browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Gigantes da Big Tech do Vale do Silício querem provar que são ‘deuses’. 

Posted by on 12/01/2021

Alguém está observando os observadores? – A Big Tech acaba de dar um passo gigantesco em direção ao seu principal objetivo de obter controle total sobre o que pode e o que não pode ser discutido na internet. A Apple e o Google comandaram o Parler, uma rede social usada por conservadores, para policiar seus usuários. Com efeito, o que o aviso deles emitido para Parler significa, ‘faça o que lhe é dito [OBEDEÇA] ou enfrente a aniquilação digital!’

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Os gigantes da Big Tech querem provar que são ‘deuses’. 

Fonte:  Rússia Today

O Google suspendeu Parler de sua Play Store, declarando que fechará a rede até que a mesma policie rigorosamente seu aplicativo. A Apple teria seguido o exemplo, dando a Parler 24 horas para entrar na linha; caso contrário, seria removido da App Store da Apple.

A declaração de guerra da Apple e do Google contra o aplicativo Parler tem sérias implicações.  Essas duas empresas gigantes fazem sistemas operacionais que oferecem suporte a quase todos os smartphones do mundo. Isso significa que, se a Apple fechasse Parler em sua App Store, as pessoas não poderiam baixar o aplicativo em seus iPhones ou iPads.

O momento do edital emitido pelos mestres do Vale do Silício não é uma coincidência. Parler é um dos aplicativos de crescimento mais rápido da Internet. Milhões de conservadores, cansados ​​do comportamento censório do Twitter e do Facebook, foram atraídos para essa rede social. Após a expulsão do presidente Trump do Facebook e do Twitter, esperava-se que milhões de seus apoiadores recorressem a Parler para expressar livremente suas convicções.

A censura da Big Tech não é novidade. Nos últimos anos, as empresas de mídia social – antes relutantes em se tornarem censores oficiais e árbitros da verdade – têm reprimido cada vez mais o que consideram ser discurso de ódio ou desinformação.

Desde o início da pandemia, as grandes empresas de tecnologia [Big Tech] do Vale do Silício têm se comportado como se fossem deuses digitais. Esses oligarcas poderosos bilionários inexplicáveis ​​publicaram uma “bula papal” após a outra. O Facebook usou a pandemia para expandir seu policiamento e censura do que pode ser postado. 

Inicialmente, afirmou que continuaria a remover  “desinformação que poderia contribuir para danos físicos iminentes”, enquanto desdobrava seu exército de verificadores para sinalizar certos postos, diminuir sua distribuição e direcionar os compartilhadores de tal material para informações ‘confiáveis’. Algumas semanas depois, em abril de 2020, foi relatado que estava removendo postagens de eventos para reuniões anti-bloqueio.

No início da pandemia, Susan Wojcicki, CEO do YouTube, declarou que via o papel deles [da Big Tech] como árbitros da verdade sobre o coronavírus. Ela afirmou que qualquer coisa que contradissesse as recomendações da OMS seria removida de sua plataforma.

O fato de a Big Tech se ver como uma verdadeira potência global acima dos governos eleitos foi notavelmente ilustrado pelo CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, quando anunciou que a página de Trump seria fechada, no mínimo, pelo resto de sua presidência. 

Um dia depois, o Twitter fez o mesmo e suspendeu a conta de Trump permanentemente. Essa humilhação do presidente americano indica que um punhado de oligarcas capitalistas bilionários agora decide quem pode ter voz na praça pública digital.

As grandes empresas de tecnologia censurando suas próprias plataformas já é ruim o suficiente. No entanto, quando assumem a responsabilidade de determinar como outra rede social independente deve se policiar, eles na verdade assumem um papel tirânico em toda a Internet. 

Sua declaração de guerra a Parler indica que eles se veem não apenas como empresas privadas, mas como instituições globais que podem exercer poder político e de policiamento sobre o mundo digital.

É provável que Parler seja forçado a ceder e aceitar os termos impostos pela Apple e pelo Google.  John Matze, CEO da Parler, declarou oficialmente que acredita que “podemos manter nossos valores e fazer a Apple feliz rapidamente”. Se Parler for forçado a seguir o edital emitido pela Big Tech, isso constituirá o maior golpe desferido contra a liberdade de expressão na internet até agora.

Apesar de sua retórica de “apoiar a diversidade”, a Big Tech se opõe nitidamente à diversidade de opinião e à liberdade de expressão. Como mostram os acontecimentos recentes, eles pretendem transformar o mundo digital em um sistema totalmente homogêneo, onde os únicos valores que podem ser expressos livremente são àqueles que os oligarcas do Vale do Silício e de Hollywood aceitam e com os quais concordam.

Restaurar a liberdade de expressar qualquer ponto de vista que você queira apresentar na Internet é um dos desafios mais importantes que os democratas genuínos e defensores da liberdade enfrentam.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984” 


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

3 Responses to Gigantes da Big Tech do Vale do Silício querem provar que são ‘deuses’. 

  1. Paulo

    Creio que toda msm vai cair em brevíssimo tempo,

  2. Keanu Reeves

    Dou muito tempo não pra sites como esse cair.

    • Dante

      Esse site já sofreu tentativas de ser derrubado antes?
      Um dos lados positivos desse site, é, que não é bem conhecido (o que também é ruim, pois mais pessoas podiam despertar), e a chance da galera zumbi/lacradora descobrir ele e querer derrubar e baixa. O problema mesmo são as Big Tech, derrubando qualquer site que não esteja de acordo com a “visão deles!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.