browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Futuro Colapso dos E.U.A. previsto por professor da Russia

Posted by on 27/07/2014

A planejada divisão dos Estados “Unidos” em cinco diferentes regiões e suas áreas de influência.

 Jornal Moscow Times Prevê o COLAPSO dos E.U.A.

Em 1998, um professor de topo da Academia Russa de Ciências, Igor Panarin um “decano da academia do Ministério russo dos Negócios Estrangeiros para futuros diplomatas”, previu o colapso dos Estados Unidos. Mais tarde, segundo o The Wall Street Journal, ele foi acompanhado pelo “apoio entusiástico dos meios de comunicação russos”. …

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@gmail.com

Futuro Colapso dos E.U.A. previsto por professor da Russia

http://www.themoscowtimes.com/ e http://beforeitsnews.com/

By Michael Bohm e Adam Strange – Contributor profile

Uma Reação à reeleição de Obama

Agora, o Moscow Times está relatando que os EUA estão prestes a entrar em colapso, como fora previsto há catorze anos, e que a culpa é da maciça má gestão da economia por alguns estados e da própria administração federal, atualmente de Obama.

O jornal The Moscow Times observa que as petições para a secessão de alguns estados dos EUA eclodiram depois das eleições presidenciais que reelegeram Barack H. Obama. Mais de 500.000 pessoas de todos os 50 estados assinaram petições que procuram a secessão pacífica dos seus estados da união com os Estados Unidos.

Embora se observe que ninguém nos EUA esta levando a sério essas petições (exceto, talvez uma minoria), também se argumenta que a Rússia não deve levar a sério o assunto. Michael Bohm, o editor de página de opinião do The Moscow Times, também rejeita a previsão de colapso dos EUA de 1998, do professor Igor Panarin.

E, embora as petições de separação da união por alguns estados, a Casa Branca causou uma onda de reação de parte da principal corrente dos veículos da imprensa mainstream, muitos blogueiros ridicularizaram essas petições ou as atacaram com editoriais venenosos.

O fim da união dos cincoenta estados que integram os EUA é produzido (NWO-Nova Ordem Mundial),esperado (e até desejado) por muitos.

No entanto, a imprensa, o editor russo, e os blogueiros têm de todo perdido uma coisa crucial: as bases para a secessão real já foram estabelecidas – ou estão em vias de serem estabelecidas e/ou criadas – por até 14 estados. Alguns já implementaram o processo.

O primeiro passo para a secessão já foi dado por vários Estados dos EUA

O primeiro passo em direção a uma futura secessão/separação de um Estado da união dos EUA não é uma petição assinada por uma pequena percentagem dos cidadãos desse próprio Estado. O primeiro passo é autorizar, reconhecer, e emitir a própria moeda além do dólar dos EUA e para o legislativo estadual declarando legal a existência dessa moeda no estado. 

Pelo menos dois estados já fizeram isto, com a emissão de moeda local e legal apoiada/garantida por ouro e prata, como esta escrito: que nenhum Estado pode se separar da União sem antes emitir a sua própria moeda.

O Dólar dos EUA não entra necessariamente em colapso se alguns estados se separarem da união.

Bohm levanta a possibilidade de que se a união dos 50 estados dos EUA se romper, o dólar provavelmente vai entrar em colapso e isso vai puxar para baixo a economia dos demais países, assim como a Rússia que detém quase a metade de suas reservas em moeda estrangeira e em títulos do Tesouro dos EUA. Na verdade, ele argumenta, toda a economia global iria derreter rapidamente. Será? Provavelmente não. Bohm apresenta um espantalho e depois ataca. Na realidade, apenas um punhado de estados provavelmente pode se separar e a América não seria “dividida em seis grandes pedaços.”

Extrapolando em uma secessão maior, apenas a secessão de oito a 10 estados seria suficiente para causar a estrutura federal do governo se romper e cair em colapso. Aqueles estados estariam partindo para um “ataque” contra um governo central desonesto que tomou as rédeas do poder e dirigiu a República para um desastre político e econômico, e uma crise Constitucional decorrentes do desrespeito aos Segundo e Décima emendas da Constituição.

Apesar do fato de que, talvez, apenas 20 por cento dos estados se separarem enquanto a maioria permanece na União, a cauda pode abanar o cão neste caso e os 10 estados terão influência significativa e poderiam exercer uma grande pressão sobre o governo centralizado. 

Quais os estados que se separariam da união dos EUA? 

Se a separação se tornar uma realidade, os estados prováveis de se separarem são aqueles que serão mais prejudicados pelas restrições provenientes do setor de geração de energia: a produção de carvão, gás natural e petróleo. Sob este cenário o estado mais propenso a votar primeiro pela secessão seria a Dakota do Norte – é quase um dado se a agência de proteção ambiental do governo federal, a EPA desloca-se para fora da lei de extração de petróleo via sistema fracking. 

A EPA tem produzidos ruídos em tomar essa atitude e ganhando estudos inclinados para “provar” que a exploração de petróleo pelo método de fracking está poluindo as águas subterrâneas, prejudicando o meio ambiente global, e pode até mesmo estar desencadeando terremotos. {n.t. EPA – Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection AgencyEPA) é uma agência federal do governo dos Estados Unidos da América, encarregada de proteger a saúde humana e o meio ambiente: ar, água e terra. }

A balcanização (divisão final) da América? Não é muito provável que ocorra… mas …

A Dakota do Norte é um local privilegiado geograficamente para a secessão. É um estado fronteiriço vizinho ao Canadá e pode levantar voo e sair da união e fazer acordos comerciais com o governo do Canadá. Ser capaz de frustrar os planos do governo federal é fundamental se uma secessão do Estado é para ter sucesso. Os únicos estados que podem facilmente se separarem seriam os que ficam na fronteira continental dos EUA, e o Alasca e Havaí.

Estados que apóiam o governo de Obama não são susceptíveis de se separarem, e nem são Estados sem litoral, a menos que um dos estados fronteiriços que fica ao lado deles e já tenha se separado. Esse cenário permite que até 10 ou mais estados se separem.

O Mecanismo de secessão

Bohm acredita erroneamente (como fazem muitos norte americanos) que a Constituição dos EUA não prevê a secessão. Ele, junto com outros acreditam que o governo federal dos EUA é como a máfia dos velhos tempos (n.t. é muito, mas muito pior…): você pode participar, mas a única maneira de sair é em um caixão. Ele escreve: “Na realidade, não existe nenhum mecanismo na Constituição dos EUA para que um Estado possa se separar da união. 

O mecanismo para a secessão/separação dos estados da união estaria previsto na própria Constituição dos EUA.

Quando a Carolina do Sul e outros 10 Estados tentaram se separar em 1860 e 1861, o presidente Abraham Lincoln enviou tropas federais para a Confederação e se iniciou a Gerra da Secessão (1861-1865). Depois de quatro anos de guerra civil e as mortes de mais de 600 mil norte-americanos, os EUA restauraram a sua integridade territorial, em 1865. “

Porque Abraão Lincoln violou os direitos dos estados em se separarem não significa que os estados perderam o poder de exercer os seus direitos à separação da união. Na verdade, quase até o início da Guerra Civil (ou a Guerra entre os Estados), foi assumido pela maioria dos integrantes do governo em Washington, DC (incluindo os funcionários eleitos) que aqueles estados teriam o direito de se separar, se considerassem isso necessário. 

Essa condição constitucional foi uma das válvulas de segurança da República implantadas pelos pais da união e uma proteção contra um governo central tirânico (n.T. Exatamente o que se procura implantar nos EUA hoje).

O direito de se separar foi reconhecido através da década de 1850 como sendo as emendas Segunda e Décimo à Constituição. Michel Bohm, um editor de The Moscow Times pode ser perdoado, afinal ele é um russo. Mas não é uma desculpa para qualquer americano de ser tão ignorante.

Outras opiniões

“Enquanto isso, Alexander Oskin, presidente do Press Distributor’s Association, um grupo comercial com sede em Moscou para as editoras e os meios de comunicação de massa (jornais e revistas da Rússia), disse á Vzglyad.ru que esse movimento de separação de alguns estados dos EUA on-line é o primeiro grande movimento separatista nos EUA desde a Guerra Civil.

Oskin também acredita que os EUA vão entrar em colapso, da mesma forma que a União das Repúblicas Socialistas e Soviéticas-URSS e a Iugoslávia se dissolveram”, escreve Bohm. Igor Panarin continua firme em sua previsão, mesmo que o ano previsto para sua realização, em 2010, veio e se foi e nada ainda aconteceu. Muitos jornalistas da mídia russa estão se inclinando para o mesmo ponto de vista.

Eles podem estar certos. Se Washington continuar a burlar regulamentos, impostos e redistribuição de regimes de riqueza, se o Congresso e o Poder Executivo federal atacam a distribuição interna de riqueza, a produção de negócios, e os próprios produtores, a secessão pode vir. Só depende de quanta dor certos estados estarão dispostos a suportar e por quanto tempo.

——————————————————————————–

Dizem que existem três tipos de pessoas no mundo:

  1. Aquelas que fazem as coisas acontecerem;
  2. Aquelas que observam as coisas acontecerem e
  3. Aquelas que ficam se perguntando o que aconteceu????
A vasta maioria da humanidade encontra-se nas duas últimas categorias. A maioria tem “olhos para ver”, mas não enxerga o que está acontecendo. A maioria tem “ouvidos para ouvir”, mas não compreende o que está acontecendo: “LOCAL, NACIONAL ou INTERNACIONALMENTE.”  

——————————————————————————

Saiba MUITO mais acessando:

  1. http://thoth3126.com.br/voo-mh17-derrubado-para-gerar-crise-com-a-russia/
  2. http://thoth3126.com.br/os-anjos-caidos-the-watchers-os-vigilantes/
  3. http://thoth3126.com.br/grande-midia-7-pecados-que-eles-nao-querem-que-voce-saiba/
  4. http://thoth3126.com.br/grupo-bilderberg-misterios-e-controle-alienigena/
  5. http://thoth3126.com.br/reptilianos-mais-informacoes/
  6. http://thoth3126.com.br/illuminati-revelacoes-de-um-membro-no-topo-da-elite-explosivo/
  7. http://thoth3126.com.br/o-governo-oculto-secreto-nos-eua-ii/
  8. http://thoth3126.com.br/profecia-maya-pos-2012-o-fim-do-mundo-e-um-apocalipse-made-in-eua/
  9. http://thoth3126.com.br/banco-dos-brics-lanca-desafio-ao-predominio-financeiro-dos-eua/
  10. http://thoth3126.com.br/midia-dos-eua-as-6-corporacoes-que-controlam-a-informacao/
  11. http://thoth3126.com.br/alemanha-pede-para-entrar-no-brics-grandes-mudancas/

Permitida a reprodução desde que mantido na formatação original e mencione as fontes.

thoth-escribawww.thoth3126.com.br

24 Responses to Futuro Colapso dos E.U.A. previsto por professor da Russia

  1. ukraine protests live

    Hello, I enjoy reading all of your article post. I like to write a little comment to support you.

  2. Melissa Gaiva

    Eu melhorei muito meu Russo de casa, professores nativos online, é um curso pela internet. Pra quem estiver interessado: https://preply.com/pt/skype/russo-professor-nativo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *