Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Pandemia H5N1 na Forja: Principal produtor de ovos dos EUA “cessa” as operações na fábrica do Texas após surto de Gripe Aviária

WEF - Disease X

O maior produtor de ovos dos EUA interrompeu temporariamente a produção numa das suas instalações depois de ter sido detectada a gripe aviária – também conhecida como Gripe Aviária altamente patogénica, ou GAAP, escreveu em um  comunicado à imprensa que a GAAP foi detectada em “uma das instalações da empresa localizada em Parmer County, Texas, resultando no despovoamento de aproximadamente 1,6 milhão de galinhas poedeiras e 337.000 frangas, ou aproximadamente 3,6% do rebanho total da empresa.” 

Pandemia H5N1 na Forja: Principal produtor de ovos dos EUA “cessa temporariamente” as operações na fábrica do Texas após surto de Gripe Aviária 

Fonte: Zero Hedge

“A produção nas instalações de Parmer County, Texas, cessou temporariamente, pois a empresa segue os protocolos prescritos pelo USDA. A Cal-Maine Foods está trabalhando para garantir a produção de outras instalações para minimizar a interrupção para seus clientes”, disse a empresa. 

A Bloomberg  disse que esta é a “maior vítima de gripe aviária” desde o início de dezembro, quando 2,6 milhões de aves foram abatidas em uma fazenda comercial de ovos em Ohio depois que a GAAP foi encontrada. A Cal-Maine também teve uma fazenda no Kansas abatendo 684.000 galinhas no mesmo mês.

Numa nota de meados de março, salientamos  que os dados  do USDA mostraram que os preços dos ovos de grau A nos supermercados estavam novamente subindo [um detalhe, as claras dos ovos são ótimas para combater o “Vírus Covid”]. 

AGORA FALEMOS DO MEDO [dos Ignorantes] SENDO DISSEMINADO: Desvincule o surto anterior de GAAP em 2022. Há relatos de que o vírus da “Gripe Aviária” está  se espalhando em rebanhos de gado leiteiro – e até mesmo infectando seres humanos . Isto levanta preocupações significativas sobre o impacto potencial na cadeia de abastecimento alimentar [e da próxima PANDEMIA da DOENÇA X, prevista pelos “Globalistas”]. 

O gado leiteiro infectado do Texas está apresentando diminuição da lactação e baixo apetite, com vacas mais velhas com maior probabilidade de serem gravemente afetadas. Alguns rebanhos relataram pneumonia e mastite clínica – uma doença inflamatória – disse a Comissão de Saúde Animal do Texas por e-mail. A maioria dos animais parece se recuperar em até duas semanas com cuidados intensivos, embora com níveis reduzidos de produção de leite.

Algumas vacas podem nunca ver a sua produção de leite se recuperar aos níveis pré-infecção e, nesse caso, podem ser abatidas, de acordo com um relatório da HighGround Dairy divulgado na segunda-feira. “O impacto a longo prazo na oferta de laticínios não está totalmente claro, uma vez que os avicultores estão tentando manter os estoques do rebanho numa época de escassez de oferta de gado”, afirmou. -Bloomberg [uma agência de notícias sobre negócios 100% judeu khazar]

Ainda não houve quaisquer relatos de que o vírus tenha se espalhado para os rebanhos bovinos, onde o rebanho bovino dos EUA está no nível mais baixo das últimas sete décadas e os preços das carnes dos supermercados estão em níveis recordes. 

Dave Kurzawski, analista do StoneX Group Inc., mencionou em nota aos clientes que estão acontecendo discussões sobre possíveis riscos de demanda do consumidor por produtos lácteos. Ele disse ainda que estão presentes riscos significativos e que o efeito da doença nos padrões de compra dos consumidores permanece incerto. 

A cadeia de abastecimento alimentar dos EUA enfrenta ainda outro desafio, uma vez que inúmeros incêndios misteriosos atingiram fábricas de processamento de alimentos nos últimos anos. Além disso, ativistas bilionários do culto do WEF defendem uma “reinicialização”  na cadeia de abastecimento alimentar global, passando da carne de bovinos, ovinos, suínos e de aves, dos lacticínios para alimentos à base de plantas e de proteínas de insetos. 

Entretanto, bilionários como  Bill Gates  têm adquirido discretamente terras agrícolas da América e investido pesadamente em produção industrial de proteína de insetos . . . 


Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *