Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Ataques com foguetes no Iraque, Síria, Líbano e Iêmen, Rússia fortalece suas bases na Síria, tudo sugere Escalada na Guerra

A mídia israelense está relatando que os Estados Unidos estão atualmente em negociações para estabelecer ‘zonas seguras’ em Gaza depois que foi amplamente divulgado que os militares de Israel-IDF receberam luz verde do governo de Netanyahu para entrar na Faixa de Gaza. Há também relatos emergentes de que uma Igreja Ortodoxa em Gaza sofreu um ataque israelense com mísseis, via Times of Israel. Some-se a isso que a Rússia está transferindo mais meios militares para as suas bases na Síria.

Ataques com foguetes no Iraque, Síria, Líbano e Iêmen, Rússia fortalece suas bases na Síria, tudo sugere Escalada na Guerra no Oriente Médio

Fontes: Times of IsraelZero Hedge

“E ouvireis de GUERRAS e de rumores de GUERRAS; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores.  –  Apocalipse 13:16


Dirigindo-se à nação, o senil marionete presidente dos EUA, (‘Dementia’ Joe) Biden, diz que apresentará amanhã um pedido urgente ao Congresso para “financiar as necessidades de segurança nacional da América para apoiar os nossos parceiros críticos, incluindo Israel e a Ucrânia”.

“É um investimento inteligente que vai render dividendos para a segurança americana durante gerações”, afirma. “Isso nos ajudará a manter as tropas americanas fora de perigo”, explica Biden, indicando que a ajuda de defesa a ambos os países será em vez de enviar tropas dos EUA para lutar em qualquer uma das guerras.

“Não pretendemos que tropas americanas lutem na Rússia ou lutem contra a Rússia”, diz ele separadamente, não descartando nomeadamente a possibilidade de tropas americanas se envolverem na guerra de Gaza.

Duas autoridades familiarizadas com o assunto disseram ontem ao The Times of Israel que as autoridades de Biden indicaram a Israel nos últimos dias que se o Hezbollah iniciar uma guerra contra Israel, os militares dos EUA se juntarão às IDF-Israel Defense Force na luta contra o grupo terrorista, disseram as autoridades sem dar mais detalhes. .

A ajuda “nos ajudará a construir um mundo mais seguro, mais pacífico e mais próspero para nossos filhos e netos”, disse Biden no discurso à nação. “As alianças americanas são o que nos mantém seguros, na América. Os valores americanos são o que nos tornam nações parceiras com quem queremos trabalhar. Colocar tudo isso em risco se nos afastarmos da Ucrânia ou se virarmos as costas a Israel – simplesmente não vale a pena”, afirma Biden.

“Em Israel, vamos garantir que eles tenham o que precisam para proteger o seu povo hoje e sempre”, diz Biden. “O pacote de segurança que estou enviando ao Congresso… é um compromisso sem precedentes com a segurança de Israel que irá aguçar a vantagem militar qualitativa de Israel, que nos comprometemos [a defender].”

“Vamos garantir que o Iron Dome continue a proteger os céus de Israel. Vamos garantir que outros atores hostis na região saibam que Israel está mais forte do que nunca e evitar que este conflito se espalhe”, afirma.

Há relatos emergentes de que uma Igreja Ortodoxa em Gaza sofreu um ataque israelense, via Times of Israel : 

O Ministério do Interior controlado pelo Hamas afirma que várias pessoas deslocadas que se abrigaram num complexo religioso na Faixa de Gaza foram mortas e feridas num ataque israelita.

Não houve comentários imediatos das IDF, que disseram à AFP que estão investigando o possível ataque.

O Ataque deixou um “grande número de mártires e feridos” no complexo de uma igreja ortodoxa grega, afirma o ministério .Testemunhas disseram à AFP que o ataque parece ter visado um alvo próximo do local de culto onde muitos residentes de Gaza se refugiaram.

Além disso, a Rússia disse que está transferindo mais meios militares para as suas bases na Síria :

JUST IN: O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou que caças com mísseis hipersônicos patrulhassem o Mar Negro em resposta ao caos no Oriente Médio. Putin supostamente ordenou aeronaves MiG-31 armadas com mísseis hipersônicos Kinzhal. Os mísseis Kinzhal têm um alcance de “mais de 2.000 quilômetros a uma velocidade de Mach 9”. “Isto não é uma ameaça, mas exerceremos controle visual, controle com armas sobre o que está acontecendo no Mar Mediterrâneo”, disse Putin. A medida ocorre depois que os Estados Unidos enviaram vários [02] grupos de ataque de [02] porta-aviões para perto de Israel.

O Pentágono confirmou que as tropas americanas sofreram ferimentos durante as últimas 24 horas de ataques de drones e foguetes contra bases no Iraque e na Síria :

Dois drones tiveram como alvo uma base no oeste do Iraque usada pelas forças dos EUA, e um drone teve como alvo uma base no norte do Iraque. As forças dos EUA interceptaram todos os três, destruindo dois, mas apenas danificando o terceiro, o que levou a ferimentos leves entre as forças da coalizão na base ocidental, de acordo com um comunicado divulgado quarta-feira pelo Comando Central dos EUA.

“Neste momento de alerta elevado, estamos monitorando vigilantemente a situação no Iraque e na região. As forças dos EUA defenderão as forças do país e da coligação contra qualquer ameaça”, disse o Comando Central no comunicado.

Na quinta-feira, vários drones e foguetes também atingiram locais de tropas dos EUA em Deir Ezzor, e Al-Tanf na Síria. Uma enorme escalada de militantes ligados ao Irã, ocorreu logo após as manchetes internacionais informarem que os militares de Israel receberam “luz verde” para invadirem Gaza:

Segundo a CNN, um navio da Marinha dos EUA operando na região do Oriente Médio interceptou vários mísseis lançados desde o Iêmen. Uma autoridade dos EUA disse que os mísseis foram lançados pelo grupo militante Houthi, apoiado pelo Irã.

De acordo com informações do correspondente sênior do Pentágono da ABC, autoridades dos EUA confirmam à ABC que “o contratorpedeiro USS Carney derrubou vários mísseis Houthi na noite passada. Eles NÃO estavam apontados para o navio, mas se dirigiam na direção norte. Especula-se que possam ter sido disparados contra Israel em solidariedade com Gaza. A mídia israelense está relatando que :

O USS Carney (DDG-64), um destroier da classe Arleigh Burke da Marinha dos EUA, teve três mísseis lançados hoje cedo, enquanto estava no Mar Vermelho, na costa do Iêmen, com todos os mísseis sendo interceptados; acredita-se que os mísseis tenham sido lançados pelo Grupo Terrorista “Houthi”…  pic.twitter.com/5pJ5KPXTrF

Israel acredita que os mísseis lançados do Iêmen e interceptados hoje por um navio de guerra dos EUA tinham como alvo Israel – Canal 13

De acordo com o analista geopolítico Jason Brodsky, isto significa que os movimentos de ‘resistência’ apoiados pelo Irã estão alcançando a “unificação das frentes: primeiro Gaza, depois escaramuças do Hezbollah, Iraque, Síria, agora também Iémen”, em breve podem ser a Turquia, Egito, Jordânia, et caterva . . .

As IDF continuam a atacar infra-estruturas da organização terrorista Hezbollah no Líbano. Em resposta aos lançamentos e disparos do território libanês para o território israelense durante o dia, as IDF atacaram diversas infraestruturas da organização terrorista Hezbollah, incluindo posições de observação e alerta

Com toda a região do Oriente Médio ainda em estado de alerta devido aos acontecimentos rápidos e em sucessão em Gaza, na fronteira libanesa, nas Colinas de Golã [Síria], as tropas dos EUA na Síria foram novamente atacadas, desta vez por drones que podem ter causado ferimentos em soldados dos EUA.

Drones foram enviados, alegadamente por grupos paramilitares “ligados ao Irã”, contra uma instalação petrolífera no leste da Síria que alberga tropas americanas, bem como contra um posto militar avançado dos EUA no deserto do sul, perto do Iraque.

Durante a noite, foram observadas trocas de tiros entre o exército sírio ou paramilitares e Israel no sul. “Sons de explosões ecoaram na província de Quneitra após um ataque israelense contra uma posição do exército sírio”, disse um monitor regional .

As FDI também afirmaram nas últimas horas que estão atacando “posições terroristas” do Hezbollah na região. Alguns correspondentes regionais disseram que mísseis também foram lançados contra bases dos EUA na Síria…

‘Relatórios realmente perturbadores sobre ataques com mísseis contra tropas americanas na Síria’ O repórter do GB News, Charlie Peters, diz que ‘se um soldado dos EUA for morto neste conflito’ então isto poderia ‘escalar para outro nível’.

Os militares dos EUA confirmaram que as suas bases na Síria foram atacadas, depois de no dia anterior também terem sido atacadas posições dos EUA no Iraque. As vítimas ou detalhes oficiais permanecem obscuros.

Ter como alvo as tropas americanas na Síria e no Iraque mostra o quão perigosas as coisas podem rapidamente tornar-se para as forças do Pentágono na região. Se o Hezbollah e Israel entrarem em guerra total ao longo de suas fronteirasestas bases americanas sofrerão provavelmente ataques muito maiores e mais pesados, com a Rússia assistindo de suas bases na Síria até que uma delas seja atacada.

Parece que as portas do inferno estão sendo definitivamente escancaradas na região da “Terra Santa”.


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam o link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *