Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Big Pharma mostrando sinais de colapso de sua narrativa. Massa Crítica da População não confia mais no ‘Golpe da Vacina’

Por mais trágico que tudo tenha sido e continue a ser, a farsa da “vacinação” das injeções mRNA Covid-19 levou muitos ex-proponentes favoráveis à vacina a questionar a intervenção médica na imposição das “injeções”. De repente, não é mais marginal questionar a segurança e a eficácia de qualquer vacina, visto que são o único produto existente em que os fabricantes da Big Pharma não podem ser responsabilizados por ferimentos, graves efeitos colaterais e até mesmo a morte.

Big Pharma mostrando sinais de colapso de sua narrativa. Massa Crítica da População não confia mais no ‘Golpe da Vacina’

Fonte: Natural News

Se as injeções de drogas experimentais genéticas são realmente tão incríveis quanto a indústria de vacinas afirmava, então por que os fabricantes [destes venenos] recebem essa proteção especial de responsabilidade sobre os efeitos colaterais graves e morte?  Claramente, a Big Pharma não está mais tão confiante em sua alegação alardeada de que as suas “injeções” são “seguras e eficazes” quanto os seus membros desejam que todos nós estejamos.

A crescente montanha de evidências mostrando que as [falsas] vacinas contra a covid estão matando pessoas, muitos agora se perguntam: e as outras vacinas estão fazendo a mesma coisa?

“Eu testemunhei diretamente lesões causadas por vacinas ao meu redor desde a infância e dediquei mais tempo do que posso contar para entender esse problema, além de tentar entender onde me encaixo nessa trágica mitologia que enredou nossa espécie por mais de um século”, disse, escrevendo “A Midwestern Doctor” (AMD) em seu boletim The Forgotten Side of Medicine .

“A partir dessa introspecção, acabei concluindo que a [falta de] consciência atual da população ainda não estava preparada para aceitar os malefícios da vacinação e era melhor eu me dedicar a focar em outra área crítica, que eu acreditava estar mais bem equipada para enfrentar”.

Essa diferente área crítica inclui abordar as campanhas de vacinação que foram usadas ao longo dos anos para promover as injeções de vacinas. Tudo, desde a varíola à poliomielite e ao sarampo – e agora a covid – envolvia o uso do medo para assustar as pessoas [em conformidade bovina] e fazê-las aceitar as injeções, tantas vezes quantas fossem impostas.

Especificamente com a varíola, a vacina acabou falhando, apesar de toda a publicidade agressiva – mas o estrago já havia sido feito. De repente, as vacinas, carregadas com toxinas como mercúrio e alumínio, tornaram-se um padrão da medicina.

“Desde aquela época, outras vacinas problemáticas (mas não tão perigosas) surgiram”, escreve ainda a AMD. “Embora também tenham surgido protestos públicos significativos contra seu uso, nunca foram suficientes para replicar o sucesso que aqueles que lutaram contra as primeiras vacinas contra a varíola conseguiram alcançar.”

“A partir de minha própria análise desta questão, acredito que uma das maiores fraquezas da Big Pharma é que nosso modelo econômico atual torna a ganância quase imparável e insaciável, e, como resultado, os grandes laboratórios farmacêuticos {Big Pharma] acabarão indo longe demais e causarão uma falha crítica para a indústria farmacêutica. (por exemplo, uma revolta pública generalizada contra seu produto).

“Esse é o caso da indústria farmacêutica, pois as vacinas representam uma das áreas de maior crescimento na medicina (devido à corrupção em nosso sistema, uma vacina pode ser feita para quase qualquer coisa, isenta de responsabilidade e ser imposta à população de zumbis desavisados).”

As pessoas estão ficando com mais medo de lesões e graves efeitos colaterais causados por vacinas do que das doenças que as vacinas supostamente previnem

A Big Pharma pulou no tubarão com vacinas contra a covid. Eles forçaram à mão muito, muito forte, mesmo quando estava se tornando inegavelmente óbvio que algo estava muito errado com essas injeções e os seus gravíssimos e múltiplos efeitos colaterais. Suas injeções causam muito mais efeitos colaterais do que praticamente todas as outras vacinas combinadas e, pior de tudo, nem mesmo previnem o covid, como era afirmado ininterruptamente por ‘especialistas’ e as pre$$tituta$ da mídia mainstream.

O fato de que elas também foram impostas à população levantou sérias bandeiras vermelhas até mesmo para os fanáticos zumbis pró-vacina bovinamente mais obstinados que começaram a se perguntar: por que o governo está tendo que recorrer à tirania e opressão para forçar as pessoas a tomar uma droga experimental que poderia matá-las ou aleijá-las?

Em 25 de fevereiro de 2009, durante uma reunião [Council of Eugenics] da OMS, o judeu khazar Henry Kissinger declarou: “Uma vez que o rebanho (os bovinamente zumbis) aceita as vacinas obrigatórias, o jogo termina. Eles aceitarão qualquer coisa – doação forçada de sangue ou órgãos – para um bem maior, NÓS PODEMOS MODIFICAR GENETICAMENTE E ESTERILIZAR CRIANÇAS, para um bem maior Controle as mentes das ovelhas e você controla o rebanho. Os fabricantes de vacinas devem ganhar bilhões. E muitos de vocês nesta sala são investidores. É uma grande vitória para todos. Nós reduzimos o rebanho e o rebanho nos paga pelos serviços de extermínio”.

“Ao mesmo tempo, muitas pessoas que recentemente saíram do estado zumbi de ignorância, medo e fanagtismo estão fora de si que grande parte do público não pode ver o que está acontecendo, enquanto eu e meus colegas estamos profundamente gratos por esta questão ter finalmente saído de um ponto de vista político marginal. para uma posição política dominante, algo que, até onde sei, não acontecia desde o desastre da varíola há um século”, escreve ainda a AMD.

Rasmussen conduziu recentemente uma pesquisa mostrando que a aceitação pública das vacinas está diminuindo. Cada vez mais pessoas estão céticas não apenas em relação à maléfica “vacina” covid-19, mas também estão agora prestando mais atenção a outras vacinas que eles podem se lembrar de terem machucado a si mesmos, a um membro da família ou a um amigo. De repente, aquelas estranhas doenças que surgiram do nada estão sendo ligadas às injeções de vacinas na mente das pessoas – e a covid scamdemia ajudou muito a abrir os olhos das pessoas.

Os políticos de esquerda ainda se inclinam muito mais a favor das vacinas do que os da direita. E aqueles que foram apontados como infectados pela covid-19 no início – ou seja, os primeiros a adotar que ‘engoliram o caniço, o anzol, a linha e a chumbada golpistas’ – ainda afirmam esmagadora e teimosamente apoiar as injeções, o que é de se esperar, pelo menos por simples orgulho ferido [e saúde precária devido aos efeitos colaterais, a admissão de que foi cruelmente enganado é muito difícil de se digerir].

Mas há um vasto meio-termo de pessoas, muitas das quais foram informadas de que precisavam ser ‘espetadas’ para continuar indo à escola ou trabalhar, que agora estão completamente desligadas da ideia de serem injetadas por qualquer coisa. E é esse crescimento demográfico das pessoas desconfiadas do benefício das vacinas que pode fazer pender a balança contra a própria indústria de vacinas com o passar dos anos. Parece que o tiro [injeção] saiu pela culatra para a Big Pharma.

A divulgação contínua de dados mostrando que as lesões causadas por vacinas estão fora de cogitação desde que as vacinas covid foram introduzidas também não está favorecendo a Big Pharma. As pessoas estão ficando com mais medo de se machucar com a vacina do que de “pegar a covid”, algo que a indústria de vacinas tentou desesperadamente evitar que acontecesse... e FALHOU.

“Com base nos dados da pesquisa de Rasmussen, que acredito ter demonstrado terem sido confirmados por várias fontes, deve ficar claro que uma grande parte dos americanos perdeu a fé em várias instituições nas quais eles haviam confiado por toda a vida”, conclui a AMD .

Mais notícias sobre vacinas podem ser encontradas em Vaccines.news .

As fontes para este artigo incluem: AMidwesternDoctor.substack.comNaturalNews.com


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Você não é deste mundo. Você não é este corpo que habita. Você não é essas emoções, esses pensamentos, esse EGO com o qual se identifica. Você nem mesmo é sua vida ou a morte. Quando você é capaz de se distanciar dessas coisas, então o verdadeiro você, o você gnóstico, entra no foco de sua cognição. Mais puro que o éter, mais radiante que o sol, mais puro que a neve acumulada, cheio de vida e retirado do contexto da morte, este é o eu que você é. Para ajudá-lo a saber disso, Krishna, Buddha, Jesus e todos os outros grandes Mensageiros da Luz vieram a este mundo, fazendo o sacrifício de vir da plenitude para o caos para trazer isso [esse CONHECIMENTO] a você. Você deve saber disso, e deve fazer isso, porque sem ele você não está realmente vivo, não está realmente consciente, mas com ele, você é todas as coisas, você tem todas as coisas, e o Tudo se tornou você. Esta é a mensagem da GNOSE!  Richard, Duc de Palatine (1916–1977)


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *