Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Fim da Batalha Mundial sobre a Telefonia 5G

Passamos décadas nos preparando para lutar uma terceira Guerra Mundial novamente e acumulamos aviões de combate superfaturados, tanques defeituosos, navios de guerra volumosos e porta-aviões antiquados que agora enferrujam em silêncio. Mas a próxima guerra mundial e, mais criticamente, a próxima guerra civil nos EUA, está se tornando fundamentalmente diferentes em natureza, se não em motivação.

Fim da Batalha Mundial sobre a Telefonia 5G

Fonte: EmanuelPrez.substack.com – por Emanuel Pastreich

A guerra já começou. O esforço para implementar a transmissão eletrônica/magnética de micro-ondas 5G nos Estados Unidos e em todo o mundo, como uma continuação do impulso para as vacinas COVID-19 que contêm nanodispositivos e a toxina responsiva à eletricidade, eletromagnetismo e microondas, o óxido de grafeno, presente na corrente sanguínea dos “vacinados” é uma indicação de que “eles” estão prestes a entrar na próxima fase desta guerra. O conflito da Ucrânia, real ou imaginário, é insignificante em comparação.

Quando digo que é uma guerra pela escravidão, assim como foi a guerra civil de 1861 a 1865, a comparação não é vã.

Na década de 1850 na América, a escravidão estava se expandindo, os direitos dos proprietários de escravos sobre os escravos fugitivos foram fortalecidos e os direitos dos americanos estavam em declínio. A aristocracia do Sul, com financiamento do Norte, havia tomado medidas para tornar todos os homens comuns sem terra no Sul, negros ou brancos, o equivalente a escravos perante a lei.

O abolicionista William Lloyd Garrison denunciou essa catástrofe, como certamente teria denunciado as vacinas de mRNA e a radiação 5G não regulamentada. Ele atacou aqueles que se calaram sobre a escravidão assim:

“Aqueles que desejam que eu seja burro sobre o assunto da escravidão, a menos que eu abra minha boca em sua defesa, pedem que eu minta minhas profissões, degrade minha masculinidade e manche minha alma. Não serei um mentiroso, poltrão ou hipócrita, para acomodar qualquer partido, para gratificar qualquer seita, para escapar de qualquer ódio ou perigo, para salvar qualquer interesse, para preservar qualquer instituição ou para promover qualquer objetivo. Convença-me de que um homem pode legitimamente fazer de outro homem seu escravo, e não vou mais assinar a Declaração de Independência. Convença-me de que a liberdade não é o direito inalienável de todo ser humano, seja qual for sua compleição ou clima, e entregarei esse instrumento ao fogo consumidor. Eu não sei como esposar liberdade e escravidão juntas.”

Enfrentamos esse momento novamente quando a pseudo liberdade é promovida na mídia e a escravidão é a realidade no terreno. As falsas vacinas genéticas para enfraquecer o corpo através do mRNA, o ataque 5G ao corpo e à mente, o conteúdo educacional e jornalístico degradado, corrupto e racista em que nos afogamos, tudo isso visa nos reduzir à escravidão, aqueles de nós que sobreviveremos num mundo em que comeremos insetos, não teremos nada e seremos felizes.

No cerne do impulso para uma nova escravidão, em resposta aos falsos deuses oligarcas ‘acordados’, a elite das finanças, está a extensão cínica dos métodos de criação de carne em fazendas industriais para a governança do homem. A destruição do código genético de vacas, aves e porcos que os transformou em OGMs indefesos está sendo repetida agora, pois nossos cidadãos são transformados em OGMs pela vacinação genética mRNA.

A identificação e rastreamento de vacas, aves e porcos por códigos QR em breve será uma realidade universal para todos nós.   

A alimentação de vacas, aves e porcos com lixo bombeado com produtos químicos é idêntica à alimentação de nossos cidadãos com alimentos processados ??carregados de produtos químicos produzidos por corporações multinacionais. E a injeção interminável de aves, vacas e porcos com hormônios de crescimento, estimulantes e, sim, uma variedade de vacinas falsas, é o modelo preciso para o que está sendo feito conosco.

Vacas e porcos são piores do que bens móveis hoje. Eles são como moscas para os tecnocratas devassos e biofascistas que os matam por esporte. Essas vacas e porcos são nossos líderes. Eles nos mostram o caminho para o futuro sombrio que nos espera.

O processo para nos tornar escravos pode ser dividido em quatro etapas.  

O primeiro passo é a demolição dos direitos constitucionais e a criação de uma estrutura administrativa de governo corporativo metástase que não presta contas a ninguém e que faz todas as políticas de longo prazo em resposta às demandas dos super-ricos, bancos de investimento, grandes multinacionais e monopólios de TI, como Facebook, Amazon e Google (Alfabeth).

Esse terrível estupro da democracia já vem acontecendo há muito tempo. O Federal Reserve e o Departamento do Tesouro foram totalmente terceirizados para as finanças globais já a partir dos anos Clinton.

O segundo passo é a destruição da economia local para que os cidadãos não possam mais produzir nada para si mesmos e devem obter alimentos, serviços e todos os produtos das grandes corporações transnacionais.  Ao mesmo tempo, nós só conseguiremos trabalho em organizações dirigidas, direta ou indiretamente, por tais corporações multinacionais.

Este passo para a escravidão econômica, cultural, alimentar, política e financeira embora indetectável a olho nu, alterou fundamentalmente a estrutura da sociedade através da concentração de riqueza e da perda de pensamento independente entre os cidadãos, e o faz em um grau que não é facilmente revertido.

Uma classe de bilionários, como os plantadores sulistas anteriores à guerra civil nos EUA, surgiu e trata o resto da humanidade como seus meros escravos, camponeses descartáveis.

O terceiro passo é a destruição da autonomia corporal por meio das vacinações forçadas e da medicina corporativa com fins lucrativos. Podemos rastrear as origens dessa abominação até a compra de médicos e escolas de medicina por John D. Rockefeller exatamente cem anos atrás, com o fim da medicina natural fitoterápica e a criação da medicina das grandes farmacêuticas, mas o processo de decadência acelerou exponencialmente. O estado corporativo furtivamente lançou as bases para reivindicar, por meio de uma falsa pandemia, a propriedade dos corpos de todos os cidadãos.

Também faz parte desta campanha o bombardeamento dos cidadãos com publicidade na televisão, a que não podem deixar de assistir, que incentiva o uso irrefletido de produtos químicos farmacêuticos prejudiciais ao organismo.

O quarto passo é a destruição da autonomia espiritual, cultural e da liberdade intelectual. Os bilionários estão determinados a criar uma nova classe de trans-humanos, transgênero, LGBTQ+, ‘acordados’, et caterva. Os trans-humanos são escravos dependentes da IA, que têm nanodispositivos no sangue e no cérebro e são reduzidos a zumbis passivos cujos desejos são ditados pelas corporações.

Esses quatro passos transformarão toda a população em escravos físicos, econômicos, espirituais e intelectuais, sem que a grande maioria seja capaz de entender o que está acontecendo. Não há sinal de oposição significativa à aplicação de vacinas e à irradiação ilegal de cidadãos por eletromagnetismo 5G.   

Devemos voltar àquela corajosa decisão de John Brown e seus seguidores de se opor à guerra secreta e silenciosa da escravidão contra a humanidade em Harper’s Ferry em 16 de outubro de 1859. Não se engane pensando que um ataque criminoso a cidadãos, nessa escala, pode ser interrompido com a aprovação de algumas leis ou com a publicação de alguns memes no Facebook.

O início do serviço C-Band 5G da AT&T e da Verizon está previsto implantação para este mês, janeiro de 2022, nos Estados Unidos, um mês que viverá na infâmia. O governo Biden pressionou em todos os níveis para retribuir seus apoiadores em alta tecnologia, mídia e finanças globais.

Milhares de estudos médicos e científicos confirmaram com evidência indiscutível que EMFs (campos elétricos, microondas e magnéticos) elevados são perigosos. Milhares de cientistas assinaram petições pedindo a interrupção imediata da implantação do 5G. Seu impacto negativo na navegação de aviões também é um fato comprovado.

A falsa pandemia desacelerou seu serviço de correio e tornou impossível consultar um médico, mas a construção de redes 5G só acelerou. Falsas Vacinas, telefonia 5G e outros esquemas para controlar os EUA e jogar as nações umas contra as outras fazem parte do “Great Reset”, a “Quarta Revolução Industrial” dos psicopatas do WEF.    

Este esquema de vários trilhões de dólares, promovido pelo Fórum Econômico Mundial, é um movimento para conectar todos à rede, gostem ou não, e assim permitir que aqueles que controlam a tecnologia tenham um bloqueio completo na fabricação, produção de alimentos, vendas, serviços públicos serviços, transporte, finanças e educação. Não é por acaso que esse plano está sendo impulsionado justamente no momento em que as vacinas e o 5G são implantados para destruir a capacidade de resistência.

Cerca de 10.000 estudos clínicos revisados ??por pares descrevem a lesão molecular (dano ao DNA) que resulta da exposição a irradiação 5G e vincula esse dano à degradação da função celular e da função de órgãos.

O impacto no cérebro humano do 5G é mais óbvio. A funcionalidade do cérebro é modificada pela exposição, resultando em perda de memória e concentração, início de depressão e outras condições psiquiátricas de longo prazo. As doenças que podem ser rastreadas diretamente até a radiação 5G incluem baixa fertilidade, câncer, Alzheimer, Parkinson, derrames, ataques cardíacos e autismo.  

Numerosos estudos, descartados ou ignorados pelas pre$$tituta$ da mídia corporativa, mostram que as vacinas COVID-19 destinam-se a preparar os corpos dos cidadãos para controle por meio dessas poderosas plataformas de irradiação 5G, sistemas de transmissão cuja intensidade pode ser aumentada sem o conhecimento dos cidadãos.

As vacinas lançadas pela Moderna, Pfizer-BioNTech, Johnson e Johnson e outras contêm nanodispositivos e materiais sensíveis à eletricidade e magnetismo destinados a criar um vínculo direto entre as transmissões 5G e a funcionalidade do corpo e cérebro humanos. Nano-roteadores, nano-antenas e, mais importante, a toxina óxido de grafeno foram encontrados nesses fluidos dentro das “vacinas”.

Os nanodispositivos e micropontos que podem operar na corrente sanguínea e circular pelo corpo até o cérebro não são fantasia. O instituto de pesquisa DARPA do Departamento de Defesa conduziu inúmeros projetos neste campo (muitos dos quais são classificados, mas alguns dos quais são acessíveis).

Esses dispositivos podem ser ativados pela radiação 5G ao entrar no sistema nervoso – permitindo assim a manipulação das emoções, do pensamento e das ações do cidadão por meio de estimulação externa, com a intenção de criar uma massa de zumbis vacinados.

O óxido de grafeno é atraído pela atividade elétrica e, portanto, gravita para a coluna, o cérebro e o coração: os órgãos que liberam as maiores quantidades de eletricidade. Já testemunhamos os ataques cardíacos resultantes e as mortes súbitas entre atletas resultantes de vacinas contendo óxido de grafeno.

A combinação de vacinas que contêm nanoestruturas com a intensificação da transmissão 5G dará início à próxima etapa desta guerra genocida. Você pode evitar a vacinação se tiver dinheiro ou se puder trabalhar em casa. Mas ninguém que interage com a sociedade escapará dos perigos do 5G.

Devemos primeiro reconhecer a terrível situação e acabar com a psicologia de negação e distração. Devemos primeiro admitir e aceitar que vivemos sob uma ditadura completa que encobre suas adagas e maças com as armadilhas do processo democrático em questões menores.

Isso é o que acontece quando uma nação confia descuidadamente em presidentes e legisladores cujas campanhas são financiadas pelos gigantes das telecomunicações e pelos tiranos do Vale do Silício e ouve um império de mídia governado por mentirosos em série executando campanhas de desinformação para interesses privados.  

Também devemos pensar profundamente sobre como podemos criar instituições que substituirão esses sindicatos criminosos corruptos que nos levam ao massacre da humanidade. Esse processo não é uma questão de eleições, ou de aprovação de leis, ou de interpretação da lei pelos tribunais, ou mesmo de publicação de artigos críticos em jornais. Já é tarde demais para isso.

Devemos empreender uma transformação revolucionária e, ao mesmo tempo, permanecer leais à Constituição e aos nossos princípios morais. Será um processo doloroso extremamente difícil. Mas, neste momento, não temos mais nenhuma alternativa de escolha.  


E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a BESTA. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; Vencerão os que estão com Ele, Chamados, e Eleitos, e Fiéis. E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta [ROMA], são povos, e multidões, e nações, e línguas“. – Apocalipse 17:12-15

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é nabucodonoor-estatua-daniel.png

A estátua do sonho de Nabucodonosor, um símbolo daquilo que a humanidade construiria na Terra. Os dias de insanidade da atualidade estão contados, muito em breve, a “Grande Prostituta“, a cidade de Roma será varrida da face da Terra, dando início a derrota completa dos servidores das trevas e o fim de seus planos nefastos para o controle do planeta. Em 2023 o Brasil terá um papel decisivo na guerra entre a Luz e as trevas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *