. Robert Malone, médico e bioquímico, tem uma visão mais salgada da agenda atual do WEF em seu Substack, particularmente no. 4 na lista de prioridades do WEF:

“Preparar-se para a próxima pandemia requer acabar com as disparidades de saúde.” 

Isso lembra desconfortavelmente a nova ideologia tóxica que discuti ontem, que combina extrema aversão ao risco – a pandemias, mudanças climáticas, discurso de ódio, etc. – com ‘equidade’, ‘inclusividade’, transgenerismo, et caterva, significando um compromisso de proteger grupos pseudo ‘vulneráveis’, por exemplo, minorias étnicas e a comunidade LGBTQ+ e transgênero. 

Portanto, o argumento para, digamos, manter os mandatos de máscara em vigor para sempre seria mais ou menos assim: as doenças virais transmitidas pelo ar têm um efeito desproporcionalmente negativo sobre as pessoas marginalizadas porque elas têm menos acesso aos cuidados de saúde; portanto, os governos têm o dever moral de impor mandatos de máscaras, impor vacinas e lockdowns.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Você não é deste mundo. Você não é este corpo que habita. Você não é essas emoções, esses pensamentos, esse EGO com o qual se identifica. Você nem mesmo é sua vida ou a morte. Quando você é capaz de se distanciar dessas coisas, então o verdadeiro você, o você gnóstico, entra no foco de sua cognição. Mais puro que o éter, mais radiante que o sol, mais puro que a neve acumulada, cheio de vida e retirado do contexto da morte, este é o eu que você é. Para ajudá-lo a saber disso, Krishna, Buddha, Jesus e todos os outros grandes Mensageiros da Luz vieram a este mundo, fazendo o sacrifício de vir da plenitude para o caos para trazer isso [esse CONHECIMENTO] a você. Você deve saber disso, e deve fazer isso, porque sem ele você não está realmente vivo, não está realmente consciente, mas com ele, você é todas as coisas, você tem todas as coisas, e o Tudo se tornou você. Esta é a mensagem da GNOSE!  Richard, Duc de Palatine (1916–1977)


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth