Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Tirania em curso

Eu gostaria de parar de escrever sobre COVID, mas não posso porque existem implicações econômicas muito fortes, que não podem ser separadas. E temo que “novas políticas” serão aprovadas que só piorarão as coisas. Todos nós já sabemos que a variante Delta do vírus COVID (SARS-CoV-2) está se espalhando rapidamente nos EUA e na Austrália.  Grandes surtos também atingiram a Índia e o Brasil.  O que tem recebido menos atenção é o fato de que a variante Delta agora também está se espalhando rápido pela China. Isso é irônico porque o vírus começou na China, no Instituto de Virologia de Wuhan.

Tirania em curso

Jim Rickards  –  para The Daily Reckoning

Enquanto o vírus se espalhava pelo mundo, a China aparentemente eliminou rapidamente a disseminação do vírus primário dentro de seu próprio território. Agora, o vírus deu uma volta completa e está de volta à China em uma forma variante nova e mais virulenta.

Há uma grande diferença na forma como a China aborda o vírus do ponto de vista da saúde pública em comparação com os Estados Unidos, Japão ou Europa. Os bloqueios da China são muito mais extremos e tirânicos.

Por que a China impõe bloqueios extremos

A China identificará rapidamente um surto e cortará a circulação de todos os carros, trens e serviços aéreos para a área afetada. A China também fechará rapidamente os principais portos e centros de distribuição se um único caso aparecer. A China sabe que a disseminação do vírus é uma ameaça à legitimidade do Partido Comunista Chinês. A China se preocupa mais com a manutenção da “lealdade e a sobrevivência” do Partido do que com o crescimento econômico.

A China agora está impondo medidas extremas, incluindo o cancelamento de muitos voos domésticos, o fechamento de portos,  aeroportos e a restrição de viagens de férias. A economia da China já estava desacelerando antes desta nova onda do vírus. Dadas as formas mais extremas de controle da COVID da China, sua economia desacelerará ainda mais.

Isso é uma má notícia para a China – e uma má notícia para o mundo. O crescimento global desacelerará visivelmente nos próximos meses, em parte devido à natureza extrema da abordagem de bloqueio da China. Esse é um excelente exemplo de como o vírus e a economia estão intimamente ligados.

Mas quanto sabemos realmente sobre COVID? Você pode realmente confiar no que as autoridades de saúde, os políticos, os “especialistas” e a grande mídia [Pre$$titute$] estão lhe dizendo?

Ciência vs. Anti-Ciência [manipulação dos fatos]

A essência da ciência é o debate. Um cientista irá propor uma hipótese, que então será testada com experimentação. Se os dados do experimento tendem a confirmar a hipótese, eles ganham aceitação em um público profissional mais amplo.

Se os dados tendem a refutar a hipótese, podem ser abandonados em favor de outra nova hipótese.  Se os dados não estiverem claros, os experimentos podem continuar. Ao mesmo tempo, outros profissionais da área podem questionar a hipótese ou propor a sua própria. Diferentes especialistas podem questionar os experimentos ou desafiar a interpretação dos dados experimentais.

Todas essas ideias e resultados são publicados em revistas acadêmicas especializadas e são revisadas por pares. O debate continua até que algum consenso seja alcançado. Mas, mesmo assim, o consenso pode durar apenas até que apareça uma visão e uma proposição ainda melhor. E por aí a ciência vai evoluindo.

Qualquer um que diga que a ciência em um determinado tópico está “estabelecida” não sabe nada sobre ciência porque a verdadeira ciência nunca está estabelecida, o contrário disso cria um dogma. A ciência esta em constante EVOLUÇÃO. Basta perguntar a Newton, Einstein e Niels Bohr. Eles foram três dos gigantes da ciência, mas cada um deles revolucionou o trabalho de seus antecessores.

Infelizmente, nenhuma das regras da ciência real parece mais se aplicar quando tratamos sobre a pandemia COVID. A “ciência” em torno da pandemia COVID foi politizada, distorcida, esmagada, manipulada e mentida a ponto de os cidadãos com um mínimo de consciência não mais confiarem em seus funcionários públicos, de saúde, médicos, políticos e na mídia – e nem deveriam.

Censura aberta 

Uma das razões pelas quais a taxa per capita de infecção e mortalidade na África Subsaariana tem sido muito menor do que o esperado no início da pandemia é porque os africanos tomam hidroxicloroquina rotineiramente para prevenir a malária, mas voce não houver sequer um sussurro na mídia sobre esse fato.

A hidroxicloroquina é barata e segura e parece ter excelentes propriedades profiláticas contra o vírus COVID. Da mesma forma, a droga Ivermectina, que também é barata e segura, teve resultados fantásticos [veja recente estudo em Israel] ao ajudar a mitigar um grave surto da variante Delta do vírus na Índia.

Na Índia, a ivermectina pode ter paralisado a COVID em seu caminho. 61 estudos incorporando cerca de 23.000 pessoas revelaram uma redução de até 96% na mortalidade por que os infectados foram tratados com a barata ivermectina. 

Por que você não ouviu mais sobre o papel da hidroxicloroquina na África? Por que você não ouviu mais sobre o papel da ivermectina na Índia? Por que ambas as drogas não estão sendo mais amplamente utilizadas para combater a COVID?

A resposta é que a Big Tech, Big Pharma e Big Media [Pre$$titute$] baniram qualquer discussão sobre esses dois medicamentos, é proibido e portanto censurado. Se você digitar a palavra hidroxicloroquina no Twitter, seu tweet será banido pela sombra ou sua conta será encerrada. Se você postar algo sobre ivermectina no Facebook, receberá um aviso de “desinformação” ou coisa pior.

As principais redes de TV – ABC, NBC e CBS (e os principais jornais) – não noticiam sobre essas drogas e outros medicamentos. Somente a necessidade da VACINA, 24 horas por dia. A notícia está sendo censurada com o objetivo de forçar a vacinação com os tratamentos experimentais de modificação genética das injeções mRNA da Moderna e Pfizer.

Não quero soar como um Teórico da Conspiração, mas você precisa se perguntar por que notícias positivas sobre terapias baratas e eficazes estão sendo suprimidas e quem ousar defendê-las é sumariamente perseguido, mesmo sendo o ganhador de um prêmio Nobel..

Nunca é demais seguir o dinheiro. É tudo uma questão de faturar bilhões de dólares para a Big Pharma e a criação de um planeta que vive controlado pelo medo.

Quem se importa com o que a ciência diz?

Infelizmente, a pandemia continuará porque as vacinas não funcionam bem e seus “efeitos” passam rapidamente. E isso significa que o crescimento econômico continuará a enfrentar muitos ventos contrários. A pandemia poderia ser mitigada com alguns medicamentos genéricos baratos. Mas não será por causa da censura, simples ganância e a agenda de mais controle sobre à população.

Mas isso não impede que burocratas e políticos exijam a vacinação universal. O trem de mandato [imposição] da vacina COVID-19 continua rolando nos trilhos. O governo Biden disse há vários meses que não haveria um mandato nacional para vacinas. No sentido técnico estrito, nenhum mandato federal aplicável a todos os cidadãos foi emitido. Mas o espírito da promessa de Biden está agora em frangalhos.

Em vez de um único mandato nacional, Biden emitiu um grande número de mandatos separados para grupos específicos e incentivou empresas e instituições privadas a fazerem o mesmo. O resultado tem sido praticamente o mesmo que uma imposição nacional de vacinação em massa.

A vacina agora é necessária para todos os funcionários federais e todos os contratados do governo.  É necessário para todas as forças militares. É exigido na maioria das grandes universidades para os alunos que voltam às aulas. Grandes empresas como Walmart, Amazon, Facebook e outras exigem a vacina para alguns ou todos os seus funcionários.

Requisitos de vacinas semelhantes foram impostos nos níveis estadual e municipal e por distritos escolares, sindicatos de professores e organizações não governamentais. Ainda assim, há bolsões da população onde os mandatos não se aplicam e alguns indivíduos têm conseguido manter sua liberdade de ação e seu direito constitucional de escolher ou não ser vacinado.

Seja um Vacinado ou Viva segregado como um Leproso

Esses bolsões de resistência são os próximos alvos dos traficantes de vacinas. Uma vez que alguns não podem ser forçados a tomar a vacina, a última tática é tornar suas vidas as mais miseráveis ??possível até que concordem em fazê-lo “voluntariamente”. Essas táticas incluem ser banido de jantares em ambientes fechados, frequentar shows, eventos esportivos, peças de teatro, assistir filmes em cinemas e outras atividades sociais.

Um novo reinado de terror está sendo imposto àqueles que se recusam a seguir a ortodoxia da vacina. Entre as recomendações mais assustadoras estão os requisitos “é obrigatório estar vacinado para viagens interestaduais” e reduzindo os pagamentos do Medicare para os não vacinados contra a COVID.

Existem muitos motivos legítimos para não tomar a vacina, incluindo aqueles que já tiveram a COVID (cerca de 35 milhões de pessoas com anticorpos mais fortes do que a própria vacina produz), por motivos religiosos e as sérias dúvidas que os mais conscientes tem sobre os múltiplos e graves efeitos colaterais e, principalmente, as mudanças genéticas permanentes em genomas de DNA individuais por causa das vacinas mRNA.

Nada disso importa para os burocratas do governo e seus comparsas. A vacina está sendo imposta, quer você goste ou não. Aqueles que não forem injetados serão forçados a ir para o porão de uma sociedade de duas camadas e terão o acesso negado aos espaços públicos e à interação social.

Seu direito de escolha se resume a ser vacinado ou ser tratado como um leproso.

Cumprimentos de Jim Rickards, para The Daily Reckoning


“O indivíduo é [TÃO] deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente”.  – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956


Mais informações, leitura adicional:

Permitido reproduzir desde que mantida a formatação original e a conversão como fontes.

phi-cosmoswww.thoth3126.com.br

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *