browser icon
You are using an insecure version of your web browser. Please update your browser!
Using an outdated browser makes your computer unsafe. For a safer, faster, more enjoyable user experience, please update your browser today or try a newer browser.

Vaticano: homossexualismo, chantagem e corrupcão na igreja de Roma

Posted by on 13/09/2014

Jornal italiano LA REPUBBLICA informou em matéria que rede de sexo, homossexualismo, chantagem e corrupção dentro do Vaticano também levaram à renúncia do Papa Bento XVI.

Lutas pelo poder, por dinheiro, desvios sexuais, corrupção generalizada, todos esses fatos constam de um relatório secreto que apresenta os resultados de uma investigação sobre o vazamento de documentos chamado de Vatileaks entregues por três cardeais ao Papa, onde consta até mesmo a hipótese de um lobby gay. O documento passou para as mãos do novo papa, Francisco, que deve ser o suficientemente forte e “santo” para enfrentar a rede de intrigas do Vaticano.

Tradução, acréscimo e imagens: Thoth3126@gmail.com

Repubblica.it: o jornal on-line com todas as notícias em tempo real.

 

 

Fonte: http://www.repubblica.it/esteri/2013/02/21/news/ricatti_vaticano-53080655/

Por Conchita De Gregorio, de Roma, Itália

“Nestes últimos 50 anos, temos aprendido e experimentado que o pecado original existe, e sempre resulta em pecados pessoais, que podem tornar-se estruturas de pecado. Vimos que no campo do Senhor, há sempre as ervas daninhas. Se estão na rede de Pedro (um pescador – a igreja) elas são o peixe ruim”.

Os “Céus” parecem já ter selado o destino da “santa” igreja de Roma. é apenas uma questão de tempo e já há sinais de que eles são chegados: “Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga.

As ervas daninhas. O peixe ruim. “Estruturas de pecado. Era quinta-feira, o dia de 11 de outubro de Santa Maria Desolada. Este é o dia em que a Igreja comemora o Papa João XXIII, 51 anos a partir do início do seu Concilio. O então papa  Bento XVI vai para a varanda e aos meninos do movimento Ação Católica que se reuniram na praça diz:

Cinquenta anos atrás, eu era como vocês nesta praça, com os olhos voltados para cima, para ver e ouvir as palavras cheias de poesia e bondade do Papa João XXIII, então, nós éramos felizes. Cheio de entusiasmo, tínhamos a certeza de que estava para vir uma nova primavera da Igreja.

Curta pausa.  Nós éramos felizes no passado.”Hoje, a alegria é mais sóbria, humilde. Em 50 anos nós aprendemos que a fragilidade humana está presente também na Igreja de Roma.”Onde há as ervas daninhas, há o peixe ruim.

Ninguém sabia de nada naquela distante tarde de outubro. Os meninos da praça aplaudiram e gritaram em memória do Papa João XXIII o papa bom. Ninguém sabia que dois dias antes o papa Bento XVI se reunira novamente com o Cardeal Julian Herranz, 83 anos, um espanhol membro da Opus Dei para ele  presidir a comissão (de três cardeais) de inquérito interna da igreja sobre o escândalo que os jornais vieram a chamar de escândalo do Vatileaks (n.t. O vazamento de informações confidenciais da igreja de Roma e de seus altos membros, em uma luta interna pelo poder).

O escândalo, o vazamento, as cartas roubados do apartamento do Papa Joseph Ratzinger, etc…  Herranz foi informando o papa regularmente. A cada semana, em conversas particulares, de abril a dezembro. O Papa observou com crescente preocupação os desenvolvimentos da investigação: dezenas e dezenas de entrevistas com bispos, cardeais e leigos.  

E eu vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate (vermelho, a cor dos CARDEAIS), que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura (violeta) e de escarlate, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição; e na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.Apocalipse, 17:3,5.

Na Itália e no exterior. Dezenas e dezenas de relatórios relidos e assinados pelos entrevistados. As mesmas perguntas para todos no início, depois de entrevistas livres. Controles cruzados. Cheques. Um quadro do qual estava emergindo uma rede de lobby existente dentro da Igreja que os três cardeais detetives dividiram por origem da congregação religiosa, por origem geográfica. Os salesianos, jesuítas. Os lígures, lombardos.

Finalmente, naquele dia de outubro, uma passagem do relatório foi mais espinhosa. Havia uma rede cruzada de orientação sexual. Pela primeira vez, a palavra homossexualismo foi vista, lida em voz alta em um texto escrito, no interior do apartamento do papa Ratzinger. Pela primeira vez, ela foi digitalizada, embora em latim, a palavra chantagem: “influentiam”. Sua Santidade. “Impropriam influentiam”.

Dia 17 de dezembro de 2012, dia de São Lazzaro. Os três cardeais entregam nas mãos do Papa Bento XVI o resultado de seu trabalho. Existem dois volumes no ralatório de cerca de 300 páginas. Duas pastas duras encadernadas em vermelho  sem o cabeçalho. Em “segredo pontifício”, são mantidas guardadas no cofre do papa Ratzinger.

Os únicos que a conhecem, além do papa, foi quem o escreveu. O relatório contem um mapa exato do joio e do peixe ruim dentro dos muros do Vaticano em Roma. As “divisões no corpo eclesial que desfiguram o rosto da Igreja“, o Papa disse quase dois meses depois do Ash Homilia.

É nesse dia com essas cartas na mesa, que Bento XVI toma a decisão, há muito tempo meditada, de sua renúncia. É nessa semana que ele encontra seu biógrafo, Peter Seewald, e algumas horas depois de receber os três cardeais do relatório diz: “Eu estou velho, já me basta o que eu já fiz”. Quase as mesmas palavras, na entrevista publicada mais tarde em Foco, que disse  em fevereiro no consistório para os mártires de Otranto”, piora com a idade. “Eu sou um Papa já de idade” que já abriu os braços muitas vezes no passado, nos últimos meses, em conversas confidenciais .

{Nota do tradutor: A visão do apóstolo João, descrita no Livro do Apocalipse parece que começa a se cumprir:

E eu vi uma mulher assentada sobre uma besta de cor escarlate (vermelho, a cor dos CARDEAIS), que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres. E a mulher estava vestida de púrpura (violeta) e de escarlate, e adornada com ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição; e na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.

Vermelho escarlate a cor dos cardeais… 

E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração. E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta (o Anticristo que a conduz há séculos) que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres.
A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá. Aqui o sentido, que tem sabedoria.
 

Acima: Uma moeda do Museu britânico, do tempo do Império romano, cunhada em 71 d.C., durante o reinado de Tito Vespasiano (de 69 a 79 d.C.) em que ele é chamado de Pontifex Maximus (Sumo Pontíficie) título (humildemente) adotado pelos papas do Vaticano. Nessa moeda Roma é descrita COMO UMA MULHER SENTADA SOBRE SETE COLINAS (!!!!) e uma LOBA amamentando Rômulo e Remo.

 A região onde esta Roma e o Vaticano se espalha pelas margens do rio Tibre, incluindo o seu centro histórico com as suas SETE COLINAS, a saberPalatino, Aventino, Capitólio, Quirinal, Viminal, Esquilino, e Célio.]

Acima, as sete colinas de Roma e em azul o rio Tibre.

E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniqüidades delaApocalipse 18:4-5

Caiu, caiu a grande babilônia, e se tornou morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável. Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela”;  Apocalipse 18:2-3

Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome; e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga. E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delícias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem a fumaça do seu incêndio; Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: Ai! ai daquela grande babilônia, aquela forte cidade! pois numa hora veio o seu juízo”.  Apocalipse 18:8-10}

Assim, na semana antes do Natal, o Papa toma a sua decisão. Com estas palavras, diz o Cardeal Salvatore De Giorgi, um dos três cardeais inquisidores que prepararam o “relationem” (relatório) presente no momento da renúncia: “Ele teve um gesto de força, não de fraqueza. Ele fez isso para o bem da Igreja. Ele deu uma mensagem forte a todos no exercício de autoridade ou de poder que se consideram insubstituíveis. A Igreja é feita de homens. O Papa tem visto os problemas e os confrontou com a iniciativa sem precedentes de forma prospectiva. Ele tomou sobre si a cruz, na verdade. Ele não se diminuiu, ao contrário“.

Mas quem são afinal “aqueles que se consideram insubstituíveis?”. Ecoando as palavras ditas pelo papa no Angelus do último domingo, que seria necessário “expor as tentações pelo poder daqueles que exploram a Deus pelos seus próprios interesses.” O “relationem” (Relatório) agora esta lá. E Bento XVI o entregará nas mãos do próximo Papa, que vai ter que ser forte o suficiente, e jovem e “santo” – e que se espera – ele possa abordar o imenso trabalho que temos pela frente.

Esta designado naquelas páginas, a geografia da “influência indevida” que um homem muito próximo da pessoa que escreveu o relatório disse assim: “Tudo gira em torno da não-observância do mandamento sexto e sétimo. “Tu não cometerás ato impuro (adultério). Tu não roubarás. A credibilidade da Igreja foi (n.t. Há muito tempo) quebrada pela evidência de que seus próprios membros violam o texto original dos mandamentos. Vejamos estes dois pontos, adultério e roubo, em particular.

Deixe o sexto mandamento, atos impuros.  O relatório é explícito em que alguns prelados sofrem “influência externa” – nós diríamos chantagem – “feita por leigos (externos à igreja) e de natureza mundana”(desvios sexuais).  É quase as mesmas palavras que tinha usado Monsenhor Attilio Nicora, então no topo da IOR-Banco do Vaticano, na carta roubada de câmaras secretas no início de 2012: a carta foi publicada mais tarde cheia de nomes omitidos para cobrir muitos desses nomes e que essas circunstâncias ressurgiram no Relatório.

E em 25/02/13, às 11:00 horas: Os principais meios de informação da Europa informaram a renúncia do Cardeal Keith O’Brien, da chefia da igreja na Escócia, que renunciou  na esteira de  acusações explosivas de prática de homossexualismo, de que ele tinha feito avanços sexuais “inapropriados”  a três sacerdotes e a um ex-padre nos anos de  1980. Links: BBC News, New York Times, RNSGuardian

Eventos com controle remoto, como o do bispo Tommaso Stenico suspenso depois de uma entrevista que foi ao ar no dia 7, em que ele disse que encontros sexuais aconteceram no Vaticano. Ressurge a história dos cantores que gostavam de cercar o Cavalheiro de Sua Santidade Angelo Balducci, para os atos de um inquérito judicial.

Cardeal Tarcisio Bertone

O local das reuniões sexuais: uma casa de campo nos arredores de Roma. Uma sauna em Quarto Miglio. Um salão de beleza no centro. ‘Os quartos dentro do próprio Vaticano”.  Uma residência universitária em Trasone que está sendo alugada a uma entidade privada com conexão à Secretaria de Estado do Vaticano, do Cardeal Tarcisio Bertone, residência normalmente usada como um endereço em Roma por um  arcebispo de Verona.

Menção é feita ao centro chamado de  “Priscilla”, que mesmo a partir de recortes de imprensa parece ser devido a Marco Simeão, o jovem de San Remo hoje no topo da RAI  e já mencionado pelo Arcebispo Vigano  como o autor das notas anônimas contra ele. Circunstâncias negadas pelos protagonistas nos jornais, mas que foi aprofundada e retirada do relatório em grandes detalhes. {n.t. RAI é um acrônimo para Radio Audizioni Itália, ou seja, Rádio Audições Italia. Antes se chamava EIAR (Ente Italiano Audizioni Radiofoniche) e ocupava-se apenas de transmissões radiofônicas, até que em 3 de janeiro de 1954 a RAI TV começou a emitir sinais televisivos em escala nacional na Itália.}

Os três cardeais detetives continuaram a trabalhar além de 17 dezembro do ano passado. Eles vieram com os últimos fatos e acontecimentos relativos ao IOR -Banco do Vaticano. Aqui nós vamos para o desprezo do sétimo mandamento -. ouvindo os homens em quem Tarcisio Bertone confiava e eram seu braço direito, o poderoso monsenhor Ettore Balestrero, genovês, nascido em 1966 chegando até a nomeação do jovem René Bruelhart na direção da AIF, Autoridade de Informação Financeira.

O terceiro Cardeal dos  investigadores, o Cardeal Josef Tomko, é o mais velho e, portanto, o mais influente da tríade. O papa Ratzinger o chamou ao serviço aos 88 anos de idade. Ele é eslovaco, tinha sido com Woijtyla (Papa João Paulo II) o chefe da contra-espionagem do Vaticano. Havia seguido pessoalmente o espinhoso tema da inclusão de contribuições econômicas para a causa dos poloneses como um delegado para as relações com a Europa Oriental.

Depois de monsenhor Luigi Poggi, que morreu em 2010, é o último guardião do que hoje é chamado de a Entidade, a “Sodalitium pianum” (“Nível de Adesão”) de antiga memória, o antigo serviço de inteligência do Vaticano que foi formalmente desmantelado pelo papa Bento XV.

Dado os símbolos e gestos, a São (igreja romana) Pedro, quem está muito familiarizado com as liturgias do Vaticano aponta que elas contam muito mais do que as palavras. No último dia de seu pontificado, Bento XVI receberá os redatores da relationem (o Relatório) dos três cardeais em uma audiência privada. Pouco depois, ao lado de Joseph Tomko, verá os bispos e os eslovacos fiéis em Santa Maria Maggiore. Sua última audiência pública no dia 27 de fevereiro, o dia de São Procópio Decapolita, confessor. Então virá o conclave para escolher seu sucessor.

Saiba (informe-se) mais sobre a “santa” igreja romana em:

  1. http://thoth3126.com.br/bispos-no-vaticano-ligados-ao-demonio/
  2. http://thoth3126.com.br/lavagem-de-dinheiro-tambem-no-banco-do-vaticano/
  3. http://thoth3126.com.br/vaticano-telescopio-lucifer-em-busca-de-alienigenas/
  4. http://thoth3126.com.br/as-profecias-do-papa-joao-xxiii/
  5. http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x-parte-ii/;
  6. http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x-parte-final/
  7. http://thoth3126.com.br/o-vaticano-e-o-regresso-do-planeta-x/
  8. http://thoth3126.com.br/por-que-a-renuncia-do-papa-bento-xvi/

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

5 Responses to Vaticano: homossexualismo, chantagem e corrupcão na igreja de Roma

  1. Roberto

    Amiga Conchita, boa noite. Muito bom a materia escrita em referencia a este assunto tão sensível.

    Só um esclarecimento: A RAI e RADIO E TELEVISÃO ITALIANA e pertence ao Estado Italiano. Ou seja. o proprietário e a REPPUBLICA D’ITALIA.

    Abs. Roberto.

    • Thoth3126

      Caro Roberto, obrigado pelo alerta. Já foi corrigida a informação que estava errada. Um grande abraço com muita Luz e Paz.

  2. HELCIO GONCALVES DA SILVA

    at usque aprobatti populo pacientia nostra ?
    da quod jubes et jubes quod vis ?
    si ne qua non ? quae sera taman ?
    QUO VADIS DOMINI ?
    HELCIO GONÇALVES DA SILVA
    LABREA – AM

  3. Monica

    Nada disto , para mim é espantoso. Sempre houve uma preocupação em esconder tudo isso, já que a Santa Madre Igreja foi no passado, o maior poder da Terra, capaz de colocar e depor os reis, insuflar guerras,punir os diferentes e contrários á ela.A religião mais sangrenta, mais injusta, mais arbitrária de todas.
    Uma coisa é certa e irrefutável. Todas as guerras do planeta têm contribuído para o fortalecimento econômico e político da Igreja,
    Na II Guerra Mundial eles contrabandearam o ouro dos nazistas para os bancos da Suíça e dos Estados Unidos e ficaram riquíssimos], sendo que hoje são donos do Federal Reserve Bank- A Ordem Jesuítica,outro cancêr da humanidade.Isso confere com o que lemos nos livros “The Vatican’s Holocaust” e “The Vatican in World Politics; de Avro Manhattan.
    Esse tipo de postagem ajuda á compreendermos melhor o Sistema em que estamos todos envolvidos, de maneira geral, e ajuda a nos desbloquear.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>