Dólar está perdendo seu status de moeda de reserva global

A hegemonia do dólar está à beira do seu fim, avisa a Reserva Federal (Fed), {o pseudo} banco central dos EUA, e os maiores investidores. A colunista da Sputnik Natalia Dembinskaya revelou por que proeminentes financistas apostam no fim da dominação do dólar. As quedas nas bolsas americanas se tornam cada vez mais frequentes, afetando os mercados financeiros de outros países e alimentando apelos para reformar o sistema monetário internacional existente ou encontrar uma alternativa ao dólar. 

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O papel global do dólar americano: para onde esta indo?

Fontes:  https://libertystreeteconomics.newyorkfed.org/  e  https://br.sputniknews.com/


{“A vítima da manipulação mental não sabe que ela é uma (ignorante) vítima. Para ele, os muros de sua prisão são invisíveis, e ele acredita ser livre”.  –  Aldous Huxley }


Embora o dólar continue desempenhando um papel chave no comércio internacional, existem cada vez mais fatores que jogam contra a moeda americana, estando sua dominação mundial à beira do fim, escreve o portal Liberty Street Economics, pertencente à Reserva Federal de Nova York (um banco chave do Fed):

“Consideramos que uma moeda é internacional com base no seu uso em países estrangeiros como: uma moeda primária em reservas cambiais oficiais; uma moeda âncora em regimes cambiais; uma reserva de valor e um meio de troca; uma unidade de conta, seja para transações em mercados de câmbio e de capital internacional, seja para faturamento e liquidação no comércio internacional. Uma avaliação também pode ir além das definições tradicionais de unidade de conta e abranger o uso da moeda em sistemas internacionais de compensação e liquidação, infraestrutura de mercados financeiros e em taxas de referência em contratos financeiros importantes”. 

As quedas nas bolsas americanas se tornam cada vez mais frequentes, afetando os mercados financeiros de outros países e alimentando apelos para reformar o sistema monetário internacional existente ou encontrar uma alternativa ao dólar. 



Há quem proponha {como a China propôs} usar os Direitos Especiais de Saque (Special Drawing Rights) – unidade de pagamento criada pelo Fundo Monetário Internacional – como uma alternativa ao dólar. Mais de uma dúzia de organizações internacionais e regionais já usam os DES como instrumento para determinar os preços e tarifas.

Segundo Dembinskaya, já em 2009 a China propôs criar uma nova moeda global com base no DES. À medida que a economia se reforçou após a crise global, essa proposta se tornou irrelevante, mas, depois do início das guerras comerciais, a situação mudou drasticamente.

Enquanto os economistas continuam discutindo a capacidade dessa moeda sintética de se tornar uma alternativa real ao dólar, os bancos centrais em todo o mundo reduzem a cota-parte da moeda americana nas suas reservas internacionais. Por exemplo, entre junho de 2017 e junho de 2018, o Banco Central russo reduziu a cota-parte de seus ativos denominados em dólares de 46% para 22%, aumentando o volume das reservas em euros e yuanes.

LSE_Os papéis globais do dólar americano: onde estão as coisas?
Um ambiente em mudança:  Os principais desenvolvimentos pertinentes para a atual arquitetura financeira internacional incluem a introdução do euro em 2000, o status crescente da China na economia global e as mudanças pós-crise financeira no ambiente político e financeiro dos EUA. Várias políticas adicionais e desenvolvimentos operacionais tiveram e terão o potencial de alterar a conveniência de usar dólares americanos.

Dembinskaya sublinha que vários outros países, incluindo a China, Índia e Turquia, tomaram as mesmas medidas, enquanto a UE declarou que planeja reduzir o volume das transações realizadas em dólares americanos.



Diversos analistas sublinham que no futuro próximo os bancos centrais vão vender ativamente seus ativos denominados em dólares. Por exemplo, no segundo trimestre de 2018, a cota-parte do euro nas reservas globais aumentou para 20,26% — o máximo desde o quarto trimestre de 2014. Isso pode causar grandes problemas para os EUA.

“O estatuto atual do dólar como moeda de reserva principal permite isolar a economia americana dos choques externos. Se a moeda deixou de desempenhar o papel chave nos mercados globais, haverá graves consequências, em primeiro lugar, para o emissor, ou seja, para os EUA”, sublinhou Linda Goldberg, a vice-presidente da Reserva Federal de Nova York.

De acordo com os analistas do banco de investimentos americano JPMorgan-Chase, até ao fim de 2019 o dólar começará a perder seu valor em relação à outras moedas. Essa tendência deverá manter-se por muitos anos, sublinham os analistas.



Ray Dalio, o fundador do maior fundo de hedge, o Bridgewater Associates, acredita que um dia o dólar colapsará, não suportando o peso do “déficit triplo” da economia dos EUA: déficit orçamentário, déficit comercial e déficit de conta corrente da balança de pagamentos.

Esse déficit triplo afugentará os investidores estrangeiros dos títulos do Tesouro dos EUA, provocando o aumento brusco de sua rentabilidade e a desvalorização do dólar – pelo menos em torno de 30%. Nesse contexto, a moeda americana perderá inevitável e rapidamente seu estatuto da moeda de reserva global.


Image result for puppet gifA Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. 

Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.329 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth