Israel à beira da ‘Guerra Civil’ com tirania de Netanyahu

As reformas propostas pelo primeiro-ministro Netanyahu desencadearam uma “crise constitucional e social”, acredita Isaac Herzog, presidente de Israel. O presidente israelense, Isaac Herzog, alertou que o estado judeu está à beira de uma guerra civil devido às reformas judiciais propostas pelo governo recém-eleito. Em meio a protestos em todo o país, ele apresentou um conjunto de reformas alternativas, que foram rejeitadas pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Israel à beira da ‘Guerra Civil’ com tirania de Netanyahu

Fonte: RússiaToday

“Aqueles que pensam que uma verdadeira guerra civil, com vidas humanas, é uma fronteira que não cruzaremos, não fazem ideia”, disse Herzog em um vídeo na quarta-feira. “O abismo está próximo”, continuou ele, acrescentando que “a qualquer preço e por qualquer meio, não vou deixar isso acontecer”.

Israel tem sido abalado por protestos contínuos desde que Netanyahu anunciou “suas reformas” no judiciário propostas em janeiro. Essas mudanças legais permitiriam que o parlamento de Israel anulasse as decisões da Suprema Corte por maioria simples de votos, dariam ao governo mais poder na nomeação de juízes e limitariam a capacidade do tribunal de revisar a legislação que considera “irracional”.

O Parlamento israelense votou na terça-feira para avançar um projeto de lei que permitiria aos legisladores anular as decisões. A votação ocorreu depois que centenas de milhares de manifestantes foram às ruas de Tel Aviv, Jerusalém, Haifa e outras cidades israelenses no fim de semana para se opor à sua aprovação.

Herzog, cujo papel é em grande parte cerimonial, respondeu propondo um pacote alternativo de reformas. O plano de Herzog ainda proibiria o tribunal de rever a legislação que considera “irracional” , mas permitiria que derrubasse decisões parlamentares com uma maioria de dois terços dos juízes. 

Soldados e ativistas da reserva israelense protestam contra a reforma judicial planejada pelo governo israelense, na cidade de Bnei Brak, 16 de março de 2023 (crédito da foto: FLASH90)
Soldados e ativistas da reserva israelense protestam contra a reforma judicial planejada pelo governo israelense, na cidade de Bnei Brak, em 16 de março de 2023(crédito da foto: FLASH90)

Entre outros compromissos, também permitiria que o parlamento anulasse as decisões, mas apenas com o acordo de pelo menos um outro ramo do governo.

Netanyahu rejeitou o plano de Herzog, dizendo aos repórteres que “só iria perpetuar a situação existente”. Sua rejeição desencadeou novos protestos na noite de quarta-feira, quando os manifestantes se reuniram no aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, em uma tentativa de interromper uma viagem planejada do primeiro-ministro a Berlim.

Os críticos do primeiro-ministro argumentam que a mudança legal permitiria a Netanyahu governar como um tirano autoritário e aprovar uma legislação que o protegesse das investigações de corrupção em andamento [mais um bandido governando]. Herog ficou do lado desses críticos na semana passada, chamando as reformas de “opressivas” e antidemocráticas.

Em um apelo antes da votação de terça-feira, ele declarou que as reformas haviam desencadeado uma “crise constitucional e social” e deveriam ser abandonadas antes que Israel sofresse “repercussões diplomáticas, econômicas, sociais e de segurança interna”.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“, “acordado” . . .}


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth