Entrevista com um Extraterrestre – Capítulo 2

Livro ALIEN INTERVIEW – Entrevista com um alienígena. Baseado em notas pessoais e transcrição de entrevistas de Matilda O’Donnell MacElroy.Se você estudou o fenômeno UFO, você já está familiarizado com a infame transmissão de rádio de “Guerra dos Mundos, e a invasão de Marte” de Orson Welles feita em 30 de outubro de 1938. Esta dramatização de rádio fictícia de um invasão da Terra por “extraterrestres” incitou uma histeria mundial sobre OVNIs e aliens um pouco antes da queda do UFO perto de Roswell, NM, no ano de 1947.

Livro ALIEN INTERVIEW  (Entrevista com um alienígena)

Fonte: https://www.bibliotecapleyades.net/vida_alien/alieninterview/alieninterview.htm

Capítulo Dois do livro ALIEN INTERVIEW  (Entrevista com um alienígena) – Chapter Two – My Second Interview  With The Alien (Capítulo Dois, minha segunda entrevista com o Alien)

(BASEADO EM NOTAS PESSOAIS E TRANSCRIÇÃO DE ENTREVISTAS de Matilda O’Donnell MacElroy)

Cópias de duas cartas, transcrições militares ultrassecretas e notas da falecida Matilda O’Donnell MacElroy, uma enfermeira da Força Aérea do Exército no 509º Grupo de Bombardeios do Campo Aéreo do Exército de Roswell em 1947. Em suas cartas, ela afirma que as transcrições são uma gravação exata de uma série de entrevistas que ela conduziu com um ser extraterrestre como parte de seu dever oficial como enfermeira de vôo na Força Aérea do Exército dos EUA. Durante julho e agosto, ela entrevistou um piloto de espaçonave que caiu perto de Roswell, Novo México, em 8 de julho de 1947. O ser que ela entrevistou identificou-se como um oficial, piloto e engenheiro de uma Força de Invasão de uma civilização que ele nomeou de “Domínio”. Suas naves espaciais usam o planeta Vênus e o cinturão de asteroides como portos espaciais em nosso sistema solar. A Via Láctea é uma pequena área dentro das possessões territoriais do “Domínio”. As transcrições das entrevistas foram mantidas em segredo – sob ameaça de morte – pela enfermeira MacElroy durante 60 anos, e divulgadas alguns meses antes de seu falecimento, aos 83 anos, na Inglaterra.


Transcrição oficial da entrevista TOP SECRET – Força Aérea do Exército dos EUA, Base do Exército Roswell Airfield-509  Bomb Group: ASSUNTO ENTREVISTA ALIEN, em 10.07.1947

Capítulo Dois – Minha Segunda Entrevista com o alienígena.

“Nessa próxima entrevista foi-me dito para fazer apenas uma pergunta ao ser alienígena .”

“PERGUNTA -” Por que você parou de se comunicar conosco?

RESPOSTA – NÃO PAREI. MEDO ESCONDIDO, ENCOBERTO, SEGREDOS

Matilda: O ser extraterrestre não pode se comunicar com eles, porque eles tinham medo dela, ou não confiavam nela E, ficou claro para mim…. que a alienígena estava muito consciente de que algumas pessoas tinham intenções secretas para com ela e estavam escondendo seus pensamentos reais. Ficou igualmente óbvio para mim que o ser extraterrestre não tinha sequer um pouquinho de medo de nós, ou qualquer outro sentimento, que importasse!”

Nota pessoal de MATILDA O’DONNELL macelroy:

“Eu ponderei as palavras que escolhi para transmitir o significado dos pensamentos da alienígena com muito cuidado antes de relatar para o taquígrafo e as pessoas que estavam esperando ansiosamente no outro quarto. Pessoalmente, eu nunca sofri qualquer medo ou mal-entendido que seja sobre minha comunicação com a extraterrestre. Eu estava muito, muito curiosa e animada para aprender qualquer coisa e tudo que pudesse sobre ela e sua espécie.

No entanto, como o ser alienígena, eu também não tinha muita confiança nos agentes ou nas “autoridades” e “especialistas” que estavam controlando minha entrevista. Eu não tinha ideia de quais eram suas intenções para com “Airl”, o que poderia ser. No entanto, estou certo de que os oficiais militares estavam muito, muito nervosos sobre ter uma nave espacial alienígena avariada e um piloto alienígena sobrevivente em suas mãos!

ufo-crash

Naquele momento, minha maior preocupação era como entender mais claramente os pensamentos e as idéias da alienígena. Eu acho que eu estava desempenhando muito bem como um “receptor” telepático, mas não era tão boa como uma “remetente” telepática. Eu queria desesperadamente descobrir um modo melhor para me comunicar com a extraterrestre de uma forma que permitisse que a crescente legião de funcionários do governo pudesse entendê-la mais diretamente, sem ter que depender da minha interpretação dos seus pensamentos.

Eu não me sentia muito bem qualificada para atuar como intérprete, mas eu era a única pessoa com a qual a alienígena se comunicava, por isso foram até mim para começar o trabalho de entrevistá-la. Eu também estava me tornando consciente de que este seria, provavelmente, o maior “evento de notícias” na história da Terra, e que eu deveria estar orgulhosa de ter participado no mesmo.

Claro que durante todo o tempo todo o incidente foi sendo negado e escondido oficialmente para a imprensa e um encobrimento de imensas proporções pelos militares e os “poderes constituídos”  já tinha começado.

No entanto, eu estava começando a sentir a pressão da responsabilidade de ser a primeira pessoa na Terra, tanto quanto eu sabia, a se comunicar formalmente com uma forma de vida extraterrestre de outro sistema estelar! Eu acho que sei como o navegante Colombo deve ter se sentido quando ele descobriu um “novo mundo” do tamanho de um continente em um pequeno planeta. Mas, eu estava prestes a descobrir um universo inteiramente novo, inexplorado!  

roswell-ufocrash
Foto do que seria os restos de uma espaçonave alienígena acidentada e recuperada em Roswell, em julho de 1947

Eles ainda estavam lá quando me levantei de manhã. Depois do almoço, que foi trazido para mim em meus próprios aposentos, eles me escoltaram de volta para o escritório na base que foi utilizada para a entrevista com o ser extraterrestre”.

Enquanto eu esperava pelas minhas próximas instruções de meus superiores, fui para meus aposentos, sob escolta de vários MPs (policiais militares do exército) fortemente armados. Vários outros homens vestidos com ternos pretos e gravatas me acompanharam também.

Continua …


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro. E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não reconheceis os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado . . .” – Mateus 16:2-4


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.310 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth