browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cientista Prof. de Medicina, Expert em Vacinas, da Harvard University diz que nem todos necessitam da vacina Covid

Posted by on 09/04/2021

O cientista professor Dr. Martin Kulldorff  de medicina e especialista em segurança de vacinas da Harvard University explica porque ele acredita que as vacinas Covid-19 não são necessárias para a maioria da população e também [e especialmente] para as crianças. Será que as vacinas são realmente tão necessárias, seguras e eficazes quanto são alardeadas pelos seus fabricantes e defensores, para uma doença em que cerca de 95 % dos infectados se recuperam e apenas cerca de 0,25% perecem?

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um Cientista Professor de medicina da Harvard University e Expert em Vacinas explica: vacina COVID não é necessária para muitas pessoas

Fonte:  Collective Evolution

O Dr. Martin Kulldorff é um cientista e professor de medicina “pró-vacina” de Harvard [é professor de medicina na Harvard Medical School e bioestatístico e epidemiologista no Hospital Brigham and Women’s] que experimentou algo que muitos de seus colegas experimentaram durante esta pandemia, a censura e o ridículo do establishment por falar a VERDADE.

Martin Kulldorff.jpg

Dr. Martin Kulldorff

É algo que ele nunca experimentou antes, especialmente pelo fato de ser um especialista renomado em sua área, mas a pandemia Covid-19 [e a manipulação de sua gravidade] desencadeou um grande ataque a cientistas, médicos e jornalistas que apresentam informações, dados, ciência ou mesmo uma opinião que põe em causa reivindicações e agendas de governos e “especialistas” e as medidas que eles estão e vêm tomando na tentativa de impedir a disseminação do covid-19.

Há muita ciência verdadeira e dados mostrando que bloqueios, por exemplo, não faz nada para impedir a disseminação do covid e tem / matará mais pessoas do que o próprio vírus, além de causar muitos outros problemas que vão além da saúde pública. Existem várias dezenas desses estudos científicos que já foram publicados.

O Dr. Martin Kulldorff recentemente tuitou o seguinte,

“Pensar que TODAS AS PESSOAS devem ser vacinadas é tão cientificamente falho quanto pensar que ninguém deveria sê-lo. As vacinas COVID são importantes para idosos de alto risco e seus cuidadores. Aqueles com infecção natural anterior não precisam disso. Nem crianças”.

Ele também tuitou recentemente,

“Depois de se protegerem enquanto a classe trabalhadora era exposta ao vírus, os #Zoomers vacinados agora querem Passportes de Vacinados onde a imunidade de infecção anterior não conta, apesar de evidências mais fortes de proteção. É mais um ataque aos trabalhadores”.

Ele tem sido bastante franco em sua convicção de por que aqueles que defendem a ideia de  passaportes de vacina estão fazendo nada além de acrescentar MAIS danos e que a censura das discussões sobre a necessidade das vacinas é o problema real.

Mais uma vez, Kulldorff não é contra as vacinas; na verdade, ele as apoia, mas não INDISCRIMINADAMENTE. Mas quando se trata de covid-19, ele acredita que as pessoas que foram infectadas, que provavelmente já são mais de um bilhão de pessoas ao redor do mundo, já desenvolveram imunidade ao vírus. Enquanto isso, quando se trata da eficácia da vacina, ainda não sabemos quão eficaz ela é para impedir a propagação.

Existem vários estudos sugerindo a opinião do professor, que aqueles que foram infectados com covid podem ter imunidade por anos, e possivelmente décadas. Por exemplo, de acordo com um novo estudo de autoria de cientistas respeitados em laboratórios líderes, os indivíduos que se recuperaram do coronavírus desenvolveram níveis “robustos” de células B e células T (necessárias para combater o vírus) e “essas células podem persistir no corpo por muito, muito tempo.

Este é apenas um de muitos exemplos constatados. Existem estudos que sugerem que a infecção por coronavírus anteriores, que antes de COVID-19 circulava o globo infectando centenas de milhões de pessoas a cada ano, também pode fornecer proteção contrao  COVID-19.

“Ao fazer afirmações não científicas, a mídia [pre$$titutes] geralmente se refere [genericamente] a “autoridades de saúde” ou “especialistas em saúde” sem citar os nomes desses ‘especialistas’. Desafio o [os imbecis do] Twitter a nomear epidemiologistas de vacinas que pensam que todos devem tomar a vacina Covid, incluindo crianças e aqueles com imunidade de infecção anterior”. – Dr. Martin Kulldorff

Ele também afirma que a vacina covid AINDA não foi aprovada para crianças [para NINGUEM, pois ainda é experimental e sob autorização de uso EMERGENCIAL] e não sabemos nada sobre sua eficácia ou possíveis reações adversas [efeitos colaterais] que algumas crianças possam ter.

O Dr. Martin Kulldorff recentemente deu uma entrevista , de acordo com seu tweet , para “um jornalista importante que optou por permanecer anônimo em vez de arriscar a perder a fonte de seu sustento [ser demitido de seu emprego]”.  Novamente, este é um tema comum.

Jonas Ludvigsson (@ludvigsson) | Twitter

Dr. Jonas F. Ludvigsson

Por exemplo, o Dr. Jonas F. Ludvigsson, um pediatra do Hospital da Universidade de Örebro e professor de epidemiologia clínica no Instituto Karolinska está encerrando seu trabalho no covid-19 por causa do assédio de pessoas que não gostaram do que ele descobriu em quase 2 milhões de crianças em idade escolar suecas, nenhuma criança MORREU como resultado da primeira onda de infecção pela Covid-19, quando não houve bloqueios, fechamentos de escolas ou mandatos de máscaras [focinheiras] na SUÉCIA. Você pode ler mais sobre essa história específica aqui .

De acordo com o Dr. Kulldorf, a partir da recente entrevista que ele deu:

“Como a maioria das crianças é assintomática ou apenas levemente sintomática, será difícil demonstrar que a vacina pode reduzir os sintomas, hospitalizações ou mortalidade infantil [já que isso é inexistente], exigindo um grande tamanho de amostra em países que ainda apresentam considerável disseminação da doença”.

“Trabalho com vacinas há algumas décadas, mas o Twitter pensa claramente que as discussões científicas sobre essas coisas são perigosas. Talvez a mídia social seja perigosa para quem está no poder. Espero que a mídia social seja perigosa para os bloqueios que causaram tantos danos à saúde pública durante o ano passado. O enorme dano colateral à saúde pública, que está sendo documentado pela  Collateral Global , é algo com o qual continuaremos a conviver e morrer por muitos anos. É realmente uma tragédia de saúde pública de proporções épicas“.

Recentemente, escrevi um artigo intitulado “As quatro principais razões pelas quais muitas pessoas, médicos e cientistas se recusam a tomar a vacina COVIDÉ uma leitura de cerca de 20 minutos e dá mais detalhes sobre o assunto, apresentando informações que provavelmente você nunca encontrará na mídia convencional pre$$titute ou nas plataformas de mídia social Big Tech devido à censura efetuada por eles mesmos contra tudo que esclareça à população sobre a realidade da pandemia.

O Takeaway:  No final do dia, as coisas não são tão pretas quanto brancas como parecem quando se trata de todas as coisas sobre a pandemia covid e sua “gravidade”. Com as novas vacinas em particular, se você ler o artigo acima, isso ficará bem claro. Apesar disso, qualquer médico, cientista, jornalista [desde que não seja um “papagaio de pirata”] ou publicação científica revisada por pares que coloque em causa a vacina, sua eficácia, sua segurança e efeitos colaterais a curto e longo prazo.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]

Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

6 Responses to Cientista Prof. de Medicina, Expert em Vacinas, da Harvard University diz que nem todos necessitam da vacina Covid

  1. Carlos Henrique

    Thoth, você já ouviu a respeito de uma entidade alienígena chamada Grupo Quimera? Ouvi dizer que eles estão por trás de muitos dos acontecimentos negativos no nosso planeta, e parecem ser a hierarquia superior dos controladores.

    • Rafael

      Já li a respeito do Quimera e posso dizer que realmente é algo sinistro. No link a seguir tem algumas informações a respeito deles: seguirhttps://www.oevento.pt/2017/04/17/grupo-quimera/

      • Dante

        Nunca tinha ouvido falar sobre esse grupo quimera. Essas informações são muito interessantes e também assustadoras. Pelo que interpretei de informações até agora a raça mais antiga que veio ppara este planeta fora os annunakis (reptilianos), e isso seria datado de mais de 400 mil anos atrás, e agora se essa informação for verídica, tem outro grupo extraterrestre aqui para ferrar com a raça humana. Outra coisa que muito me intriga quem seria tal ser que rica no topo absoluto dessas pirâmides dos seres negativos? Muitas pessoas colocam nomes como Baal/Lucifer/Marduk, para representar tal ser, esse ser possivelmente seria apenas 1 ou um colectivo de almas? Eu tenho muitas dúvidas, que quase fico louco só de pensar nelas Kkkkkkkk

  2. Silvio J. B. Maia

    Muita atenção a este artigo, mais uma demonstração do efeito ganância na imposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.