browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

História da ”Dinastia Rothschild” (V)

Posted by on 10/08/2018

“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás”. – Apocalipse 2,9 – Os Rothschilds alegam  que eles são judeus, quando na verdade eles são “khazares”. Eles são de origem de um país chamado Khazaria, que ocupava as terras existentess entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, que agora é uma região predominantemente ocupada pela Ucrânia e Georgia. A razão pela qual os khazares Rothschilds alegam ser judeus é que os khazares sob a determinação do seu rei,  em cerca de 740 d.C., foram convertidos à fé judaica, mas é claro que isso não inclui a conversão de seus genes do homem branco caucasiano aos genes do povo judeu semita autêntico. Eles são uma FARSA gigantesca…

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

História dos judeus khazares da ”Casa de Rothschild’e sua “INFLUÊNCIA” nefasta na história do mundo ocidental (Europa, Américas, Oriente Médio, Europa do Leste e Rússia) 

Fonte: http://humansarefree.com/

LINKS  Parte 1 Parte 2 – Parte 3  Parte 4

Controle, controle e mais controle: Os Rothschilds têm estado no controle do mundo ocidental há muito tempo, especialmente através da manipulação, corrupção e especulação no controle do sistema financeiro ocidental, seus tentáculos atingindo muitos aspectos de nossas vidas diárias, como está documentado no artigo a seguir. No entanto, antes de irmos para a linha do tempo, vamos ler esta introdução inestimável que nos ajudará a entender claramente quem são os Rothschilds em oposição a quem “eles dizem ser”.

Definição de sionismo: uma organização política dos chamados judeus khazares cujo objetivo foi criar uma nação no Oriente Médio para os judeus europeus.

Definição de Judaísmo: Judeus coletivamente que praticam uma religião baseada na Torá e no Talmude.

Khazares (*)Ashkenazis: Os Rothschilds alegam  que eles são judeus, quando na verdade eles são “khazares”.  Eles são da raça ariana caucasiana (não semita) de origem de um país chamado Khazaria, que ocupava as terras existentes entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, que agora é uma região predominantemente ocupada pela Ucrânia e Georgia. A razão pela qual os “judeus” khazares Rothschilds alegam ser judeus é que os khazares sob a determinação do seu rei,  em cerca de 740 d.C., foram convertidos à fé judaica, mas é claro que isso não inclui a conversão de seus genes do homem branco caucasiano ariano aos genes do povo judeu semita autêntico. Eles são uma FARSA HISTÓRICA GIGANTESCA, e são uma parte importante de um plano maquiavélico para dominar o planeta.

O reino da Khazaria, conquistado pelos russos ao final do século XII, após intermináveis conflitos.

A Décima Terceira Tribo – Entre 85 – 90% dos que se dizem Judeus atuais são, de fato, Khazares, um povo caucasiano  ariano da raça branca, NÃO SEMITA como o povo judeu original (da Tribo de Judá). Você descobrirá que aproximadamente entre 85 – 90% das pessoas no mundo hoje que se dizem Judeus são na verdade Khazares, ou como eles gostam de ser conhecidos, judeus Ashkenazi.

{*Asquenazes ou asquenazim (do hebraico אַשְׁכֲּנָזִי “ashkenazi”; plural אַשְׁכֲּנָזִים  ashkenazim) são os judeus  provenientes da região da Europa Central  e Europa Oriental. A palavra provém do termo hebraico medieval para Alemanha, chamada Ashkenaz  (em hebreu אשכנז). Nos dias de hoje, o termo  ashkenazim é utilizado para tratar das tradições religiosas dos judeus que viviam na Europa Oriental, assim como as de seus descendentes, espalhados por todo mundo após o HolocaustoWikipedia}.

Essas pessoas conscientemente mentem para o mundo com suas alegações de que a terra de Israel é deles por direito de primogenitura, quando na verdade sua terra natal real esta a mais de 1250 quilômetros de distância na atual Ucrânia e Geórgia. Vamos fingir que somos o “povo eleito!” Então, da próxima vez que você ouvir um primeiro-ministro israelense falando sobre a suposta perseguição dos judeus, considere isso; todo primeiro-ministro de Israel tem sido um judeu khazar asquenazita.  Portanto, quando todos esses primeiros-ministros saíram a favor do restabelecimento de uma pátria judaica, eles deliberadamente mentiram para você, na medida em que os khazaress nunca foram daquela região, e eles sabem disso, porque são eles que chamam-se judeus (khazares) asquenazis. 

A Sinagoga de Satanás: A História Secreta da Dominação Mundial pelos Judeus Khazares

No livro do Apocalipse, esta escrito:

“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás”. – Apocalipse 2:9

“Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”.  Apocalipse 3:9}

A linhagem da família judeu khazar mais rica do mundo, e os líderes dos judeus khazares no mundo de hoje, é a família Rothschild. Como você verá na linha do tempo, os Rothschilds obtiveram essa posição através de mentiras, manipulação sedição, traição, golpes, fomentando e financiando guerras e assassinato.


1991: A União Soviética foi dissolvida em 26 de dezembro, como resultado da declaração nº. 142-Н do Soviete Supremo da União Soviética. A declaração reconheceu a independência das antigas repúblicas soviéticas e criou a Comunidade de Estados Independentes (CEI). No dia anterior, o presidente soviético Mikhail Gorbachev, o oitavo e último líder da União Soviética, renunciou, declarou seu cargo extinto e entregou seus poderes – incluindo o controle dos códigos do arsenal nuclear soviético – para o presidente russo, Boris Iéltsin. Naquela noite às 19h32, a bandeira soviética foi baixada do Kremlin de Moscou pela última vez e a substituída pela bandeira russa pré-revolucionária. Começa um grande pesadelo para os Rothschild, que veem desmoronar um dos grandes pilares de seu sistema de controle e da implantação de um governo estilo NWO-Nova Ordem Mundial. 

1991:   Após a invasão do Kuwait pelo Iraque, em 2 de agosto de 1990, em 16 de janeiro deste ano, os Estados Unidos e a Grã-Bretanha iniciaram uma campanha de bombardeio aéreo de alvos dentro do Iraque em apoio ao Kuwait. Em 24 de fevereiro, começou a campanha terrestre que duraria 100 horas até 28 de fevereiro, quando ocorreu um horrendo crime de guerra. Este crime foi o massacre de 150.000 soldados iraquianos com bombas de ar comprimido. Esses iraquianos estavam fugindo em uma estrada lotada do Kuwait para Basra. O presidente (nazista) George Herbert Walker Bush ordenou que as unidades militares e aéreas terrestres dos Estados Unidos matassem essas tropas que estavam se entregando. Elas foram então enterrados em covas em massa no deserto, alguns ainda vivos.

O presidente George W.H. Bush então ordenou a cessação das hostilidades. Qual foi o significado desse massacre e por que o presidente Bush declarou a guerra neste dia? Bem, foi o dia em que o “Dia de Purim” caiu neste ano. Neste dia, os judeus celebram sua vitória sobre a antiga Babilônia, agora baseada dentro das fronteiras do Iraque e um dia em que os judeus são encorajados a se vingar de forma sangrenta contra seus supostos inimigos.

Na reunião anual do Grupo Bilderberg de 6 a 9 de junho deste ano, em Baden-Baden, na Alemanha, David Rockefeller (um marionete da vontade Rothschild) fez a seguinte declaração:

“Somos gratos ao Washington Post, ao New York Times, à Time Magazine e a outros publicações cujos diretores participaram de nossas reuniões e respeitaram as suas promessas de discrição por quase 40 anos.  Teria sido impossível para nós desenvolver o nosso plano para o mundo, se tivéssemos sido submetidos às luzes da publicidade durante esses anos.  Mas a o mundo está agora mais sofisticado e preparado para marchar em direção a um governo mundial. A soberania supranacional de uma elite intelectual e banqueiros do mundo é certamente preferível à autodeterminação nacional praticada nos séculos passados​​”.

1992:  Em março, Paul A. Volker, ex-Presidente do Conselho do Federal Reserve, tornou-se presidente da empresa bancária européia J. Rothschild, Wolfensohn e Co.  Stephen Bryen, pego oferecendo documentos confidenciais a Israel em 1978, está servindo a bordo do pro-Israeli Jewish Institute for National Security Affairs (Instituto Judeu para Assuntos de Segurança Nacional pró-Israel), continuando como consultor remunerado, com credenciamento de segurança, sobre exportações de tecnologia sensível dos EUA.

O livro “The Samson Option: Israel’s Nuclear Arsenal and American Foreign Policy“, de Seymour M. Hersh, relata:  “Inteligência obtida ilicitamente estava voando tão volumosamente da LAKAM (uma unidade secreta de inteligência israelense, um acrônimo hebraico para Agência Científica de Ligação) para a inteligência israelense que um codinome especial, JUMBO, era adicionado às marcações de segurança já existentes nos documentos.

Havia ordens estritas, lembrou Ari Ben-Menashe, “qualquer coisa marcada como JUMBO não deveria ser discutida com seus colegas americanos”. O Wall Street Journal relata que agentes israelenses aparentemente tentaram roubar o sistema ultrassecreto de câmeras espiãs da Recon Optical Inc. Em 16 de setembro, a libra britânica desmorona quando especuladores da moeda liderados pelo agente de Rothschild, o judeu khazar hungaro, George Soros, pedem libras e vendem para a Deutsche Marks, na expectativa de poder pagar o empréstimo em moeda desvalorizada e embolsar a diferença.

Isso resulta no ministro das Finanças britânico, Norman Lamont, anunciando um aumento nas taxas de juros de 5% em um dia e, como resultado, leva a Grã-Bretanha a uma recessão que dura muitos anos à medida que um grande número de empresas falha e o mercado imobiliário cai. Esta é uma razão certa para os Rothschilds, depois de terem privatizado os ativos estatais britânicos durante os anos 80, impulsionado o preço das ações e, em seguida, desmoronar os mercados para que eles pudessem comprá-los por centavos, uma cópia exata e repetição do que Nathan Mayer Rothschild fez para a economia britânica 180 anos antes, em 1812.  Não pode ser exagerado que o chanceler do Exchequer na época, Norman Lamont, antes de se tornar em Primeiro Ministro, era um banqueiro com NM Rothschild and Sons, que se juntou a eles. depois de formado em Economia em Cambridge.


1992: Bill Deagle, MD, médico, ex funcionário da USAF, que descreveu no site Project Camelot um misterioso encontro com um dos principais membros da família Rothschild, o barão Guy De Rothschild em que ele relata o seguinte:

É aqui que se torna muito útil relatar uma história contada por Bill Deagle, MD, ex-médico da Força Aérea dos EUA, que descreveu no site Project Camelot um misterioso encontro com um dos principais membros da família  Rothschild, o barão Guy De Rothschild, em 1992:

-Acordei no meio da noite, me endireitei e me sentei. E eu tinha todas as luzes acesas porque eu teria que ir periodicamente ao banheiro ou fazer qualquer outra coisa. Eu tinha todas as luzes acesas. E esse cara estava em pé na minha frente vestindo o que eu chamo de um smoking de US$ 5.000, nenhum cabelo grisalho na cabeça, corte partido ao meio, magro e elegante.

-Eu disse: como você chegou aqui?

-E ele diz: É maravilhoso ver você, meu filho.

-Eu disse: você não é meu pai.

-E eu olhei para esse cara e ele parecia da nobreza francesa. Certo? E eu disse: quem é você?

-Ele diz: Eu sou o Barão Guy de Rothschild, o Píndaro.

{Sobre PINDAR ou PÍNDARO, saiba mais no post: Conexão Reptiliana entre o Vaticano e judeus khazares Rothschild através do Estado (Deep State) Profundo}

-E eu tive isso realmente, o que eu chamo de choque ou uma espécie de medo profundo no meu espírito. E eu soube imediatamente, porque tenho esse dom. Certo? Sem entrar em uma grande discussão longa, eu soube imediatamente.

-Eu disse: eu sei quem você é. Você é o representante do poder de LÚCIFER que controla a Terra.

-Ele diz: Sim, eu sou o CEO da Earth, Inc., e eu sou o homem que ocupa a 13ª cadeira do Conselho Druídico. Eu quero que você seja meu substituto, e quando eu transcender quero que você assuma o meu trabalho.

-E eu disse: não, eu não vou.

-Ele disse: Nós conhecemos sua linhagem; nós conhecemos sua genética; nós sabemos tudo sobre você e você é um substituto perfeito para mim.

-E eu disse: não!

Guy de Rothschild

O que é interessante aqui é a afirmação de Guy de Rothschild (Barão Guy Édouard Alphonse Paul de Rothschild)  de que ele era o “Píndaro“ e era o “CEO da Earth, Inc”. Isso sugere que ele estava apenas dirigindo a Terra em nome de outros, mas quem são esses “outros”? Para uma resposta, podemos procurar informações sobre “Píndaro” fornecida pelo pesquisador britânico David Icke. Icke escreveu sobre o Píndaro em The Biggest Secret depois de entrevistar um ex-participante de cerimônias ocultistas satânicas, Arizona Wilder. Icke escreveu:

Píndaro significa “Pênis do Dragão” … Arizona diz que Píndaro, como todos os reptilianos quando mudam de forma, tem olhos hipnóticos muito poderosos (o “mau olhado” da lenda) e em sacrifícios o rosto da vítima é transformado em Píndaro no momento da morte para ele roubar a alma ou energia da pessoa através desse processo magnético do “olho do mal”. Pindaro freqüenta as principais cerimônias satânicas na Europa e, em seguida, voa para a Califórnia para os rituais satânicos lá realizados. [pp. 302-3]

A ideia de que um membro de alto escalão da família Rothschild, Guy de Rothschild, é um reptiliano que muda de forma, ou um ser híbrido de algum tipo, será um choque para muitos que não acreditam que a vida extraterrestre reptiliana seja uma realidade física, muito REAL e controlando a Terra…há muito TEMPO. FIM DE CITAÇÃO}


Um reptiliano DRACO ROYAL WHITE, oriundo de um planeta do sistema solar de THUBAN, na constelação de Draco (Dragão) com cerca de 4,25 metros de estatura, com peso em torno de 1.360 quilos, ombros de 1,50 metros, estão no topo da pirâmide no comando de nosso planeta e se alimentam das nossas emoções negativas, como o ÓDIO, RAIVA, MEDO, FANATISMO, LUXÚRIA, LASCÍVIA, CORRUPÇÃO, PROSTITUIÇÃO, etc…. Operam a partir de níveis mais sutis, VAMPIRIZANDO nosso campo (AURA) ENERGÉTICO. Tem bases na Lua e em Marte.

O Bunker PINDAR em Londres

Pindar é o nome de um bunker construído sob o Ministério da Defesa em Whitehall, em Londres, cujo símbolo da cidade são DRAGÕES. Sua construção, que levou dez anos e supostamente custou £ 126,3 milhões de libras, finalmente chegou a uma conclusão em 1994, mas PINDAR entrou em operação dois anos antes, em 1992. A principal função da PINDAR é servir como centro de gerenciamento de crises e comunicações, principalmente entre A sede da MOD (Ministério da Defesa) e o centro real de operações militares, a sede conjunta permanente em Northwood.

É relatado como sendo conectado a Downing Street através de túneis sob Whitehall. Embora tenha havido rumores de que se conecta a algum sistema secreto de transporte subterrâneo, o ministro das Forças Armadas Jeremy Hanley disse à Câmara dos Comuns em 29 de abril de 1994 que “a instalação não está conectada a nenhum sistema de transporte”. Embora o PINDAR definitivamente não seja aberto ao público, ele teve uma exposição pública muito limitada. Isso aconteceu no documentário da BBC de 2003 sobre o conflito no Iraque, Combatendo a Guerra, no qual as câmeras da BBC foram autorizadas a filmar uma pequena parte de uma teleconferência entre ministros e comandantes militares.

O Bunker PINDAR

Conclusão: É provável que a construção e a localização do bunker nuclear PINDAR não tenham sido anunciadas pelo governo inglês devido a preocupações de segurança óbvias. Isso poderia explicar a natureza secreta de ‘PINDAR’; o que possivelmente levou Icke a assumir algo mais sinistro. O bunker foi nomeado após a história da casa de Pindar, o poeta, sendo a única intacta após as forças de Alexandre terem devastado Tebas em 335 aC.

O bunker PINDAR foi concluído em 1994, e houve muita reclamação na época sobre a despesa do projeto em toda Londres. Os túneis eram secretos (de certa forma), mas o projeto claramente não era. Então um misterioso homem francês (que não usa seu nome verdadeiro e não pode ser encontrado-membro da família judeu khazar Rothschild) com o nome “Píndaro” aparece no depoimento fornecido em todo o livro de Icke The Biggest Secret“. David Icke já acreditava que Londres era o centro da conspiração da Nova Ordem Mundial; por isso, sem dúvida, Pindar se encaixava ideal e literalmente nessa narrativa.

Fontes: PindarBunker – Icke, D. O maior segredo (1998) – Icek, DAs Revelações de uma Deusa Mãe (1999) – Pindar, o poeta grego


1993:  Norman Lamont deixa o governo britânico para retornar a NM Rothschild and Sons como diretor, depois de cumprir sua missão de derrubar a economia britânica para lucrar com os Rothschilds.

O ex-congressista, Paul Findley publica seu livro seminal, Deliberate Deceptions: Enfrentando os fatos sobre o relacionamento israelense dos EUA. Neste livro, ele lista as 65 Resoluções de Membros das Nações Unidas contra Israel do período de 1955 a 1992, e os 30 vetos dos Estados Unidos em nome de Israel que, se não forem feitos, teriam visto Israel ter 95 resoluções contra eles neste momento. Não importa, mesmo com os fantoches de Israel, os Estados Unidos ajudando-os a aterrorizar outros povos e países, as 65 resoluções aprovadas contra Israel são mais do que todas as resoluções aprovadas contra todos os outros países juntos.

Não que Israel se importe muito com os pontos de vista das Nações Unidas quando você considera que menos de duas semanas após o ataque de Israel ao USS Liberty (um ataque destinado a afundar o USS Liberty e por a culpa no Egito levando os EUA a uma guerra com o Egito em favor de Israel, como sempre) Em nome de Mentiras Israelitas, lembre-se do lema do Mossad, “By Way Of Deception, Thou Shalt Do War”, o ministro das Relações Exteriores de Israel, Aba Eban, declarou das Nações Unidas:  

“Se a Assembléia Geral da ONU votasse por 121 votos a 1 em favor de, “Israel” retornar às linhas de fronteira do armistício (pré fronteiras de junho de 1967), Israel, se recusaria a cumprir essa decisão”, New York Times – 19 de junho de 1967.

A ONU é simplesmente outro front manipulado pelos interesses sionistas e satânicos dos Rothschild para beneficiar Israel e criar um governo global (comandado abertamente pelos khazares, com capital em Jerusalem) estilo NWO (Nova Ordem Mundial). New York Times – 19 de junho de 1967.

A ADL é pega operando uma espionagem massiva efetuada contra de Israel, os espionados são árabes-americanos, San Francisco Labor Council, ILWU Local 10, Oakland Educational Association, NAACP, Irish Northern Aid, International Indian Treaty Council, a Asian Law Caucus e a polícia de São Francisco. Os dados coletados eram enviados para Israel e, em alguns casos, para a África do Sul. A pressão das organizações judaicas obriga a cidade a desistir do caso criminal, mas a ADL resolve uma ação civil por um valor não revelado de dinheiro.

1995:  O ex-cientista de energia atômica, Dr. Kitty Little, afirma que os Rothschilds agora controlam 80% das fontes de urânio do mundo, dando-lhes um monopólio sobre a energia nuclear. “Israel coleciona agressivamente tecnologia militar e industrial (roubada dos EUA)”. O relatório afirmava que Israel obtém informações usando  “alvos étnicos, engrandecimento financeiro (corrupção) e identificação e exploração de fragilidades individuais” de cidadãos americanos.

1996: Um relatório do General Accounting Office, “Defesa da Segurança Industrial: Fraquezas nos Arranjos de Segurança dos EUA com Empreiteiros de Defesa Estrangeiros”, descobriu que, de acordo com fontes da inteligência, “País A” (identificado por fontes da inteligência como Israel, Washington Times, 22 de Fevereiro de 1996),  “conduz a operação de espionagem mais agressiva contra os Estados Unidos de qualquer aliado dos EUA”.

O relatório descreveu: “Uma operação de espionagem administrada pela organização de inteligência responsável por coletar informações científicas e tecnológicas para (Israel) pagou a um funcionário do governo dos EUA a obtenção de documentos de inteligência militar classificados nos EUA”. O Jerusalem Post (30 de agosto de 1996) citou o relatório:  “Informações militares classificadas e tecnologias militares sensíveis são alvos de alta prioridade para as agências de inteligência deste país”. O Relatório de Washington sobre Assuntos do Oriente Médio (Shawn L. Twing, abril de 1996) observou que era  “uma referência à detenção de Jonathan Pollard em 1985, um analista de inteligência naval civil dos EUA que forneceu à agência de espionagem LAKAM de Israel cerca de 800.000 páginas com Informações de inteligência dos EUA “.

O relatório do GAO também observou que “vários cidadãos de Israel foram capturados nos Estados Unidos, roubando tecnologia sensível usada na fabricação de tubos de artilharia”. Um documento do Office of Naval Intelligence, “Worldwide Challenges to Naval Strike Warfare”, relatou que  “a tecnologia dos EUA foi adquirida (pela China) através de Israel na forma de tecnologia de mísseis Lavi e possivelmente SAM (superfície-ar). ” Jane’s Defense Weekly (28 de fevereiro de 1996) observou que, “até agora, a comunidade de inteligência não confirmou abertamente a transferência da tecnologia dos EUA (via Israel) para a China”. O relatório observou que isso “representa um passo dramático para a aviação militar chinesa”. (Flight International, 13 de março de 1996).

Amschel Rothschild, 41 anos, é estrangulado com o cordão pesado de sua própria toalha em seu quarto de hotel em Paris. O primeiro-ministro francês ordena que a polícia francesa feche a investigação e, Rupert Murdoch, nascido de uma mãe judia e portanto judeu segundo os padrões khazar, instrui seus editores e gerentes de notícias em todo o mundo a denunciá-lo como um ataque cardíaco, caso precisem. para denunciá-lo em tudo. No dia 12 de maio, a embaixadora das Nações Unidas e judia asquenazita, Madeleine Albright, ao aparecer no show 60 Minutes, foi questionada pelo correspondente Lesley Stahl, em referência aos anos de sanções econômicas lideradas pelos Estados Unidos contra o Iraque:  “Ouvimos que meio milhão de crianças morreram. Quero dizer, são mais crianças que morreram em Hiroshima. E, você sabe, o preço valeu a pena? “

Ao que a embaixadora Albright respondeu:  “Acho que é uma escolha muito difícil, mas o preço, acreditamos, vale a pena o preço”. Seus comentários não causam protestos públicos. De fato, o holocausto de meio milhão de crianças iraquianas é positivamente admirado pelo governo dos Estados Unidos quando você considera menos de oito meses depois, o presidente Clinton nomeou Albright como secretária de Estado. Ao comparecer perante o Comitê do Senado, que estava considerando sua nomeação, Albright está literalmente tentando obter mais sangue de mais crianças iraquianas e afirma:  “Vamos insistir em manter duras sanções da ONU contra o Iraque a menos que e até que o regime cumpra com as leis relevantes” das Resoluções do Conselho de Segurança da ONU”.

1997: Um engenheiro mecânico do Exército, judeu asquenazita, David A. Tenenbaum, “inadvertidamente” fornece informações militares sigilosas sobre sistemas de mísseis e veículos blindados a autoridades israelenses (New York Times, 20 de fevereiro de 1997). O jornal Washington Post informa que a inteligência norte-americana interceptou uma conversa em que duas autoridades israelenses discutiram a possibilidade de obter uma cópia de uma carta confidencial que o então secretário de Estado Warren Christopher escreveu ao líder palestino Yasser Arafat. Um dos israelenses, identificado apenas como “Dov”, comentou que pode receber a carta de “Mega”, o codinome do principal agente de Israel dentro dos Estados Unidos. O embaixador dos EUA em Israel, Martin Indyk, queixa-se em particular ao governo de Israel sobre a fiscalização pesada dos agentes de inteligência israelenses.

Agentes israelenses batem palmas para a sua judia khazar e filha de um rabino, Monica Lewinsky, telefonam e gravam por telefone sessões de sexo entre ela e o então presidente Bill Clinton dentro do escritório oval da Casa Branca. O relatório de Ken Starr confirma que Clinton advertiu Lewinsky de que suas conversas estavam sendo gravadas e eles encerraram o caso após um ruidoso escândalo.  Curiosamente, ao mesmo tempo, a busca do FBI por “Mega” é cancelada. Em 29 de outubro, Edmond de Rothschild morre em Genebra. Curiosamente, no mesmo dia em que Anton Szandor LaVey, o fundador da Igreja de Satanás também morre, que em seu livro “Satanás fala“, ele afirma em relação aos Protocolos dos Sábios de Sião:

“A primeira vez que li os Protocolos dos Sábios de Sião, minha reação instintiva foi: Então, o que há de errado com ISSO? Não é assim que qualquer plano mestre deve funcionar? O público não merece – não, demanda – esse despotismo?” 

Kofi Annan torna-se secretário geral das Nações Unidas. Ele é casado com Nane Lagergren, uma Rothschild, com quem se casou em 1984.

1998:  O Banco Central Europeu é estabelecido em Frankfurt, a cidade de onde os Rothschilds se originam.

2000:  George W. Bush (filho) é eleito (assim eles me dizem) Presidente dos Estados Unidos, fraudando as eleições. Bush e sua família afirmam ser descendentes da Casa Plantageneta, descendente da Casa Real de Judá, quando na verdade são nazistas convictos.

2001:  Em 11 de setembro, o ataque ao World Trade Center é orquestrado por Israel com a cumplicidade da Grã-Bretanha e da Elite que serve às trevas na América, sob as ordens dos Rothschilds como pretexto para remover a liberdade das pessoas em todo o mundo em troca de segurança, assim como aconteceu com o incêndio do Reichstag pelos nazistas na Alemanha, onde os cidadãos foram enganados a fim de abrir mão da sua liberdade por segurança.  Eles também usarão os ataques para obter o controle das poucas nações do mundo que não permitem os bancos centrais de Rothschild e, portanto, menos de um mês depois desses ataques, as forças dos EUA atacam o Afeganistão, uma das sete nações do mundo que não tinham um banco central controlado pelos Rothschild.

Menos de uma semana antes do ataque de 11 de setembro de 2001, o então pseudo sequestrador Mohamed Atta e vários outros pseudo seqüestradores fizeram uma visita ainda inexplicável a bordo de um dos lobistas pró-israelenses, o judeu khazar no barco de Jack Abramoff. Nenhuma investigação é realizada sobre o que eles estavam fazendo lá. Descobriu-se que as comunicações dos agentes de combate às drogas do DEA (Drug Enforcement Agency) dos EUA foram penetradas. A suspeita recai sobre duas empresas, AMDOCS e Comverse Infosys, ambas de propriedade de israelenses. A AMDOCS gera dados de faturamento para a maioria das empresas de telefonia dos EUA e é capaz de fornecer registros detalhados de quem está falando com quem.

A Comversia Infosys constrói o equipamento usado pela polícia para escutar todas as ligações telefônicas dos EUA, mas suspeita que a Comverse Infosys, que recebe metade do orçamento de pesquisa e desenvolvimento do governo israelense, tenha construído uma porta (Back Door) traseira no sistema que está sendo explorada pela inteligência israelense e que toda a informação recolhida sobre os esforços de interdição de drogas dos EUA está encontrando seu caminho para contrabandistas de drogas. A investigação do FBI leva à exposição do maior anel de espionagem estrangeiro já descoberto dentro dos Estados Unidos, operado por Israel. Metade dos espiões suspeitos foram presos enquanto o 11 de setembro acontece.

Em 11 de setembro, 5 israelenses são presos por dançar, comemorando e aplaudindo enquanto as Torres do WTC entram em colapso. Supostamente empregados pela Urban Moving Systems, os israelenses são pegos com vários passaportes e muito dinheiro. Dois deles são revelados mais tarde para ser agentes do Mossad. Como relatos de testemunhas acompanham a atividade dos israelenses, emerge que eles foram vistos em Liberty Park no momento do primeiro impacto, sugerindo um pré-conhecimento do que estava por vir. Os israelenses são interrogados e depois enviados de volta a Israel. O proprietário da companhia Urban Moving Systems usado como cobertura pelos agentes do Mossad abandona seus negócios nos EUA e foge para Israel. O governo dos Estados Unidos classifica e esconde do público todas as evidências relacionadas aos agentes israelenses e suas conexões com o 11 de setembro.

Tudo isso é relatado ao público através de uma história de quatro partes na Fox News por Carl Cameron. A pressão de grupos judaicos, principalmente da AIPAC, força a Fox News a remover a história de seu site. Duas horas antes dos ataques de 11 de setembro, a Odigo, uma empresa israelense com escritórios a poucas quadras das torres do World Trade Center, recebe um aviso antecipado pela internet. O gerente do escritório de Nova York fornece ao FBI o endereço IP do remetente da mensagem, mas o FBI não segue essa pista. O FBI está investigando 5 empresas israelenses em movimento como possíveis frentes de inteligência israelense.



É revelado que, antes do ataque, foram negociados milhões de dólares de opções de venda da American Airlines e da United Airlines. O FBI prometeu seguir os compradores, mas nunca revelou suas descobertas. Isso porque isso levaria diretamente a Israel, o estado mais velhaco e traiçoeiro por trás dos ataques do 11 de setembro. Após o ataque ao World Trade Center, cartas anônimas contendo antraz são enviadas para vários políticos e executivos da mídia.  Como o ataque do 11 de setembro, isso é imediatamente atribuído à Al-Qaeda, até se descobrir que o antraz contido nessas cartas é um tipo específico de antraz armado feito por um laboratório militar dos Estados Unidos.

Ariel Sharon

O FBI então descobre que o principal suspeito de enviar essas cartas de antraz é um khazar, Dr. Philip Zack, que havia sido repreendido várias vezes por seus patrões devido a comentários ofensivos que ele fez sobre os árabes. Dr. Philip Zack foi pego na câmera que entrava na área de armazenamento onde trabalhava em Fort Detrick (maior centro de armas bacteriológicas do exército dos EUA) , onde o Anthrax era mantido. Neste ponto, tanto o FBI quanto a grande mídia pararam de fazer comentários públicos sobre o caso. Presidente da Liga de Defesa Judaica desde 1985, judeu khazar, Irv Rubin é preso por supostamente conspirar para bombardear uma mesquita e os escritórios de um congressista árabe-americano. Ele morre pouco depois de cortar a garganta em uma tentativa de suicídio, antes que ele possa ser levado a julgamento.

Uma semana antes do ataque ao WTC, a Zim Shipping Company saiu de seus escritórios no WTC, quebrando seu contrato e custando à empresa US$ 50.000 em multas. Nenhuma razão foi dada, mas a Zim Shipping Company é parcialmente controlada pelo Estado de Israel (The Rothschilds). Em 3 de outubro, o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, faz a seguinte declaração ao judeu asquenazi, Shimon Peres, como relatado na rádio Kol Yisrael:

“Toda vez que fazemos algo você me diz que a América fará isso e fará aquilo …quero lhe dizer uma coisa muito clara, não se preocupe com a pressão americana sobre Israel. Nós, o povo judeu, controlamos a América, e os americanos sabem disso”. 

2002: O Terceiro Novo Dicionário Internacional de Webster (Unabridged), reimpresso em 2002, fornece uma nova definição de Anti-Semitismo que não é atualizada desde 1956. Ele diz:  “Anti-semitismo: (1) hostilidade contra os judeus como um religioso ou grupo minoritário racial, muitas vezes acompanhado por discriminação social, política ou econômica (2) oposição ao sionismo (3) simpatia pelos opositores de Israel “.

Foi a definição (2) e (3) que foram adicionados na edição de 2002, pouco antes dos EUA decidirem invadir o Iraque sob as ordens do Estado de Rothschild, quero dizer Israel. Também neste ano, o primeiro-ministro de Israel, um criminoso de guerra e terrorista, Ariel Sharon, ordena o massacre no campo de refugiados de Jenin, na Cisjordânia. Melhor obter essa definição atualizada para proteger esses criminosos. A DEA emite um relatório de que espiões israelenses, fazendo-se passar por estudantes de arte, tentam penetrar nos escritórios do governo dos EUA. Policiais próximos à Estação Naval de Whidbey Island, no sul do Estado de Washington, detêm um caminhão suspeito e detêm dois israelenses, um dos quais está ilegalmente nos Estados Unidos. Os dois homens estavam dirigindo em alta velocidade em um caminhão alugado da Ryder, para o qual eles diziam estar acostumado a “entregar móveis”.

No dia seguinte, a polícia descobriu vestígios de explosivos plásticos de grau militar TNT e RDX dentro da cabine de passageiros e no volante do veículo. O FBI, então, anuncia que os testes que mostravam explosivos eram “falso-positivos” pela fumaça do cigarro, dizem especialistas em testes. Baseado em um álibi fornecido por uma mulher, o caso é encerrado e os israelenses são entregues ao INS para serem enviados de volta a Israel. Uma semana depois, a mulher que forneceu o álibi desaparece para nunca mais ser vista.

2003:   Os Estados Unidos invadem o Iraque em 19 de março, que este ano é o sagrado “Dia de Purim” no calendário judaico. Este, “Dia de Purim”, é um dia em que os judeus celebram sua vitória sobre a antiga Babilônia, agora baseada dentro das fronteiras do Iraque, que interessante.

O que também é significativo é que a anterior invasão liderada pelos EUA no Iraque terminou no Dia de Purim dez anos antes, com o massacre de cerca de 150.000 iraquianos em fuga sob o governo do pai do atual presidente, George Herbert Walker Bush. Purim é também o momento em que os judeus são encorajados a se vingar de forma sangrenta contra seus inimigos percebidos. A antiga Babilônia, quero dizer o Iraque, é agora uma das seis nações que restam no mundo e que (ainda) não tem um banco central controlado pelos Rothschild. Não se enganem, este é o chamado “Benchmark” que o fantoche G.W. Bush faz em seus discursos “Guerra aos Árabes”.

Esta guerra é principalmente sobre o genocídio de todo o mundo muçulmano e está sendo travada com o sangue dos militares americanos que o Estado de Rothschild, eu quero dizer, sob controle de Israel. É o mais depravado ato de horror perpetrado para provocar a Terceira Guerra Mundial. Israel sempre lutou por água, teve que roubar as colinas de Golã da Síria, que forneciam a Israel um terço de sua água doce 36 anos antes, mas ainda em Israel, a extração de água ultrapassou a de 2,5 bilhões de metros nos últimos 25 anos. Isso significa que a água é muito mais preciosa para eles do que as reservas de petróleo do Iraque, que são as segundas maiores reservas de petróleo do planeta. O primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamed, declara em um discurso:

“Judeus governam o mundo por procuração. Eles conseguem que outros lutem e morram por eles.”

O chefe da polícia de Cloudcroft para um caminhão em alta velocidade perto de uma zona escolar. Os motoristas são israelenses com passaportes vencidos. Alegando ser movers, o caminhão contém móveis de lixo e várias caixas. Os israelenses são entregues à imigração. O conteúdo das caixas não é revelado ao público. Israel implanta esquadrões de assassinato em outros países, incluindo os Estados Unidos. O governo dos EUA não protesta.

2004:  Dois anos de uma investigação do AIPAC (o Comitê de Assuntos Públicos da Israel Americana – o maior grupo de lobby político nos EUA com mais de 65.000 membros cujo único propósito é usar os EUA para os propósitos de Israel) possível papel como uma frente de espionagem para Israel, O judeu khazar, Larry Franklin, um analista do Pentágono de nível médio, é observado pelo FBI dando informações classificadas a dois oficiais do AIPAC suspeitos de serem espiões israelenses.

AIPAC contrata o advogado Nathan Lewin para lidar com sua defesa legal, o mesmo advogado que defendeu o suspeito espião israelense Stephen Bryen em 1978. Larry Franklin trabalhou no Escritório do Pentágono de Planos Especiais, dirigido por Richard Perle, na época Perle (que foi pego dando informações classificadas para Israel em 1970) estava insistindo que o Iraque estava repleto de armas de destruição em massa exigindo que os Estados Unidos invadissem e conquistassem o Iraque. Não havia WMDs, é claro, e Perle descartou a culpa pela “má inteligência” de George Tenet. Mas o que se sabe é que o Escritório de Planos Especiais do Pentágono estava coordenado com um grupo semelhante em Israel, no escritório de Ariel Sharon.

Com dois supostos espiões israelenses (pelo menos) dentro do escritório de onde se originaram as mentiras que lançaram a guerra no Iraque, parece que o povo dos Estados Unidos é vítima de uma farsa mortal (mais uma), uma farsa que iniciou uma guerra usando o sangue e dinheiro de cidadãos americanos para os propósitos da opressão israelense. O vazamento da investigação do AIPAC para a mídia em 28 de agosto de 2004 deu aviso prévio a outros espiões que trabalhavam com Franklin. Os danos à investigação do FBI foram concluídos quando o Procurador Geral dos Estados Unidos, John Ashcroft, ordenou ao FBI que suspendesse todas as prisões no caso. Como o caso de Stephen Bryen e a busca por “Mega”, esse mais recente escândalo de espionagem parece destinado a funcionários que têm suas próprias lealdades secretas para proteger, exceto um enorme clamor público.

Polícia perto da fábrica de Serviços de Combustível Nuclear no Tennessee parou um caminhão depois de uma perseguição de três milhas, durante o qual o motorista joga uma garrafa contendo um líquido estranho da cabine. Os motoristas acabam sendo israelenses usando identificações falsas. O FBI se recusa a investigar e os israelenses são libertados. Dois israelenses tentam entrar na Base Submarina Naval de Kings Bay, lar de oito submarinos Trident. O caminhão testa positivo para explosivos. O Diretor Nacional da ADL, Abraham H. Foxman, publica um livro intitulado ” Nunca Mais? A Ameaça do Novo Anti-Semitismo, “em que ele afirma que o Novo Testamento” é uma mentira”, a de que os fariseus (judeus) antigos foram responsáveis ​​pela morte de Cristo, tem sido responsável pelo anti-semitismo ao longo dos milênios e, portanto, o Novo Testamento da Bíblia é, “um discurso de ódio”, e deve ser censurado ou banido.

2005:  em 20 de janeiro, o presidente Bush faz a seguinte declaração como parte de seu segundo discurso de posse, “Quando nossos fundadores declararam uma nova ordem dos tempos’ Isso não é verdade os fundadores não fizeram isso. Declaramos uma “nova ordem das eras”, quando o presidente Roosevelt o fez em 1933, colocando a tradução para o latim, “Novus Ordo Seclorum”, na nota de um dólar”.

Em 7 de julho, a rede de metrô de Londres é bombardeada. O ministro das Finanças de Israel, Binyamin Netanyahu, está em Londres na manhã dos ataques para participar de uma conferência econômica em um hotel sobre a estação de metrô onde ocorreu uma das explosões, mas permaneceu em seu quarto de hotel. ataques dos oficiais da inteligência eram esperados. Existem agora apenas cinco nações no mundo sem um banco central controlado pelos Rothschild: o Irã; Coreia do Norte; Sudão; Cuba; e a Líbia. O professor de Física Stephen E. Jones, da Universidade Brigham Young, publica um artigo no qual ele prova que os prédios do World Trade Center só poderiam ter sido derrubados da maneira como eram por explosivos. Ele não recebe cobertura na grande mídia por suas alegações científicas e prováveis.

2006:   O Edmond De Rothschild Banque, uma subsidiária do grupo europeu de bancos familiares Edmond De Rothschild na França, torna-se o primeiro banco familiar estrangeiro que obteve aprovação da Comissão Reguladora Bancária da China e entrou no mercado financeiro da China. A ADL se apóia implacavelmente em governos em todo o mundo para aprovar legislação sobre crimes de ódio, já que eles estão com medo de que a cabala criminosa que é Israel e os Rothschilds esteja sendo exposta mais e mais diariamente, predominantemente na internet. O trabalho deles é proteger essa rede criminosa e que melhor maneira de fazer isso do que aprovar leis nas quais qualquer um que exponha um criminoso judeu khazar satanista se torne um criminoso.

O trabalho deles é proteger essa rede criminosa e que melhor maneira de fazer isso do que aprovar leis nas quais qualquer um que exponha um criminoso judeu khazar se torne um criminoso. David Irving é condenado a três anos de prisão na Áustria por negar o holocausto. É importante notar que o único evento histórico que você pode ser preso por questionamento é o holocausto.  Isto é porque esta tem sido a maior arma dos Rothschilds usando lavagem cerebral em quem não é judeu khazar, UM ESTÚPIDO GOYIM! A farsa de que os judeus são tão pobres e perseguidos quando na verdade controlam a grande maioria das finanças, a mídia mainstream, Hollywood, as grandes corporações e organismos internacionais em todo o mundo.

Não se cale, converse com as pessoas sobre o que realmente está acontecendo e tome medidas, não apoiando ninguém que apoie a rede criminosa satanista dos judeus khazares. Comece uma conspiração, traga questões críticas que pessoas inteligentes podem expor para as verdadeiras redes criminosas sionistas judeu khazar, e com pessoas suficientes abrindo seus olhos e suas mentes, poderemos expulsar os criminosos da ponte “sem explodir a ponte”.


Referências:

Holy Bible – King James Version
Proofs of a Conspiracy Against All the Religions and Governments of Europe Carried on in the Secret Meetings of Freemasons, Illuminati and Reading Societies – John Robison – 1798
The Life of Napolean – Sir Walter Scott – 1827
Coningsby – Benjamin Disraeli – 1844
The Communist Manifesto – Karl Marx, Friedrich Engels, Martin Malia – 1848
Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry – Albert Pike – 1872
The Rothschilds, Financial Rulers Of Nations – John Reeves – 1887
The Jews and Modern Capitalism – Werner Sombart – 1911
Great Britain, The Jews, and Palestine – Samuel Landman – 1936
Pawns In The Game – William Guy Carr – 1937
Inside The Gestapo – Hansjurgen Koehler – 1940
Barriers Down – Kent Cooper – 1942
The Mind Of Adolf Hitler – Walter Langer – 1943
The Empire Of The City – E. C. Knuth – 1946
The Jewish State – Theodor Herzl – 1946
The Curious History of the Six-Pointed Star – G. Scholem – 1949
Secrets Of The Federal Reserve – Eustace Mullins – 1952
Tales Of The British Aristocracy – L. G. Pine – 1957
Red Fog Over America – William Guy Carr – 1958
A Jewish Defector Warns America (Spoken Word Recording) – Benjamin H. Freedman – 1961
The Rothschilds – Frederic Morton – 1962
The Illuminati and the Council on Foreign Relations (Spoken Word Recording) – Myron Fagan – 1967
Ben-Gurion: The Armed Prophet – Michael Bar-Zohar – 1967
The Hidden Tyranny – Benjamin Freedman – 1971
None Dare Call It Conspiracy – Gary Allen – 1972
The Gulag Archipelago, Vol. 2, Parts 3 and 4 – Aleksandr Solzhenitsyn – First English translation published 1975
Wall Street And The Rise Of Hitler – Anthony C. Sutton – 1976
The Rosenthal Document – Walter White, Jr. – 1978
Two Rothschilds And The Land Of Israel – Simon Schama – 1978
The Six Pointed Star – Dr O. J. Graham – 1984
The Last Days In America – Bob Fraley – 1984
Who Owns The TV Networks – Eustace Mullins – 1985
The Samson Option: Israel’s Nuclear Arsenal and American Foreign Policy – Seymour M. Hersh – 1991
A History of the Jews in America – Howard M. Sachar – 1992
Deliberate Deceptions: Facing the Facts About the U.S. Israeli Relationship – Paul Findley – 1993
Descent Into Slavery – Des Griffin – 1994
Bloodlines Of The Illuminati – Fritz Springmeier – 1995
Jewish History, Jewish Religion – Israel Shahak – 1994
Satan Speaks – Anton Szandor LaVey – 1998 The Elite Serial Killers of Lincoln, JFK, RFK & MLK – Robert Gaylon Ross – 2001
Never Again? The Threat Of The New Anti-Semitism – Abraham H. Foxman – 2004
The Elite Don’t Dare Let Us Tell The People – Robert Gaylon Ross – 2004
Codex Magica – Texe Marrs – 2005

Article by Andrew Hitchcock, www.iamthewitness.com. Re-post from September 9, 2011. Additions by Alexander Light, HumansAreFree.com


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE): “A Matrix é um sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando despertar. Mas até que nós consigamos despertá-los, essas pessoas ainda serão parte desse sistema de controle e isso as transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle. E muitos deles estão tão habituados, tão profunda e desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás”.  Apocalipse 2:9

“Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”.  Apocalipse 3:9


Sobre os Judeus Khazares, saiba mais acessando os links:


Mais informações sobre NWO, Illuminati, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

3 Responses to História da ”Dinastia Rothschild” (V)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.