Israel está se preparando para Invadir o sul do Líbano numa Guerra em Grande Escala contra o Hezbollah

Há notícias recentes provenientes dos meios de comunicação israelenses de que o gabinete de guerra do país está discutindo o lançamento de uma guerra em grande escala contra o Hezbollah, o que provavelmente envolveria uma invasão terrestre do exército israelense no sul do Líbano.

Fonte: Zero Hedge

O Chefe do Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel-FDI, tenente-general Herzi Halevi, disse na terça-feira que uma “decisão” difícil está próxima em meio a crescentes ataques diários ao norte de Israel por foguetes do Hezbollah.

“Estamos nos aproximando do momento em que uma decisão terá que ser tomada, e as FDI estão preparadas e muito prontas para esta decisão”disse Halevi durante uma visita a uma base militar em Kiryat Shmona, uma região do norte que testemunhou incêndios massivos esta semana resultante dos vários ataques de drones e foguetes do Hezbollah.

“Estamos atacando há oito meses e o Hezbollah está pagando um preço muito, muito alto. Aumentou as suas forças nos últimos dias e estamos preparados depois de um processo de treino muito bom…  para avançar para um ataque no norte ”, disse Halevi.

“[Temos] uma defesa forte, prontidão para atacar, [e] estamos nos aproximando de um ponto de decisão, ele enfatizou. Isso ocorreu durante uma reunião do gabinete de guerra realizada na noite de terça-feira.

Grandes incêndios no norte de Israel persistiram esta semana na região da Galiléia, em Israel,  após a intensificação dos ataques de foguetes e drones do Hezbollah na fronteira norte de Israel com o sul do Líbano. Alguns relatórios afirmam que mais de 20 a 30 incêndios florestais em vários locais consumiram cerca de 2.500 acres de terra.

Desde que a guerra em Gaza eclodiu, na sequência do ataque terrorista do Hamas, em 7 de Outubro, mais de 80 mil residentes do norte de Israel permaneceram fora das suas casas e comunidades, devido aos combates retaliatórios que persistiram.

O general Halevi concluiu no final de sua visita a Kiryat Shmona:  “agora o trabalho das FDI é destruir o Hezbollah”.

Embora o conflito na fronteira norte tenha permanecido contido ou de âmbito limitado, alguns falcões israelitas na coligação governamental de Netanyahu apelam a uma escalada imediata contra o Hezbollah.

Israel está em chamas. Em resposta à queima de oliveiras no Líbano por Israel com fósforo branco, o Hezbollah está queimando os colonatos israelitas no norte. Se queimarmos… vocês queimam conosco

O Ministro das Finanças, Bezalel Smotrich, está exortando Israel e as forças armadas a enviarem o Líbano “de volta à Idade da Pedra” … enquanto o Ministro da Segurança Nacional, Itamar Ben Gvir, concordou que agora é o momento de levar a guerra ao Hezbollah.

Ben Gvir disse em novas declarações que é inaceitável que “a nossa terra esteja sob fogo e estejamos sendo feridos, que as pessoas aqui [no norte] estejam evacuando”, enquanto ao mesmo tempo há “silêncio no Líbano”.

“Eles estão nos queimando aqui. Todas as fortalezas do Hezbollah deveriam ser queimadas, deveriam ser destruídas. É Guerra!” ele exclamou em uma mensagem de vídeo.

“Visitando Kiryat Shmona, Ben Gvir pede guerra no Líbano: Não pode ser que a nossa terra esteja sendo atacada, esteja sendo atingida, as pessoas aqui estão a evacuar, não pode haver uma situação em que haja paz no Líbano. Eles estão queimando aqui, precisamos de queimar todo o Hezbollah, as fortalezas, destrua-as, guerra!

Contudo, uma ampla invasão terrestre israelita do Líbano poderia desencadear uma guerra mais ampla com o Irã, dado que Teerã é o mais próximo apoiante do Hezbollah. Pode até haver conselheiros militares iranianos do IRGC no terreno ajudando o Hezbollah neste momento. Israel já tem atacado semanalmente o interior da Síria e esses ataques provavelmente aumentariam ainda mais.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth