Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Máximo do Ciclo Solar 25 pode chegar mais cedo e Atingir com Mais Força à Terra, com Sérias Consequências

O Ciclo Solar 25 está em andamento desde abril de 2019. Desde o início do atual ciclo, o Sol se tornou mais ativo, desencadeando erupções solares, fortes ejeções de massa coronal [EMC] e tempestades geomagnéticas, com pelo menos um cientista alertando que o máximo do pico de atividade solar poderia chegar antes do previsto, ser muito mais forte e isso não é uma boa notícia para a economia digital e a tecnologia aqui na Terra. 

Máximo do Ciclo Solar 25 pode chegar mais cedo e Atingir com Mais Força à Terra

Fonte: Zero Hedge

“E o quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe permitido que abrasasse os homens com fogo. E os homens foram abrasados com grandes calores, e blasfemaram o nome de Deus, que tem poder sobre estas pragas; e não se arrependeram para lhe darem glória”.  –  Apocalipse 16:8,9

O atual ciclo solar tem um pico previsto para 2025. Em dezembro de 2022, o número total de manchas solares atingiu o seu nível mais elevado em oito anos, indicando que a atividade solar estava aumentando. No início deste ano, os cientistas observaram o dobro de manchas solares – sinais de alerta de que o máximo solar poderia estar se aproximando mais cedo e mais forte do que o previsto.

Outra indicação do aumento da atividade solar é o número e a intensidade das explosões solares:

Em 2022, ocorreram cinco vezes mais explosões solares de classe C e classe M do que em 2021 e, ano após ano, o número das explosões solares de classe X mais poderosas também está aumentando, de acordo com SpaceWeatherLive. com. A primeira metade de 2023 registrou mais explosões de classe X do que em todo o ano de 2022, e pelo menos uma atingiu diretamente a Terra. (As classes de explosão solar incluem A, B, C, M e X, sendo cada classe pelo menos 10 vezes mais poderosa que a anterior.) — Ciência Viva 

Ao longo dos anos, explicamos que as explosões solares podem desencadear grandes tempestades geomagnéticas e causar interrupções nos satélites e até na distribuição de energia pelas redes elétricas, causando apagões generalizados. 

O que é preocupante é que um físico solar da University of College London, Alex James, disse à Live Science que o aumento da atividade solar do Sol é um sinal de alerta de que o máximo solar poderá chegar até o final deste ano de 2023, dois anos antes do previsto. Ele disse que a previsão inicial era para 2025. 

Todas essas evidências sugerem que o Ciclo Solar 25 “atingirá o pico muito mais cedo e mais intenso do que o esperado”, disse Tiago. 

Outros físicos solares relataram à publicação científica previsões muito semelhantes. E eles nos alertaram: “Estamos mal preparados”.

Riscos que as tempestades solares representam para a economia moderna 

O governo federal tornou-se cada vez mais sério sobre possíveis eventos de interrupção da rede de distribuição de energia elétrica produzidos por tempestades solares com uma ordem executiva de 2016 assinada pela administração Obama intitulada Coordenando Esforços para Preparar a Nação para Eventos climáticos espaciais“.  

E lembre-se: “Tempestades solares podem devastar civilizações inteiras.” 

A Grande Tempestade Geomagnética de maio de 1921

O incidente começou em 12 de maio de 1921, há 102 anos atrás, quando a mancha solar gigante AR1842, cruzando o sol durante a fase de declínio do Ciclo Solar 15, começou a brilhar intensamente. Uma explosão após a outra, lançou ejeção de massa coronal (CMEs) diretamente em direção à Terra. Nos três dias seguintes, a imensa energia das CMEs abalaram o campo magnético da Terra. Cientistas de todo o mundo ficaram surpresos quando todos os seus magnetômetros subitamente diminuíram a escala, e então os incêndios começaram ao redor do mundo.

Por volta das 02:00 GMT de 15 de maio, um posto telegráfico na Suécia explodiu em chamas. Cerca de uma hora depois, aconteceu o mesmo no outro lado do Atlântico, na aldeia de Brewster, em Nova York. Chamas envolveram o quadro de distribuição de eletricidade na estação Brewster da Central New England Railroad e se espalharam rapidamente para destruir todo o edifício. Esse incêndio, juntamente com outro na mesma época em uma torre de controle ferroviário perto da Grand Central Station da cidade de Nova York, é o motivo pelo qual o evento às vezes é chamado de “New York Railroad Superstorm”.

Um evento solar de grande magnitude pode causar interrupção massiva de energia elétrica e queda da Internet, por todo o globo, mudanças profundas nas órbitas dos satélites [ou queimá-los] e perda de tecnologias baseadas em rádio, como a orientação via GPS e o fim da telefonia celular. A interrupção do GPS pode afetar significativamente os serviços de logística e emergência e a navegação e o transporte aéreo e marítimo, entre outros problemas . . .

O que causou os incêndios? As correntes elétricas induzidas pela atividade geomagnética surgiram através das linhas telefônicas e telegráficas, aquecendo-as até o ponto de combustão. Fortes Correntes elétricas interromperam os sistemas de telégrafo na Austrália, Brasil, Dinamarca, França, Japão, Nova Zelândia, Noruega, Suécia, Reino Unido e EUA. O Ottawa Journal (1921) relatou que muitas linhas telefônicas de longa distância em New Brunswick foram queimadas pela tempestade geomagnética. Em algumas linhas de telégrafo nos EUA, as tensões atingiram até 1000 V.

Durante o pico da tempestade, em 15 de maio, cidades em latitudes mais ao sul como Los Angeles e Atlanta pareciam Fairbanks, no Alasca, com as luzes do norte [Aurora Boreal] dançando no céu enquanto linhas telegráficas estalavam com correntes geomagnéticas. Auroras Boreais foram vistas nos EUA no extremo sul do Texas, enquanto, no Pacífico, foram vistas auroras vermelhas de Samoa e Tonga e por navios no mar que cruzavam o equador.

Saiba mais: Federação Galáctica e Futuro EVENTO Solar (Ejeção de Massa Coronal do SOL-FLARE SOLAR)


Siga o canal “Blog Thoth3126” no WhatsApp: https://www.whatsapp.com/channel/0029VaF1s8E9Gv7YevnqRB3X


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na CEF AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Cef)”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *