A Real História por trás dos Cavaleiros Templários (XXVI)

Escondida em um pátio em Temple Bar, às margens do Tâmisa, está uma das igrejas mais antigas de Londres, a Temple Church. A igreja redonda já foi o centro das atividades da Ordem dos Cavaleiros Templários na Inglaterra, cercada por alojamentos, estábulos, salas de reuniões e instalações de armazenamento. Hoje é preciso seguir um caminho entre escritórios de advocacia até encontrar uma pequena placa apontando para a igreja. Essa é realmente conhecida como o “Novo Templo”. 

A Verdadeira História por trás dos Cavaleiros Templários

Livro “The Real History Behind the Templars, de Sharan Newman, nascida em 15 de abril de 1949 em Ann Arbor, Michigan , ela é uma historiadora americana e escritora de romances históricos. Ela ganhou o prêmio Macavity de Best First Mystery em 1994. No ano de 1119, esses nobres encontraram sua vocação como protetores dos fiéis em uma peregrinação perigosa à Jerusalém recém-conquistada. Agora, a historiadora Sharan Newman elucida os mistérios e equívocos dos Templários, desde sua verdadeira fundação e papel nas Cruzadas até intrigas mais modernas, incluindo:

– Eles eram cavaleiros devotos ou hereges secretos?
– Eles deixaram para trás um tesouro fantástico – escondido até hoje?
– Como eles foram associados ao Santo Graal?
– Eles vieram para a América antes da época de Colombo?
– A Ordem dos Cavaleiros do Templo [Templários] ainda existe?


PARTE DOIS  – CAPÍTULO VINTE E SEIS

O “Templo” em Londres

A primeira igreja foi construída por volta de 1128, logo após a visita de Hugh de Payns em sua grande turnê para angariar interesse na ordem, ainda em seu começo. O antigo Templo ficava em Holborn em Londres, então uma área rural. Quando as fundações foram descobertas em 1595, descobriu-se que esta igreja era redonda, feita de pedra de Caen, do norte da França. Muitas das igrejas Templárias eram redondas, imitando a Igreja do Santo Sepulcro em Jerusalém construída no tempo de Constantino. Igrejas redondas também foram construídas pelos Hospitalários pelo mesmo motivo .

Os Templários mudaram-se para o local atual, entre a Fleet Street e o Rio Tâmisa, em 1161 e começaram a construir a nova Igreja do Templo. A igreja foi consagrada em 10 de fevereiro de 1185, por Heráclio, patriarca de Jerusalém e dedicada à Virgem Maria. Com o tempo foi construído um “salão dos padres” ligado à igreja por um claustro e, um pouco mais distante da igreja, um “salão dos cavaleiros” para abrigar os monges guerreiros e irmãos Templários. Em 1240 foi acrescentado o coro retangular (ver foto a seguir), bem como uma capela dedicada a Santa Ana, mãe da Virgem.

016
Nave da Igreja do Templo. (Sharan Newman)

Este teria sido um lugar muito movimentado, com uma padaria, ferraria, estábulos e outras construções domésticas de uma grande Comenda Templária. Os cavaleiros cuidariam dos reparos em suas armaduras e outros equipamentos na área do Templo. Para um treinamento sério, eles tinham um campo de cerca de quinze acres do outro lado do Tâmisa, conhecido como Fickettscroft.

Durante os julgamentos dos Templários na Inglaterra, uma acusação feita contra eles foi que eles haviam assassinado um Templário irlandês, colocando-o na “cela penitencial” no canto noroeste do coro. A cela tem quatro pés e meio de comprimento e dois pés e nove polegadas de largura. Há duas frestas de janela que permitiriam ao prisioneiro ver a parte redonda da igreja e o altar.

Com a dissolução dos Templários em 1313, todos os seus bens deveriam ser entregues aos Cavaleiros Hospitalários.  No entanto, Eduardo II da Inglaterra deu a propriedade do Templo em Londres para seu primo Thomas, conde de Lancaster. Thomas, no entanto, perdeu a cabeça (literalmente) como resultado de uma rebelião contra o rei. Edward então deu a propriedade ao conde de Pembroke, Aylmer de Valence. Passou por várias outras mãos antes que os Hospitalários finalmente recebessem a propriedade. Como já tinham sede em Londres, os Hospitalários arrendaram o Inner and Middle Temple a um grupo de advogados.

Os ex-servos dos Templários permaneceram durante a transição, Eduardo II pagando seus salários e pensões. 

Ao longo dos anos, através de mudanças nos reis e governos, os advogados mantiveram o Templo. Em 1677, eles foram finalmente recompensados ??por sua tenacidade com a permissão de comprar a propriedade do rei Carlos II. Durante o século XVI, a igreja era usada entre os serviços para as conferências advogado-cliente, que aconteciam enquanto caminhava entre as efígies dos túmulos de importantes cavaleiros templários enterrados no local. 

Durante a Reforma, a igreja foi caiada e o chão coberto com “centenas de carroças de terra e entulho”. Uma restauração foi feita em 1840, incluindo a limpeza do piso e a reconstrução das efígies estilhaçadas.

As efígies na igreja são de nove cavaleiros e um bispo. Infelizmente, não é certo qual escultura é qual cavaleiro. Eles foram movidos tanto ao longo dos séculos que as identificações foram embaralhadas. Eles também foram “restaurados” várias vezes. Os originais datam dos séculos XII e XIII. Sabemos que um deles é Sir Geoffrey de Magnaville, conde de Essex, que morreu em 1144 e foi primeiro cavaleiro enterrado no Velho Templo e se mudou para o Novo. Outros são de William Marshal, o primeiro conde de Pembroke, que foi admitido na Ordem dos cavaleiros Templários em seu leito de morte, e dois de seus filhos. Marshall é considerado o protótipo do cavaleiro perfeito, leal, corajoso e valente. Ele foi o assunto de histórias e canções, mesmo em sua vida. Os Templários devem ter ficado satisfeitos por ter seu patrocínio.

A maioria das outras efígies são conhecidas apenas como “cavaleiro” ou “cavaleiro cruzado”.  As efígies representam não os Templários, mas seus confrades , ou “associados”, nobres que desejavam apoiar a ordem sem realmente se unir.

017
Efígie de um cavaleiro na Igreja do Templo em Londres . (Sharan Newman)

Os cavaleiros foram enterrados em cemitérios templários e comemorados em pedra na igreja. Os cavaleiros de pernas cruzadas são aqueles que participaram de uma cruzada ou pelo menos fizeram um voto de fazê-lo.

A igreja sobreviveu intacta até 1941, quando foi bombardeada pelos alemães. A abóbada sobreviveu, mas as colunas racharam com o calor dos incêndios e tiveram que ser substituídas. Muito do que vemos hoje é restauração e recriação.

018
Temple Church em 1837, antes das bombas nazistas da II Guerra Mundial e as restaurações.
(Art Resource, NY)

É difícil hoje em dia imaginar a igreja do Templo em seu ambiente adequado. Edifícios de tijolos se aglomeram ao redor dela agora. Originalmente, teria um pátio gramado entre todos os edifícios dos Templários. Dentro da igreja, os cavaleiros templários teriam recitado as orações à luz do dia e à luz de velas. 

O vento poderia ter soprado do rio ou da direção dos estábulos, um cheiro que os cavaleiros teriam preferido. Os maiores senhores e os mercadores mais ricos teriam vindo para depositar seus tesouros em custódia ou pedir um empréstimo. Haveria barulho, cor e excitação. Mas agora tudo o que resta é uma igreja pequena e solitária.


“Precisamos do seu apoio URGENTEMENTE para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é servo-monge-guerreiro-templário-cristo-300x251.jpg

A regra dessa ordem da Cavalaria de monges  guerreiros foi escrita por {São} Bernardo de Clairvaux. A sua divisa foi extraída do livro dos Salmos: “Non nobis Domine, non nobis, sed nomini tuo da gloriam” (Salmos. 115:1 – Vulgata Latina) que significa “Não a nós, Senhor, não a nós, mas pela Glória de teu nome” (tradução Almeida)

“Leões na guerra e cordeiros no lar; rudes cavaleiros no campo de batalha, monges piedosos na capela; temidos pelos inimigos de Cristo, a suavidade para com os seus amigos”. – Jacques de Vitry


Saiba mais sobre os Templários:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

0 resposta

  1. Olá Thoth3126
    Eu lhe enviei uma doação no ano passado para apoiar seu projeto para ajudar a todos nós cidadãos a descobrir sobre todos os conhecimentos ocultados sobre a elite, nazis, illuminatis, reptilianos, bancos, economia, manipulações, MK Ultra e companhias eu acompanho sempre que tenho tempo disponível seu site para me alimentar sobre as noticias que não são encontradas facilmente pela internet.

    Eu observei que você não possui dinheiro para manter o site e no breve momento que estou passando não posso realizar doação para o seu projeto pois perdi meu emprego…
    Mas eu digo a você que tenha fé e continue seu trabalho, não desista de deixar esse site vivo é firme para que as pessoas possam vir aqui utilizarem eles, não perca a fé e nem as esperanças.
    Eu sei que não é fácil manter um site dessa dimensão online por tanto tempo…

    Mas você realiza um trabalho magnifico sendo digno de aplausos, não exclua o site, não apague ele…

    Quando eu resolver minha situação sobre meu trabalho eu terei o prazer de contribuir para o projeto thoth3126, mas enquanto isso

    RESISTA Autor do site Thoth3126!!!!
    CONTINUE LUTANDO…

    NÃO PERMITA SER VENCIDO PELA ELITE, GLOBALISTAS E OS ILLUMINATIS…

    VOCÊ TRABALHA NESTE PROJETO DESDE A DATA DO FIM DO MUNDO CITADA PELOS MAIAS UM DOS PIORES ANOS…

    VOCÊ JÁ ENFRENTOU TANTOS DESAFIOS E CRISES
    CONTINUE LUTANDO POR MAIS ESTE DESAFIO…

    CONTINUE RESISTINDO,
    CONTINUE TRABALHANDO
    CONTINUE TENDO FÉ !!!!

    Você já reconhece os SINAIS a ELITE PSICOPATA DA MAGIA NEGRA estão em QUEDA e não haverá nada para livra-los das praticas egoistas e corruptas construidas a mais de 4000 anos…

    PEÇO PARA QUE LEIA ESTÁ MENSAGEM COM SEU CORAÇÃO
    Continue trabalhando neste projeto, mantenha-o vivo,
    continue lutando assim como os caminhoneiros,
    continue lutando contra a falsa pandemia,
    continue lutando como as pessoas que não tomaram a vacina, continue lutando contra a crise financeira,
    continue lutando contra as doenças…

    Autor do site Thoth3126
    Você e
    um ser humano incrível,
    esforçado,
    consistente,
    analítico
    é um informante confiável
    você irá receber o reconhecimento sobre todo o trabalho realizar a favor do povo do planeta terra.

    RESISTA AUTOR DO SITE THOTH3126…

    Quando eu resolver o meu problema eu irei contribuir o possível para lhe ajudar neste projeto…

    GRATIDÃO PELO SEU TRABALHO…
    CONTINUE LUTANDO E ABERTO PARA OS VISITANTES NO THOTH3126…

    SEU TRABALHO TROUXE A MUDANÇA NA VIDA
    DA MINHA FAMILIA SIMM !!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth