Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Planeta Júpiter estará mais próximo da Terra hoje; como observar

Júpiter aparecerá como uma grande estrela de brilho fixo amarelo pálido para quem estiver olhando para o céu a olho nu. O maior planeta do Sistema Solar estará o mais próximo da Terra nessa segunda-feira, 26, que será possível vê-lo grande e brilhoso no céu, a olho nu, sendo o maior objeto visível no céu. E tem mais:  Júpiter  estará no ponto mais próximo do nosso planeta nos últimos 59 anos, segundo informações da NASA.

Planeta Júpiter estará mais próximo da Terra hoje; como observar

Fontes: exame.com

Não é incomum conseguir enxergar o gigante gasoso no céu sem o uso de telescópios: todo ano, por ser extremamente grande e brilhoso, o planeta aparece como uma “estrela” bastante destacada das demais no céu. O fenômeno de maior aproximação acontece porque Júpiter fica em seu ponto de oposição — quando o planeta surge no leste do lado oposto ao pôr do Sol.

Neste ano, no entanto, ele também estará bastante próximo da Terra. Serão ‘apenas’ 590,3 milhões de quilômetros de nós, para ser preciso. Quando está mais distante, o gigante gasoso pode ficar cerca de 900 milhões de quilômetros distantes da Terra.

Isso ocorre porque, ao passo que a Terra demora 365 dias para orbitar o Sol, Júpiter leva 4.333 dias (equivalente a 12 anos da Terra). Por isso, os momentos em que se aproxima do nosso planeta costumam ser mais espaçados e, em geral, únicos na vida de um ser humano.

Qual a diferença de Júpiter neste dia para os demais do ano?

O resultado dessa aproximação será um planeta bem mais brilhoso no céu, visível a olho nu e com um tamanho bem maior do que o usual. E até mais do que isso: será possível ver algumas de suas luas  também, se forem usados telescópios ou binóculos potentes.

Se nos outros dias o planeta já era um ponto de luz no céu, bastante brilhante, na noite deste domingo, 24, e madrugada de segunda, 25, ele será um dos pontos com maior destaque no céu noturno.

Como observar Júpiter a olho nu?

O planeta começa a aparecer no céu no horizonte leste a partir das 19h do domingo, 25, mas terá seu pico de aproximação na madrugada do dia 26, segunda-feira. Ao longo de toda a noite será possível observá-lo no céu de todo o planeta.

O planeta estará distante somente 590,3 milhões de quilômetros da Terra (Nasa/Divulgação)

Com exceção da nossa Lua, Júpiter será o corpo celeste mais brilhante do céu na noite deste dia, portanto, não será difícil de identificá-lo. E com o uso de lentes mais potentes, além das luas, será possível enxergar detalhes bem característicos do planeta, como a gigante tempestade vermelha — que, vale dizer, tem o tamanho do nosso planeta.

Das 53 luas mapeadas do planeta, a Nasa estima que será possível observar até quatro: Io, Europa, Ganimedes e Calisto.

Além da menor distância entre os dois planetas em mais de meio século, a observação também será auxiliada por toda a luz que será recebida do Sol. Isso porque ele terá uma face inteira sendo iluminada pela nossa estrela, que fará com que a luz brilhe em uma magnitude de -3. A magnitude da luz, por exemplo, é -13.

Como fazer a observação de Júpiter

Um dos melhores momentos de observação de Júpiter acontecerá a partir da noite deste domingo e noites subsequentes. Diversos pontos do mundo, e do Brasil, terão a oportunidade de ver o planeta de forma privilegiada já logo ao anoitecer. Ela ficará disponível durante toda a madrugada, até o amanhecer durante várias noites e madrugadas.

Ele aparecerá primeiro no lado leste, já por volta das 18h30 (horário de Brasília) estando no zênite [topo do céu] em torno da meia noite. Entretanto, percorrerá todo o céu durante toda a madrugada, desaparecendo à oeste por volta das 5h30, que é quando o Sol começa a nascer novamente.

A expectativa é que o melhor momento da observação aconteça no meio destes dois horários. Isso porque este será o momento em que ele estará mais alto no céu. Por sorte, a fase Nova da Lua fará com que a observação fique ainda mais intensa.

Caso as condições climáticas colaborem e o céu esteja limpo para a observação, Júpiter aparecerá como uma grande estrela de brilho fixo amarelo pálido para quem estiver olhando para o céu a olho nu.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *