Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

A Humanidade está desistindo de sua Liberdade e Privacidade em troca de ‘Conveniências Tecnológicas’

As pessoas estão abrindo mão de sua liberdade e privacidade em troca das tecnologias mais recentes, argumentou Farsam Shadab, da HoloSpace. Ele apresentou esse argumento durante uma entrevista ao vivo com o Health Ranger Mike Adams no “Health Ranger Report”. Shadab – o fundador da Enaxion, InterEnactive e Integral Commons – observou que as coisas estão muito mais controladas agora do que antes.

A Humanidade está desistindo de sua Liberdade e Privacidade em troca de ‘Conveniências Tecnológicas’

Fonte: NaturalNews

Segundo ele, as pessoas querem o que há de melhor e mais recente para, ‘teoricamente’, ter mais liberdade, mais opções e melhores ferramentas tecnológicas. Mas, ao quererem esta pseudo liberdade consumidora, evitaram sua independência do governo, as liberdades e a soberania comum básica. Shadab observou que isso fez com que a pessoa comum ficasse mais emburrecida e influenciada pelas agendas das instituições existentes.

O fundador do Natural News e do Brighteon.com concordou com seu convidado, comentando que as pessoas estavam muito mais ‘distraídas e ocupadas’. Esta distração, continuou ele, é uma das principais armas usadas contra a humanidade para tomar os seus bens, direitos, liberdades e futuro.

Além disso, Shadab destacou que há uma “isca e troca” acontecendo secretamente com as pessoas que não sabem que estão cedendo sua privacidade e direitos à terceiros. Ele alertou que, em breve, a IA eliminará a capacidade híbrida das pessoas de usarem as suas ferramentas e competências naturais, juntamente com os atuais graus de liberdade que possuem.

Adams também mencionou que a inteligência artificial (IA) e os modelos de aprendizagem de línguas que utiliza serão fortemente regulamentados. Chegará um momento em que a IA não poderá divulgar “desinformação” – um eufemismo para qualquer coisa que o governo não queira que as pessoas saibam. A Agência Central de Inteligência (CIA) já se infiltrou na Wikipedia para esse fim e também está em processo de infiltração na OpenAI, criadora da IA ChatGPT. (Relacionado: Big Tech, elites globalistas unem forças em reunião secreta para falar sobre inteligência artificial .)

“A OpenAI será um porta-voz de IA da CIA para promover as narrativas da comunidade de inteligência do Estado Profundo, sejam elas quais forem. E se você consultar a OpenAI, obterá as mesmas respostas ‘Bull Shit’ que agora obtém da IA do Google”, disse ele.

Sistemas atuais de IA sendo usados ​​como modelos de treinamento para contrapartes da próxima geração

O Health Ranger também mencionou que os atuais sistemas de IA, que ainda têm ligações com a humanidade, estão sendo usados ​​para criar dados sintéticos. Por sua vez, estes dados sintéticos serão utilizados para treinar a próxima geração de sistemas de IA que não têm qualquer conexão com a humanidade.

Entretanto, Shadab mencionou que a captura do espaço tecnológico começou há três décadas com a introdução da Internet. Acrescentou que os dados sintéticos e a biologia sintética estão acompanhando a agenda transumanista, que foi falada abertamente no início da década de 1990. De acordo com Shadab, as pessoas precisam usar tecnologia que preserve a inteligência humana orgânica e o bem-estar humano e sistemas super sofisticados que lhes permitam cuidar uns dos outros.

Adams mencionou que cada pessoa poderia ter um poderoso sistema de IA em seus telefones, que usaria voluntariamente para aprimorar o conhecimento e o aprendizado humanos. Isto, acrescentou ele, acabará por beneficiar a humanidade a longo prazo.

“Muitas pessoas [a imensa maioria] escolherão o caminho sedutor de ‘Divirta-me, ensine-me, diga-me o que pensar, diga-me o que fazer’, e outras pessoas [uma pequena minoria] escolherão o conhecimento, desenvolvimento e a iluminação. Mas eu diria que toda a história dos seres humanos realmente tem sido assim.”

Em última análise, o Health Ranger sublinhou que as pessoas precisam utilizar a tecnologia para se capacitarem mutuamente e tornarem as suas vidas mais significativas, mais felizes, alegres, saudáveis ​​e produtivas. Ele disse: “Não precisamos ser escravizados pela tecnologia, mas temos que entendê-la e, acredito, aproveitá-la para aprendizado e não sermos seus escravos”.

Assista à conversa completa entre Farsam Shadab e o Health Ranger Mike Adams : https://www.brighteon.com

Este vídeo é do canal Health Ranger Report em Brighteon.com.

As fontes incluem: Brighteon. comTeamHolo. com


Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *