Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

EUA não entregarão jatos da Polônia à Ucrânia pois Putin veria a medida como ‘Escalada’ da OTAN

Os Estados Unidos não vão agir sobre uma oferta proposta pela Polônia de pegar caças do aliado da OTAN e transferi-los para a Ucrânia por causa de preocupações de que as autoridades russas possam ver a medida como uma “escalada” da OTAN na Guerra, disse uma autoridade dos EUA em 9 de março. EUA não entregarão jatos oferecidos pela Polônia à Ucrânia devido a preocupações de que Putin veria a medida como uma ‘escalada’ [e interferência direta] da OTAN no conflito.

Fonte: The Epoch Times – Por Zachary Stieber

Com base na avaliação, com a qual concorda o secretário de Defesa, Lloyd Austin, os militares avaliam a transferência como “de alto risco” e não a realizarão, pelo menos por enquanto.

A proposta da Polônia era que as autoridades polonesas transfeririam os jatos para os Estados Unidos , que poderiam então enviar os jatos para a Ucrânia. O governo da Polônia também pediu aos aliados da OTAN que enviem jatos para as bases dos EUA.

Mas as autoridades americanas rapidamente rejeitaram a proposta, embora não tivessem detalhado a avaliação de inteligência até quarta-feira. Kirby também enquadrou a decisão como sendo do melhor interesse da Ucrânia, argumentando que a Ucrânia se beneficiaria mais no conflito com a Rússia ao receber armas antiblindagem e defesa aérea.

Embora a força aérea da Rússia tenha capacidades significativas, os ataques aéreos encontraram resistência no ar e no solo, segundo autoridades dos EUA. Além disso, a Força Aérea Ucraniana também disse ter vários esquadrões de aeronaves totalmente capazes, e uma avaliação dos EUA concluiu que “dar a eles mais aeronaves não é provável” de causar um grande impacto, de acordo com Kirby.

Os caças MiG-29 voam em uma base aérea militar em Vasylkiv, Ucrânia, em uma imagem de arquivo.  (Gleb Garanich/Reuters)
Dois caças MiG-29 voam em uma base aérea militar em Vasylkiv, Ucrânia, em uma imagem de arquivo. (Gleb Garanich/Reuters)

Austin transmitiu a posição ao ministro da Defesa polonês Mariusz Blaszczak em uma ligação e também conversou com um alto funcionário da Ucrânia sobre assuntos semelhantes. Autoridades dos EUA haviam dito anteriormente que a Polônia era bem-vinda para transferir aviões diretamente para a Ucrânia e Kirby disse que cada nação “pode decidir por si mesma o que quer fazer”.

A posição pública da Ucrânia é que obter caças ajudaria tremendamente contra a Rússia, que invadiu seu vizinho em 24 de fevereiro. “É absolutamente assim que vemos as coisas”, disse Vadym Prystaiko, embaixador da Ucrânia no Reino Unido, ao Sky News na quarta-feira, quando perguntado se os jatos dariam à Ucrânia a vantagem necessária.

“Todos os meios táticos de que você está falando podem ser cobertos se tivermos pelo menos não superioridade, mas pelo menos controle sobre nossos céus”, acrescentou. A Ucrânia prefere jatos mais antigos porque seus pilotos são treinados para trabalhar com eles.

Na mesma época, a presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi (D-Calif.), disse a repórteres em Washington que foi solicitada pelo presidente ucraniano, Volodymr Zelensky, por ajuda para conseguir aviões.

As atualizações vieram horas depois de Mateusz Morawiecki, primeiro-ministro da Polônia, dizer que a Polônia só forneceria jatos diretamente para a Ucrânia se todos os membros da Otan concordarem, já que autoridades russas ameaçaram países que realizam tais medidas de interferência no conflito.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *