Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Sound of Freedom’ supera o último filme de Indiana Jones nas bilheterias dos EUA

O estrondoso sucesso de bilheteria, “O Som da Liberdade” [‘Sound of Freedom’], continua arrecadando lucros, já que ultrapassou o último [pseudo blockbuster]  filme de Indiana Jones no final de semana. O filme de 131 minutos, sobre o crime de tráfico de crianças, superou os grandes filmes de estúdio de Hollywood, com um orçamento de apenas US$ 14,5 milhões, grande parte por meio de crowdfunding. Isto é excepcional

“O Som da Liberdade” [‘Sound of Freedom’] supera o último filme de Indiana Jones nas bilheterias dos EUA

Fonte: The Epoch Times – Por Bryan Jung

“acordada” Walt Disney Company arquivou “Sound of Freedom” em 2018 até que a Angel Studios obtivesse os direitos de distribuição com sua estreia nos cinemas dos EUA em 4 de julho e superando “Indiana Jones and the Dial of Destiny” da própria “acordada” Disney.

O filme de Indiana Jones supostamente teve um orçamento de produção estimado em $ 294 milhões, sem contar o marketing, tornando o filme uma perda até agora.

Em 13 de agosto, “Sound of Freedom” arrecadou até então US$ 172.813.772 nas bilheterias domésticas, logo à frente dos $ 172.624.353 arrecadados domesticamente pelo quinto filme da franquia Indy, o primeiro desde que a Disney o comprou de seu criador George Lucas .

O filme de Indiana Jones estreou no fim de semana de 30 de junho com um desempenho abaixo de US $ 60 milhões.

Por que as elites de Hollywood (e da mídia) não querem que ‘Sound of Freedom’ seja bem-sucedido | Fatos importam [porque é um antro de pedofilia, satanismo e abuso sexual infantil]

Superando Obstáculos de Estúdio

“Sound of Freedom” é baseado em um ex-agente do Departamento de Segurança Interna (DHS) da vida real, Tim Ballard, que salvou crianças de redes internacionais de tráfico sexual infantil. O Sr. Ballard largou seu emprego no DHS e viajou para as selvas da Colômbia para salvar crianças da escravidão sexual.

O filme também conta com a vencedora do Oscar Mira Sorvino e Bill Camp de “12 Anos de Escravidão” 

O filme foi dirigido por Alejandro Monteverde e produzido por Eduardo Verastegui. Ballard é retratado no filme por Jim Caviezel, mais conhecido por interpretar Jesus Cristo no filme cristão de 2004 de Mel Gibson, “A Paixão de Cristo“, e como Edmond Dantès em “O Conde de Monte Cristo“, de 2002.

O filme foi a maior surpresa nas bilheterias domésticas em 2023, superando outros filmes antecipados como “Missão: Impossível—Dead Reckoning Part One”, “Elemental” e “The Flash”, de acordo com o Box Office  Mojo.

O CEO e co-fundador da Angel Studios, Neal Harmon, disse ao Washington Examiner no mês passado   que “Sound of Freedom” foi “inicialmente feito com a Fox [21st Century]”. “Depois de concluído, a Fox foi adquirida pela ‘acordada’ Disney, que disse: ‘Não podemos lançar este filme’“, disse o Sr. Harmon.

“Eduardo passou mais de um ano antes que [a Disney] liberasse os direitos do filme. Naquela época, ele tentou levar aos cinemas, mas do jeito que estava, a COVID chegou e mais três anos se passaram.

“Queremos atender às orações das crianças o mais rápido possível”, disse Harmon depois que investidores independentes salvaram o filme da obscuridade, apesar do desânimo de especialistas da indústria que disseram que um lançamento no verão seria um desastre devido à concorrência de grande sucesso dos grandes estúdios. .

Jim Caviezel (à esquerda), ator do novo filme de ação sobre tráfico humano "Sound of Freedom" e Tim Ballard (à direita), ex-agente especial do Departamento de Segurança Interna e fundador da Operation Underground Railroad, falam durante uma entrevista em Washington em junho 21 de 2023. (Madalina Vasiliu/The Epoch Times)
Jim Caviezel (à esquerda), ator do novo filme de ação sobre tráfico infantil “Sound of Freedom” e Tim Ballard (à direita), um ex-agente especial do Departamento de Segurança Interna e fundador da Operation Underground Railroad, falam durante uma entrevista em Washington em 21 de junho de 2023. (Madalina Vasiliu/The Epoch Times)

Críticos de Hollywood consideram o filme “muito político”

O filme foi exibido pelo ex-presidente Donald Trump em seu campo de golfe em Bedminster, Nova Jersey, que elogiou o filme como inspirador. “É algo que não tenho certeza se você deveria gostar ou aprender. É uma combinação”, disse Trump, que mais tarde posou com o astro Caviezel na exibição.

“É um ótimo filme. E agora entendo por que está indo tão bem. É uma inspiração incrível”, disse ele.

Em resposta aos críticos que chamaram o filme de político, Monteverde e o co-roteirista Rod Barr escreveram um artigo de opinião em 14 de agosto no Hollywood Reporter, afirmando que o filme “não era nem um pouco político”.

“O tráfico de crianças não é uma questão conservadora ou liberal. É uma questão fundamental de direitos humanos, que atinge nosso âmago como seres humanos”, disseram os dois. “Todo mundo que viu Sound of Freedom sabe que o filme em si não é nem um pouco político. É baseado na história de uma pessoa real, Tim Ballard, que largou seu emprego na Segurança Interna [DHS] para resgatar crianças traficadas.”

“No desenvolvimento, pesquisa e escrita da história, não nos lembramos de uma única conversa com Tim sobre política. Por quê? Porque a política pessoal deve ser irrelevante quando você está resgatando crianças das garras do tráfico humano”, escreveram eles.

O Sr. Monteverde e o Sr. Barr acrescentaram que os americanos não devem deixar a polarização política “nos impedir de fazer o trabalho necessário na luta contínua para acabar com o tráfico de crianças”.

Caviezel, que tem criticado os supostos escândalos sexuais em Hollywood, reagiu às críticas da mídia ao filme.

“Eles estão com medo. Tremendo em suas botas. E é porque o público está ouvindo seus corações, que é o que este filme diz para você fazer”, referindo-se àqueles da indústria que desejam silenciar o filme em uma entrevista em julho.

“O tráfico de crianças é um problema global e esperamos aproveitar o momento incrível aqui nos Estados Unidos e compartilhar a poderosa mensagem do filme em todo o mundo”, disse Jared Geesey, vice-presidente sênior de distribuição global da Angel Studios.

O filme foi lançado apenas na América do Norte, mas será lançado internacionalmente em 18 de agosto, quando estreia na África do Sul. O filme será lançado posteriormente na Austrália e na Nova Zelândia em 24 de agosto e em outros países.

Os espectadores do México, Guatemala, El Salvador, Colômbia, Bolívia, Peru e Costa Rica verão o filme pela primeira vez em 31 de agosto.


“A sabedoria (Sophia) clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz. Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras:  “Até quando vocês, inexperientes, irão contentar-se com a sua inexperiência? Vocês, zombadores, até quando terão prazer na zombaria? E vocês, tolos, até quando desprezarão o conhecimento? Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber as minhas palavras [o conhecimento]“. – Provérbios: 1 – 20 : 23


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *