browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Antártica: descoberta do derretimento da camada de gelo gera alarme e surpreende cientistas

Posted by on 30/09/2019

Os cientistas pesquisadores da ANTÁRTICA descobriram um número “preocupante” de lagos de água derretida na maior plataforma de gelo do mundo, soando os alarmes sobre a aceleração das mudanças climáticas e do aquecimento global. Cientistas antárticos do Reino Unido descobriram mais de 65.000 poças de gelo derretido na borda da camada de gelo da Antártica Oriental. A terrível descoberta liderada pela Universidade de Durham destaca a vulnerabilidade da região ao  . 

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Antártica: descoberta ‘preocupante’ de gelo derretido gera alarme – ‘Ficamos surpresos’

Por Sebastian Kettley – 

através de imagens de satélite de uma área da Antártica com cerca de 1,9 milhão de milhas quadradas de gelo (ceca de cinco milhões de quilômetros) encontrou água derretida em regiões anteriormente  menos afetadas.

Antarctica ice sheet: Meltwater lake on Antarctica

Antártica: lagos formados pelo derretimento do gelo como esse são causados pelo aumento acelerado do derretimento da cobertura do gelo e da neve (Imagem GETTY)

Os pesquisadores agora alegaram que o número de lagos de água derretida excedeu todas as expectativas e apresentaram suas descobertas na revista Scientific Reports . O principal autor, Chris Stokes, disse: “Sabemos há algum tempo que os lagos estão se formando na Antártida Oriental, mas ficamos surpresos com o número de lagos formados agora presentes em toda a margem da camada de gelo”.

“A densidade dos lagos em algumas regiões é semelhante à densidade que observamos na camada de gelo da Groenlândia e na Península Antártica, que geralmente são vistas como lugares muito mais quentes. É preocupante porque sabemos que em outras áreas de drenagem um grande número de lagos pode fraturar as prateleiras de gelo flutuantes, fazendo com que o gelo interior acelere seu derretimento.”

Folhas de gelo da Antártica: Gelo derretido pelo aquecimento global

Os pesquisadores observaram, no entanto, o número de 65.000 lagos como uma estimativa mínima, já que alguns podem ser menores ou terem crescidos em tamanho desde a pesquisa. Os pesquisadores da Antártica realizaram uma pesquisa por satélite do continente gelado em janeiro de 2017, durante a estação do verão no gelo.

As imagens de satélite encontraram concentrações de gelo derretido perto das fronteiras costeiras da camada de gelo. Muitos dos lagos eram do tamanho de uma piscina, mas o maior excedia 27 milhas quadradas (70 quilômetros quadrados).

Em muitos casos, a água foi encontrada em partes da camada de gelo que já começaram a flutuar no mar. Alguns lagos foram encontrados a centenas de quilômetros para o interior e até uma altitude de 3.280 pés (1.000m). Cerca de 60% do gelo derretido se forma nas prateleiras flutuantes, incluindo algumas que os pesquisadores dizem estar em risco de colapso.

Se os lagos de água derretida aumentam de tamanho, eles correm o risco de se tornar grandes o suficiente para fraturar o gelo e escapar para o mar. O professor Stokes disse que não há “ameaça iminente à estabilidade da camada de gelo”, mas o estudo mostrou quais partes da plataforma de gelo precisam ser monitoradas no futuro.

figura 1

Localização e densidade de lagos supraglaciais (SGLs) na Antártida Oriental, ao lado de exemplos. ( a ) Localização de 65.459 lagos mapeados que apareceram nas imagens a partir de janeiro de 2017, cada um marcado por uma cruz vermelha. ( b ) Mapa de densidade do lago mostrando a área cumulativa de SGLs dentro de 1 km 2 células usando um raio de busca de 50 km. ( C , d ) imagem de satélite sentinela 2A (12 th janeiro 2017) de alta densidade de lagos na Geleira Jutulstraumen, Dronning Maud Land. Observe que os lagos se desenvolveram acima e além da linha de aterramento (linha preta grossa), mas há um agrupamento de lagos a 5-10 km de gelo abaixo da linha de aterramento. ( e , f ) imagem de satélite do Sentinel 2A (27de janeiro de 2017) de aglomerados de lagos em direção à margem do manto de gelo em Kemp Land.

A Antártica é naturalmente fria durante todo o ano, com temperaturas caindo como  −89.2 °C (−128.6 °F) no inverno. No verão (estação que esta se aproximando em dezembro), no entanto, as temperaturas podem subir acima de zero, o que faz com que o gelo da superfície derreta mais ainda. Entende-se que as  causadas pelo aquecimento global aceleram o processo de descongelamento.

Amber Leeson, da Universidade de Lancaster, coautora do estudo, disse: “No extremo oposto da Terra, vimos a população de lagos supraglaciais da Groenlândia se espalhar para o interior, à medida que a temperatura do ar aumentou, e estamos preocupados com o potencial implicações para o aumento da fusão e perda de gelo lá.

Como o aquecimento global VAI mudar o mapa do mundo

nivel-oceano-subir-100metros-áreas-alagadas

Com o derretimento do gelo na Antártida, com nível das águas dos oceanos subindo 60 metros, o Brasil perde 14 capitais de estado que serão submersas pela elevação dos oceanos e a bacia amazônica será completamente inundada. Rio de Janeiro, Salvador, Montevidéu e Buenos Aires deixariam de existir…..FONTE

“Até recentemente, presumíamos que a Antártida Oriental estava muito fria para ser igualmente vulnerável, mas este trabalho mostra que pode haver paralelos mais próximos aqui de nossas observações na Groenlândia do que se pensava anteriormente.”

O co-autor Dr. Stewart Jamieson, da Universidade de Durham, acrescentou: “Em um momento em que a pressão para agir sobre as mudanças climáticas está aumentando, é mais importante do que nunca estabelecer medidas de base com as quais as mudanças futuras possam ser comparadas – este estudo permitirá exatamente isso em relação à superfície derretida na borda da maior camada de gelo do mundo.”


Image result for the end gifs

Isto é tudo pessoal, o Tempo acabou!

“Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o tempo da grande colheita se aproxima muito rapidamente  ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes. Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“.  SAIBA MAIS no LINK 


Mais informações sobre ANTÁRTIDA, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida na formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

 

2 Responses to Antártica: descoberta do derretimento da camada de gelo gera alarme e surpreende cientistas

  1. Silvio J. B. Maia

    Transição …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.