Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Putin recebe Assad da Síria, com tapete vermelho

Conflitos : Guerra Civil na Síria - Seu Amigo Farmacêutico

O presidente sírio, Bashar Assad, chegou a Moscou nessa terça-feira em uma rara viagem ao exterior em que deve se encontrar com seu fiel aliado [contra as pretensões de Israel], o presidente russo, Vladimir Putin, no dia seguinte. Uma declaração do Kremlin antecipando a reunião de quarta-feira Assad-Putin indicou que na agenda estará “um maior desenvolvimento da cooperação russo-síria nas esferas política, comercial, econômica e humanitária, bem como as perspectivas de uma solução abrangente da situação ao redor da Síria“, de acordo com a TASS.

Putin estende tapete vermelho para Assad em rara visita a Moscou. . Israel cada vez mais isolado e errático vendo suas Agendas de Expansão Territorial ruírem junto com seu principal “marionete”, os EUA

Fonte: Zero Hedge

O comunicado também observou que quarta-feira é o “aniversário do conflito” que começou há 12 anos, em março de 2011. Assad saiu vitorioso especialmente com a ajuda da Rússia, dada a intervenção militar russa a convite do líder sírio em 2015.

Tanto Damasco quanto Moscou caracterizaram o conflito como fundamentalmente o resultado de esforços clássicos de mudança de regime dirigidos do exterior [Israel/Mossad-EUA/CIA] visando derrubar Assad,  liderados pelos Estados Unidos e aliados do Golfo. Mas este ano, pela primeira vez, houve visitas frequentes de representantes dos países árabes a Damasco.

É claro que Washington reagiu alertando seus aliados regionais contra as boas-vindas a Assad “de volta do gelo” – mas poucos parecem estar ouvindo o demente “Tio Sam”, e agora também o ímpeto do acordo de paz e normalização das relações negociado pela China na sexta-feira passada entre Irã e Arábia Saudita deve realinhar e aumentar ainda mais a região para longe dos interesses dos EUA [e de Israel].

Esta viagem a Moscou verá Putin e Assad capitalizarem esse momento positivo a favor da Síria, em um momento em que severas sanções lideradas pelos EUA continuam em vigor contra o país árabe. De acordo com os detalhes da chegada em tapete vermelho de Assad em Moscou : 

Assad foi recebido pelo representante especial de Putin para o Oriente Médio, Mikhail Bogdanov, no aeroporto internacional de Vnukovo, em Moscou. Antes de um terremoto mortal em 6 de fevereiro que matou 50.000 pessoas na Turquia e na Síria, a Rússia intermedia as negociações entre os dois países atingidos pelo terremoto.

Neste mapa uma “diferente” visão do ORIENTE MÉDIO: O GRANDE ISRAEL: Em 04 de setembro de 2001 uma manifestação foi realizada em Jerusalém, para apoiar à ideia da implantação do Estado de Israel desde o RIO NILO (Egito) até o RIO EUFRATES (Iraque). Foi organizado pelo movimento Bhead Artzeinu (“Para a Pátria”), presidido pelo rabino e historiador Avraham Shmulevic de Hebron. De acordo com Shmulevic: “Nós não teremos paz enquanto todo o território da Terra de Israel não voltar sob o controle judaico …. Uma paz estável só virá depois, quando ISRAEL tomar a si todas as suas terras históricas, e, assim, controlar tanto desde o CANAL de SUEZ (EGITO) até o ESTREITO de ORMUZ (o IRÃ) … Devemos lembrar que os campos de petróleo iraquianos também estão localizadas na terra dos judeus”. UMA DECLARAÇÃO do ministro Yuval Steinitz, do Likud, que detém o extenso título de ministro da Inteligência, Relações Internacionais e Assuntos Estratégicos de Israel hoje: “Estamos testemunhando o extermínio do antigo Oriente Médio. A ordem das coisas esta sendo completamente abalada. O antigo Oriente Médio está morto, e o novo Oriente Médio não está aqui ainda. Esta instabilidade extrema poderia durar mais um ano, ou até mais alguns anos, e nós não sabemos como a nova ordem do Oriente Médio vai se parecer à medida que emergir a partir do caos e derramamento de sangue e fumaça atual. É por isso que devemos continuar a agir com premeditação”. No mapa acima podemos ver as pretensões de judeus radicais (tão ou mais radicais quanto os fanáticos islâmicos).

Espera-se que representantes turcos estejam presentes em eventos relacionados à visita de Assad, com a Associated Press detalhando que “os vice-ministros das Relações Exteriores sírio, turco e russo, bem como um conselheiro sênior de seu homólogo iraniano, também devem realizar conversas quarta e quinta-feira em Moscou para discutir ‘esforços de contraterrorismo‘ na Síria.”

Uma das cerimônias de recepção oficial do Presidente al-Assad em sua chegada ao Aeroporto Internacional de Vnukova, iniciando uma visita oficial à Federação Russa.”

Dado que al-Assad e o Exército Sírio saíram vitoriosos após mais de uma década de combates, que também em várias ocasiões viram os EUA/Israel bombardearem cidades e áreas controladas pelo governo, incluindo a capital, Damasco, até a Turquia parece estar aceitando a ideia de reaproximação com a Síria. 

Ambos os lados também querem as tropas americanas fora do nordeste da Síria. O presidente Erdogan, em particular, se irritou com o treinamento e apoio de Washington dado a grupos curdos sírios alinhados com o proscrito PKK.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fim-dominio-eua-otan-nabucodonosor-fim-roma.jpg

“Quando é chegada a tarde, dizeis: Haverá bom tempo, porque o céu está rubro. E, pela manhã: Hoje haverá tempestade, porque o céu está de um vermelho sombrio. Hipócritas, sabeis discernir a face do céu, e não reconheceis os sinais dos tempos? Uma geração má e adúltera pede um sinal, e nenhum sinal lhe será dado . . .” – Mateus 16:2-4


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *