browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Gigantesca espaçonave estacionada no limite do sistema solar?

Posted by on 13/07/2018

Poderia uma enorme espaçonave  Interestelar Alienígena estar estacionada nos limites do sistema solar?

A distante localização do bizarro objeto, em formato de ampulheta encontrado no Cinturão de Kuiper, girando como uma hélice, enquanto orbita o sol, nos limites do sistema solar, de acordo com um astrônomo da Queens University de Belfast, Irlanda.” [EuroPlanet]. O objeto se move em movimento rotacional como se fosse algum tipo de imensa espaçonave estelar.

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

NA DISTANTE REGIÃO DOS LIMITES EXTERNOS DO SISTEMA SOLAR CONHECIDA COMO CINTURÃO DE KUIPER, UM ESTRANHO OBJETO SE MOVE EM MOVIMENTO ROTACIONAL COMO SE FOSSE UMA ESPAÇONAVE ALIENÍGENA INTERESTELAR GIGANTE EM FORMA DE AMPULHETA (ABANDONADA?).

Fonte: http://www.europlanet-eu.org e http://beforeitsnews.com

A seguir analisamos o que esse estranho objeto poderia ser: 

A localização distante do bizarro objeto, em formato de ampulheta encontrado no Cinturão de Kuiper, girando como uma hélice, enquanto orbita o sol, de acordo com um astrônomo da Queens University de Belfast, Irlanda.” [EuroPlanet]

O Cinturão de Kuiper (Kuiper’s Belt), também chamado Cinturão de Edgeworth ou Cinturão de Edgeworth-Kuiper, é uma área limítrofe do sistema solar que se estende desde a órbita de Netuno (a 30 UA do Sol) até 50 UA do Sol. Os objetos do cinturão de Kuiper são comumente chamados de KBO (Kuiper belt object). A origem do cinturão de Kuiper é incerta, mas acredita-se que seus objetos são remanescentes da nebulosa protossolar que deu origem ao Sistema solar, ao Sol e aos planetas. 

KBOs são rochas congeladas contendo metano, amônia e água com tamanhos que podem variar de 100 a 1000 km, com alguns maiores que isto. Estima-se que no passado eram maiores e mais numerosos, mas interações com os planetas (principalmente Netuno) e colisões mútuas acabaram por expulsar boa parte deles, seja em direção ao Sol ou aos planetas internos, como Júpiter, seja para regiões externas do Sistema Solar, para região da Nuvem de Oort.

Espaçonaves desse tipo e porte poderiam viajar entre estrelas e orbitá-las para pesquisa.

Poderia ser sucata Celestial 

Existem várias evidências de exploração extraterrestre encontradas em larga escala no sistema solar, desde a nossa Lua e Marte até Saturno. Artefatos na nossa Lua, Marte e em sua Lua Phobos foram descobertos,  fotografados  e analizados. A própria Terra possui artefatos remanescentes de estruturas alienígenas em regiões proibidas e localizações remotas do planeta , e outras completamente visíveis nas proximidades de pirâmides ou em planícies suavemente onduladas.

Às vezes, o Sistema Solar parece se assemelhar a um ferro-velho alienígena se alastrando.[See Before It’s News “Famous Egyptologist: Great Pyramid Contains Something Unworldly”]

Um famoso astrofísico argumentou que a lua Phobos, uma lua de Marte, poderia ser uma nave espacial gigante.  Ele encontrou evidências de que ela seria oca e teorizou que o pequeno planetoide Phobos realmente seria uma nave espacial muito avançada de outra parte da galáxia.

Os dois enormes pedaços de rocha que orbitam o planeta Marte como suas duas luas, Phobos (Medo-com diâmetro de 22,2 km) e Deimos (Terror-com diâmetro de 12,6 km), foram lá colocados pela Federação Galáctica para estabilizar a órbita marciana caso contrário o planeta vermelho saltaria para fora do sistema solar após a explosão do planeta Maldek. O pedaço maior, Phobos, foi escavado pelos próprios maldequianos e hoje é uma base de operações subterrânea para os mesmos. SAIBA Mais em:  http://thoth3126.com.br/historias-de-maldek-ombota-de-marte-parte-1/

(n.t. A lua marciana Phobos, é um dos dois maiores pedaços que restaram do planeta MALDEK, e que hoje é usada como uma base subterrânea pelos próprios maldequianosSaiba mais em: http://thoth3126.com.br/category/maldek/)

Deimos, a outra lua de Marte, também poderia ser uma nave espacial em órbita do planeta Marte, ele escreveu. [See Before It’s News “Astrophysicist: Giant spaceships are orbiting Mars”]

O objeto foi encontrado/localizado nos limites do sistema solar, no Cinturão de Kuiper.

Mas agora outro exemplo de tecnologia alienígena antiga pode ter sido encontrado  nos limites do sistema solar. Este objeto esta em uma órbita muito além de Plutão e Netuno, orbitando o Sol, desde a periferia do Sistema Solar, no espaço frio, profundo e escuro.

A sua estranha forma externa, o movimento rotacional e o seu tamanho sugere  que mãos estranhas hábeis e inteligentes a construíram incontáveis  eons (milhões de anos…) atrás. Criaturas extraterrestres inteligentes e fantásticas muito mais avançadas do que o homem atual pode ter estabelecido uma órbita distante da nossa estrela solitária para explorar todas as maravilhas do sistema, incluindo a antiga (e atual) Terra.

Evidências de visitas estão inseridas em todas as culturas antigas da Terra.

Uma verdadeira ninhada de artefatos alienígenas abundam nas luas e planetas do Sistema Solar. Objetos estranhos, estruturas artificiais anomalias estranhas eles parecem estar em toda parte. Relatórios afirmam que um astronauta “literalmente” quase tropeçou em algumas estruturas anômalas situadas em nossa Lua, os astrônomos se engasgam com fotos que se parecem com cidades destruídas, empregados da NASA são acionados quando eles discutem as cidades alienígenas encontradas no lado oculto da nossa lua, lá na superfície lunar. [See Before It’s News NASA Whistleblower: Alien Moon Cities Exist]

Apesar da avalanche de evidências – e muito mais provas parecem estar se acumulando a cada ano que passa -, mais e mais especialistas, mantem os olhos voltados para as fotos, analisando relatórios e testemunhos. Parece que ignorá-los está se tornando cada vez mais difícil de se fazê-lo.[See at  Alien Base Found At Chinese Pyramid]

Textos antigos de pesquisa e evidências de contato com alienígenas, criaturas das estrelas, e não “monstros” extraterrestres, relatos de deuses dos céus, e outros viajantes celestes aparecem por toda parte em todas as culturas. Alguns supostos antigos textos religiosos indianos discutem o assunto com naturalidade em relação aos homens das estrelas (e sua tecnologia).

Antiga estatueta suméria representando um ser vestido com roupa espacial.

Outras culturas, como os sumérios gravaram como a eles foram ensinados os rudimentos de agricultura e deoutras tecnologias básicas para se criar uma civilização, por criaturas alienígenas (e astronomia avançada). Alguns respiraram o ar da Terra, outros usavam roupas especiais de pressão e capacetes.

Algum tempo, o Sistema Solar poderia ter estado  repleto de espaçonaves de exploração, orbitando a Terra, explorando Marte, Vênus e outros planetas, com a construção de colônias científicas. A pesquisa pode ter acontecido durante milhares de anos. Pode ainda estar acontecendo agora, em nossos dias… Quem sabe …


Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e a citação das fontes.

Thoth-flordavidawww.thoth3126.com.br

One Response to Gigantesca espaçonave estacionada no limite do sistema solar?

  1. Silvio J. B. Maia

    Nosso suporte definiu trabalho como sendo toda atividade útil. Podemos dizer seja o Universo uma imensa oficina de trabalho. Nosso suporte também nos ensinou que a matéria é instrumento da vida do espírito -de trabalho, de lazer, de utilidades. Não faz muito aprendemos também que ao menos em nosso entorno universal a matéria está sempre com o espírito, formando com ele e o fluido universal os três elementos universais, desde a comprovação do espírito fotografado na água, na memorável experiência nipônica. A vida, está no espírito, sua instrumentação, na matéria. E a inteligência, no espírito, vem desde sempre até agora e para sempre operando transformações na matéria, de totalmente a cada vez menos monitoradamente pela administração sideral, dando incessante movimentação nas maravilhas universais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.