Putin Anuncia ‘Operação Militar Especial’ na região do Donbass

A operação militar especial das forças militares da Rússia terá como objetivo “a defesa” das repúblicas recém-reconhecidas de Donetsk e Lugansk. O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou que ordenou que os militares de seu país conduzissem uma operação especial na região de Donbass depois que os líderes das repúblicas separatistas pediram a Moscou assistência militar em resposta ao que alegam ser um aumento da “agressão ucraniana” contra os separatistas de Donbass.

Putin Anuncia ‘Operação Militar Especial’ na região do Donbass

Fonte: Rússia TodayZero Hedge

A operação militar da Rússia ocorre dias depois que Moscou reconheceu a independência das repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk no Donbass, alegando que Kiev não cumpriu suas obrigações sob os acordos de Minsk firmados em 2014 e 2015 para resolver o conflito entre separatistas e o governo ucraniano.

Mais tarde, as autoridades russas autorizaram uma operação de manutenção da paz na região. Líderes ocidentais há meses previam uma incursão iminente das forças militares russas, alegando que a Rússia reuniu tropas perto de sua fronteira com a Ucrânia e na vizinha Bielorrússia, onde Moscou realizou exercícios conjuntos nas últimas semanas.

A Rússia negou planos para um ataque, no entanto, e mantém suas ações no Donbass alegadamente de natureza defensiva dos habitantes da região, em sua maioria de russos. 

“As circunstâncias exigem que tomemos medidas decisivas e imediatas” , diz a ordem. “As Repúblicas Populares do Donbass recorreram à Rússia com um pedido de ajuda. sanção do Conselho da Federação e de acordo com os tratados de amizade ratificados pela Assembleia Federal e assistência mútua com as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, decidi realizar uma operação militar especial”, conclui Putin.

Ao mesmo tempo, em discurso ao público, Putin disse que queria “desmilitarizar” e “desnazificar” a Ucrânia. Poucos momentos após o discurso, uma série de explosões foi relatada em cidades da Ucrânia, com a CNN alegando ter ouvido uma explosão na capital, Kiev.

A decisão vem dias depois que Moscou reconheceu a independência das repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk no Donbass, alegando que Kiev não cumpriu suas obrigações sob os acordos de Minsk firmados em 2014 e 2015 para resolver o conflito entre os separatistas e o governo ucraniano.

Os Estados Unidos e seus parceiros europeus já impuseram sanções a uma série de instituições financeiras, autoridades e legisladores russos após o reconhecimento dos estados separatistas, prometendo trazer mais penalidades caso Moscou  “invadisse ainda mais” a Ucrânia.

Atualização (00:26) : As autoridades de aviação russas ordenaram que algum espaço aéreo sobre a região de Rostov fosse fechado. A região afetada fica a leste da fronteira da Rússia com a Ucrânia. De acordo com um alerta oficial, trata-se  de “dar segurança” aos voos da aviação civil .

Além disso, um novo relatório da Reuters indica que as companhias aéreas do Ocidente começaram a receber alertas de risco de voo atualizados para a região. “As companhias aéreas devem parar de voar sobre qualquer parte da Ucrânia por causa do risco de um abate não intencional ou um ataque cibernético visando o controle de tráfego aéreo em meio a tensões com a Rússia, disse um monitor de zona de conflito na quarta-feira”, diz o relatório da quarta-feira.

De acordo com mais detalhes do monitor de tráfego aéreo :

O Safe Airspace, que foi criado para fornecer informações de segurança e zonas de conflito para as companhias aéreas depois que o voo MH17 da Malaysia Airlines foi derrubado no leste da Ucrânia em 2014, disse que aumentou seu nível de risco para “não voar” .

“Independentemente dos movimentos reais das forças russas na Ucrânia, o nível de tensão e incerteza na Ucrânia agora é extremo”, disse Safe Airspace em seu site. “Isso por si só dá origem a um risco significativo para a aviação civil.”

As transportadoras internacionais e europeias estão agora sendo avisadas sobre o potencial de conflito na Ucrânia, com novos relatórios de que receberam ordens de “não voar” para grande parte da região. Tudo isso ocorre em um momento em que os principais sites, bancos, ministérios e órgãos do governo da Ucrânia, em alguns casos, estão offline, após um grande ataque cibernético relatado anteriormente que aconteu na quarta e esta em desenvolvimento. 

Os seguintes detalhes estão chegando aos centros de notícias:

  • PUTIN CONVOCA OS SOLDADOS UCRANIANOS PARA ABAIXAR IMEDIATAMENTE SUAS ARMAS E IR PARA CASA – TASS
  • PUTIN DA RÚSSIA DIZ QUE EM CASO DE INTERFERÊNCIA ESTRANGEIRA, A RÚSSIA VAI REAGIR IMEDIATAMENTE – TASS
  • FORÇAS RUSSAS ENTRARAM NA UCRÂNIA VINDOS DA CRIMEIA NO SUL -FOX NEWS
  • PUTIN DIZ QUE A RESPONSABILIDADE POR QUALQUER DERRAMAMENTO DE SANGUE SERÁ DA CONSCIÊNCIA “DO REGIME DA UCRÂNIA” – AGÊNCIA DE NOTÍCIAS DA RIA

A CNN e outros correspondentes ocidentais afirmam ter ouvido explosões na capital ucraniana de Kiev  – com seu repórter ao vivo vestindo dramaticamente um capacete e uma jaqueta, após o que tudo parecia calmo …

O espaço aéreo está fechado sobre a Ucrânia para todo o tráfego aéreo comercial:

A Casa Branca está respondendo: “Somente a Rússia é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão… O mundo responsabilizará a Rússia”, disse Biden. em uma declaração no final da noite. Biden acrescenta que abordará a crise, prometendo “outras consequências” amanhã:

Declaração do presidente Biden sobre o ataque não provocado e injustificado da Rússia à Ucrânia

As orações de todo o mundo estão com o povo da Ucrânia nesta noite, que sofre um ataque não provocado e injustificado das forças militares russas. O presidente Putin escolheu uma guerra premeditada que trará uma perda catastrófica de vidas e sofrimento humano. A Rússia sozinha é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva. O mundo responsabilizará a Rússia.

Estarei monitorando a situação da Casa Branca esta noite e continuarei recebendo atualizações regulares da minha equipe de segurança nacional. Amanhã, me encontrarei com meus colegas do G7 pela manhã e depois falarei com o povo americano para anunciar as outras consequências que os Estados Unidos e nossos aliados e parceiros imporão à Rússia por esse ato desnecessário de agressão contra a Ucrânia e a paz e a segurança globais. Também iremos coordenar com os nossos Aliados da OTAN para assegurar uma resposta forte e unida que impeça qualquer agressão contra a Aliança. Esta noite, Jill e eu estamos orando pelo corajoso e orgulhoso povo da Ucrânia.

Atualização: No exato momento em que uma sessão de emergência do conselho de segurança nacional da ONU estava em sessão em Nova York, Putin fez um discurso ordenando “uma operação especial em Donbass”. A mídia estatal russa também está confirmando . “Declarei uma operação militar especial”, disse Putin. A Fox News está relatando que as forças russas entraram na Ucrânia a partir da Crimeia .

Putin anunciou a ação militar russa para ‘desmilitarizar’ a Ucrânia”.

“Decidimos lançar uma ação militar especial […] visando a desmilitarização e desnazificação da Ucrânia.”

“As circunstâncias nos fazem tomar ações decisivas e imediatas. As repúblicas populares de Donbas pediram ajuda à Rússia”, disse Putin . “A este respeito, de acordo com o Artigo 51, Parte 7 da Carta da ONU, com a sanção do Conselho da Federação e em cumprimento dos tratados de amizade e assistência mútua com a DPR e LPR, ratificados pela Assembleia Federal, decidi para conduzir uma operação militar especial.” Ele disse aos ucranianos que “depusessem as armas”. 

Crucialmente, ele disse que a Rússia “não tem intenção de ocupar a Ucrânia”.

A AP confirma ainda que “o presidente Vladimir Putin diz que a Rússia realizará uma operação militar no leste da Ucrânia”. Putin advertiu em seu discurso televisionado: “Algumas palavras para aqueles que seriam tentados a intervir. A Rússia responderá imediatamente e você terá consequências que nunca teve antes em sua história.

Atualização 01:30: Estão chegando relatórios de que os russos tomaram uma base aérea e/ou aeroporto perto de Kiev, possivelmente com o objetivo de eliminar os centros de comando e controle que apoiam as operações dos militares russos em Donbas.

  • AVIÕES RUSSOS REALIZANDO ATAQUES AÉREOS EM COMPOSTOS E CENTROS DE COMUNICAÇÃO MILITARES UCRANIANOS PERTO DE KYEV
  • UCRÂNIA IMPÕE LEI MARCIAL – OFICIAL DE SEGURANÇA SUPERIOR, DE ACORDO COM A MÍDIA LOCAL
  • MINISTÉRIO DO INTERIOR DA UCRÂNIA INSTA CIDADÃOS A SE ESCONDEREM EM ABRIGOS
  • MINISTÉRIO DO INTERIOR ADVERTE CAPITAL DA UCRÂNIA DE ATAQUE DE MÍSSIL

A Ucrânia está dizendo que a operação da Rússia está se estendendo além do leste, que Putin havia proclamado anteriormente como território independente. Parece cada vez mais que a Rússia está eliminando todos os principais centros militares de comando e controle em toda a Ucrânia, enquanto concentra tropas terrestres e mão de obra em Donbass. Ataques fora do leste parecem estar focados em neutralizar aeródromos para que não haja retaliação aérea. A CNN está citando que seus correspondentes ouviram explosões de ataques em sete cidades do país.


O corrupto ESTABLISHMENT fará qualquer coisa para impedir que sites como o nosso revelem a verdade. A mídia corporativa Big Tech faz isso desmonetizando sites como o meu, bloqueando o site da receita de publicidade. Se você receber e perceber algum valor real deste site, mantenha-o funcionando com uma doação.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.325 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth