Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Em 2023 a Quarta Virada encontra a Formação de Psicose das Massas

Recentemente, terminei de ler o livro fascinante e esclarecedor de Mattias Desmet, The Psychology of Totalitarianism, onde ele examina a formação de psicose em massa que varreu o mundo durante o período “pandêmico” do início de 2020 até os dias atuais. Ele explora algumas das causas profundas desse fenômeno psicológico, comparando-o com episódios anteriores da história e investigando se ocorreu naturalmente ou foi gerado propositalmente para implementar a agenda do “Great Reset”, de Klaus Schwab, do WEF.

Em 2023 a Quarta Virada encontra a Formação da Psicose das Massas

Fonte: TheBurningPlatform.com

“Quatro coisas precisam existir ou precisam estar no lugar se você quiser que um fenômeno de [Psicose em ] massa em grande escala surja. A primeira coisa é que tem que ter muita gente isolada socialmente, gente que vive a falta de vínculos sociais. A segunda é que deve haver muitas pessoas que experimentam uma falta de sentido na vida. E a terceira e a quarta condições são que precisa haver muita ansiedade flutuante e muito descontentamento psicológico flutuante. Então temos: significado, ansiedade e descontentamento que não estão ligados a uma representação específica. Então, eles precisam estar na mente da massa sem que as pessoas consigam conectá-lo a algo. Se você tem essas quatro coisas – falta de vínculos sociais, falta de sentido, ansiedade flutuante e descontentamento psicológico flutuante – então a sociedade corre grande risco de surgimento de fenômenos de psicose em massa”.  –  Mattias Desmet –  A Psicologia do Totalitarismo

Esse tipo de espetáculo dantesco descrito acima aconteceu ao longo da história da humanidade, até mesmo foi documentado por Charles Mackay em seu livro de 1841,  Extraordinary Popular Delusions and the Madness of Crowds

Está claro para mim que aspectos da formação da psicose em [e na] massa desempenharam um papel nas duas Viradas anteriores, já que ambos os lados da Guerra Civil dos EUA exibiram características daqueles que estão sendo hipnotizados por uma narrativa, e o povo alemão caindo sob o feitiço de Hitler e suas habilidades retóricas.

À medida que o ano potencialmente histórico de 2023 se desenrola diante de nós, somos confrontados com um mundo se afogando em dívidas impagáveis; uma recessão/depressão global iminente; inflação furiosa com o dobro do nível relatado por nossos senhores; desemprego real em quatro vezes o nível relatado pelos apparatchiks dos governos; políticos de governos completamente desprovidos de honestidade, integridade ou responsabilidade para com seus cidadãos; uma sociedade ditada pela corrupção, fraude, materialismo, narcisismo, liberalismo permissivo, e desprovida de responsabilidade cívica e pessoal; bilionários globalistas e suas organizações capturadas (WEF, OMS, OTAN, CDC, FDA, FBI, CIA, DOJ, IRS, et caterva) tentando ativamente governar o mundo por meios tecnológicos e biológicos;  com políticos, generais e burocratas insanos empurrando o mundo para a Terceira Guerra Mundial, usando a Ucrânia, Oriente Médio e Taiwan como pontos de partida.

“Tente desaprender o medo obsessivo da morte (e a busca ansiosa por evitar a morte) que permeia o pensamento linear em quase todas as sociedades modernas. Os antigos sabiam que, sem decadência e morte periódicas, a natureza não pode completar seu ciclo completo de mudança biológica e social. Sem a morte das plantas, as ervas daninhas estrangulariam a floresta. Sem a morte humana, as memórias nunca morreriam, e hábitos e costumes ininterruptos estrangulariam a civilização. As instituições sociais não exigem menos. Assim como as inundações reabastecem o solo e os incêndios rejuvenescem as florestas, uma Quarta Virada limpa os elementos exaustos [e inúteis] da sociedade e cria uma nova oportunidade.” – Strauss & Howe – A Quarta Virada

Em meio a essa paisagem infernal, ainda temos uma enorme porcentagem da população dos EUA e do mundo presa em um transe de Formação de Psicose em Massa e incapaz ou sem nenhuna vontade de recuperar seu bom senso e capacidade de compreender de que foi enganada, usada, manipulada, e sacrificada no altar do “Grande Reset” do WEF de Davos.

É como se estivessemos em um episódio de Twilight Zone, esperando o final surpreendente, enquanto continuamos seguindo os movimentos da vida, levantando na mesma hora todas as manhãs, dirigindo pelo mesmo caminho para o trabalho, fazendo o mesmo trabalho, ir às compras, lavar a roupa, ler [o que a mídia nos diz ser a verdade], escrever e esperar que o fundo desapareça. Acho que sei o que vai acontecer, mas não sei, nem ninguém sabe, não importa o quanto pareçam estar seguros e quão bem compensados ??sejam por seguir e indicar as opiniões de “especialistas”.

Venho esperando desde 2010 por um colapso financeiro/econômico, mas os “poderosos” foram capazes de criar uma fachada de Potemkin construída sobre dívidas, impressão de dinheiro, propaganda e manipulação de mercado, muito parecido com as bolas de malabarismo de Madoff por décadas (nunca fazendo um comércio real), dando a aparência de estabilidade e sucesso, até que ele não pudesse mais fazer malabarismos. 

Então tudo desmorona súbita e repentinamente, assim como muitos dos vacinados contra a covid pensaram que estavam seguros, então muitos morreram súbita e repentinamente ou sofrem com múltiplas sequelas graves. A citação de Hemingway sobre ir à falência captura nosso estado atual de coisas:

“Como você faliu?” Bill perguntou. “Duas maneiras”, disse Mike. “Gradualmente e depois de repente.”  –  Ernest Hemingway –  O Sol Também Nasce

A razão pela qual ninguém espera um colapso repentino é porque quase nunca acontece. Estamos presos em nosso casulo de viés de normalidade. O mercado de ações sobe por uma semana. O mercado de ações cai por uma semana. Os “especialistas” tentam interpretar o significado de cada palavra proferida por Powell ou um de seus comparsas do Fed. 

As eleições são realizadas [e fraudadas] para ver qual grupo de políticos corruptos estará no controle de nos ferrar. [Dementia Joe] Biden diz algo estúpido. Kamala [Joker] Harris diz algo estúpido. Trump vende cartões NFT de si mesmo. Os arquivos do Twitter são liberados. Os cultistas da Covid continuam a negar a realidade de que as vacinas estão matando e mutilando milhões, enquanto ainda injetam injeções tóxicas em nossos filhos.

Shows de drag queen para crianças e desvios transgêneros são anunciados por satanistas, incentivado pelos liberais ‘acordados e ativistas LGBTQ+. Enviamos outros US$ 100 bilhões que não temos para um ator e palhaço na Ucrânia, para que mais pessoas de seu povo possam ser massacradas. 

O khazar Klaus Schwab, Bill Gates e o resto da elite global voam em seus jatos particulares para Davos para planejar sua conquista do mundo. Os imbecis do clima querem banir seu fogão a gás, obrigar você a comer insetos e nunca se aventurar a mais de 15 minutos de seu casebre numa cidade prisão. 

É um show de horrores sem fim e nós somos os espectadores e as vítimas. As distrações diárias da vida, junto com trivialidades como mídia social, eventos esportivos, propaganda na mídia de massa e esse show de merda do governo, impedem que as massas de zumbis vejam o perigo [o precipício] à frente.

Sempre que fico confuso com a incontestável idiotice das massas deliberadamente ignorantes, tenho que me lembrar de que estamos no meio de uma Quarta Virada, onde a razão e o pensamento crítico são superados de longe pela emoção e pela insanidade temporária. Como um velho bastardo cínico que não acredita em nada que um político, banqueiro ou as pre$$tituta$ da MSM tenha emitido em décadas, é difícil para mim compreender como a maioria é tão facilmente influenciada pela teia de mentiras tecida por aqueles puxando as cordas por trás da cortina.

Eles querem acreditar em “especialistas” porque pensar é difícil, e o último jogo do playoff da NFL começa em 30 minutos. Nós nos tornamos uma nação numa população de países de adoradores frívolos, desinteressados, desinteressados ??e irrefletidos da tecnologia, do entretenimento e do infantilismo, conforme descrito por Neil Postman em seu livro de 1985 comparando a visão distópica de Orwell com a visão distópica de Huxley. Parece que agora estamos presos em um torno entre as duas visualizações de horror.

“Quando uma população se distrai com trivialidades, quando a vida cultural é redefinida como uma rodada perpétua de entretenimento, quando uma conversa pública séria se torna uma forma de conversa infantil, quando, em suma, um povo se torna uma audiência e seus negócios públicos um agir vaudeville, então uma nação se encontra em risco; o culto à morte é uma possibilidade clara.” 

– Neil Postman –  Divertindo-nos até a morte: discurso público na era do show business

“Os americanos não falam mais uns com os outros, eles se divertem. Não trocam ideias, trocam imagens. Eles não discutem com proposições; eles discutem com boa aparência, celebridades e comerciais. 

– Neil Postman –  Divertindo-nos até a morte: discurso público na era do show business

Huxley nos alertou há mais de 90 anos, antes da era da TV. Postman nos alertou há quase 40 anos, antes da internet, da TV a cabo 24 horas, dos smartphones ou mídias sociais. Eles foram prescientes em seus avisos, mas sempre ignorados. 

Suas profecias se encaixam perfeitamente com as teorias de Desmet sobre por que o mundo foi dominado por essa psicose de formação em massa. Essencialmente, Desmet argumenta que nossa sociedade já estava doente antes do início da covid. O “avanço” tecnológico do nosso mundo levou as pessoas a levarem vidas sem sentido e a trabalharem em empregos de merda.

A ascensão do estado administrativo, onde trabalhos de difícil realização (agricultores, artesãos, construtores) foram substituídos por trabalhos financeiros e administrativos, onde a interação humana é drasticamente reduzida e seus mundos giram em torno de regras, regulamentos e dogmas impessoais, criou dezenas de milhões de pessoas deprimidas, ansiosas e neuróticas procurando algo para fazer com as suas vidas dignas de pena. 

Os trabalhos administrativos mais insignificantes aumentam constantemente e são recompensados ??com mais generosidade, enquanto os trabalhadores mais esforçados lutam para colocar comida na mesa. A industrialização e a especialização podem ser eficientes do ponto de vista do lucro corporativo, mas têm sido desumanizadoras do ponto de vista psicológico e evolutivo.

O Iluminismo trouxe a transformação de um mundo construído sobre religião, superstição e pequenas comunidades autosuficientes em um mundo construído sobre trabalho, ciência, razão e industrialização. O medo e o desconforto, outrora infligidos pelo clero e pela nobreza, com o pavor do dia do julgamento, do juízo final, transformaram-se numa falsa esperança dum nirvana criado cientifica e tecnologicamente. 

Com o passar dos séculos, a saudável conexão social dos humanos se deteriorou, com o isolamento e a falta de relacionamentos sociais levando à ansiedade, depressão e perda de propósito. Os seres humanos costumavam depender uns dos outros e viver uns para os outros, mas agora estão relegados a serem autômatos, meros robos sem nome e sem rosto entre as massas de zumbis. 

Metade dos trabalhadores nos Estados Unidos considera seus empregos sem sentido. Uma pesquisa mundial Gallup de 2013 descobriu que 63% dos trabalhadores são sonâmbulos em seus empregos, enquanto outros 24% estão desengajados, desmoralizando ativamente e desmotivando seus colegas de trabalho. Apenas 13% amam o que fazem. A maioria das pessoas se sente como uma engrenagem na máquina, como contempla Desmet.

“O trabalhador tornou-se, como se costuma dizer, uma engrenagem na máquina industrial, lubrificada apenas pelo pensamento dos salários devidos. O trabalho mudou de uma tarefa existencial incômoda, mas inerentemente significativa, para uma necessidade utilitária desencarnada”. 

– Mattias Desmet,  A Psicologia do Totalitarismo

Como o trabalho se tornou apenas um meio de ganhar salários, para consumir e se divertir, a ascensão dos meios de comunicação de massa contribuiu ainda mais para o declínio das conexões sociais sinceras, pois a programação estúpida da TV e a internet isolaram e imbecilizaram ainda mais milhões e permitiram que aqueles que constituem o governo invisível para propagandear qualquer narrativa que se adapte aos seus propósitos malévolos.

Os que estão no poder não querem vizinhos reunidos, amigos reunidos em pubs, festivais alegres de amigos ou qualquer pessoa sentada em volta das mesas da cozinha imaginando como foram ferradas por aqueles que elegeram para representar os seus interesses. Seus planos dependem de uma população de comportamento bovino vivendo em conformidade e constante medo de alguma coisa, ou eles podem inadvertidamente voltar sua atenção para o saque e pilhagem da riqueza do mundo. O medo é a base para a formação da psicose coletiva que atualmente consome o mundo.

Décadas de deterioração psicológica das massas devido a suas ocupações inúteis, vidas sem sentido, mídia de massa e doutrinação de escolas do governo, e sentimentos de falta de propósito, desespero e ansiedade aliados `corrupção e liberalismo estabeleceram as bases para o início dessa psicose de formação em massa motivada pela cobiça. A ansiedade flutuante que infectava centenas de milhões em todo o mundo buscava um canal para canalizar seus medos e fantasiar sobre se tornar parte de uma cruzada para o bem maior.

Tudo o que era necessário era um vírus com um nome assustador, uma campanha de marketing de bilhões de dólares, uma narrativa divulgada por uma mídia de pre$$tituta$ bem remunerada, políticos corruptos e atores do Estado Profundo tentando depor um presidente [Trump] e uma infinidade de “especialistas” antiéticos dispostos para vender suas almas para a Big Pharma. Assim que a narrativa covid-19 foi conectada à sua ansiedade individual e coletiva flutuante, nasceu uma fraude global.

A ansiedade flutuante é o fenômeno psicológico mais doloroso que alguém pode experimentar. É extremamente doloroso. Leva a ataques de pânico, a todos os tipos de experiências psicológicas extremamente dolorosas. O que as pessoas querem nesta situação é algo para conectar sua ansiedade. Eles estão procurando uma explicação para a ansiedade. E agora, se essa ansiedade flutuante está muito presente em uma população, e a mídia fornece uma narrativa, que indica um objeto da ansiedade e, ao mesmo tempo, descreve uma estratégia para lidar com esse objeto de ansiedade, então todos os atingidos pela ansiedade se conecta a esse objeto e as pessoas estão dispostas a seguir a estratégia para lidar com esse objeto, custe o que custar. Isso é o que acontece no início da formação da psicose em massa [psicose coletiva].” – Mattias Desmet –  A Psicologia do Totalitarismo

Medo e ansiedade são a força vital de um evento de histeria em massa. Uma população já zumbificada e psicologicamente danificada foi preparada para reagir insanamente a uma “crise” totalmente exagerada, estimulada por maus atores que buscavam riqueza, notoriedade, aclamação e a capacidade de impor medidas autoritárias às massas como prova de seu poder e supremacia. 

Esse medo injustificado sobre um vírus de uma gripe resultou em problemas muito maiores que realmente deveriam ser temidos. O início desse tsunami psicológico de medo resultou na ascensão de um estado ditatorial, com presidentes, governadores, prefeitos e totalitários de baixo escalão emitindo decretos, mandatos e comandos e desmandos com a ameaça de prisão, perda de empregos, multas , ou espancamentos como consequência imediata da não obediência.

Esta absurda reação apavorada das massas destruiu milhões de pequenos negócios; cortou os laços entre família, amigos e vizinhos; destruiu nossa economia; entregou poder ilimitado a políticos maliciosos corruptos; provocou o caos social; desviantes empoderados para ganhar tração cultural; destruiu a saúde de milhões através do colapso dos sistemas imunológicos; e desencadeará uma guerra civil e a III global no futuro imediato.

A verdade é que a saúde mental está em declínio há décadas, à medida que empregos sem sentido, doutrinação de escolas do governo e emburrecimento da população, tecnologia criando gerações de reclusos socialmente desajeitados, decadência cultural, corporativismo e a inaptidão e corrupção da liderança política, têm criado uma atmosfera de desesperança e angústia. Depressão, ansiedade, suicídios, dependência de drogas e uma série de distúrbios psicológicos infectaram o mundo antes que esse vírus fabricado em laboratório aparecesse.

Mais de 13% dos adultos tomam antidepressivos, com quase 25% das mulheres com mais de 60 anos. Os resultados são semelhantes para a Europa. Um mal-estar geral se instalou em todo o mundo quando entramos em 2020. O medo e a ansiedade latentes na sociedade, combinados com pouco conhecimento sobre vírus e “habilidades inadequadas” de pensamento crítico, criaram uma tempestade perfeita de pânico social e uma vontade de acreditar em tudo o que lhes foi dito por pessoas que proclamavam saber as respostas e fingiam ser especialistas el alguma coisa. A causa covid-19 deu aos medrosos um significado em suas vidas de outra forma lamentáveis.

A narrativa covid deu às pessoas assustadas e vidas sem sentido um propósito para sua existência. Eles ficaram mentalmente intoxicados por fazerem parte de um exército, lutando para derrotar esse vírus maligno para o bem maior da humanidade. Uma vez que essa crença se firmasse, o mecanismo central de formação da psicose de massa estava firmemente no controle, e eles acreditariam em tudo o que fossem instruídos e subjetivamente comandados a acreditar. 

Eles se tornaram miopiamente focados e no medo em suas mortes iminentes, a menos que usassem as focinheiras recomendadas, se distanciassem socialmente, se isolassem, trancassem e obedecessem a todos os ditames de seu salvador covid – nos EUA o Santo Antônio Fauci, um mesquinho burocrata do governo ao longo da sua insignificante vida, realizando suas fantasias totalitárias do complexo de Napoleão, enquanto colheu Big Riquezas farmacêuticas e elogios das pre$$tituta$ da grande mídia.

Uma vez formado o culto covid, não importava mais se a narrativa estava flagrantemente errada. Não importava que as máscaras não funcionassem, o distanciamento social fosse uma farsa, os bloqueios fossem inúteis, a ivermectina funcionasse, os ventiladores e o Remdesivir matassem pessoas ou a taxa de sobrevivência de qualquer pessoa com menos de 70 anos fosse de 99,9%. Não era sobre fatos e razão. O culto covidiano tinha um propósito e a massa de zumbis não queria mais voltar para suas vidas miseráveis ??e sem sentido.  Desmet descreve esse processo de formação de psicose coletiva [em massa]:

“Esse processo gera um ganho psicológico. Em primeiro lugar, a ansiedade que antes percorria a sociedade como uma neblina tenebrosa agora está ligada a uma causa específica e pode ser controlada mentalmente por meio da estratégia apresentada na história para manipulá-la. Em segundo lugar, através de uma luta comum com “o inimigo”, a sociedade em desintegração recupera sua coerência, energia e significado rudimentar. Por isso, a luta contra o objeto da angústia torna-se então uma missão carregada de pathos e heroísmo grupal. Em terceiro lugar, nessa luta, toda frustração e agressão latentes são eliminadas, especialmente no grupo que se recusa a acompanhar a história e a formação da psicose em massa. Isso traz uma enorme libertação e satisfação para as massas [de zumbis], das quais elas não vão desistir facilmente”. – Mattias Desmet –  A Psicologia do Totalitarismo

Desmet acredita que as massas e os líderes que eles escolhem seguir são fascinados pelo enredo ideologicamente produzido, ambos sob uma forma de hipnose extremamente difícil de interromper. A hipnose é aprofundada e fomentada pela propaganda implacável das pre$$tituta$ da mídia de massa espalhada pelas ondas de rádio e TV, jornais e revistas e internet por organizações que se beneficiam do pânico e do medo.

A corporatocracia do Estado Profundo que substituiu nossa República Constitucional aproveita todas as “crises” fabricadas, expandindo sua riqueza, poder e controle sobre uma população que foi doutrinada para acreditar nas mentiras, desinformação e propaganda pronunciadas pelos senhores que lhes dizem adorar e obedecer. Acrescente a isso a corrupção generalizada na cultura através de novas doutrinas do tipo Wokism, transhumanismo, o transgenerismo e a “fluidez de gênero”, apologia LGBTQ+, a liberação da pedofilia, etc… e teremos uma sociedade manipulada e em frangalhos.

Acho que Desmet avalia com precisão a porcentagem de pessoas [idiotas] fascinadas pela narrativa e completamente enfeitiçadas pela falsa trama. Aproximadamente 30% das pessoas estão completamente hipnotizadas, com 40% a 60% não hipnotizadas, mas optando por seguir a multidão do rebanho porque é mais fácil, e apenas uma minoria de 10% a 15% que resiste à narrativa e ativamente combate a mesma.

Considerando que apenas 30% da população adulta não se deixou ser injetada com a terapia mRNA genética e não testada, experimental e enriquecedora dos oligarcas da Big Pharma, que garantiu evitar que você pegasse covid, de acordo com Fauci, Walensky, Biden, Harris e vários outros “especialistas”, parece que as estimativas de Desmet são bastante precisas. Apenas 10% foram dissidentes vocais. 

Essas foram as pessoas demitidas de seus empregos, censuradas nas redes sociais e canceladas por amigos e até mesmo pelos familiares. A equipe A da Psicose Coletiva em massa eram os 30% postando selfies de si mesmos alegres com focinheiras, escudos, cartões de vacina, esperando por mais uma dose e o momento de entrar na fila ávido para obter um “Passaporte de Vacina” e qualquer outra virtude sinalizando BS mostrando que faziam parte do culto covid coletivo, salvando o mundo desse “vírus maligno”.

Eles também eram os Karens repreendendo os desmascarados, gritando com pessoas a menos de um metro e oitenta, denunciando os vizinhos por quebrar as regras e desejando a morte de todos os não vacinados. 

A covardia dos 40% do meio tem sido o aspecto mais decepcionante dessa falsa pandemia de gripe exagerada, pois eles se submeteram dócil, bovina e obedientemente aos caprichos dos cultistas – usando suas focinheiras, trancando-se, evitando o contato humano, obedecendo aos ditames totalitários dos políticos, acreditando em absurdos jorrados por burocratas fanfarrões, cumprindo mandatos inconstitucionais e fazendo fila timidamente para vacinas que não os impediam de pegar covid, espalhar covid, ser hospitalizados com covid ou morrer de covid. Esses seguidores tímidos são os lamentáveis ??zumbis sem cérebro descendentes dos guardas da prisão alemã que alegaram estar apenas cumprindo ordens durante a Segunda Guerra Mundial.

Na Parte 2 deste artigo, tentarei relacionar esse fenômeno de formação de psicose em massa aos anos finais desta  Quarta Virada e como eles se entrelaçarão e impactarão o resultado final desta crise.

E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a BESTA. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta. Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; Vencerão os que estão com Ele, Chamados, e Eleitos, e Fiéis. E disse-me: As águas que viste, onde se assenta a prostituta [ROMA], são povos, e multidões, e nações, e línguas“. – Apocalipse 17:12-15

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é nabucodonoor-estatua-daniel.png

A estátua do sonho de Nabucodonosor, um símbolo daquilo que a humanidade construiria na Terra. Os dias de insanidade da atualidade estão contados, muito em breve, a “Grande Prostituta“, a cidade de Roma será varrida da face da Terra, dando início a derrota completa dos servidores das trevas e o fim de seus planos nefastos para o controle do planeta. Em 2023 o Brasil terá um papel decisivo na guerra entre a Luz e as trevas.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1

Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *