Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Crash Sistêmico: Dezenas de Bancos dos EUA correm risco de repetir colapso do SVB-Relatório

(É INTENCIONAL) Muitos outros bancos norte americanos também estão ‘entalados’ com perdas não realizadas causadas pelo rápido aumento das taxas de juros dos papéis do FeD. Quase 200 bancos [ISSO MESMO] americanos enfrentam riscos semelhantes aos que levaram à implosão e à falência do ‘acordado’ Silicon Valley Bank (SVB), de acordo com um artigo publicado esta semana na Social Science Research Network

Crash é Sistêmico: Dezenas de Bancos dos EUA correm risco de repetir colapso do SVB-Relatório

Fontes: Social Science Research NetworkRússiaToday

O SVB, um grande banco ‘acordado’ [e agora falido] dos EUA focado nos setores de tecnologia e startups, foi fechado pelos reguladores dos EUA na semana passada após grandes saídas de depósitos numa corrida de saques aos seus caixas.

No estudo analisado, quatro economistas de importantes universidades americanas estimaram quanto valor de mercado os ativos mantidos pelos bancos americanos perderam devido aos recentes aumentos nas taxas de juros dos títulos emitidos pelo FeD.

De 07 de março de 2022 a 6 de março de 2023, a taxa dos fundos federais subiu acentuadamente de 0,08% para 4,57%, e esse aumento foi acompanhado de aperto quantitativo. Como resultado, ativos de longo prazo semelhantes aos mantidos em balanços bancários sofreram quedas significativas de valor durante o mesmo período ”, escreveram eles.

Embora as taxas de juros mais altas possam beneficiar os bancos, permitindo-lhes emprestar a uma taxa mais alta, muitos bancos dos EUA investiram uma parte significativa de seu excesso de caixa em títulos do Tesouro dos EUA com taxas muito baixas. 

Isso foi feito quando as taxas de juros estavam em níveis próximos de zero. O valor desses títulos agora diminuiu muito devido aos atuais aumentos das taxas oferecidas pelo FeD – os investidores agora podem simplesmente comprar títulos recém-emitidos que oferecem uma taxa de juros mais alta. A queda de rendimento nas carteiras dos bancos ainda não foi contabilizada, o que significa que o valor dos títulos caiu, mas a perda ainda está apenas “no papel”.

O problema surge quando os clientes solicitam seus depósitos de volta e os bancos são forçados a vender os seus títulos lastreados em juros muito baixos – com uma perda significativa – para pagar os depositantes de volta. Em casos extremos, isso pode levar à insolvência de um banco ou, como aconteceu com o Silicon Valley Bank, a perda de confiança pode desencadear uma corrida aos bancos causando seu colapso.

Os autores do relatório analisaram como a quantidade de financiamento dos credores dos EUA que vem de depósitos não segurados: quanto maior a parcela, mais suscetível o banco fica a uma corrida de saque pelos seus clientes. 

Por exemplo, no SVB, onde 92,5% dos depósitos não eram segurados, a fuga de depósitos causou o colapso do banco em apenas dois dias [com US$ 42 bilhões sendo sacados em apenas seis horas]. Os autores do estudo calcularam que 186 bancos americanos não têm ativos suficientes para pagar a todos os seus clientes, mesmo que apenas metade dos depositantes sem seguro decida sacar seu dinheiro.

Nossos cálculos sugerem que esses bancos certamente correm um risco potencial de corrida, na ausência de outra intervenção ou recapitalização do governo … ” concluíram os economistas, observando que o número de bancos em risco poderia ser significativamente maior se “retiradas de depósitos não segurados causarem até mesmo pequenas vendas de incêndio”.

A falência do SVB causou repercussões em todo o setor bancário dos Estados Unidos e causou o fechamento de outro banco, o também ‘acordado’ Signature Bank de New York. 

Muitas outras instituições financeiras viram suas ações despencarem, com os seis maiores bancos de Wall Street perdendo cerca de US$ 165 bilhões em capitalização de mercado, em uma semana, ou cerca de 13% de seu valor combinado. 

No início desta semana, a agência de classificação Moody’s rebaixou sua perspectiva para o sistema bancário dos EUA de ‘estável’ para ‘negativa’, citando a “rápida deterioração do ambiente operacional”. 


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“, “acordado” . . .}


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *