Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Mais ‘Vazamentos’ de documentos ‘Top Secret’ dos EUA publicados on-line

Mais de 100 documentos confidenciais aparecem on-line: segredos dos EUA ‘desde a Ucrânia ao Oriente Médio e à China’. Mais um despejo de documentos, desta vez em maior quantidade, e vazamento de materiais altamente classificados está sendo relatado na sequência da divulgação inicial de que memorandos relacionados à estratégia dos EUA na guerra da Ucrânia apareceram online, incluindo material marcado como “Top Secret”

Mais de 100 documentos confidenciais aparecem on-line: segredos dos EUA ‘da Ucrânia ao Oriente Médio e à China’

Fontes: The New York TimesZero Hedge

Desta vez, o vazamento parece mais expansivo: “Um novo lote de documentos classificados que parecem detalhar segredos de segurança nacional americanos desde a Ucrânia ao Oriente Médio e à China surgiram em sites de mídia social na sexta-feira, alarmando o Pentágono e adicionando turbulência a uma situação que parecia ter pego o governo de (‘Dementia’ Joe) Biden desprevenido“, informou o New York Times na noite de sexta-feira.

“A escala do vazamento é inédita – analistas dizem que mais de 100 documentos podem ter sido obtidos – junto com a sensibilidade dos próprios documentos, pode ser extremamente prejudicial, disseram autoridades dos EUA”, continua o relatório.

Um alto funcionário da inteligência foi citado no relatório dizendo que o vazamento é “um pesadelo para os Cinco Olhos” – em referência às nações anglo saxões de compartilhamento de inteligência dos EUA, Reino Unido, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Como os planos de guerra da Ucrânia relatados anteriormente pelo Times, alguns desses documentos mais recentes apareceram no Twitter e outras plataformas de mídia social e incluem relatórios rotulados com uma das mais altas classificações de “Secret/NoForn”  – o que significa que são confidenciais o suficiente para não ser compartilhado nem mesmo com aliados estrangeiros. 

Curiosamente, o NY Times observa que um slide de inteligência que está circulando apresenta uma avaliação alarmante das vacilantes capacidades de defesa aérea da Ucrânia“. Mas esses vazamentos, alguns dos quais realmente apareceram em um servidor Discord dedicado a discutir o Minecraft e outros lugares incomuns, incluem mais do que o conteúdo inicial sobre o planejamento da guerra na Ucrânia : 

Mas os documentos vazados parecem ir muito além do material altamente confidencial sobre os planos de guerra da Ucrânia. Analistas de segurança que revisaram os documentos que caíram em sites de mídia social dizem que o tesouro crescente de informações embaraçosas também inclui slides de informações confidenciais sobre a China, o teatro militar no Indo-Pacífico, o Oriente Médio e o terrorismo .

Não exatamente. O vazamento do Pentágono também revela que o regime de Kiev é uma caixa preta de dinheiro e armas. Além disso, o Pentágono não tem ideia real das perdas do lado da Ucrânia – exceto o que Kiev lhes diz. É como aquela namorada que abusa do seu cartão de crédito e você não tem ideia do quê”.

O relatório cita um analista que adverte que isso provavelmente é “a ponta do iceberg” e que mais vazamentos importantes estão chegando, ou possivelmente já aconteceram, em algo que poderia começar a rivalizar com os ‘Papéis do Pentágono’ da era da guerra do Vietnã.

Um ex-alto funcionário do Pentágono, Mick Mulroy, também foi citado como tendo dito que isso poderia atrapalhar o planejamento militar ucraniano, uma vez que “muitos deles eram fotos de documentos” e, portanto, “parece que foi um vazamento deliberado feito por alguém que desejava danificar os esforços da Ucrânia, dos EUA e da OTAN”.

Esta avaliação sugere um vazamento de dentro das forças aliadas, e não de um adversário estrangeiro, embora as autoridades americanas estejam acusando entidades online ligadas à Rússia de serem os principais divulgadores dos documentos vazados. 

Quais são as chances de esses vazamentos estarem conectados ao bombardeio de Nord Stream de Biden e foder seus próprios aliados.

As autoridades americanas também estão alertando que alguns dos documentos podem ter sido alterados digitalmente para se adequar a uma narrativa mais pró-Kremlin, como detalhamos  anteriormente. O Twitter reconheceu que as autoridades americanas estão solicitando que ele aja para remover materiais classificados da plataforma.

Há uma preocupação crescente de que os vazamentos possam vir de dentro das forças armadas ucranianas …

A Ucrânia procurou evitar vazamentos militares depois que os planos de assistência da OTAN apareceram nas redes sociais. Um funcionário ucraniano disse @Reuters que os documentos continham uma ‘grande quantidade de informações fictícias’ https://reut.rs/3MqrYUo

Funcionários do Pentágono e da inteligência dos EUA também estão lutando para descobrir a fonte do vazamento em uma investigação em andamento. Provavelmente, isso resultará em um maior escrutínio sobre Kiev e como sua cadeia de comando lida com dados confidenciais compartilhados pelo Pentágono.


{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Artigos Relacionados:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *