Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Agricultores do Reino Unido invadem o Centro de Londres

tratores-protestos-agricultores-holanda

Mais de 150 tratores invadiram o espaço do Parlamento britânico na noite de segunda-feira em protesto contra regulamentos pós-Brexit e acordos comerciais que, segundo eles, colocarão em risco os seus meios de subsistência e minarão a segurança alimentar do RU. Veículos agrícolas com bandeiras do Reino Unido atravessaram Londres e Westminster, carregando cartazes com slogans como “Salvem a agricultura britânica” e “Sem agricultura, sem comida, sem futuro” [este é o objetivo dos psicopatas no governo].

Agricultores do Reino Unido invadem o Centro de Londres

Fonte: Rússia Today

A manifestação dos agricultores e de seus tratores tornou-se a maior entre os últimos protestos lançados por agricultores em todo o país.

De acordo com os grupos de campanha Save British Farming e Fairness for Farmers of Kent, que organizaram a marcha, as importações baratas de alimentos e as políticas pouco favoráveis ​​estão colocando a segurança alimentar no país em grande risco.

Agricultores do Reino Unido em tratores dirigem-se ao Parlamento para protestar contra regras que dizem ameaçar os meios de subsistência. LONDRES (AP) – Agricultores dirigiram dezenas de tratores em um comboio em câmera lenta em direção ao Parlamento britânico na segunda-feira para protestar contra as regras pós-Brexit e acordos comerciais que, segundo eles, estão colocando em risco os meios de subsistência e a segurança alimentar. #Brexit #BrexitHasFailed #TractorDemo #FarmersProtest2024

Os ativistas do campo condenaram os planos agrícolas do governo do Reino Unido, bem como o regime de pagamentos agrícolas da Gestão Ambiental dos Solos, dizendo que, juntamente com acordos comerciais fracos, controles de importação “inexistentes” e rotulagem enganosa, todos eles estão inevitavelmente minando as empresas agrícolas e a produção de alimentos no país.

Os organizadores do protestos apontaram os acordos comerciais firmados com a Nova Zelândia e a Austrália depois que o Reino Unido deixou oficialmente a União Europeia, bem como o acordo CPTPP com 11 países, incluindo Canadá, Japão e México.

Estes acordos foram um golpe para o setor agrícola britânico, que outrora esteve em igualdade de condições com os agricultores europeus. Os ativistas sublinharam que os seus pares na UE ainda recebem subsídios governamentais e podem exportar os seus produtos através do Canal da Mancha.

Agricultores marcando presença fora do parlamento esta noite

Além disso, os agricultores britânicos que protestaram destacaram a falta de controles de importação adequados, que permitem a entrada de alimentos de qualidade inferior no país, afirmando que alguns produtos estão sendo rotulados com uma bandeira da União, apesar de não terem sido cultivados ou criados no Reino Unido.

“Precisamos de uma mudança radical de política agrícola e de uma saída urgente destes terríveis acordos comerciais, que dizimarão os alimentos britânicos”, disse Liz Webster, fundadora da Save British Farming, à BBC, acrescentando que as sondagens mostram que o público apoia a agricultura britânica e os agricultores estão dispostos a manter “elevados padrões alimentares e apoiar os produtores locais”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *