Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Houthis não se intimidam com Ataques dos EUA-Reino Unido com Mísseis Tomahawk e Caças. Prometem Retaliação

Os grandes ataques aéreos e com mísseis de quinta-feira à noite liderados pelos EUA e pelo Reino Unido em áreas do Iémen controladas pelos Houthi, embora representem um risco significativo de escalada da guerra de Gaza para um conflito regional em todo o Oriente Médio, ainda aparentemente não dissuadiram a decisão do grupo rebelde apoiado pelo Irã de atacar a navegação do Mar Vermelho e até mesmo embarcações navais de guerra ocidentais.

Houthis não se intimidam com ataques dos EUA-Reino Unido com Mísseis Tomahawk. Prometeram retaliação para breve.

Fonte: Zero Hedge

O porta-voz Houthi, Brig. general Yahya Saree divulgou um discurso gravado em vídeo dizendo: “O inimigo americano e britânico tem total responsabilidade por sua agressão criminosa contra nosso povo iemenita, e não ficará sem resposta e impune.”

Fontes Houthi contabilizaram mais de 70 ataques em cinco regiões do Iémen, indicando que pelo menos cinco pessoas morreram nos ataques. O Pentágono indicou que foram usados mais de 100 mísseis de vários tipos.

O comando da Força Aérea dos EUA no Oriente Médio disse em uma declaração que uma combinação de jatos, contratorpedeiros e um submarino foram usados, atingindo os “nós de comando e controle, depósitos de munições, sistemas de lançamento, instalações de produção e sistemas de radar de defesa aérea dos Houthis” na operação que se seguiu aos repetidos ataques Houthi a navios do Mar Vermelho. “Não hesitarei em tomar medidas adicionais para proteger o nosso povo e o livre fluxo do comércio internacional, conforme necessário”, disse o presidente Biden em uma declaração por escrito.

“Esses ataques são uma resposta direta a ataques houthis contra embarcações marítimas internacionais no Mar Vermelho, incluindo o uso de mísseis balísticos antinavio pela primeira vez na história,” acrescentou o Comandante-em-Chefe dos EUA [os ataques são apenas contra navios que se dirigem à Israel em resposta ao genocídio em Gaza] .

De acordo com mais detalhes sobre a variedade de sistemas de armas e plataformas usados

Mais de 15 caças de ataque F/A-18 Super Hornet operando no porta-aviões USS Dwight D. Eisenhower estiveram envolvidos, de acordo com a Fox News, citando fontes não identificadas do Pentágono. Caças não especificados da Força Aérea operando a partir de uma base no Oriente Médio também fizeram parte do ataque. A Newsweek ainda não verificou esses relatórios.

O submarino de mísseis teleguiados USS Florida e navios de superfície dos EUA lançaram mísseis de cruzeiro Tomahawk. Não está claro quais outras embarcações participaram do bombardeio, mas destroieres americanos da classe Arleigh Burke com mísseis teleguiados têm operado no Mar Vermelho nos últimos meses.

Mas, embora intenso, foi um ataque relativamente breve, provavelmente não durando mais de 30 minutos, ou definitivamente menos de uma hora. Vídeos de grandes bolas de fogo iluminando o céu noturno inundaram as redes sociais quando cidades importantes como Saana e a cidade portuária de Hodeidah foram atingidas, onde também permanecem grandes centros populacionais.

Mas, novamente, a principal conclusão aqui é que, depois desses breves fogos de artifício, dos quais muitas autoridades reclamaram, chegam muito tarde (embora alguns legisladores dos EUA já tenham destacado que o ataque não foi aprovado pelo Congresso), os Houthis provavelmente retomarão seus ataques em breve.

Também é provável que eventualmente haja mais rondas de ataques da coligação contra o Iémen à medida que a crise perdura e escala. O ataque de quinta-feira à noite provavelmente resultará na redução ainda maior do tráfego marítimo comercial nas águas do Mar Vermelho agora visitadas pela guerra:

  • MILITARES ACONSELHAM NAVIOS A EVITAR O ESTREITO DE BAB EL-MANDEB: NOTA INTERTANKO
  • EMPRESA DE TANQUE DE PETRÓLEO INTERROMPE VIAGENS AO MAR VERMELHO APÓS ATAQUES DOS EUA: BBG
  • A Hafnia interrompeu todos os transportes marítimos para o sul do Mar Vermelho, de acordo com um comunicado de uma porta-voz da empresa.

Vídeos (não verificados) de grandes bolas de fogo no horizonte iemenita têm circulado amplamente…

Uma declaração do Ministério das Relações Exteriores feita por um porta-voz Houthi, Hussein al-Ezzi, reconheceu “um ataque agressivo massivo de navios, submarinos e aviões de guerra americanos e britânicos”; antes de prosseguir dizendo que “a América e a Grã-Bretanha terão, sem dúvida, de se preparar para pagar um preço elevado e suportar todas as terríveis consequências desta agressão flagrante. “

Mohammed Abdul-Salam, o principal negociador e porta-voz dos Houthis, disse ainda que as potências ocidentais “cometeram uma tolice com esta agressão traiçoeira” [em defesa dos interesses de Israel].

“Eles estavam errados se pensaram que iriam dissuadir o Iêmen de apoiar a Palestina e Gaza”, disse ele em um comunicado online, prometendo ainda que “os ataques continuarão” a afetar os navios israelenses ou aqueles que se dirigem aos portos da Palestina ocupada.”

O Pentágono disse que não tem planos de enviar mais tropas ou recursos para a região por enquanto e monitorará a situação, também porque todos os olhos estão voltados para as bases dos EUA no Iraque e na Síria, enquanto as forças americanas se preparam para potenciais ataques retaliatórios de milícias apoiadas pelo Irã.

É importante ressaltar que o USCENTCOM convocou especificamente os iranianos. “Nós consideramos os militantes Houthi e seus desestabilizadores patrocinadores iranianos responsáveis ​​pelos ataques ilegais, indiscriminados e imprudentes ao transporte marítimo internacional que afetaram 55 nações até agora, inclusive colocando em risco a vida de centenas de marinheiros, incluindo dos Estados Unidos”, disse o general Michael Erik Kurilla, comandante do USCENTCOM.

Enquanto isso, Dave DeCamp do AntiWar.com fornece o seguinte breve histórico da história da guerra que assolou o Iêmen desde 2015. Curiosamente, a Arábia Saudita foi rápida em se distanciar da principal operação da coalizão ocidental na noite de quinta-feira… Desdobramentos irão se suceder.


SEJA UM ASSINANTE DO BLOG: Para os leitores do Blog que ainda não são assinantes e desejam acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que façam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog
Youtube: https://www.youtube.com/@thoth3126_blog

Siga o canal “Blog Thoth3126” no WhatsApp: https://www.whatsapp.com/channel/0029VaF1s8E9Gv7YevnqRB3X


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *