The Telegraph, ‘Pre$$tituta’ da Inglaterra desmascarada em Fake News

Delegações diplomáticas e da mídia visitaram o Aeroporto Internacional Rafic Hariri de Beirute em 24 de junho, um dia depois que o jornal britânico The Telegraph  divulgou uma reportagem alegando que o Hezbollah havia escondido armas dentro das instalaçõesO Telegraph citou a Associação Internacional de Transporte Aéreo do Líbano (IATA) dizendo que tem conhecimento da existência de armas do Hezbollah no aeroporto “há anos”, mas não pode fazer nada a respeito. Depois de a IATA ter anunciado que a sua citação era completamente falsa, a PRE$$TITUTA inglesa editou o artigo, corrigindo-o.

Fonte: The Cradle

Autoridades estrangeiras visitam aeroporto de Beirute após alegação ‘ridícula’ de estocar armas do Hezbollah feitas mentirosamente pelo jornal inglês.

Delegações diplomáticas e da mídia visitaram o Aeroporto Internacional Rafic Hariri de Beirute em 24 de junho, um dia depois que o jornal britânico The Telegraph  divulgou uma reportagem alegando que o Hezbollah havia escondido armas dentro das instalações do aeroporto. 

O Ministro da Informação do Líbano, Ziad al-Makari, o Ministro das Relações Exteriores, Abdullah Bou Habib, o Ministro do Turismo, Walid Nassar, e outras autoridades participaram da visita ao aeroporto. Vários embaixadores e correspondentes da mídia, incluindo um do The Cradle, também estiveram presentes. 

Foram apresentados os principais centros de carga, um local de armazenamento de mercadorias importadas e vários locais nas proximidades do aeroporto. 

“O Departamento Britânico de Transportes é um órgão oficial preocupado com transportes. Visitou o Aeroporto de Beirute há seis meses e viu todos os seus recantos. Teria sido mais eficaz para este jornal contar com a Autoridade de seu próprio país como fonte em seu artigo e não com pessoas desconhecidas e partes desconhecidas”, disse o ministro libanês dos Transportes, Ali Hamieh, durante uma conferência de imprensa após a viagem. 

Ele também reiterou o que disse um dia antes, no domingo, sobre as consultas que estão sendo realizadas com o primeiro-ministro do Líbano e equipes jurídicas para abrir uma ação judicial contra o The Telegraph, acrescentando: “O que está acontecendo é uma guerra psicológica contra o Líbano… nós provamos que o artigo é ridículo.” 

Aeroporto Internacional Rafic Hariri de Beirute, imagem de arquivo

O jornal do Reino Unido citou “denunciantes” do aeroporto em 23 de Junho que afirmaram estar preocupados com o aumento das entregas de armas que chegam ao país em voos diretos do Irã, alegando ter visto “caixas invulgarmente grandes” e a “presença crescente de agentes de alto nível”, Comandantes do Hezbollah.”

O Telegraph citou a Associação Internacional de Transporte Aéreo do Líbano (IATA) dizendo que tem conhecimento da existência de armas do Hezbollah no aeroporto “há anos”, mas que não podia fazer nada a respeito. Depois de a IATA ter anunciado em nota que a citação era completamente falsa, o diário editou o artigo, atribuindo a mesma citação a um “grande organismo de aviação internacional” não identificado.

Comentando as alegações, um oficial de segurança libanês de alto escalão disse ao The Cradle no domingo: “Eles espalham mentiras para mais tarde justificar qualquer ataque israelense contra o aeroporto de Beirute porque querem isolar o Líbano. O inimigo espalha esses rumores como uma espécie de guerra psicológica.” 

Um grande grupo de embaixadores estrangeiros visitou vários locais nas proximidades do aeroporto de Beirute em 2018 para refutar as alegações israelitas sobre depósitos de mísseis na área. Em 2020, depois de Benjamin Netanyahu alegar que uma área residencial na capital libanesa estava sendo usada para armazenar armas, o Hezbollah convidou os meios de comunicação internacionais e locais a visitar o local, e tal armamento não foi encontrado.

Israel bombardeou o Aeroporto Internacional Rafic Hariri de Beirute no início da guerra entre o Hezbollah e Israel em 2006. Londres, é uma das principais sedes da familia judeu khazar de banqueiros Rothschild, grandes patrocinadores do estado judeu khazar desde a sua fundação . . .


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.310 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth