Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

A Guerra contra a Natureza e a Humanidade, Agendas “Emissão Zero” e Transhumanista

A Guerra contra a Natureza e a Humanidade, Agenda da “Emissão Zero” e a Agenda Transhumanista, “Great Reset”, Green New Deal [‘Emissão Zero Carbono’] dos oligarcas do WEF- Fórum Econômico Mundial. A tentativa atual, por um pequeno grupo de maníacos psicopatas do Hospício Ocidental, por mais controle e mais poder, de obter controle absoluto sobre a vida planetária e eviscerar as leis fundamentais da natureza humana no processo.

A Guerra contra a Natureza e a Humanidade, Agenda da “Emissão Zero” e a Agenda Transhumanista

Fonte: Global Research

Já cobri o grande engano da ‘Emissão Zero Carbono’ em mais de um artigo. Mas estou me atendo a isso porque esse truque maciço está bem no centro da tentativa atual, por um pequeno grupo de psicopatas maníacos por obter controle absoluto sobre a vida planetária e eviscerar as leis fundamentais da natureza no processo. 

Devemos explicá-lo como ele é. A intenção por trás da agenda “Great Reset”, Green New Deal [‘Emissão Zero Carbono’] dos oligarcas do WEF- Fórum Econômico Mundial é bloquear completamente as artérias da vida senciente na Terra e substituí-las por uma construção artificial, fria, cruel e insensível.

Uma construção que, sob o título ‘Quarta Revolução Industrial’ do idiota senil khazar Klaus Schwab exige que o homem/mulher pensante se torne redundante, para ser substituído pelo poder do computador acessado diretamente ao cérebro humano. A agenda transhumanista.

As tecnologias algorítmicas e digitais de IA em rápido desenvolvimento são os deuses obscuros do techno dessa aquisição planejada da vida na Terra. Uma vida que deve ser desprovida de acesso às dimensões mais elevadas da consciência universal e mantida estritamente em um campo de prisão material de cinco sentidos, para incluir obediência passiva aos perpetradores de “uma sociedade em que não se possuirá nada, seremos felizes e comeremos insetos”. 

Não devemos ter medo de afirmar que a motivação para provocar esse holocausto distópico é obviamente muito obscura e serve aos desígnios das trevas. 

Existe há milênios, um elemento anti-vida pervertido dentro da raça humana, que só busca seus próprios fins narcisistas. É um elemento obcecado por ‘eu, eu, eu’ que não tem nada a ver com a existência de Deus, ou mesmo com qualquer fonte benigna universal de vida. Ele conhece apenas os desejos essencialmente demoníacos por ‘domínio de espectro total’ de poucos “eleitos” sobre a imensa maioria da população. 

A versão espelhada mais fraca dessa má conduta despótica e psicopata pode ser encontrada naqueles seres humanos amplamente inconscientes que se envolvem hipnoticamente com esse narcisismo grandioso. Aqui, a obsessão atual é o ‘selfie’ e a aparente necessidade de mostrar aos outros ‘como se está’ em 101 poses e locais diferentes quase diariamente – se não a cada hora. 

“Bem”, alguns podem dizer “finalmente eles estão se divertindo”. Mas, observo, o caso de amor com a agilidade sedutora do celular movido a campos eletromagnéticos é, na verdade, uma obsessão. Segue um padrão muito semelhante ao do viciado em fumar crack. 

Jovens na casa das dezenas de milhões desenvolveram uma espécie de necessidade nervosa e robótica, no melhor estilo zumbi, de tirar repetidamente seus celulares dos bolsos de trás e verificar se alguém ligou para eles. É um vício que tem produzido um tipo de espetáculo esquisito para aqueles que se lembram de uma época em que as pessoas olhavam para onde estavam indo e absorviam a atmosfera e a peculiaridade do ambiente sem precisar ‘fotografá-lo’ e sem que o pargo se certificasse de que ele mesmo é a principal característica de cada imagem! 

A humanidade, até que um número crítico se torne consciente, segue automaticamente as mensagens e persuasões psicológicas daqueles que controlam o status quo. Aqueles que definem a agenda a ser imposta e seguida pela imensa massa de zumbis ignorantes e salivantes por detrás de seus smartphones. 

Então, quando a dupla de judeus khazares Klaus Schwab e Yuval Noah Harari anunciam que é uma ‘tecnologia avançada’ que vai levar a humanidade à terra prometida [da escravidão total], e que um mundo ciborgue reinventado será ‘uma melhoria na versão de Deus’, muitos viciados e movidos a campos eletromagnéticos falham em registrar qualquer resistência a esta proclamação sem alma. Eles já estão na metade do caminho sem retorno para o precipício. 

No entanto, alguns parecem ser despertados pela história de que o fim do mundo acontecerá por meio de algo chamado ‘aquecimento global’. Isso sugere que deve haver alguma forma de instinto de autopreservação ainda funcionando aqui. Algum senso emocional indesejável desse resultado. 

Mas devemos questionar se essa emoção é o resultado de ouvir repetidamente “você deveria estar com medo”, ou se é uma sensação real de choque? Seguidores da marionete zumbi Greta Thunberg,  Extinction Rebellion e Stop Oil, por exemplo, parecem preparados para fazer um grande show de suas patéticas ambições de ‘salvar o mundo’. 

Parece real o suficiente até que se perceba que são programas patrocinados por governos, oligarcas e think thanks tipo WEF de Schwab, de George Soros, Al Gore, Bill (Hell’s) Gates, et caterva e que os participantes são crentes sob lavagem cerebral em tudo o que veem ou ouvem na BBC, Facebook, CNN, Instagram ou em seu portal de mídia social favorito. Suas células cerebrais parecem não ter a capacidade de fazer um julgamento crítico independente. Houve um enfraquecimento da força de vontade básica de “questionar” e refletir. 

O processo implacável de atrito psicológico é algo que os proponentes de uma Nova Ordem Mundial-NWO fazem particularmente bem. O emburrecimento está provando ser uma arma eficaz na guerra contra uma humanidade coletivamente viciada na aquisição tecnológica de suas vidas e na falsa história verde sobre ‘o fim do mundo’ pelas “mudanças climáticas”. 

Essa falsa história verde gira em torno do imperativo declarado do WEF, da ONU e do hospício da UE-EUA para alcançar um mundo ‘Emissão Zero’ até 2050. Um imperativo, de uma forma ou de outra, assinado por quase todos os países do mundo. 

Mas, como expliquei em escritos anteriores, ‘Emissão Zero’ é uma ficção quase científica, completamente desprovida de razão ou pensamento racional. Ele utiliza duas palavras abstratas e sem sentido, ‘net’ e ‘zero’ para transmitir algo que todos deveriam entender como um remédio salvador para um planeta superaquecido, mas que na verdade é uma trama obscena para a dizimação da vida na Terra. 

Esteja ciente: ‘Emissão Zero’ se encaixa exatamente na descrição do que nos dizem que o aquecimento global descontrolado faria ao nosso planeta vivo.  O elemento demoníaco da humanidade gosta de realizar esse tipo de magia negra em mortais ignorantes.

Eles gostam de inverter a realidade e transformar a supressão completa do ciclo fotossintético de ‘CO2 vegetal em oxigênio’ – em uma agenda de redenção global. E a sobrevivência de um planeta verde vivo, o inimigo número um. 

Se alguém escolhe interpretar ‘Emissão Zero’ como uma maneira jargônica de dizer ‘zero carbono’, é levado a acreditar que aqueles que estão por trás desse planejado ecocídio global fixaram todo o seu clamor de alarme em torno de uma recente tendência verificável de apenas 0,13 graus centígrados de aumento no aquecimento do planeta por década, sem aumento observado desde 2016 e um leve fator de resfriamento detectado desde então (NOAH/NASA).   

Esta é a pseudo ‘ciência’ que está por trás da história do vindouro ‘superaquecimento catastrófico’ do planeta. Que só pode ver o ‘excesso de CO2’ como o principal agente causador de nossa morte planetária. 

Tal posição não leva em consideração o fato de que nosso sistema de sobrevivência global está sendo brutalmente submetido a uma ladainha de ataques profundamente feridos por meio de níveis fora de controle de pesticidas, plásticos, chemtrails, poluição EMF, fracking de gás/petróleo, radiação nuclear, desmatamento, concreto sobre terras férteis, envenenamento das águas, aniquilação de insetos, monocultura de OGM, criação de animais em cativeiro e seus resíduos tóxicos, guerra (maior usuário finito de combustível fóssil), derramamentos de óleo onipresentes, destruição de habitat de vida selvagem e interrupção farmacêutica contínua da cura natural dos sistemas do mundo – e muito, muito mais. 

Como se não bastasse esta ladainha de ataques à integridade dos ecossistemas planetários e à saúde humana, devemos agora acrescentar: 

  • O remédio salvador do ecocídio ‘Emissão Zero’.
  • A digitalização e robotização de um grande segmento de trabalhadores.
  • Campos de concentração ‘Smart City’ alimentados por 5G-6G para agricultores desfavorecidos e moradores do campo. Aqueles que ainda estão comprometidos em trabalhar ‘com’ a natureza e cultivar alimentos de verdade. Não o material sintético prometido pelo ‘Green New Deal’ e o Great Reset.
  • Um programa de ‘vacinação’ armado para coincidir com o acionamento do botão ‘ligar’ do 5G.
  • O confisco de todas as propriedades privadas, para que ‘não tenhamos nada e sejamos felizes’.
  • Um ‘teatro de guerra’ estendido para incluir o espaço e quase todas as regiões populosas e despovoadas do mundo. 
  • E por último, mas não menos importante, o maior prêmio – a completa desumanização e des-espiritualização do homo sapiens por meio de uma ‘atualização’ da espécie em ciborgues transumanistas e transgênero movidos a computador. 

Sim, um estado em que o psicopata judeu khazar ativista LGBTQ+, Yuval Noah Harari afirma produzirá resultados melhores do que os alcançados por Deus. 

No entanto, a retórica tecnológica e a realidade não estão sincronizadas. Rachaduras no grande plano estão aparecendo com frequência cada vez maior. Suas principais figuras parecem cada vez mais desequilibradas, quase cômica e loucamente em alguns casos.

A agenda da Covid nos deu uma visão muito mais clara do poço da serpente. Vemos aí, entre outras coisas, o armamento adicional da saúde e o engano quase insondável perpetrado pela Big Pharma e pelo Departamento de Defesa dos EUA.[1]

Estamos aprendendo rápido. Agora vemos que Covid, 5G, Emissão Zero e o Great Reset/Green New Deal fazem parte de um plano: uma declaração de guerra contra a natureza e a humanidade.

Estamos encontrando uma resistência comum a essa intervenção brutal em um campo cada vez maior de expressão humana.

O ritmo de outro tipo de mudança está se acelerando. Antonio Guterres (OMS) anuncia a necessidade desesperada de mais medidas de ‘Pare o aquecimento global’, levando à necessidade de antecipar o prazo ‘Emissão Zero’ para 2040. Ele e seus capangas estão claramente abalados com a crescente onda de conscientização e pressão.

‘Nós, o povo’, estamos subindo a resistência, inexoravelmente. A primavera está rompendo as garras minguantes do inverno. Vamos continuar, pois o desafio que enfrentamos tem um efeito libertador em nossas almas e em nossa paixão pela manifestação de uma vida baseada na Verdade e nos seus ciclos naturais.

Julian Rose é um pioneiro da agricultura orgânica no Reino Unido, escritor e ativista internacional. Ele é presidente da Coalizão Internacional para Proteger o Campo Polonês e autor de ‘Overcoming the Robotic Mind’ Veja www.julianrose.infoEle é um colaborador regular da Global Research.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

  1. Cadê os Snippers para abater estas feras demoníacas ávidas de poder, para destruir nosso Planeta e a humanidade? Prá cima deles Guerreiros do amanhecer do Dia. Serão grelhados estas feras na Geena incandescente, ela está chegando e seu nome é Planeta X que vai levar todas estas bestas feras das trevas. Planeta X vai sugar todos espíritos e almas imundas pecaminosas, e queimar no inferno por toda a eternidade pelo Século dos Séculos. Amém Jesus Krsto …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *