Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Get Woke, Go Broke’: Bud Light lança nova publicidade para superar o Suicídio Corporativo ‘Acordado’

Get Woke, Go Broke: Bud Light lança nova campanha publicitária para superar o suicídio corporativo “Acordado e Transgênero” depois que suas vendas caíram espetaculares 26,1% na semana encerrada em 22 de abril em comparação com um ano atrás. “Nunca vimos uma mudança tão dramática” no mercado. Enquanto isso, as vendas das marcas rivais Coors Light e Miller Light cresceram 21% cada uma no mesmo período encerrado em 22 de abril.

‘Get Woke, Go Broke’: Bud Light lança nova publicidade para superar o Suicídio Corporativo “Transgênero Acordado”

Fonte: Zero Hedge

A empresa controladora da Bud Light, a Anheuser-Busch, está lutando desesperadamente para reabilitar sua imagem após o espetacular (e “genial”) suicídio corporativo por causa de uma campanha publicitária “transgênero acordada” com o influenciador do TikTok Dylan Mulvaney, um homem demente e ridículo que pensa ser uma mulher.

Para fazer as pazes com os distribuidores e os seus consumidores, que lhe davam a liderança confortável no market share, depois que as vendas externas caíram 26,1% na semana encerrada em 22 de abril em comparação com um ano atrás, a empresa prometeu aumentar os gastos com marketing na Bud Light e acelerar a produção de uma nova lista de anúncios, de acordo com o Wall Street Journal , que acrescenta que a Anheuser-Busch agora dará uma ‘caixa de Bud Light a cada funcionário’ de seus atacadistas [devem estar sobrando muitas caixas encalhadas].

As vendas da Bud Light caíram 26,1% em relação ao ano passado na semana encerrada em 22 de abril.

As vendas da cerveja despencaram em relação ao ano passado devido à reação negativa da decisão da marca de contratar Dylan Mulvaney como embaixador da marca. As vendas das marcas rivais de cerveja Coors Light aumentaram 13,3%, enquanto as vendas da Miller Lite aumentaram 13,6% durante o mesmo período. Fonte: Beer Business Daily/ Barrons

Enquanto isso, as vendas das marcas rivais Coors Light e Miller Light cresceram 21% cada uma no mesmo período encerrado em 22 de abril.

Os esforços continuam um mês depois que Dylan Mulvaney, um demente transgênero da mídia social, falou em um vídeo no Instagram sobre uma lata personalizada de Bud Light que a cervejaria havia enviado a ela como presente. A postagem de 1º de abril provocou um boicote que fez com que as vendas despencassem tanto para a Anheuser-Busch quanto para seus distribuidores independentes. Os funcionários das distribuidoras, muitos dos quais dirigem caminhões com o logotipo da Bud Light, foram confrontados por pessoas furiosas nas ruas, nas lojas e nos bares. -WSJ

A espetacular deterioração da participação de mercado da Bud Light “continuou em ritmo acelerado durante a terceira semana de abril – e, na verdade, de alguma forma piorou. Nunca vimos uma mudança tão dramática na participação nacional em um período tão curto de tempo”, de acordo com o Beer Business Daily .

As consequências de queda de vendas também se espalharam para outras marcas da Anheuser-Busch, incluindo Budweiser, Busch Light e Michelob Ultra, de acordo com Bump Williams.

Isso causou ondas de choque nos distribuidores“, de acordo com Jeff Wheeler, vice-presidente de marketing da Del Papa Distributing perto de Houston, Texas, acrescentando que sua equipe recebeu “toneladas de telefonemas de pessoas muito odiosas”.

Dois executivos de marketing da Bud Light foram colocados em licença administrativa após a controvérsia.

A vice-presidente de marketing (a “Gênio” ‘acordada‘) Alissa Heinerscheid tirou uma licença depois que o Daily Caller relatou fotos dela em uma festa da faculdade após comentários que ela fez batendo no cliente da Bud Light por ser “fratty”. A Budweiser anunciou no domingo que Daniel Blake, vice-presidente de marketing da Anheuser-Busch, também estava de licença. – Daily Caller

A vice-presidente de marketing (a “Gênio” ‘acordada’) Alissa Heinerscheid, responsável pela espetacular IDEIA de marketing que derrubou as vendas do principal produto de seu empregador . . .

Após três semanas de silêncio nas redes sociais, Mulvaney postou um vídeo no TikTok reclamando que gostaria de poder reencarnar como alguém “sem confronto e sem controvérsia”.

“Não sei se a reencarnação é uma coisa, mas na minha próxima vida eu adoraria ser alguém sem confrontos e sem controvérsias – Deus, isso soa bem!” ele disse, acrescentando “A boa notícia é que o prazer das pessoas em mim quase morreu, porque claramente não há como conquistar a todos”.

Mulvaney também assinou acordos de publicidade com Instacart, Nativ, Ulta Beauty, Nike e outras empresas ‘acordadas’.

A Anheuser-Busch divulgará os resultados trimestrais de seu balanço na quinta-feira. Temos certeza de que eles receberão algumas perguntas interessantes de analistas … e, claro, uma grande pergunta na mente de todos; eles vão cortar a perspectiva?


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *