browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Big Tech e Big Data assume viés político, ‘Big Brother’ mostra suas ‘Garras’

Posted by on 13/07/2019

O Project Veritas tem levantado o véu cobrindo grandes empresas de tecnologia Big Tech e Big Data e suas atividades nefastas após a eleição presidencial de 2016 nos EUA. Eles tentaram jogar com a esquerda democrata, mas principalmente evitaram a direita conservadora republicana, antes da eleição de 2016, acreditando em seus corações que Hillary Clinton teria capacidade de se eleger presidente sem a sua interferência conjunta e em bloco… apostaram e perderam e por conta disso, estão mudando radicalmente de posição.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

A mudança Big Tech de ‘nós não censuramos conservadores’ para o modo ‘nós censuramos e ninguém pode nos impedir’

Fonte:  https://noqreport.com/ –  Por Michio Hasai

Isso não funcionou para eles, então agora eles estão tentando impedir “outra eleição de Trump” em 2020, limpando descaradamente, silenciando e censurando conservadores em plataformas como Facebook, Google, Twitter, Pinterest, Instagram e YouTube.

As respostas entregues ao Congresso em audiência em junho, em resposta às perguntas do Representante Dan Crenshaw , não foram as negativas padrão. Elas foram respostas politicamente manipuladoras destinadas a dar a conhecer que estão fazendo o que já dissemos que estavam fazendo o tempo todo, mas sentem-se justificadas em fazê-lo porque “o discurso de ódio” deve ser interrompido a todo custo. 

Naturalmente, o que constitui discurso de ódio para os guerreiros de justiça social da esquerda encastelados na indústria da grande tecnologia invariavelmente gira em torno do pensamento conservador. Não há de forma alguma discurso de ódio sem ameaças físicas que podem ser atribuídas aos progressistas, pelo menos não nas mentes das pessoas que controlam as empresas de grandes {Big Tech} tecnologias. 

Se os conservadores são agressivos, eles estão entregando discurso de ódio. Se os progressistas de esquerda são agressivos, eles estão apenas sendo sinceros. É o que as empresas de grande {Big Tech} tecnologia pensa, defende e apregoa como discurso.

Este é o pior cenário para conservadores da direita. Antes, nós poderíamos chamá-los de mentirosos e trapaceiros.  Agora, temos que combatê-los em um nível ideológico e, embora tenhamos a verdade do nosso lado, eles têm a tecnologia para manipular a opinião pública, cada vez mais insconsciente desta mesma manipulação. Eles têm as câmaras de vídeo. 

Eles controlam o que as pessoas vêem e não veem. E como tal, eles não podem mais ser confiáveis ​​para entregar qualquer coisa remotamente perto de justa e equilibrada. Eles estão desequilibrados da realidade, mas em vez de voltar à realidade uma vez que agora foram expostos, as empresas Big Tech estão construindo uma nova realidade em torno de suas ideologias.

Não é suficiente que eles ajudem os democratas. Eles assumiram a responsabilidade de promover uma ideologia progressista radical em resposta à vitória do Presidente Trump. Ao empurrar a consciência coletiva americana para a esquerda com seus níveis insanos de influência, eles sentem que podem vencer o debate eliminando completamente a competição. E infelizmente, eles podem estar muito certos.

No passado, eu me opus à ideia de desclassificar essas empresas tirando suas proteções de acordo com a Seção 230 do Communications Decency Act, que as denota como plataformas que não são responsáveis ​​pelo conteúdo que seus usuários publicam

Mas essa proteção vinha com a ressalva de que eles não atuariam como editores de conteúdo que impõe seu sistema de crenças e viés político, sem a neutralidade que deveria existir no sistema, através das suas plataformas de mídia social, mecanismo de busca e através das técnicas de ‘purificação’, ‘silenciamento’ e ‘censura’ já mencionadas. Como esse não é o caso e possivelmente nunca foi, essa proteção deve ser removida deles imediatamente.

Se eles estão indo para assumir um lado da disputa política, para censurar com base em suas sensibilidades como editores, e a defesa de seu viés político, então essas empresas não são mais verdadeiramente plataformas e não devem mais lhes ser concedidas proteções dadas as verdadeiras plataformas {porque são imparciais} recebem. É hora de espancá-los, e muito, pelas coisas ruins que eles fazem. Caso contrário, a América pode estar perdida para sempre.


A agência federal de comércio dos Estados Unidos dos EUA (FTC) aplica multa de quase US$ 5 bi ao Facebook por ‘falhas’ de privacidade, disse o jornal “Wall Street Journal” nesta sexta-feira (12).

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC – Federal Trade Commission) aprovou um acordo com penalização de quase US$ 5 bilhões com o Facebook para encerrar uma ampla investigação sobre as falhas cometidas pela empresa sobre “a proteção da privacidade dos seus usuários”, disse o jornal “Wall Street Journal” nesta sexta-feira (12).

Segundo a reportagem, que se baseou em “fontes familiarizadas com o assunto”, o acordo foi aprovado por 3 votos a 2, com uma maioria de conselheiros do Partido Republicano a favor e a objeção de representantes democratas. Ainda segundo o jornal, o acordo ainda precisa ser homologado e deve incluir outras restrições governamentais sobre como o Facebook trata a privacidade dos seus usuários. Representantes da FTC e da rede social não comentaram a reportagem.

Relembre como foi o escândalo envolvendo Cambridge Analytica e o Facebook. — Foto: Alexandre Mauro/G1

Facebook: Escândalos em série

O FTC procurava saber se o Facebook violou um acordo feito com a agência federal em 2012, em que a empresa se comprometeu a cuidar melhor da privacidade dos seus usuários. A investigação começou há 1 ano, após o escândalo da Cambridge Analytica, em que o Facebook foi acusado de repassar dados de dezenas de milhões de usuários da rede social à consultoria que atuou na campanha de Donald Trump em 2016.

Desde o escândalo da Cambridge Analytica, outros problemas envolvendo a rede social no aspecto da privacidade vieram à tona. Outras empresas também tiveram dor de cabeça com esse assunto. A multa pune o Facebook por permitir que até 87 milhões de dados de usuários caiam na posse da empresa de consultoria política Cambridge Analytica, em violação a um decreto de consentimento do FTC de 2012.

Sob esse acordo, alcançado depois que o Facebook já violou repetidamente a confiança dos seus usuários ao compartilhar dados com anunciantes e desenvolvedores de aplicativos, a plataforma prometeu obter consentimento explícito antes de fornecer informações privadas dos usuários a terceiros.

A Cambridge Analytica também não foi a única violação descoberta pela FTC: durante a investigação, iniciada em março passado, o regulador encontrou mais de 150 parcerias de compartilhamento de dados com empresas terceirizadas que viram resmas de dados privados mudarem de mãos sem o conhecimento ou consentimento do usuário

Mesmo que a multa seja maior por um fator de 100 do que a penalidade da FTC pela violação da privacidade, é também menos que um décimo da receita de 2018 do Facebook e uma fração de sua avaliação de mercado de US$ 600 bilhões.

Muitos dos críticos da empresa – incluindo os dois comissários democratas que votaram contra – sentiram que a penalização não foi longe o suficiente, pressionando a agência a reprimir ativamente os abusos do Facebook para que outras empresas não sigam seu exemplo.


Image result for the end gifs

Isto é tudo pessoal, o Tempo acabou!

A Matrix, o SISTEMA de CONTROLE MENTAL:   “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Mais informações, leitura adicional:

 

3 Responses to Big Tech e Big Data assume viés político, ‘Big Brother’ mostra suas ‘Garras’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.