browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Iceberg gigante se desprende da plataforma de gelo Brunt na Antártida

Posted by on 28/02/2021

Um iceberg gigante, de tamanho maior do que a maioria das cidades europeias, se separou da Antártida, perto de uma estação de pesquisa britânica, afirmou nesta sexta-feira (26/02) a British Antarctic Survey (BAS), que cuida dos interesses do Reino Unido na região. O iceberg mede 1.270 quilômetros quadrados, aproximadamente a área da Grande Londres, se separou da plataforma de gelo Brunt, que possui umas espessura de 150 metros. As primeiras grandes rachaduras surgiram há quase uma década, e desde então cientistas esperavam o “parto” deste bloco de gelo.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Um gigantesco iceberg quase do tamanho da Grande Londres se separou da Antártica, perto da estação de pesquisa Halley da Grã-Bretanha.

Fonte:  Por Jonathan Amos – Fonte:  BBC Science 

Instrumentos de superfície na plataforma de gelo de Brunt confirmaram a divisão na manhã de sexta-feira. No momento não há ninguém na base, portanto não há risco de vida humana. O British Antarctic Survey vem operando a Base Halley em uma função reduzida desde 2017 por causa da perspectiva iminente de quebra do gelo. O iceberg foi medido para cobrir 1.270 quilômetros quadrados – quase 490 milhas quadradas. A base Halley está posicionada apenas a pouco mais de 20km da linha de ruptura.

Halley station

A Estação Halley é famosa por suas pesquisas sobre a camada de ozônio

O BAS tem uma série de dispositivos GPS no Brunt. Estes retransmitem informações sobre os movimentos do gelo de volta para a sede da agência em Cambridge.  Os cientistas inspecionarão imagens de satélite assim que estiverem disponíveis. Eles vão querer ver que nenhuma instabilidade inesperada apareça na plataforma de gelo que mantém a Base Halley.

Esta separação foi antecipada?

Absolutamente. Os cientistas monitoram continuamente quaisquer fissuras importantes no Brunt e têm acompanhado a propagação de algumas delas nos últimos anos. Na verdade, foi uma aceleração no movimento dessas fissuras que realmente levou a BAS a realocar Halley “rio acima” no fluxo de gelo em 2016/17 .

Todas as principais rachaduras convergem para um local conhecido como McDonald Ice Rumples.  Este é um ponto de fixação – uma seção do fundo do mar raso – que o Brunt deve passar por cima. Uma rachadura em particular, chamada North Rift, se espalhou a partir das rugas para desenhar o contorno do iceberg que agora se partiu.

Plataforma de gelo Brunt

Uma visão de satélite sem nuvens do início de fevereiro mostra a área aproximada do iceberg gigante que se desprendeu [em vermelho]

Onde exatamente isso esta acontecendo?

Fica na plataforma de gelo Brunt, que é a saliência flutuante das geleiras que fluíram da terra para o mar de Weddell. Em um mapa, o Mar de Weddell é aquele setor da Antártica diretamente ao sul do Oceano Atlântico. O Brunt fica no lado leste do mar. Como todas as plataformas de gelo, eventual e periodicamente cria icebergs. O último grande pedaço a ter saído nesta área foi no início dos anos 1970.

Qual é o tamanho do novo iceberg?

As estimativas apontam para cerca de 1.270 km². A Grande Londres tem cerca de 1.500 km²; o condado galês de Monmouthshire tem aproximadamente 1.300 quilômetros quadrados. Isso é grande em qualquer medida, embora não tão grande quanto o monstro iceberg A68, que pariu em julho de 2017 na plataforma de gelo Larsen C, no lado oeste do mar de Weddell.

Mas mesmo com um quarto do tamanho do A68, o bloco de Brunt precisará ser rastreado devido ao risco futuro que pode representar para o transporte marítimo. O Centro Nacional de Gelo dos Estados Unidos dará ao novo iceberg uma designação no devido tempo. Por estar no mesmo quadrante Antártico (0-90W) que a origem de A68, o iceberg de Brunt também carregará a letra “A” em seu nome. É provável que se chame A74.

A diretora da BAS, Dame Jane Francis, comentou: “Nossas equipes da BAS foram preparadas para o nascimento de um iceberg da plataforma de gelo de Brunt durante anos. Monitoramos a plataforma de gelo diariamente usando uma rede automatizada de instrumentos GPS de alta precisão que cercam a estação, estes medem como a plataforma de gelo está se deformando e se movendo. Também usamos imagens de satélite da Agência Espacial Europeia, da NASA e do satélite alemão TerraSar-X.

“Todos os dados são enviados de volta a Cambridge para análise, então sabemos o que está acontecendo mesmo no inverno da Antártica, quando não há funcionários na estação e está escuro como breu.”

Mapa da região antártica

Localização da plataforma de gelo Brunt onde surgiu o novo iceberg gigante

A mudança climática está em ação?

Não. O parto de icebergs na borda dianteira de uma plataforma de gelo é um comportamento muito natural. Uma plataforma manterá um equilíbrio e a ejeção de icebergs é uma forma de equilibrar o acúmulo de massa da neve e a entrada de mais gelo das geleiras que se alimentam na terra.

Ao contrário da Península Antártica, do outro lado do Mar de Weddell, os cientistas não detectaram mudanças climáticas na região de Brunt que alterariam significativamente o processo natural descrito acima. Além disso, as estimativas sugerem que o Brunt atingiu sua maior extensão em pelo menos 100 anos antes do parto. O evento estava atrasado.


Informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.