browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

“Deuses” seriam extraterrestres evoluídos de outros sistemas? 

Posted by on 18/08/2019

Ninguém sabe, com certeza, como a vida começou. Quanto à origem da vida na Terra, aqueles que são a favor de uma ancestralidade cósmica argumentam que as “sementes genéticas da vida se espalharam pelo cosmo” – não o DNA em si, mas sim as bactérias, archaeus, vírus e fungicidas e afins – e seus genes – caíram na Terra vindas do espaço, talvez embutidos em meteoros e asteroides ou foram transportados para cá por ventos solares e poeira cósmica. Esta última visão é veementemente rejeitada pela NASA e várias das “principais”  religiões que pregam que toda a vida começou na Terra milagrosamente em algum tipo de sopa orgânica, ou (de acordo com os teístas, quanto à criação de mulher e homem) viu a “mão-de-deus” moldando o ser humano do “barro” da Terra.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

“Deus” seria um extraterrestre alienígena de outro planeta? 

Rhawn Gabriel Joseph –  Fonte: http://cosmology.com/IsGodAnExtraterrestrial.html

– Pode um lagarto compreender um homem? 
– Pode um homem compreender um deus? 
– Talvez até os deuses tenham seus deuses, que também tenham deuses …

Esta é uma posição que os cientistas da NASA rejeitm em favor da versão de “pequenos passos minúsculos” da teoria da evolução de Darwin, que, no entanto, foi completa e estrepitosamente refutada pelo registro fóssil.  Não é de surpreender que o vencedor do Prêmio Nobel, Francis Crick (um dos “pais” da genética moderna), rejeitasse totalmente as alegações implausíveis da NASA, argumentando que, mesmo a forma de vida mais simples é incrivelmente complexa, que talvez tecnologicamente avançados alienígenas propositalmente semearam este planeta com a vida.

Crick, no entanto, não conseguiu apresentar um motivo plausível para tanto. Talvez esses alienígenas divinos fizessem isso por diversão, ou como um brinquedo educativo, uma “fazenda de formigas” do tamanho da Terra para seus filhos alienígenas, com humanos e outras vidas terrestres, servindo como as formigas. Os antigos romanos e gregos acreditavam-se os brinquedos e servos involuntários dos deuses; enquanto nos capítulos 2 e 3 de Gênesis, somos apresentados a um Senhor Deus (e seus companheiros deuses) que criaram os humanos à sua imagem, pois precisavam de uma força de trabalho para cuidar de suas plantações, árvores frutíferas e animais. O que levanta a questão: se existe um “deus” (ou deuses) seria esse “deus” um ser extraterrestre?

Os Deuses Extraterrestres do Gênesis

No poema sumério conhecido como Gênesis 1, nos é dito:

“No princípio criou Deus o céu e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas”. –  Gênesis 1:1,2.

Gênesis 1 é uma história sobre a vida. Se existe um “deus” e se todas as coisas vêm de “deus” então o que poderia ser o “espírito de deus” se não a vida? E se deus é vida, e todas as coisas vêm de deus, incluindo outros planetas, então o espírito de deus deve ter pairado sobre toda a criação – o que significa: a vida está em toda parte, em todo o cosmos.

O Deus de Gênesis 1 é um deus que só vê o bem. Este “bom” deus também não cria vida na Terra, mas diz: “Que a Terra produza” vida. E “as águas produzam abundantemente a criatura comovente que tem vida e as aves que podem voar sobre a terra no firmamento aberto do céu. E Deus disse: Que a terra produza os seres viventes segundo a sua espécie, gado, e rastejando coisa e animal da terra segundo a sua espécie; e assim foi.

E então, em Gênesis 1, esse deus entra em uma breve conversa com outros seres divinos e os convence a participar da criação de algo único:

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra”.  Gênesis 1:26

Aparentemente, um consenso foi alcançado:

“E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”. Gênesis 1:27.

Mas por que? As primeiras dicas podem ser encontradas em Gênesis 1. Esse deus dá ao homem e à mulher que ele criou, sementes para o cultivo de árvores e frutos. Mas, novamente, temos o direito de perguntar: “Por quê?” A resposta está em Gênesis 2, quando somos apresentados a um deus com um nome e sobrenome: “Senhor Deus”.

O Senhor Deus de Gênesis 2 e os capítulos subseqüentes têm algumas características peculiares muito humanas, isto é, “humanas” para uma “divindade”. Este Senhor Deus fica com raiva. Ele também gosta de comer carne. Ele também é jardineiro. E ele se cansa e precisa dormir:

“E no sétimo dia deus acabou com a obra que fizera; e no sétimo dia descansou de toda a obra que fizera”. Gênesis 2:2,3

Mas depois de uma boa noite de sono e quando ele acorda mais tarde em Gênesis 2, esse Senhor Deus tem um problema. O homem e a mulher criados em Gênesis 1 não são adequados para o seu propósito.Aparentemente eles não podem cuidar de seus jardins ou cuidar de seus animais. Qual é o problema? Bem, por um lado, o ser humano embora criado “na imagem dos deuses”, os humanos de Gênesis 1, não têm uma “alma”. Eles não são suficientemente humanos ou divinos. Eles são muito primitivos.

Foram encontradas placas com inscrições sumérias como a da foto acima contendo um diário de ENKI, que foi traduzido por Zecharia Sitchin e publicado com o título “O Livro Perdido de ENKI”. Nessas crônicas Enki revela que durante o conselho no qual foi decidido que ele deveria criar um trabalhador híbrido terrestre-alienígena através de engenharia genética, seu irmão ENLIL protestou duramente, argumentando que os Anunnaki tinham vindo à Terra para mineração e não para “brincar de Deus”

O Senhor Deus e os outros deuses que o acompanharam precisam de trabalhadores. Então, o que é que um deus pode fazer? Ele volta para a prancheta e tenta novamente. Este deus do deus vai tomar algo de si mesmo para tornar a mulher e o homem mais parecidos com ele mesmo. Ele vai lhes dar uma alma.

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado. E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal”.  Gênesis 2:7-9

E então, como um pensamento posterior, este “Senhor Deus” diz aos outros deuses:

“E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele”.  Gênesis 2:18

O Senhor Deus vai fazer uma mulher que possa ajudar o homem a cuidar dos animais e do jardim. E assim a mulher é criada e ela é mantida nua; porque o propósito dela também é procriar. Mas, como se vê, a mulher, isto é, as mulheres, não são apenas para fazer sexo com homens, mas também com outros deuses masculinos que são bastante numerosos e vigorosos. Esses outros “deuses” servem sob a autoridade do “Senhor Deus” e receberam ou puseram em jogo reivindicações conflitantes sobre outras partes deste planeta, os céus e até mesmo sobre outros planetas – embora com a permissão do Senhor que reivindica a autoridade de um síndico sobre o condomínio, senão vejamos:

  • Entre os deuses não há semelhante a ti, Senhor, nem há obras como as tuas. Todas as nações que fizeste virão e se prostrarão perante a tua face, Senhor, e glorificarão o teu nome. Porque tu és grande e fazes maravilhas; só tu és Deus.  Salmos 86:8-10
  • Porque o Senhor é Deus grande, e Rei grande sobre todos os deuses.  Salmos 95:3
  • Porque grande é o Senhor, e digno de louvor, o mais temível do que todos os deuses.  Salmos 96:4
  • Prostrai-vos diante Dele todos os deuses.  Salmos 97:7
  • Porque eu conheço que o Senhor Deus é grande e que o nosso Senhor está acima de todos os deuses. Salmos 135:5
  • Pois o SENHOR vosso Deus é o Deus dos deuses, e o Senhor dos senhores, o Deus grande, poderoso e terrível, que não faz acepção de pessoas (cuidado “Povo Eleito”….), nem aceita recompensas;   Deuteronômio 10:17

“Havia naqueles dias gigantes na Terra; e também depois, quando os filhos de Deus “entraram” às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama”.  –  Gênesis 6:4

Se houvesse deusas femininos entre a assembléia de deuses descrita nos livros religiosos dos judeus e cristãos, ou se o Senhor Deus tivesse uma esposa, são questões que não podem ser respondidas com certeza, pelos escritos da Bíblia. Mas que as fêmeas humanas foram definitivamente criadas para a gratificação sexual dos deuses, e estas mulheres eram tão bonitas que os deuses subordinados não podiam resistir a ter relações sexuais com elas é aparente, como afirmado em Gênesis 2 e 6:

“E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram”.  Gênesis 6:1,2

Mas agora o deus do Gênesis tinha um problema gigantesco. Como explicado em Gênesis 6, as crianças meio-deuses, meio humanas, nascidas das mulheres impregnadas pelos deuses, eram gigantes e poderosas. Eles foram chamados de “Nephilim”.

“Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus “entraram” às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.  Gênesis 6:4 

Isso não era aceitável. De acordo com Gênesis, o “Senhor Deus” e seus companheiros deuses estavam enfrentando problemas imprevistos: os humanos que eram parte de Deus eram desobedientes e rebeldes, assim como inúmeros “deuses” que desceram à Terra para fornicar com a mulheres. Eles se recusaram a ficar nus. Eles se esconderam. Eles roubaram e comeram a comida reservada para a mesa dos deuses. Eles não eram bons escravos. Eles estavam começando a agir como os próprios deuses que os haviam criados!

Eis que o homem é como um de nós, sabendo sobre o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente (como os “deuses”),  Gênesis 3:22

Então, o que resta para um deus fazer? Ele decide destruir os gigantes Nephilins, juntamente com todos os humanos que o Senhor Deus criou, e matá-los a todos:

E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. Gênesis 6:7

Foram descobertos treze crânios de seres alienígenas, extraterrestres, desenterrados e encontrados no México Quando os arqueólogos escavaram o antigo local de enterro em “El Cementerio”, perto da aldeia mexicana de Onavas, eles fizeram uma descoberta chocante e supreendente. Eles acharam e desenterraram 25 crânios, dos quais 13 eram extremamente alongados e pontudos na parte de trás e não pareciam ser inteiramente humanos, de seres da Terra. FONTE

Mas os humanos e os Nephilins eram espertos demais e, com a ajuda de um deus renegado, conseguiram escapar e sobreviver. Pior ainda (pelo menos do ponto de vista de seus pais e criadores) os Nephilim estavam criando, multiplicando e criando grandes cidades:

“Também vimos ali gigantes, filhos de Anaque (Anunnaki/Nephilim), descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos”.  Números 13:33

Os outros deuses e seus filhos tinham claramente quebrado algumas regras ou regulamentos; e não apenas fazendo sexo e impregnando belas mulheres da Terra. Em conseqüência, mesmo os deuses subordinados não escapam da ira do Senhor Deus que os acusa em uma imensa assembléia de deuses:

“Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo. Todavia morrereis como homens, e caireis como qualquer dos príncipes”.  Salmos 82:6,7

Soldado dos EUA diz que matou à tiros gigante (Nephilim?) com cerca de 4,5 metros no Afeganistão

O que devemos fazer disso? Como um experimento mental, pode-se dizer que esses “deuses” eram seres extraterrestres, seres humanos muito avançados tecnológica e geneticamente, vindos de outros planetas. Ao chegarem na Terra, esses extraterrestres modificaram geneticamente os humanos primitivos que encontraram (Gênesis 1) criando uma força de trabalho meio-deus / meio extraterrestre (Gênesis 2) que incluía mulheres tão belas que, apesar das regulamentações, essas mulheres logo se tornaram brinquedos sexuais desses “deuses” conquistadores extraterrestres.

Escravos Humanos e a Conquista de Outros Planetas

Os humanos deste planeta têm uma história de vários milhares de anos conquistando outras terras, em outros continentes, partindo da Suméria, onde os deuses nos criaram, escravizando as populações e levando para a morte homens, crianças e mulheres que também prestam serviços sexuais aos seus donos e lhes dão filhos que também se tornam escravos. Mesmo no mundo “moderno”, cerca de 50 milhões de humanos são escravos que trabalham em campos e minas, gerando mais de $ 35 bilhões de dólares em renda anual para seus senhores. A prática de abuso sexual de mulheres jovens ainda é uma prática muito efetiva entre os membros da casta de poderosos políticos no mundo ocidental.

Depois que os espanhóis chegaram às Américas, as populações nativas foram dizimadas, os que sibraram foram escravizados e trabalhavam até a morte enquanto extraíam a riqueza de suas terras que eram exportadas para a Europa e a China. Na medida que as populações nativas morreram, elas foram substituídas por escravos africanos que não se saíram melhor. E as mulheres escravas, claro, eram exploradas para o sexo.

“A melhor previsão sobre o futuro é olhar para o passado”.

Conquistando e escravizando outros planetas

Assim como os governantes da Espanha medieval (e de outros países) aprovaram leis com que se apropriaram dos territórios conquistados e seus recursos nas Américas – que foram então extraídos por escravos – em 2015, o Congresso dos Estados Unidos aprovou um Ato de  “Exploração e Utilização de Recursos Espaciais”, dando aos cidadãos e corporações dos EUA o direito de reclamar, possuir e explorar os recursos de meteoros, asteróides e, por extensão, outros planetas, luas e sistemas solares.

Além disso, a NASA e a DARPA já estão trabalhando na esperança de descobrir ou criar genes que possam ser inseridos nos genomas de humanos e outras formas de vida, transformando-os em escravos geneticamente modificados que podem ser transportados para vários asteróides, meteoros e planetas onde eles trabalharão para seus mestres.

Considere nossas próprias capacidades científicas e tecnológicas nos dias atuais. Embora a criação de escravos geneticamente modificados e a conquista de outros planetas ainda não estejam em nosso alcance tecnológico, o fato é que, se a ciência continuar a se expandir em conhecimento “tecnológico” e os humanos não se extinguirem, certamente, dentro dos próximos 100.000 anos, os humanos da Terra terão desenvolvido a tecnologia para explorar esta galáxia inteira.

Mas por que criar e transportar escravos genéticos para outros mundos, se esses mundos já tiverem populações nativas que podem ser facilmente conquistadas, geneticamente modificadas e escravizadas?

Há estrelas que brilham na escuridão da noite, formadas bilhões de anos antes de nosso planeta nascer. Quais poderiam ser as capacidades científicas e tecnológicas dessas antigas raças alienígenas que evoluíram bilhões de anos antes das nossas? Que eles possam ter viajado para a Terra e outros planetas, para se apropriar dos recursos desejados, pode ser previsto, porque é exatamente o que os humanos da Terra vem fazendo, há milênios aqui na Terra e esperam fazer, se tivessem a capacidade, em outros planetas.

E assim como a Espanha, Portugal, a França, a Inglaterra e outros países europeus competiram entre si para conquistar e reivindicar as riquezas das Américas, dizimando seus habitantes “menos tecnológicos” – e atacarem-se uns aos outros e aos seus navios repletos de butim – é provável que os habitantes de mundos muito mais antigos do que os nosso próprio, terem feito e ainda fazerem o mesmo. Grandes guerras celestes podem ter sido travadas em nosso próprio planeta há muito tempo.

A história deste planeta está repleta de relatos de testemunhas oculares de deuses humanos que desceram dos céus em naves celestes e que voaram sobre as terras em discos celestes:

“Forte e durável deve ser feito o corpo do Vimana, como um grande pássaro voador de material leve …. Por meio do poder latente no mercúrio que coloca o turbilhão de condução em movimento, um homem sentado dentro pode viajar uma grande distância no céu.

O “fenômeno celeste” de 1561 sobre Nuremberg, acima retratado, foi um avistamento em massa de fenômenos celestes ou objetos voadores não identificados (OVNIs) acima de Nuremberg, na Alemanha. O fenômeno tem sido interpretado por alguns entusiastas modernos de OVNIs como uma batalha aérea de origem extraterrestre. Os escritos de Jung em meados do século XX sobre o assunto enquanto outros acham que o fenômeno é provavelmente um efeito de Sun Dog

Os movimentos do Vimana são tais que ele pode verticalmente subir, verticalmente descer, mover-se inclinado para a frente e para trás. Com Vimanas os seres humanos podem voar no ar e os seres celestiais podem descer à terra “. -Sanskrit Samaraanganasutraadhaara

Alguns desses “deuses” eram benevolentes. Outros são brutais. E alguns desses deuses travaram guerras celestiais entre si, durante os últimos milênios, à vista dos seres humanos aqui embaixo, as suas criaturas.

Esquema de um dispositivo vortex acionado por plasma de mercúrio, sistema de propulsão de um antigo Vimana encontrado nos escritos sagrados da Índia PRÉ DILÚVIO …

Na antiga Índia, uma batalha no céu foi tão horrenda que as cidades localizadas abaixo do conflito foram totalmente destruídas:

“Gurkha voando em sua rápida e poderosa Vimana arremessou contra as três cidades dos Vrishis e Andhakas um único projétil carregado com todo o poder do Universo. Uma coluna incandescente de fumaça e fogo, tão brilhante quanto dez mil sóis, subiu em todos os seus Esplendor: Era a arma desconhecida, o Raio de Ferro, um gigantesco mensageiro da morte que reduziu a cinzas a raça inteira dos Vrishnis e Andhakas”. – Mahabharata

Vaimanika_ShastraPelo menos 20 passagens do Rig Veda (1.028 hinos dedicados aos “deuses”) referem-se exclusivamente para o veículo voador dos Asvins. Esta máquina voadora é representada como tendo três andares, triangular e de três rodas. Ela poderia levar pelo menos três passageiros. Segundo a tradição, a máquina era feita de ouro, prata e ferro, e tinha duas asas. Com esta máquina voadora os Asvins salvaram o Rei Bhujyu que estava em perigo no mar.

Todo estudioso sério conhece o “Vymaanika Shaastra“, uma coleção de esboços cujo núcleo  é atribuído ao sábio Bharadwaaja escrita em torno do século 4 a.C. Os escritos do “Vymaanika Shaastra” foram redescobertos somente em 1875. O texto trata do tamanho e das partes mais importantes das diversas máquinas voadoras da remota antiguidade (antediluviana) da antiga Índia (Bharata) .

Ali aprendemos como eles eram dirigidos, que precauções especiais se deveria ter em vôos longos, como as máquinas poderiam ser protegidas contra tempestades violentas e relâmpagos, como fazer um pouso forçado e até mesmo como mudar a unidade para a energia solar para fazer o combustível durar ainda mais. Bharadwaaja faz referência a nada menos do que 70 autoridades e a dez especialistas de viagem aérea na antiguidade da Índia !

Mais para o ocidente, o Gênesis e Êxodus fazem repetidas referências a deuses que foram designados responsáveis ​​por diferentes regiões e deuses cujo governo abrange outros planetas. Em uma passagem do Gênesis, sutilmente é mencionado o fato de que a Terra foi dividida em áreas de influência, após o dilúvio ter quase aniquilado a humanidade:

“E a Éber (descendente de Noé) nasceram dois filhos: o nome de um foi Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a Terra, e o nome do seu irmão foi Joctã”. Gênesis 10:25

Nuremberg, 1561, batalha entre OVNIs retratada por mais um artista

E há rebelião dentro das fileiras com os deuses tentando derrubar uns aos outros, e conspirando para tomar o poder do Senhor Deus Todo Poderoso, que reivindicou toda a Terra, como se fosse sua. Em conseqüência, os deuses são acusados, mortos ou punidos:

  • Como caíste desde o céu, ó Lúcifer (um dos “deuses”), filho da alva! Como foste cortado para a Terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação (em JERUSALÉM) me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo.  Isaías 14:12-14
  • E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o Senhor.  Êxodo 12:12
  • “… enquanto os egípcios enterravam os que o Senhor tinha ferido entre eles, a todo o primogênito, e havendo o Senhor executado juízos também contra os seus deuses.  Números 33:4
  • Que não levantes os teus olhos aos céus e vejas o sol, e a lua, e as estrelas, todo o exército dos céus; e sejas impelido a que te inclines perante eles, e sirvas àqueles que o Senhor teu Deus repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.  Deuteronômio 4:19
  • “Senhor DEUS! já começaste a mostrar ao teu servo a tua grandeza e a tua forte mão; pois, que Deus há nos céus e na terra, que possa fazer segundo as tuas obras, e segundo os teus grandes feitos? “  Deuteronômio 3:24
  • “Porque eu conheço que o Senhor é grande e que o nosso Senhor está acima de todos os deuses”.  Salmos 135:5
  • “O Senhor será terrível para eles, porque emagrecerá todos os deuses da terra; e todos virão adorá-lo, cada um desde o seu lugar, de todas as ilhas dos gentios. Também vós, ó etíopes, sereis mortos com a minha espada”.   Sofonias 2:11,12

Conquistadores Extraterrestres de Outros Planetas: “deuses e semi-deuses”

Existem agora evidências consideráveis ​​de que bactérias, fungos e outros organismos podem sobreviver no espaço, do lado de fora das estações espaciais, e que os micróbios e fungos amantes da radiação vivem em Marte (Joseph 2016, 2017).  A probabilidade é que esse universo, e o espaço, sejam inundados por esses organismos que, ao cair sobre planetas semelhantes à Terra, trocaram genes e evoluíram(Joseph 1997, 2000, 2009).

Talvez em todos os planetas semelhantes à Terra neste universo, o “espírito de deus pairou sobre as águas” e os seres humanos semelhantes aos da Terra, evoluíram.

Quais poderiam ser as capacidades tecnológicas de extraterrestres cujos planetas foram formados bilhões de anos antes dos nossos? E como os humanos “modernos”, eles poderiam sonhar em conquistar outros mundos?  Poderiam ter visitado nosso planeta e depois modificado geneticamente a vida que encontraram, com a intenção de criar escravos? E se sim, então quando isso aconteceu?  O Gênesis, a Lista do Rei dos Egípcios e os tabletes com escrita cuneiforme dos sumérios nos fornecem pistas.

Quando os “deuses” extraterrestres chegaram à Terra? Lendas egípcias antigas falam de Tep Zepi, ou a Primeira Vez. Isso é descrito como uma era em que “deuses do céu” desceram à Terra e voavam pelo ar em “discos celestes” e em “barcos” voadores (parece que sem as costumeiras asas, os “deuses” precisam de máquinas voadoras).

Hieróglifo de helicóptero e OVNIS refere-se a um hieróglifo egípcio esculpido no templo de Seti I, em Abidos, no Egito

A Lista dos Reis de Turim, também conhecida como Cânone Real de Turim, é um papiro hierático que se imagina ser do tempos do reinado de Ramsés II; e que lista nove dinastias de deuses e semideuses – o resultado do acoplamento sexual com fêmeas humanas – e que precedeu a primeira dinastia dos faraós por mais de 35.000 anos. Com base na duração de cada dinastia divina, o seu governo chegou ao fim cerca de 13.000 anos atrás (em 10.986 a.C. evento conhecido como o Dilúvio de Noé), após uma calamidade e inundação mundial.

O CroMagnon “semi-deuses” versus Neanderthals 

Trinta e cinco mil anos atrás, pelo menos dois ramos distintos da humanidade compartilhavam este planeta; ou seja:

1) os neandertais, um povo baixo, atarracado, encorpado, de cabeça inclinada, extremamente primitivo e violento, que pode ter evoluído pela primeira vez há pelo menos 200 mil anos; 

O Neanderthal

2) os CroMagnon, que eram gigantes físicos e intelectuais, os homens de cerca de 1,80 metro de altura, e ostentando um cérebro um terço maior do que o dos humanos modernos e dos neandertais; ou seja, 1800 cc em comparação com 1350 para os povos atuais.

Em contraste com a linhagem dos neandertais, que pode ser rastreada no tempo até o Homus-erectus e depois para o Homo Habilis / Australopithecus que percorreu este planeta entre 2 a 3 milhões de anos, ninguém pode explicar como ou de quem surgiram os CroMagnon, e como evoluíram na medida que eles apenas aparecem de repente na Europa paleolítica do sul há 35.000 anos atrás. Os grandes cérebros de CroMagnon eram gigantes físicos e intelectuais, responsáveis ​​pelas catedrais paleolíticas subterrâneas de criações artísticas descobertas na França e na Espanha.

Neanderthal (esquerda), Cro-Magnon (direita)

Os neandertais não podiam competir com esses gigantes intelectuais e semi “divinos”, e nos cerca de cinco mil anos seguintes, foram levados à extinção.

Novamente, como uma experimentação mental: Os Neandertais poderiam ser os primeiros humanos descritos em Gênesis 1, e os CroMagnon o resultado de modificação genética ou o acoplamento de deuses celestes com humanos femininos?

Comparação de tamanho do cérebro do Cro-Magnon (top) e Crânio do homem “moderno” sobreposto: 1800 cc em comparação com 1350 cc (abaixo)

Os humanos de Gênesis 1, eram claramente diferentes dos humanos manufaturados contendo o “sopro” do Senhor Deus, descrito em Gênesis 2. Além disso, aparentemente o Senhor Deus (como seus rebeldes deuses subordinados) pode ter tido relações sexuais com e impregnado pelo menos um das mulheres que ele criou, pois ela diz:  

E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela deu à luz um filho, e chamou o seu nome Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.   Gênesis 4:25 

Caim é insolente, desobediente, rebelde, violento, e ele assassinou seu mais primitivo e primeiro “irmão” Abel, que, ao contrário de Caim, não era filho gerado “com a ajuda do Senhor”. O Senhor Deus ficou irado e baniu Caim, que se queixou:

“Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na Terra, e será que todo aquele que me achar, me matará”.  Gênesis 4:14

Quem são esses outros povos que Caim teme? Afinal, a criação do “Senhor Deus Todo Poderoso”, conforme descrito no Gênesis, abarcava apenas Adão, Eva e seus filhos, Caim e Abel, de onde surgiram os demais povos e a mulher com quem Caim se casa ao ser expulso pelo Senhor Deus para as terras de Nod? Talvez eles sejam os primeiros seres humanos, mais primitivos, os sem alma de Gênesis 1, os seres sem sofrer a “interferência divina”. Talvez eles sejam os neandertais.

“Contos” da Suméria: “deuses” Extraterrestres Geneticamente Modificaram os Humanos?

Estudiosos da Bíblia acreditam que os primeiros capítulos do Gênesis são recontagens altamente editadas de contos sumérios da criação (Heidel, 1988; Kramer, 1991; Roux, 1992), escritos pelos poetas não-semíticos da cidade-estado da Suméria e Ur dos Caldeus, origem do patriarca Abrão e de sua esposa Sara, que foi substituída pela Babilônia – no que hoje é o Iraque (Roux, 1992). 

De acordo com Roux (1992, p. 85), “por mais de três mil anos os deuses da Suméria eram adorados por sumérios e povos semitas, e por mais de três mil anos as idéias religiosas promovidas pelos sumérios desempenharam um papel extraordinário na vida pública e privada dos mesopotâmicos, criando e modelando suas instituições, colorindo suas obras de arte e literatura”.

Como sucintamente colocado pelo renomado estudioso sumério, Samuel Noah Kramer (1991, p. 75), “há boas razões para inferir que no terceiro milênio a.C., surgiu um grupo de pensadores e mestres sumérios que, em sua busca por respostas satisfatórias a alguns dos problemas levantados por suas especulações cósmicas, desenvolveram uma cosmologia e uma teologia com uma convicção intelectual tão alta que suas doutrinas se tornaram o credo e o dogma básicos de grande parte do antigo Oriente Próximo” e influenciam até os dias de hoje os três sistemas religiosos monoteístas, o judaísmo, o islamismo e o catolicismo de Roma.

Nosso conhecimento da antiga Suméria vem de uma extensa variedade de textos antigos, escritos em tabletes de barro e estelas de pedra em escrita cuneiforme incluindo contos épicos, hinos, poesia, provérbios, orações e encantamentos. Alguns desses textos são escritos em antigo sumério, outros são cópias acádias e babilônicas que foram encontrados nas ruínas de palácios e bibliotecas do templo na região da Mesopotâmia, hoje o Iraque e parte do IRÃ.

A cosmologia suméria, quanto à origem do Universo, em alguns aspectos se assemelha à cosmologia moderna. Por exemplo, imaginaram que a princípio não havia nada e porque não havia nada, não tinha nome. Pelo contrário, tudo era caos. Além disso, porque não havia nada, “nenhum deus havia sido criado. Não eram chamados pelo seu nome, seus destinos indeterminados”.

No entanto, em vez de uma ausência pura, esse nada era o caos latente (Kramer, 1991; Roux, 1992), uma “mistura” de nuvens (“mummu”) e águas doces (Apsu) e águas salgadas (Tiamat). E, desse caos veio a forma e a substância, e então “An” os eternos céus a partir dos quais fluíram as sementes da vida; sementes que eventualmente caíram na Terra e que também caíram sobre os planetas dos deuses, dando origem aos deuses, os Anunnaki. “O Um (o CRIADOR primordial) gerou os Anunnaki e Nephilim” (Kramer, 1991).

Segundo a teologia suméria, um panteão de deuses, humanos como forma física, mas possuindo poderes científicos super-humanos extraordinários e capacidades tecnológicas avançadas, chegou neste planeta em discos voadores e tomou posse da Terra para explorar este mundo para extração de seus recursos, especialmente o metal ouro, que seria necessário para mitigar efeitos danosos na atmosfera de seu planeta original, Nibiru.

Segundo os sumérios, esses “deuses” eram, por sua vez, governados por leis e regulamentos promulgados e impostos por outros deuses que viviam em diferentes regiões do cosmos (Kramer, 1991). Esses diferentes “deuses”, através de acordos elaborados entre eles e suas “várias facções”, estavam encarregados de diferentes regiões do cosmos e áreas administrativas e assim governavam e exploravam diferentes mundos e aquelas formas de vida que moravam nos diferentes planetas. A Terra, era apenas um dos inumeráveis ​​mundos explorados, e era governada por um panteão de deuses semelhantes aos posteriores seres  humanos, a sua “criação”, pelos “deuses” Anunnaki.

Como baseado em sua interpretação da antiga escrita cuneiforme suméria e hiroglifos, Kramer (1991) nos informa que esses deuses se formaram e “funcionaram como uma assembléia com um rei à frente, seus grupos mais importantes consistindo de sete deuses … e cinquenta que eram conhecidos como a assembleia dos grandes deuses “. O principal “deus” que governava a Terra era Enlil, que era excessivamente arrogante, explorador e brutal. Os outros principais deuses incluíam Ninhursag (Engª geneticista), que era sua esposa, e Enki, um cientista e meio-irmão de Enlil.

Segundo os sumérios, esses “Anunnaki-Nephilim eram povos que viajavam no espaço e voavam em naves aéreas esféricas e aladas, mas que, segundo os calendários sumérios, chegaram pela primeira vez a este planeta há quase 500 mil anos. Além disso, segundo os sumérios, esses” deuses “tinham esposas e não agiam de forma diferente diferente de outros seres humanos.

Reprodução de uma estela da Suméria mostrando deuses alados, a Árvore da Vida e acima de tudo, pairando, o globo alado tripulado por um deus representando o planeta Nibiru

Os poetas e historiadores da antiga Suméria nos dizem que a Terra estava viva com todos os tipos de animais, incluindo humanos primitivos que eram apenas um pouco diferentes de animais. Os “deuses” determinaram que os animais semelhantes a humanos que vagavam pelo planeta eram primitivos demais e incapazes de executar as tarefas exigidas pelos deuses.

A fim de obter uma força de trabalho adequada, após uma revolta de outros “semideuses” (os IGIGI) que trabalhavam para os “deuses” eles chamaram Enki, cujo emblema pessoal era a dupla hélice do ADN humano: duas serpentes entrelaçadas. Enki realizou experimentos com animais e outras criaturas semelhantes a seres humanos, criando todos os tipos de bestas híbridas – o que hoje podemos chamar de “Quimeras”.  Além disso, ele criava animais meio humanos que podiam entreter os deuses, mas que, no entanto, permaneciam inadequados para trabalhar nos campos ou nas minas de extração do metal ouro.

Anunnaki-cria-homem-do-macaco

Finalmente, colhendo material genético e outros tecidos do corpo de um dos deuses e misturando-o em seus “frascos e depois impregnando um desses animais semelhantes a humanos, Enki foi capaz de criar um Homo habilis avançado, quase divino, que podia ser empregado como trabalhador forçado (um mero escravo), e quem poderia ser instruído a cuidar dos jardins e cuidar do estoque de gado e animais para consumo pelos deuses: “Eu criarei o homem primitivo. Ele será encarregado do serviço dos deuses para que eles fiquem à vontade”.

Esses “homens primitivos” eram essencialmente formados à “imagem e semelhança dos deuses”, à imagem dos Anunnaki, Nephilim, e eram, portanto, parte-deuses. Além de trabalhar como trabalhadores escravos, alguns receberam o domínio sobre as terras, os animais, incluindo o domínio e a responsabilidade pelos seres humanos mais primitivos que evoluíram independentemente na Terra. Assim, os “deuses” de acordo com os sumérios “desceram do céu … o trono da realeza”, e esses indivíduos eram metade deuses e meio humanos e deviam agir como superintendentes.

No IRÃ (antiga PÉRSIA)  foi encontrado um túmulo com cerca de 12.000 anos com um corpo de um “gigante” em estase !

De acordo com as listas dos reis sumérios, os Anunnaki criaram esses primeiros deuses-reis, mais de 240.000 anos atrás (Roux, 1992). Da mesma forma, tem sido alegado que o DNA humano “moderno” traça sua ancestral linhagem até seres ancestrais vivendo na África há cerca de 250.000 anos (Stoneking & Cann, 1989; Vigilant et al. 1991).

Segundo a “mitologia” suméria, um dos anunnaki, Enki (que é associado ao emblema da “serpente”), criou um humano superior que poderia ser instruído na arte da cultura, ciência, medicina e tecnologia (Heidel, 1988; Kramer, 1991); e mulheres tão bonitas que até os deuses as cobiçaram e as desejaram. Em conseqüência, os Anunnaki criaram inumeráveis ​​crianças híbridas ao terem relações com as mulheres da Terra – e, ao fazê-lo, quebraram as leis formuladas pelos senhores (deuses) supremos do universo.

Nos contos da Epopeia de Gilgamesh, os sumérios explicam que os semideuses (parte humano, parte deus) eram dois terços divinos e um terço dos mortais humanos. Gilgamesh, os sumérios nos dizem na “Epopeia de Gilgamesh“, foi um dos reis divinos que governaram a cidade pré-dilúvio de Erech dezenas de milhares de anos atrás. E apesar de ser dois terços de deus e de um grande herói, Gilgamesh ainda era um homem e sentia amor, ódio, tristeza, alegria, esperança e desespero, e era mortal, que estava sempre buscando aventura. Foi durante uma dessas aventuras que ele encontrou um longo ser humano cabeludo, nu e poderoso homem selvagem das montanhas, Enkidu, que era mais besta do que homem.

Gilgamesh (ou o povo de Gilgamesh) a princípio lutou, então fez amizade e humanizou seu amigo Enkidu meio-humano meio-animal. Enkidu transcende suas origens bestiais, e através do sexo com mulheres semi-deusas, torna-se sábio. Mas então um dia Enkidu ficou doente e morreu; e no rescaldo, Enlil, o rei anunnaki dos deuses, sentencia Gilgamesh a morrer também.

Enkidu e o povo de Enkidu seriam os neandertais? Os primitivos seres humanos sem alma descritos em Gênesis 1? O semi-divino Gilgamesh (e o povo de Gilgamesh) era Cro-Magnon? O povo Cro-Magnon era geneticamente modificado pelos Anunnaki e, portanto, parte humana e parte “deus”?

O fim dos semi-deuses

Considerando que há uma progressão óbvia do Australopithecus / H. Habilis para H. Erectus e seres humanos arcaicos e os Neandertais, como é evidente a partir de um exame do crânio e do lobo frontal pouco desenvolvido (Joseph, 1996, 2000a), o mesmo não é verdade para os Cro-Magnons.

Os neandertais não evoluíram para os Cro-Magnons, e essas duas espécies de humanidade coexistiram por pelo menos 5.000 anos. No entanto, depois de uma história de cerca de 400.000 anos (se incluirmos o primeiro Homo sapiens em sua linhagem), os neandertais desapareceram da face da Terra, cerca de 29.000 anos a.C.;  uma conseqüência de doença ou limpeza étnica generalizada por parte dos povos Cro-Magnon.

Os neandertais eram de uma raça completamente diferente; e não apenas fisicamente, mas geneticamente;  como apenas vestígios do DNA de Neanderthal foram encontrados no genoma humano – uma conseqüência, muito provavelmente, do estupro e da impregnação de mulheres Cro-Magnon. Em todos os outros aspectos, os neandertais e seus genomas eram e são significativamente diferentes dos da humanidade moderna atual. Eles não evoluíram para o ser humano Cro-Magnons cujas origens são completamente desconhecidas.

Mas nós sabemos o que aconteceu com os neandertais. Eles foram erradicados pelos gigantes intelectuais de 6 pés de altura, com grandes cérebros, o Cro-Magnon. Mas o que aconteceu com o CroMagnon que desapareceu do registro fóssil há 13 mil anos? Talvez a resposta possa ser encontrada em Gênesis:

“E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas,
Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram.

“Então disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos”. –  Gênesis 6:1-3.

Os Nephilim apareceram na terra naqueles dias, assim como mais tarde, depois que os filhos de Deus tiveram relações com as filhas dos seres humanos, que lhes deram filhos.

“Então “arrependeu-se” o Senhor de haver feito o homem sobre a Terra e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito.  Gênesis 6:6,7“.

E assim o “Senhor deus” decidiu destruir todos eles, numa grande inundação; uma calamidade que pode ter ocorrido 13.000 anos atrás (o evento do Dilúvio), quando talvez um cometa explodiu no continente norte-americano, derretendo as geleiras, elevando o nível dos oceanos, causando muitas e fortes tempestades e diminuindo a temperatura, e assim matando milhões de animais e a megafauna, como o tigre dente de sabre, mamutes e acabando com todos os vestígios de civilizações antigas, incluindo talvez o povo Nephilim / Anunnaki, o homem Cro-Magnon, a Atlântida e o que mais poderia ter sido criado pelos “deuses extraterrestres”.

Referencias:


A MATRIX, O SISTEMA de CONTROLE MENTAL“A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.