Sanders para Netanyahu: ‘Não é antissemita dizer que o governo israelense matou 34 mil palestinos’

O senador independente dos EUA Bernie Sanders [UM JUDEU] disse que as críticas às políticas do governo israelense contra os palestinos em Gaza não configuram antissemitismo. A declaração foi feita depois de o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ter descrito dessa forma os protestos pró Palestinos que têm ocorrido por estudantes em campi universitários dos EUA.

Sanders para Netanyahu: ‘Não é antissemita dizer que o governo israelense matou 34 mil palestinos’

Fonte: Sputnik

Ele enfatizou: “Não, sr. Netanyahu. Não é antissemita ou pró-Hamas apontar que em pouco mais de seis meses o seu governo extremista matou 34 mil palestinos e feriu mais de 77 mil, dos quais 70% são mulheres e crianças“, disse ele via X (antigo Twitter).

Sanders, que tem ascendência judaica, acrescentou que Netanyahu não deveria usar tais acusações para desviar a atenção da acusação criminal que enfrenta nos tribunais israelenses por suposta corrupção.

Anteriormente, o legislador norte-americano tinha criticado o líder israelense pelas ações na Faixa de Gaza. Ele também disse que os militares de Israel parassem de “assassinar pessoas inocentes” na Palestina.

Uma resposta

  1. O que está por trás das intenções de NETANYAHU, é o DEEP STATE, BANQUEIROS e o GLOBALISMO. (JUNTO COM A DIMINUIÇÃO POPULACIONAL).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.330 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth