browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Nova tecnologia expandirá perigosamente espionagem do governo aos cidadãos

Posted by on 05/12/2020

Se você está preocupado com a capacidade do governo de conduzir a vigilância de cidadãos engajados em assembleias, reuniões e protestos políticos, ou mesmo apenas em atividades pessoais, você deve estar ciente de que a capacidade tecnológica da vigilância do governo sobre todos está prestes a se expandir exponencialmente. O Laboratório de Pesquisa da Força Aérea dos EUA (sim, a USAF tem seu próprio laboratório) assinou recentemente um contrato para testar um novo software de uma empresa chamada SignalFrame, uma empresa de tecnologia sem fio de Washington DC. O novo software da empresa é capaz de acessar smartphones e, de seu telefone, acessar qualquer outro dispositivo sem fio ou Bluetooth nas proximidades.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Uma nova tecnologia expandirá perigosamente a espionagem do governo aos cidadãos

Fonte:  Activist Post – Por Jack Rasmus

Para citar o artigo de hoje no Wall St. Journal , o smartphone é usado “como uma janela para o uso de centenas de milhões de computadores, roteadores, rastreadores de fitness, automóveis modernos e outros dispositivos em rede, conhecidos coletivamente como a ‘Internet das Coisas’.”

Na verdade, seu smartphone se torna um dispositivo de escuta do governo que detecta e acessa todos os dispositivos sem fio ou Bluetooth próximos ao seu aparelho, sem que voce saiba, ou qualquer coisa que tenha um endereço MAC. Quão ‘perto’ é necessário estar nas proximidades não é revelado pela empresa, ou pela Força Aérea, que se recusou a comentar a história do Wall St. Journal . Mas com a expansão da rede wireless 5G [futura rede Skynet], deve-se presumir que é mais do que apenas alguns passos distantes do seu smartphone.

Pode-se imaginar alguns cenários assustadores com essa capacidade nas mãos de bisbilhoteiros do governo:

Não só o governo saberia sua localização geográfica por meio do sinal de GPS do seu celular. Eles saberiam o que você está fazendo. E com quem, a que horas e onde.

Uma reunião política permitiria que eles vissem todos os proprietários de outros celulares nas proximidades de um protesto ou manifestação. Quantos estão se reunindo em uma rua ou local específico. A direção que eles podem estar tomando. Ou se há uma reunião da organização em um corredor ou sala e quem (com um telefone celular também) pode estar presente.

Se você estiver dirigindo em uma estrada sinuosa na costa ou nas montanhas, ele conhecerá e poderá acessar os vários sistemas eletrônicos do seu carro para desligá-los. Ele pode acessar a placa de circuito do seu carro que controla a direção hidráulica quando você está dirigindo em uma área de estradas sinuosas. Ou pode simplesmente desligar o sistema elétrico do seu carro e trancar remotamente todas as portas [agências de inteligência já praticam atentados assumindo o controle de carros conectados com a Internet]. A polícia não precisa mais se envolver em perseguições nas estradas até a captura de um alvo desejado.

A nova tecnologia permitiria ao governo acessar os dados em seu dispositivo fitbit enquanto você está correndo. Ou pior, talvez até interfira com o sinal do seu dispositivo de marca-passo cardíaco, podendo até mesmo matar alguém que se utiliza deste dispositivo.

A tecnologia pode ser usada para acessar seu smartphone e, a partir daí, ligar seu dispositivo Alexa para ouvir e gravar conversas sem você sequer nunca saber. Ou para ouvir em sua conferência com zoom em seu laptop. Ou talvez ainda pior, para desligar ou ignorar os recursos de segurança em seu equipamento de forno doméstico. Ou desligar o sistema de segurança de sua casa.

E com a banda larga sem fio 5G, o rastreamento pode ser estendido muito além do alcance de um dispositivo Bluetooth. Adicione 5G de banda larga sem fio à nova tecnologia SignalFrame e, em seguida, combine isso com a capacidade de aprendizado de máquina e inteligência artificial, e você obtém processamento instantâneo de uma enorme quantidade de dados sobre qualquer pessoa ou reunião específica!

Este problema de vigilância governamental sobre a atividade cidadã gratuita não é novo. Deu um salto gigante após o 11 de setembro com o Patriot Act e a aquisição de dados telefônicos pela Homeland Security [DHS] e outras agências de inteligência governamentais. Era para ter parado. Mas não mudou nada. Os bisbilhoteiros continuaram a ignorar as resoluções do Congresso e as decisões dos tribunais sobre a invasão da privacidade dos cidadãos. O mais recente teste de laboratório da Força Aérea é provavelmente apenas uma recente revelação da ‘ponta do iceberg’. E se a Força Aérea está fazendo isso, pode ter certeza que também estão o Exército, a Marinha, a NSA, a CIA, o FBI [et caterva] e todos os outros bisbilhoteiros do governo.

Certamente, esse tipo de tecnologia não seria usado apenas pelo governo dos Estados Unidos. Se os EUA têm, você pode apostar que outros governos também têm – especialmente China, Rússia, Israel e provavelmente alguns dos países europeus também.

Ao contrário de 2001, em 2020 a tecnologia da SignalFrame leva a vigilância governamental a um novo nível – dada a onipresença de smartphones, dispositivos de Internet das coisas (IOT), automóveis dependentes de placas de circuito digital e todos os muitos dispositivos domésticos agora com endereços de acesso sem fio MAC. E agora, ao contrário de cerca de 2001 e da aprovação do Patriot Act (e sua continuação na legislação anual NDAA), temos IA, aprendizado de máquina, redes neurais em todos os lugares e enorme poder de processamento de dados do governo.

Em suma, a tecnologia está se tornando uma ferramenta e um poder cada vez maiores nas mãos dos governos [e especialmente das Big Tech das mídias sociais], a ser usada para frustrar os direitos democráticos e constitucionais – bem como para detectar, apreender e ‘lidar com’ aqueles que protestam e se opõem a esses governos e as suas agendas.

A próxima década nos EUA e no planeta será não apenas cada vez mais difícil economicamente, mas também cada vez mais instável politicamente, mas provará ser um período em que a tecnologia está cada vez mais ameaçando os direitos civis básicos, bem como os próprios fundamentos da própria democracia.

Leia também do Post ativista: Força Aérea dos EUA usa IoT para monitorar centenas de milhões de rastreadores de condicionamento físico, carros, computadores, roteadores e muito mais

Fonte: CounterPunch.org

Jack Rasmus é autor de ‘ The Scourge of Neoliberalism: US Economic Policy from Reagan to Trump , Clarity Press, janeiro de 2020. Ele bloga em jackrasmus.com e apresenta o programa de rádio semanal, Alternative Visions on the Progressive Radio Network às sextas-feiras às 2pm est .Seu nome de usuário no twitter é @drjackrasmus.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


Mas, conhecendo ele os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino, dividido contra si mesmo, será assolado; e a casa, dividida contra si mesma, cairá”.  Lucas 11:17

“Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá”.  Mateus 12:25

“E, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir”. Marcos 3:25 


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.