browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Soldados que participaram dos Jogos Militares em Wuhan foram infectados pela Covid-19

Posted by on 12/02/2021

Militar canadense insider [membro sênior das Forças Armadas do Canadá] não identificado disse à Rebel Media que atletas militares do pais exibiram sintomas de Covid após participarem dos Jogos Militares Mundiais em Wuhan, China, ainda em outubro de 2019. Eles voltaram ao Canadá infectados poucas semanas antes do primeiro caso oficialmente reconhecido de Covid-19 em 17 de novembro de 2019. Ele disse que no “final” dos jogos em Wuhan, muitos dos atletas ficaram “realmente doentes com problemas pulmonares, tosse, vômito, diarreia”

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Militar insider canadense: Soldados que participaram dos Jogos Militares em Wuhan foram infectados pela Covid-19

Fontes: The American Prospect – Humans Are Free – Life Site News – Inside The Games

De acordo com a Rebel Media, havia 176 soldados canadenses participantes dos jogos em Wuhan, e a forma como os doentes – um terço do contingente total de atletas – foram colocados em quarentena dos outros no longo voo de volta para casa foi colocá-los na parte de trás do jato militar Polaris.

O alto escalão militar canadense decidiu encerrar a quarentena quando o vôo chegou e enviaram os soldados para as suas casas, espalhados por todo o Canadá. Bexte acredita que isso pode ser quando a Covid-19 fez sua primeira aparição no país. 

“Isso foi apenas algumas semanas antes do primeiro caso oficialmente reconhecido [da Covid-19] surgir em 17 de novembro”, disse Bexte.

O jornalista acusou o governo canadense de Trudeau, simpático à China comunista, de encobrir a doença dos soldados. Pior ainda, ele alegou que o governo não cuidou bem da saúde dos soldados.

“Quando os soldados começaram a pedir para serem testados, a resposta foi um sonoro não”, disse Bexte.

“Veja, se várias dezenas de soldados canadenses testassem positivo para anticorpos virais em 2020, tendo sido infectados em outubro de 2019, os chineses estariam em uma situação muito, muito quente”, continuou ele.

“Prova irrefutável de que mentiram.”

O militar canadense e insider denunciante afirmou que a principal prioridade do governo canadense era não “admitir” a contaminação e a sua origem na China, em Wuhan, e ressaltou que nenhum dos 176 atletas foi testado. 

Em vez disso, o então Cirurgião Geral canadense, Major-General AMT Downes, escreveu uma carta em 22 de janeiro de 2020, sobre o surto de Covid-19 em Wuhan. O documento é chamado de “Potencial Exposição ao Novel Coronavirus 2019 [Covid-19] durante os VII Jogos Mundiais Militares em 19 de outubro em Wuhan, província de Hubei, na China.” 

A carta foi dirigida aos soldados-atletas que participaram dos Jogos em Wuhan, a carta dizia que o Cirurgião Geral tinha certeza de que o número de casos suspeitos, e o número de países com casos suspeitos, “aumentaria nos próximos 30 dias”.

“Os políticos do governo canadense sabiam tudo sobre isso, mas não estavam contando nada a você sobre o caso”, disse Bexte.

A carta também dizia que o Cirurgião Geral não tinha conhecimento de nenhum caso de coronavírus entre os participantes dos Jogos Militares e que o risco de terem contraído a doença era “desprezível”. O raciocínio do Cirurgião Geral foi, em primeiro lugar, que os soldados “deixaram a China e voltaram para casa muito antes de o vírus começar a circular na cidade de Wuhan”. Em segundo lugar, o Cirurgião Geral observou que os soldados ficaram em casa “muito mais tempo do que o período máximo de incubação” entre a exposição ao vírus e o aparecimento dos sintomas.

Bexte objetou ao raciocínio do Cirurgião Geral, apontando que o primeiro caso conhecido de Covid-19 em Wuhan foi detectado em 17 de novembro. O jornalista afirmou que o homem de meia-idade que tinha a doença poderia ter sido infectado “14 dias antes desso data ”, cinco dias antes dos soldados-atletas canadenses deixarem a cidade de Wuhan já infectada pelo vírus.

“[O primeiro-ministro] Trudeau quer que acreditemos que nossos soldados foram infectados por algum vírus aleatório em Wuhan, causando pneumonia crítica e tosse de um ano, mas não foi assim”, disse o jornalista sarcasticamente.

“Não é totalmente Covid. Vocês são teóricos da conspiração de direita! ”

Aparentemente, não havia ninguém nas ruas quando os soldados-atletas chegaram a Wuhan. A fonte militar de Bexte afirmou que os soldados canadenses foram informados de que a cidade de Wuhan havia sido evacuada e que isso era para tornar mais fácil para os atletas irem e voltarem dos Jogos.  Olhando para trás, ele agora está chocado com as implicações.

“Por que você acha que o governo decidiu esconder esse segredo de […] todos para ignorar as implicações geopolíticas de derrubar a narrativa chinesa e, pior ainda, por que eles se recusariam a dar aos soldados canadenses o melhor atendimento médico disponível?” Bexte perguntou.

O jornalista disse que os soldados do Canadá colocam suas vidas em risco pelo país, mas que Trudeau estava com muito medo de fazer um teste de coronavírus neles. Ele acredita que a resposta à sua pergunta é que o primeiro-ministro “queria proteger seus camaradas chineses”.

“Você pode imaginar o dano?” sua fonte pergunta. “Quero dizer, era [a doença] Covid?”

“Literalmente, seu próprio exército se tonou um Cavalo de Tróia para espalhar essa coisa dentro do Canadá”.

Outros soldados de outros países ao redor do mundo relataram ter ficado doentes nos Jogos Militares de Wuhan em outubro de 2019. Em maio, um blog esportivo chamado “Inside the Games”  afirmou que cerca de 10.000 soldados de mais de 100 países participaram dos Jogos e que soldados-atletas da França, Alemanha, Itália, Luxemburgo, Irã onze atletas iranianos morreram ) e Suécia relataram ter adoecido durante os jogos. Uma soldado sueca negou que tenha sido a Covid-19 que fez com que ela e seus companheiros suecos adoecessem, dizendo que o teste deu negativo para o vírus

Aditivos

Web24.news relatado em 7 de maio de 2020:

O campeão olímpico de esgrima, o italiano Matteo Tagliariol, já suspeitava que os jogos mundiais militares realizados em Wuhan, na China, em outubro passado, são o foco da pandemia covid-19.

“Quando chegamos em Wuhan, ficamos todos doentes. Todas as seis pessoas em meu apartamento estavam doentes, incluindo muitos atletas de outras delegações”, disse o italiano de 37 anos ao jornal Corriere della Sera.

Military World Games in Wuhan in focus:

© DIMITAR DILKOFF Matteo Tagliariol on the World Military Games in Wuhan

“Tive uma tosse forte, muitos outros atletas estavam com febre”, disse Tagliariol, que ganhou o ouro na esgrima em Pequim em 2008. O pior o esperava quando voltasse para a Itália.

Na Itália: “Tive uma febre muito alta e não conseguia respirar. Os antibióticos também não ajudaram. Fiquei doente e muito fraco por três semanas. Então, meu filho Leo, de dois anos, adoeceu. Ele tossiu por três semanas”.

“Minha companheira também adoeceu, mas quando comecei a falar sobre o vírus, pensei: eu estava infectado. Reconheci os sintomas do COVID 19. Sou um atleta, era muito ruim para os meus padrões”disse Tagliariol .

De acordo com um artigo do DailyMail datado de 16 de maio de 2020:

Jacqueline Bock, do time alemão de vôlei, contou ao The Mail no domingo como ela e seus colegas contrataram a Covid-19 no evento dos jogos na cidade de Wuhan: Depois de alguns dias, alguns atletas da minha equipe ficaram doentes’, disse ela. Fiquei doente nos últimos dois dias”.

O pai da Srta. Bock também adoeceu poucas semanas após seu retorno para casa. “Nunca me senti tão mal”, disse ela. “Ou foi um resfriado muito forte ou Covid-19. Acho que foi Covid-19″.

Isso ocorreu depois que a pentatleta francesa Elodie Clouvel, 31 anos, alegou que ela e seu parceiro de 27 anos, Valentin Belaud, contraíram o vírus durante os Jogos Militares em Wuhan. Entre dezenas de outros concorrentes contatados pelo MoS, alguns disseram que não gostariam de fazer nenhum comentario.

Wuhan Military Games Many Athletes Fell Sick

De acordo com um artigo publicado pela Radio Farda, Irã , onze dos atletas que adoeceram em Wuhan morreram:

“Uma atleta de 22 anos da seleção nacional de futsal feminino do Irã, Elham Sheikhi, foi a primeira atleta a ser declarada publicamente como vítima do Covid-19. A Sra. Sheikhi era da província de Qom, epicentro da epidemia mortal.

“Os onze atletas iranianos que morreram com o novo coronavírus praticavam basquete, boxe, judô, xadrez, futsal, futebol, taekwondo e luta livre”. Por que tantos atletas iranianos morreram ? Eles foram expostos a uma cepa mais mortal do vírus Covid-19 ? Como a China é uma grande aliada do regime iraniano fica compreensível o silêncio do Irã sobre estas mortes de seus atletas.

The American Prospect relatou em 30 de junho de 2020 que:

Uma investigação de casos COVID-19 nas forças armadas [dos EUA] a partir de materiais oficiais e públicos mostra que existe uma forte correlação nos casos COVID-19 relatados em instalações militares dos EUA que são as bases militares dos militares que foram membros da equipe dos EUA que esteve nos Jogos Militares de Wuhan.

Antes de 31 de março, quando o Pentágono restringiu a divulgação de informações sobre casos COVID-19 em instalações militares por óbvios motivos de segurança, infecções ocorreram em um mínimo de 63 instalações militares, onde os infectados eram membros da equipe que participaram dos jogos militares de Wuhan.

A delegação dos militares dos EUA a Wuhan incluiu 188 atletas militares, 24 treinadores, 18 capitães de equipe, 15 provedores médicos, 10 árbitros, nove oficiais de relações públicas, sete “líderes seniores”, nove CISM (Conselho Internacional de Esportes Militares) e dois funcionários do Departamento de Estado, de acordo com documentos do DoD [Departamento de Defesa].

Os Jogos Mundiais Militares de 2019, denominados “Jogos da Paz”, foram o maior evento esportivo militar já realizado na China. Mais de 9.000 atletas representando militares de mais de 100 países competiram em 27 esportes, que vão do golfe ao paraquedismo.

Novos dados continuam a surgir de que o vírus da COVID-19 já havia infectado pessoas em Wuhan em meados ou no início de novembro de 2019, semanas após o término dos jogos.  Uma pesquisa  recente divulgada pela Harvard University e pela Boston University sugere que o vírus COVID-19 pode ter estado presente na China já em agosto passado, bem antes de a doença ser identificada publica e “oficialmente” pela primeira vez em Wuhan em 31 de dezembro.


Questione tudo, nunca aceite nada como verdade sem a sua própria análise, chegue às suas próprias conclusões.


“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ”  Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.