browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Ex agentes de “inteligência” tiram máscaras e atuam abertamente na Mídia nos EUA

Posted by on 06/10/2019

A Operação Mockingbird é um suposto programa em larga escala da Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) que começou no início dos anos 50 e tentou (conseguindo) manipular a mídia mainstream para fins de controle, manipulação e propaganda. De acordo com a escritora Deborah Davis, a Operation Mockingbird recrutou os principais jornalistas americanos em uma rede de propaganda. A operação foi exposta depois que um artigo da revista Ramparts de 1967 relatou que a Associação Nacional de Estudantes recebeu financiamento da CIA. investigações e relatórios também revelaram conexões da Agência com jornalistas e grupos cívicos. Agora parece que esta tática esta sendo abertamente praticada com vários ex agentes da CIA e outras agências de inteligência, eles mesmos trabalhando direta e descaradamente de dentro do próprio sistema.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Ex agentes de “inteligência” tiram máscaras e atuam abertamente na Mídia Mainstream para controlar e manipular informações

Fonte:  https://www.zerohedge.com/

Depois de muitos anos agindo nas (e a favor das) trevas supervisionando espionagem, programas de assassinatos, escutas telefônicas sem base legal, aprisionamento, derrubada de governos legítimos, revoluções, revoltas, vendendo drogas, armas, psyops e outras operações secretas, os agentes aposentados e/ou demitidos das dezessete agências de segurança/inteligência (à serviço do Deep State) nacional estão voltando-se para uma nova linha de trabalho onde podem cumprir com muito mais eficácia os seus deveres imperialistas.

“Agora também somos jornalistas trabalhando nos veículos da Mídia Mainstream, e acreditem em tudo que transmitimos, pois é VERDADEIRO …

{Nota de Thoth: Operações psicológicas (PSYOPs) são operações para transmitir informações e indicadores selecionados ao público, a fim de influenciar suas motivações emocionais e raciocínio objetivo e, finalmente, controlar e manipular o comportamento de grupos e indivíduos de organizações governamentais, uma agenda muito mais eficaz quando esses membros à serviço do Deep State conseguem um “emprego” como “jornalistas” em empresas que o sistema controla desde há muito tempo. é a subversão total e completa da “realidade”}.

Ou seja, eles são agentes do establishment propagandizando o público em rede de notícias a cabo da Mídia Mainstream. Renascidos como especialistas em notícias na redes de TV à cabo, essas pessoas estão lucrando muito ao mesmo tempo que se tornam muito mais efetivos na manipulação dos fatos. 

Tantos anos trabalhando nas (e para as) trevas, apenas para emergir nas luzes de estúdio das mesmas redes que circulam o dia todo, todos os dias, com fake news contra a TV estatal de países que os EUA odeiam e também contra os melhores interesses do próprio povo norte americano.

Abaixo está apenas uma lista parcial de vários ex-espiões proeminentes que agora se tornaram especialistas e analistas da mídia mainstream, para não falar do número ainda maior de generais aposentados nos quais a rede de fake news conta continuamente. Estou falando de pessoas como …

O ex-diretor da CIA John Brennan (demitido do cargo), que agora é “analista sênior de segurança e inteligência nacional” da NBC News. 

A seguir Fran Townsend, ex-consultora de segurança interna do açougueiro George W. Bush. Ela agora é “analista sênior de segurança nacional” da CBS News. 

Mas a CNN leva o maior pedaço do bolo – é o maior show de terror de todos: ela contratou Jim Clapper, ex-diretor de inteligência nacional, agora “analista de segurança nacional” da CNN.

O general aposentado Michael Hayden, ex-diretor da CIA e da NSA (National Security Agency), agora é “analista de segurança nacional” também da CNN.

Abaixo, Asha Rangappa, ex-agente especial do FBI, agora “analista jurídico” da CNN.

James Gagliano, um agente especial de supervisão aposentado do FBI, agora analista da CNN.

Tony Bliken, ex-vice-secretário de Estado e ex-vice-consultor de segurança nacional, e agora “analista de assuntos globais” da CNN. 

O jornalista Ulfkotte ficou mais conhecido dos espectadores internacionais por suas seletas aparições no canal RT Russia Today, especificamente em uma entrevista de outubro de 2014 sobre seu livro ‘Bought Journalists’  (Jornalistas COMPRADOS), no qual ele discutiu a epidemia de falsa propaganda nos principais meios de comunicação e o aumento do sentimento anti-Rússia que está sendo gerado por esta propaganda falsa.

Ele também discutiu a forte influência nas notícias internacionais de agências de inteligência americanas (CIA), israelenses (Mossad) e de outros países ocidentais (MI-6 da Inglaterra). Ulfkotte descreveu sua experiência dizendo:

“Eu fui jornalista por cerca de 25 anos e fui educado e instruído a MENTIR, TRAIR e não dizer a verdade ao público”, referindo-se à sua carreira na mídia mainstream.

cia-owns-everyone-in-the-media

Udo Ulfkotte, um jornalista e denunciante alemão que falou contra A PUBLICAÇÃO de notícias falsas de fontes governamentais e de agências de inteligência, morreu de um ataque cardíaco aos 56 anos de idade. Ele foi editor-assistente do jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung e viveu em muitos países do Oriente Médio durante sua carreira, incluindo o Iraque, IRÃ, Afeganistão, Arábia Saudita, Omã, Emirados Árabes Unidos, Egito e Jordânia. ELE DENUNCIOU O CONTROLE DAS INFORMAÇÕES EFETUADO PELAS AGÊNCIAS DE INTELIGÊNCIA DE VÁRIOS PAÍSES. FONTE

Abaixo, Mike Rogers, ex-presidente do Comitê de Inteligência da Câmara, agora comentarista de segurança nacional da CNN. 

Samantha Vinograd, consultora sênior de segurança nacional do presidente democrata Obama, agora “analista de segurança nacional” da CNN.

Abaixo, Steven Hall, chefe aposentado da CIA na Rússia, agora “analista de segurança nacional” da CNN.

Philip Mudd, ex-oficial de contraterrorismo da CIA, agora “analista de contraterrorismo” da CNN.

O “show de horrores continua, mas a lista seria muito grande para relatar neste espaço. Somados a todos estes “jornalistas”, existem muitos outros profissionais da Mídia Mainstream” das principais redes de notícias dos EUA que são pagos pela própria CIA para manipular informações visando induzir o povo norte americanos a aceitar uma agenda oculta que esta sendo implantada dentro dos EUA.

Voce acreditaria em qualquer “notícia, informação, fatos” que esses jornalistas Fakes vomitam em suas telas de TV? … Bem-vindo ao show de horrores!


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):  “A Matrix é um  sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse  sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Leitura Adicional

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

4 Responses to Ex agentes de “inteligência” tiram máscaras e atuam abertamente na Mídia nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.