Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Time Magazine anuncia ‘The Great Reset’ para Inaugurar um Governo Mundial Socialista

Time Magazine anuncia ‘The Great Reset’ para Inaugurar um Governo Mundial  Socialista: O subtítulo do artigo da Time Magazine propõe uma ocasião especial do momento presente da pandemia para tal iniciativa, afirmando:  “A pandemia pelo COVID-19 proporcionou uma oportunidade única para se pensar sobre o tipo de futuro que queremos … para compartilhar ideias sobre como transformar a maneira que nós vivemos e trabalhamos”

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Time Magazine anuncia ‘The Great Reset’ para Inaugurar um Governo Mundial  Socialista  

Fonte:  Life Site News


“Para saber quem governa sobre você, simplesmente descubra sobre quem você não tem permissão para criticar” ~  Voltaire .


A  revista Time  dedicou  uma edição inteira  para promover uma iniciativa chamada “The Great Reset”,  referida  por um comentarista como “o Green New Deal COM “anabolizantes” que buscará “promover ideais socialistas, incluindo a destruição do capitalismo e dos direitos e as liberdades individuais”. [o que levará a um futuro governo mundial]

De acordo com o Fórum Econômico Mundial (WEF), o principal patrocinador e defensor da iniciativa, “The Great Reset” [A Grande Restauração] busca abordar “uma necessidade urgente de as partes interessadas globais cooperarem na gestão simultânea das consequências diretas da crise COVID-19, com um meta expandida de melhorar “o estado do mundo”.

O WEF foi fundado pelo professor alemão Klaus Schwab em 1971 e tem  reunido  “chefes de estado, bilionários e chefes de grandes empresas” anualmente para discutir “questões econômicas e de governança … regras mundiais comuns para substituir as decisões soberanas nacionais dos países, promovendo a não discriminação, ‘para transformar economias e sociedades”. 

O subtítulo do artigo da revista Time  propõe uma ocasião especial do momento presente para tal iniciativa, afirmando que “A pandemia COVID-19 proporcionou uma oportunidade única de pensar sobre o tipo de futuro que queremos… compartilhar ideias sobre como transformar a maneira nós vivemos e trabalhamos”

Repetindo este tema no breve vídeo abaixo, Schwab anuncia:

“A crise COVID-19 mostrou-nos que os nossos antigos sistemas não estão mais aptos para o século XXI. Ele revelou a falta fundamental de coesão social, justiça, inclusão e igualdade. Agora é o momento histórico, a hora, não apenas de lutar contra o vírus, mas de [re]moldar o sistema … para a era pós COVID … Em suma, precisamos de um Grande Reset[A Grande Restauração]!”

Em sua contribuição para esta edição especial da Time, o Prof. Schwab expande o significado de “A Grande Restauração” em um artigo intitulado “Uma economia melhor é possível. Mas precisamos reimaginar o capitalismo para fazer isso”.

Comemorando “a única vantagem imediata” da crise pela pandemia [fake] do COVID-19, “a queda nas emissões de gases de efeito estufa, que trouxe um leve alívio temporário à atmosfera do planeta”, continuou Schwab, “há razões para acreditar que um melhor sistema econômico é possível – e pode estar ao virar da esquina. 

Admirando a “cooperação entre governos e empresas” no desenvolvimento de vacinas contra SARS-CoV-2, o presidente executivo do WEF esperava que tais padrões de colaboração “possam se tornar uma característica de nossos sistemas econômicos, em vez de uma rara exceção”. 

Para atingir esses fins, particularmente no que diz respeito aos “objetivos sociais e de governança”, o Dr. Schwab propõe algo chamado “Stakeholder Capitalism Metrics”, que são divulgações não financeiras adicionais para as empresas em seus relatórios anuais. Essas métricas incluiriam respostas a perguntas como:

  • Qual é a disparidade salarial de gênero na empresa X? 
  • Quantas pessoas de diversas origens foram contratadas e promovidas? 
  • Que progresso a empresa fez para reduzir suas emissões de gases de efeito estufa? 
  • Quanto a empresa pagou em impostos globalmente e por jurisdição? [um controle sobre todo o processo produtivo]

Em outro  artigo  no site do WEF, Schwab afirma que o “The Great Reset”[A Grande Restauração], “exigirá governos mais fortes e eficazes” e a “criação de … incentivos para que as indústrias melhorem seu histórico ambiental, social e de governança (ESG – Environmental, Social, Governance) métricas. ” 

Ele também afirma que “o mundo deve agir em conjunto e rapidamente para renovar todos os aspectos de nossas sociedades e economias, desde a educação até os contratos sociais e as condições de trabalho”. 

“Todos os países, dos Estados Unidos à China, devem participar, e todos os setores, desde petróleo e gás até tecnologia, devem ser transformados. Em suma, precisamos de uma ‘Grande Restauração’ do capitalismo ”, continua Schwab.

Conforme explicado posteriormente  por Sharan Burrow, secretária-geral da Confederação Sindical Internacional, a economia global precisa de “reequilíbrio”. “Precisamos criar políticas para alinhar o investimento nas pessoas e no meio ambiente”, disse Burrow. “Mas, acima de tudo, a perspectiva de longo prazo é sobre reequilibrar as economias.”

Em uma  apresentação de vídeo em 6 de agosto sobre o tema “The Great Reset”[A Grande Restauração], o editor do The Remnant , Michael Matt abordou a conexão entre a crise [fabricada] do coronavírus e os bloqueios.

“Não se trata mais de COVID. Trata-se de uma reinicialização de tudo. E os Estados Unidos da América estão no caminho agora de tudo isso, então eles estão desestabilizando todo o nosso país”, disse Matt.

“O nome do jogo agora é colocar a economia dos Estados Unidos de joelhos, tirar os EUA do caminho [da implantação desta agenda], para que todos queiram o ‘The Great Reset” [A Grande Restauração], afirmou Matt.

Ele continuou, “The Great Reset, então, politica, [e] financeira e economicamente … quer implementar programas socialistas massivos e, é claro, implantar o plano sobre mudanças climáticas global ao longo das linhas do Green New Deal. O regulamento vai ser inacreditável”.

O único governante de um grande país que está no caminho desse esforço global, Matt afirma, é Donald Trump e os EUA. Ao discursar no encontro anual do WEF em Davos, Suíça, em janeiro de 2020, o presidente dos EUA  declarou num alerta contra esta agenda:

“Estamos comprometidos em conservar a majestade da criação de Deus e a beleza natural de nosso mundo … Mas para abraçar as possibilidades de amanhã, devemos rejeitar os profetas perenes da desgraça e suas previsões do apocalipseEsses alarmistas sempre exigem a mesma coisa : poder absoluto para dominar, transformar e controlar todos os aspectos de nossas vidas. Nunca permitiremos que socialistas radicais destruam nossa economia, destruam nosso país ou erradiquem nossa liberdade. A América sempre será o baluarte orgulhoso, forte e inflexível da liberdade”.

Embora os detalhes [E “o Diabo mora nos detalhes”, de acordo com um provérbio alemão] da “Grande Restauração” ainda não tenham sido revelados, espera-se que sejam divulgados na reunião do WEF em janeiro de 2021. No entanto, dadas as evidências, Justin Haskins, do Instituto Heartland, conclui :

“É claro que o propósito do plano … é mover a economia mundial em direção ao socialismo, usando as mudanças climáticas e a [pandemia fabricada do] COVID-19 como justificativas”. 

E para ajudar a derrotar a “[A Grande Restauração]”, aconselha Michael Matt, “ore para que Trump vença em novembro”.

RELACIONADO:


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores. – Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome.Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da BESTA; porque é o número de um homem,e o seu número é seiscentos e sessenta e seis[666]“.  –  Apocalipse 13:16-18


Mais informações, leitura adicional:

Permite reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

Uma resposta

  1. Planetinha INFERIOR … ? , Lixo … Humanidade Lixo… Meu caro pela sua IGNORÂNCIA voce é um serio candidato a NÃO ACOMPANHAR O PROCESSO EVOLUTIVO que esta sendo proporcionado às almas que tem DISCERNIMENTO a respeito do momento final que estamos vivendo. Muita Luz e Paz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *