Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Líderes Religiosos Aliam-se ao WEF e à ONU para impulsionar a ‘Agenda das Mudanças Climáticas’ dos Globalistas

Nas profundezas de uma floresta antiga do Camboja, “Monges Ecológicos” envolvem as árvores em mantos clericais cor de açafrão antes de ordenar as árvores na fé budista. A prática é um exemplo de “ativismo florestal” que se espalhou pelo Camboja depois que monges tailandeses, na década de 1990, começaram a ordenar árvores como fariam com um novo monge. As árvores ordenadas tornam-se sagradas e protegidas da exploração madeireira ilegal porque prejudicar um monge ordenado é um tabu na religião budista.

Líderes Religiosos Aliam-se ao WEF e à ONU para impulsionar a ‘Agenda das Mudanças Climáticas’ dos Globalistas

Fonte: The Epoch Times – Autoria de Darlene McCormick Sanchez

O reconhecimento de que a religião pode ser uma ferramenta poderosa quando aplicada para vender a narrativa do “aquecimento global” tem vindo a ganhar força nas Nações Unidas e no Fórum Econômico Mundial (WEF), onde a fé tem sido tradicionalmente mantida à distância dos seus membros [em sua maioria psicopatas].

As agências globalistas acolhem agora com satisfação a ajuda dos líderes religiosos que lutam contra as alterações climáticas, um dos 17 objectivos de desenvolvimento sustentável da ONU para 2030. Mas  alguns líderes religiosos ficam alarmados com a situação de seus colegas no envolvimento no debate das mudanças climáticas.

“Acho que esta é uma agenda perigosa e impede a igreja de fazer o que é seu chamado principal, que é ganhar as pessoas para a fé em Jesus Cristo”, disse ele. Robert Jeffress, pastor da Primeira Igreja Batista de Dallas, disse ao Epoch Times.

“Devíamos estar muito mais preocupados com o que Deus pensaria.”

ONU. prevê o desastre se ações urgentes não forem tomadas para salvar a Terra da calamidade causada pelo aumento do nível dos oceanos e pelas condições climáticas extremas causadas pelo aquecimento global, embora as evidências científicas permaneçam controversas.

A meta climática da ONU para 2030 exige uma implementação “profunda, rápida e sustentada” na redução nas emissões de gases de efeito estufa em 42 por cento, e a ONU pretende atingir zero emissões líquidas até 2050. Prevê que as temperaturas globais aumentarão mais de 1,5 graus Celsius até 2035.

Crucificando o Combustível Fóssil [petróleo e gás]

Em antecipação à Conferência Climática da ONU em Paris, em 2015, grupos budistas, hindus, muçulmanos e cristãos emitiram declarações sobre alterações climáticas, marcando um ponto de viragem no apoio dos líderes religiosos à agenda climática global.

A ONU anunciou a notícia da carta papal do Papa Francisco sobre as mudanças climáticas daquele ano a todos os bispos católicos romanos, intitulada Laudato Si. O líder espiritual de 1,36 bilhões de católicos emprestou a sua considerável influência para salvar o planeta, lamentando que a degradação ambiental estivesse prejudicando os cidadãos mais pobres do mundo.

Apelo urgentemente, então, para um novo diálogo sobre como estamos moldando o futuro do nosso planeta,” O Papa Francisco escreveu.

O Papa Francisco faz um discurso enquanto outros líderes religiosos e cientistas ouvem durante a reunião “Fé e Ciência: Rumo à COP26,” no Vaticano em 4 de outubro de 2021. (ALESSANDRO DI MEO/POOL/AFP via Getty Images)

E embora o pontífice não tenha podido participar da cúpula climática da ONU COP28 deste ano em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, ele enviou uma mensagem para a inauguração do primeiro Pavilhão da Fé no evento, enfatizando a responsabilidade dos líderes religiosos para cuidar do planeta.

Muitos líderes religiosos juntaram-se aos responsáveis ​​da ONU para exigir que as instituições financeiras parem de financiar projetos de combustíveis fósseis. Líderes do Conselho Mundial de Igrejas, do Conselho Muçulmano de Anciãos e do Conselho de Rabinos de Nova York divulgaram declarações em 2021 e 2022 dizendo que bancos, fundos de pensão e seguradoras tinham um “imperativo moral” de parar de investir em combustíveis fósseis.

Eles pressionaram as instituições financeiras a investir na chamada energia renovável para “as crianças e as gerações futuras da vida na Terra”. Michael O’Fallon é o fundador do Sovereign Nations, um site de mídia dedicado à preservação da soberania nacional. Ele conversou com o Epoch Times sobre o que considera esse um desenvolvimento sinistro.

A agenda das alterações climáticas faz parte da missão da ONU e do WEF para governar e controlar a energia e a riqueza do mundo, disse ele. “Isso será abrangente. Isso vai mudar tudo, a menos que o paremos completamente,” O’Fallon avisou.

Como prova dessa agenda da Nova Ordem Mundial, ele apontou para a Terra Carta, um documento sobre as pessoas e os direitos do planeta inspirado na Carta Magna de 808 anos. A Terra Carta de 2021 faz parte do plano de mercado sustentável iniciado pelo rei [Tampax] britânico Charles, que é chefe da Igreja de Inglaterra.

O Rei Carlos III discursa na cerimônia de abertura da Cúpula Mundial de Ação Climática durante a COP28 em Dubai, Emirados Árabes Unidos, em 1º de dezembro de 2023. (Chris Jackson/Getty Images)

De acordo com o seu mandato, a “natureza” deve receber “direitos e valores fundamentais” para garantir um legado duradouro e tangível para esta geração. Mesmo grupos cristãos tradicionalmente conservadores, como a Associação Nacional de Evangélicos (NAE), aderiram ao movimento ambientalista.

Os cristãos acreditam em seguir os passos de Jesus, ajudando os pobres e vulneráveis ​​– que os globalistas afirmam que sofrerão mais com as alterações climáticas.

“Queremos navegar pelas complexidades dos nossos tempos, incluindo questões como as alterações climáticas, com clareza bíblica e um amor profundo que reflita o coração de Deus para este mundo, especialmente para aqueles menos capazes de desfrutar suas bênçãos”, disse o presidente da NAE, Walter Kim, em uma declaração de 2022.

Mas Jeffress disse que não está comprando o que a ONU, o WEF e os globalistas estão vendendo.

“Olha, sejamos claros: Jesus Cristo é quem define a agenda da Igreja, não das Nações Unidas”, disse ele. disse Jeffress. “E para as igrejas adotarem a declaração de propósito e as causas das Nações Unidas é na verdade a igreja se prostituindo, permitindo-se ser usada por uma organização externa.”

O conceito de nações é bíblico, o que significa que um governo global [NWO] não faz parte do plano de Deus, disse ele.

Em seu novo livro, “Are We Living in the End Times?” sendo lançado este mês, Jeffress disse que as pessoas precisam estar política e espiritualmente conscientes do que está acontecendo. O pastor Batista do Sul é conhecido como conselheiro espiritual do ex-presidente Donald Trump.

A chamada urgência climática galvanizou ativistas ambientais da GreenFaith e da Interfaith Power and Light para organizar protestos e perturbações. GreenFaith organizou uma manifestação no ano passado na sede da BlackRock em Nova York que resultou em prisões depois que os manifestantes alertaram a colossal empresa de investimentos para parar de “destruir a Terra” investindo em combustíveis fósseis.

Parte do apelo global para pavar as chamadas alterações climáticas é a ideia de que os pobres do mundo serão os que mais sofrerão com a seca e as inundações generalizadas. No entanto, os críticos dizem que a cura globalista é muito pior do que um cenário de alterações climáticas que alguns cientistas contestam. E dizem que não estão surpreendidos pelo fato de a ONU estar incorporando a religião na sua campanha de pressão.

imagem-5542551

A fundação independente Climate Intelligence (CLINTEL) emitiu uma declaração neste verão declarando que não há emergência climática. O documento foi assinado por quase 2.000 cientistas e profissionais de cerca de 60 países até 1º de dezembro.“[A] histeria em torno do tema é totalmente injustificada. A “cura” – livrar-se dos combustíveis fósseis o mais rápido possível e substituí-los por energias renováveis ​​– provavelmente será pior do que a “doença”. O membro fundador do CLINTEL, Marcel Crok, disse ao Epoch Times em uma entrevista anterior.

O plano da ONU para aproveitar o poder da religião pode ser visto no seu plano Quadro Global para a Biodiversidade Kunming-Montreal, que é um pacto entre países desenvolvidos em 2022 para salvar recursos naturais e espécies ameaçadas em todo o mundo. De acordo com a ONU, “o alcance e a influência consideráveis ​​dos grupos religiosos e espirituais fazem deles um eleitorado importante e natural”; para atingir os seus objetivos ambiciosos.

Uma reunião semelhante da Convenção-Quadro sobre Mudanças Climáticas de 2022 apelou aos países ricos, como os Estados Unidos, para pagarem aos países mais pobres reparações por “perdas e danos” causados ​​pelas alterações climáticas. Da mesma forma, o WEF-Fórum Econômico Mundial divulgou um relatório em 2016 intitulado “O papel da fé nos desafios globais sistêmicos” que inclui uma seção que declara que as mudanças climáticas não podem ser resolvidas sem religião.

Klaus Schwab, fundador e presidente executivo do WEF, disse ao Conselho da Agenda Global que os valores não podem ser justificados apenas através da razão intelectual, razão pela qual a fé deve estar envolvida, de acordo com o relatório.

A religião oferece uma postura moral que pode ajudar a “legitimar a causa”. o relatório afirma.“Há uma necessidade de enquadrar narrativas de esperança e possibilidades”, disse ele. “As tradições religiosas têm ampla experiência em combinar perspectivas de curto prazo com uma perspectiva de longo prazo e narrativas convincentes.”

Impulsionando a Prosperidade

Diana Furchtgott-Roth é diretora de energia, clima e meio ambiente da Heritage Foundation e professora adjunta de economia na Universidade George Washington.

Furchtgott-Roth disse ao Epoch Times que não está surpresa que as organizações internacionais estejam usando a religião para persuadir a classe trabalhadora de que ELES devem fazer OS sacrifícios para proteger o planeta. “Acho que os ambientalistas usam todos os métodos que podem para promover a sua agenda porque a sua agenda resulta em preços de eletricidade e transportes mais caros”, disse ele. ela disse.

Os discípulos da agenda climática não parecem compreender que a energia renovável é menos fiável e mais cara, o que significa que irá baixar os padrões de vida da classe média, de acordo com Furchtgott-Roth. Os líderes religiosos podem ser [idiotas ignorantes] bem-intencionados, disse ela, mas precisam compreender que a energia abundante e barata é uma das razões para a migração em massa para os países ocidentais.

Há menos energia disponível na América Latina e em África, o que significa que a vida é mais difícil para os pobres, disse Furchtgott-Roth. “Mais energia promove o avanço humano, o progresso humano. Você não precisa carregar água em baldes”, disse. ela disse. “Você não precisa acender velas ou cozinhar sobre lenha e usando esterco.”

E a limitação dos combustíveis fósseis poderia causar a mesma escassez de alimentos que alguns líderes religiosos temem que seja o resultado das alterações climáticas. O aumento dos custos dos combustíveis já está a afetando os preços dos alimentos. Os Independent Commodity Intelligence Services, que analisam os mercados, previram em Setembro que os preços dos alimentos continuariam a subir à medida que aumentassem os custos da energia e dos fertilizantes.

Furchtgott-Roth destacou a proibição repentina no Sri Lanka, em abril de 2021, de fertilizantes sintéticos e pesticidas na produção de alimentos.

Na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas de 2021, o então presidente do Sri Lanka, Gotabaya Rajapaksa, descreveu com orgulho o movimento do seu país em direção à agricultura autossustentável biológica. Um ano depois, as colheitas foram dizimadas e milhares de cingaleses, enfrentando a fome, invadiram a residência presidencial, forçando o presidente Rajapaksa a renunciar e fugir apressadamente do país, para nunca mais voltar.

Milhares de cingaleses, enfrentando a fome, invadiram a residência presidencial, forçando o presidente Rajapaksa a renunciar e fugir apressadamente do país.

“Portanto, temos experiências reais de tentar fazer crescer a agricultura sem combustíveis fósseis e fertilizantes E seus derivados”, disse ele. Sra. Furchtgott-Roth.

Os líderes religiosos que temem que as alterações climáticas prejudiquem os necessitados devem compreender que a eletricidade e os transportes caros [e a própria religião] também prejudicam os pobres. Ela observou que, para algumas pessoas, o ambientalismo se tornou uma religião de fanáticos em si mesma.


O REAL MOTIVO PARA AS “MUDANÇAS CLIMÁTICAS“: A seguir citamos passagem de um livro Contato com Discos Voadores, de Dino Kraspedon, páginas 33 a 37) publicado ainda em 1957, sobre encontros com extraterrestres vindos das luas de Júpiter, Ganimedes e Io, em que são feitas referências (há 66 anos atrás) à chegada de um SEGUNDO SOL ao nosso sistema solar:

“Em breve os terrestres terão outros problemas para resolver. Se até agora não tem solução para o problema dos três corpos, brevemente haverá maior dificuldade com a inclusão de um outro sol no nosso sistema. Agora são três; depois serão quatro corpos, representados pela Terra, dois sóis e o centro magnético do sistema”.

P. Não estou compreendendo bem ao que você está se referindo. Que outro sol é esse que fará parte do nosso sistema solar?

— É o que lhe estou afirmando: um outro sol penetrará, dentro em breve, no nosso sistema solar, e teremos um invejável e novo sistema de sóis duplos. Aliás, essa é uma das razões porque aqui nos encontramos, além de vir preveni-los contra os perigos a que estão expostos com o advento da era atômica e de vir saudá-los.

P: Sim, eu quero saber quais os perigos a que estamos expostos com o advento da era atômica, mas primeiro seria interessante ouvir mais a respeito desse novo sol.

— Esse corpo é um monstro, que em breve poderá ser visto na direção (da Constelação) de Câncer, de luz apagada ainda. A luz de um sol só passa a brilhar quando penetra num campo magnético secundário como o nosso. Penetrando no sistema, toma um movimento de rotação, deforma o espaço e gera correntes que lhe darão brilho. Se viesse luminoso, sua luz (e energia) provocaria forte repulsão e seria desviado da sua rota. Sem brilho, ele sofre a pressão do nosso sol mas o seu momento cinético lhe garantirá a penetração no sistema solar. De inicio será uma luz avermelhada, depois azul.

Após vencer a zona das grandes massas planetárias (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno), terá a oposição solar pela frente, mas na retaguarda terá o peso das grandes massas a impulsioná-lo por uma ação repulsiva. A repulsão contra os planetas, pela retaguarda, a sua luz brilhando e o volume de sua massa descomunal fará o nosso sol atual deslocar-se das proximidades do atual centro magnético, situando se mais longe. Então os dois sóis demarcarão as suas órbitas, ficando o de maior massa e menos luz mais próximo do centro (⁹ E sucederá que, naquele dia, diz o Senhor Deus, farei que o sol se ponha ao meio-dia, e a Terra se escureça no dia claro. – Amós 8:9)

A penetração desse novo corpo celeste em nosso sistema solar foi “vista” e anunciada por Nostradamus nas suas célebres Centúrias, II, quadra 41, onde se lê: “La grande estoille par sept jours bruslera. Nuee fera deux soleils apparoir”:  Traduzido, significa: “Por sete dias a GRANDE ESTRELA brilhará, nuvem fará dois sóis aparecer”.

— Dois sóis no novo sistema solar criarão problemas MUITO grandes e difíceis. Todos os planetas terão as suas atuais órbitas modificadas. Mercúrio cairá na zona hoje compreendida entre Vênus e a Terra. Vênus irá para o lugar que medeia entre a Terra e Marte. A Terra sentirá o efeito, antes que o novo sol  se coloque no seu lugar definitivo. À medida que esse corpo começar a brilhar, a pressão da luz fará com que a Lua se desloque da sua órbita e vá situar-se num ponto que passe à categoria de planeta. Com esse deslocamento conduzirá uma quantidade da massa etérea da Terra, que lhe garantirá uma estabilização de movimento. A Terra, por sua vez, sob a pressão combinada de dois sóis, irá se situar na zona hoje ocupada pelo Cinturão de asteroides, numa nova órbita entre Marte e Júpiter.

— Em suma, haverá um deslocamento generalizado (todos os planetas e luas assumirão uma NOVA ÓRBITA) de todos os corpos que povoam o nosso atual sistema solar. Plutão será lançado para fora do sistema, e vagará errante pelo espaço, até que um seio acolhedor o recolha. Um dos satélites de Marte será arrancado da sua atual posição e será projetado no espaço. De massa bastante densa, em vez de repelido será atraído para o interior. Sua trajetória será de tal forma que viria a constituir-se em novo satélite da Terra. Depende do sentido em que ele tomar contato com o planeta. Se isso se der contra o sentido de rotação da Terra, o choque provocado pelo encontro da sua massa com o éter fá-lo-á em pedaços; se for a favor, ficará ligado ao planeta.

Vídeo de uma explosão solar, feito pela sonda STEREO da NASA, no dia 28 de novembro de 2013, que revelou a existência de um imenso objeto já adentrando o nosso sistema solar.

P: Quando será isso? Ainda levara muito tempo?

— A Terra não sofrerá com um choque direto, pois a sua camada etérea (campo magnético) oferece proteção. Pelos nossos cálculos, apenas cairá uma chuva de pedras antevista por inúmeros profetas sobre a superfície deste globo, principalmente na zona compreendida pelo sul europeu, norte da África, Ásia Menoro norte da América do Sul e o sul da América do Norte. O impacto transformará o atual esplêndido satélite marciano em pedacinhos de uns 20 kg cada um, que devastará as zonas acima descritas. Depois tudo se normalizara. Nós teremos um novo céu por onde viajar, e vocês uma nova Terra.(Nota de Thoth: queda de meteoros, previstas no livro de João, o Apocalipse: “E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande. –  Apocalipse 16:21

— Será muito em breve, no fim deste século XX. A Terra começará o seu novo milênio com uma nova fonte de luz a iluminar os seus prados. Muitos desaparecerão para sempre do cenário terrestre, mas um pequenino rebanho restará, obediente às leis de Deus, e não haverá mais as lágrimas que aqui existem. Haverá paz e abundância, justiça e misericórdiaAs almas injustas terão o castigo merecido, e só os bons terão guarida. Nesse dia o homem compreenderá o triunfo dos justos, e verá porque Deus não puniu imediatamente os maus. O Sol, que há de vir, será chamado o “Sol da Justiça”.  O seu aparecimento nos céus da Terra será o sinal precursor da vinda d’Aquele que brilha ainda mais que o próprio Sol.

P: E o que tem a ver a vinda dos discos voadores (extraterrestres) à Terra com o Sol que há de vir?

— Estudamos todos os efeitos que o seu aparecimento trará. Se nos fosse permitido, poderíamos enviar, por meio de aparelhos apropriados, pulsações eletromagnéticas contra ele, e evitaríamos a sua entrada, fazendo que a sua luz acendesse fora do sistema. Mas evitar a sua Vinda seria querer nos opor contra à vontade de Deus e deixar que a injustiça aqui se perpetuasse. Quem está com a sua consciência tranqüila e em paz com o seu Criador nada precisa temer. Deixemo-lo vir.

— Nós viemos com finalidade de estudos e também, para fazer um supremo apelo ao homem para que evitem a catástrofe e vivam em paz. A Terra não é o centro do sistema planetário, como antes pensavam, mas é o atual centro do mal. Se os homens se tornassem bons, talvez que o Criador tivesse ainda mais compaixão. Evitem a guerra, porque pode dar-se o caso que o homem destrua o seu próprio planeta com as suas próprias mãos evitando assim, que as forças da natureza o façam. Não é difícil ser bom; já é o bastante não fazer o mal. O restante Deus suprirá.” (Fim de citação)}


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog
Youtube: https://www.youtube.com/@


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na CEF, AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.311 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

NOSSOS PRODUTOS

Indicações Thoth

Seja um Anunciante

Divulge seu produto ou serviço em nosso portal!
Converse com a equipe comercial no WhatsApp