Médicos descobrem que a Glândula Pineal – o ‘Terceiro Olho’ – é mais parecida com os Nossos Olhos do que Sabíamos

A glândula pineal no cérebro humano possui estruturas notavelmente semelhantes às dos nossos olhos. Ele também tem faculdades surpreendentemente semelhantes. Essa glândula possui células que atuam como receptores de luz, como a nossa retina, e uma estrutura comparável ao vítreo, a substância gelatinosa entre a retina e as lentes dos nossos olhos. Algo como uma lente também existe na glândula pineal.

Os médicos descobrem que nossa glândula pineal – nosso ‘Terceiro Olho’ [o da Visão Espiritual] – é mais parecido com nossos olhos normais do que pensávamos

Fonte: The Epoch Times – Por Tara MacIsaac

Os cientistas ainda estão aprendendo muito sobre a Glândula Pineal. Ela é conhecida nos sistemas de crenças orientais e ocidentais como a sede da consciência humana. O espiritualismo [o Esoterismo] oriental sustenta que os olhos existem por todo o corpo na forma de aberturas — pontos de acupuntura. A ciência ocidental também está começando a compreender que o corpo pineal é uma espécie de “terceiro olho”.

Durante anos, os cientistas reconheceram semelhanças entre o corpo pineal e nossos olhos. Em 1919, Frederick Tilney e Luther Fiske Warren escreveram que as referidas semelhanças provam que a glândula pineal foi formada para ser sensível à luz e possivelmente ter outras capacidades visuais.

Mais recentemente, em 1995, a Dra. Cheryl Craft, chefe do departamento de células e neurobiologia da University of Southern California, escreveu sobre o que ela chamou de “o olho da mente”.

“Sob a pele do crânio de um lagarto, encontra-se um ‘terceiro olho’ sensível à luz, que é o … equivalente à glândula pineal secretada por hormônios, envolta em osso, no cérebro humano. A pineal humana não tem acesso direto à luz, mas, como o ‘terceiro olho’ do lagarto, mostra uma liberação aumentada de seu hormônio, a melatonina, durante a noite”, escreveu ela. “A glândula pineal é o ‘olho da mente’.”

Um feixe de fibras nervosas conecta isso à comissura posterior (outra parte do cérebro que não é bem compreendida).

‘Na década de 1950, os pesquisadores descobriram a capacidade do corpo pineal de sentir a luz e produzir melatonina correspondente aos níveis de luz que detecta. Ele, portanto, controla ritmos importantes no corpo e também afeta os sistemas reprodutivo e imunológico. Anteriormente, pensava-se que o corpo pineal era vestigial, ou seja, ‘adormecido’; esta descoberta revelou que ele realmente serve a funções importantes.

Em maio de 2013, foi feita outra descoberta que também pode mudar a forma como o corpo pineal é compreendido.

Descobriu-se que o corpo pineal de um rato produz N,N-dimetiltriptamina (DMT), algo que os seres orgânicos produzem, mas (novamente) não é bem compreendido. Isso é interessante porque sabe-se que a ingestão de DMT pode induzir experiências psicodélicas caracterizadas como espiritualmente intensas.

O Dr. Rick Strassman, com a aprovação do governo dos EUA, realizou pesquisas na Universidade do Novo México na década de 1990, onde injetou DMT em voluntários humanos. Foi Strassman quem chamou o DMT de “molécula do espírito”.

A presença de DMT na glândula pineal de ratos foi confirmada na Universidade de Michigan pelo Dr. Jimo Borjigin e na Louisiana State University pelo Dr. Steven Barker. Sua pesquisa foi parcialmente financiada pela Cottonwood Research Foundation, liderada pelo Dr. Strassman, que apóia a pesquisa científica sobre a natureza da consciência. Seu estudo foi publicado na revista Biomedical Chromatography.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro. E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não reconheceis os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado . . .” – Mateus 16:2-4


Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.309 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth